Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Que perguntinha!


A morbidez idiotizante da RBS

O portal da RBS faz uma pergunta mórbida aos “consumidores” que o visitam (acima). No afã de propor interatividade, a empresa midiática acaba resvalando para uma relação idiotizante com o seu público.

Neste caso, poderia pelo menos evitar a morbidez explícita e perguntar somente sobre algo tolinho, como:

Considerando que o hábito diário da leitura dos veículos da RBS levam a um retardo mental, qual a última coisa que você gostaria de fazer antes de perder totalmente a lucidez e o discernimento?

17 comentários:

ju disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
muito bom!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

kkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

O CERN é um enorme burocracia científica na qual a voz dissonante está soterrada sob pilhas de comitês e prazos para mostrar resultados desse fabuloso investimento de 9 bilhões de dólares que levou 13 anos para ficar pronto.
Tem gente que passou 35 anos trabalhando pela idéia.
E eles apenas ligaram um feixe de prótons. Estão na fase de calibragem. Ainda não começaram a quebrar prótons.
O profº Rössler de Tuebingen é uma dessas vozes dissonantes que acredita que o LHC possa criar pequenos buracos negros que escapem dos dutos como um espécie de "poluição", rodopiem até o centro da Terra e lá fiquem "engordando" até que cheguemos a notar algo podem se passar 50 meses.
Ele sugere que se ligue o LHC aos poucos, ao invés de começar com 8 vezes mais energia do que o experimento anterior.
A física de partículas está longe de ser um ciência conhecida, mapeada, de domínio tranqüilo como é a física newtoniana, e é probabilística, freqüente dual e governada pelo princípio da incerteza. Ao fazer uma mensuração, o fenômeno medido já se alterou.
Cautela se justifica.

Anônimo disse...

Zero Hora, tentando passar um perfil coloquial, emplaca uma pergunta destas.
O cidadão comum não deve ser alarmado com um questionamento que diz respeito à comunidade científica.
Mas, em outros assuntos ZH é mais matreira.
Tentei enviar, sem sucesso, perguntas mais mordazes aos candidatos no chat dos prefeituráveis. Tive TODAS censuradas pela Dona Rosane e a Dione Kunh ou quem seja o moderador.
Para isto eles não são ingênuos...


Ricardo M.

Anônimo disse...

Aff...
pra q isso????
tu nao tem mais o q fazer neh?
c nao gosta das coisas q a rbs publica pq nao para d ler?
simples

blog d cu eh rola
vao tudo c fuuude

Anônimo disse...

olha só! um lambe-saco da RBS por aqui, já tem empreguinho escravo por lá ou pretende o mesmo para o futuro? futuro este que pelo visto a RBS não vislumbra...

heliopaz disse...

Pessoas humildes, de pouco estudo e de pouca idade são suscetíveis dessas irresponsabilidades.

A filha (12 anos) de uma auxiliar administrativa da empresa onde a minha noiva trabalha ficou nervosa ao ler en passant à matéria que saiu em ZH (não no site).

Com isso, ela alarmou sua mãe. Como a mãe dela sabe que eu sou mestrando em Ciências da Comunicação, pediu para a Lu me perguntar sobre se era algo preocupante para a humanidade ou não.

Detalhe: essa pessoa é de igreja evangélica - o que é mais um motivo para ter ficado alarmada.

Bem... Sinceramente, tenho mais o que ler do que Zero Hora (só o faço para criticar a prática jornalística mas, como não é essa a minha linha de pesquisa, é algo apenas eventual), tenho mais o que assistir do que TV aberta (alientante, imbecilizante, espetacularizada até mesmo para os mais conservadores e para os mais humildes) e só ouço rádio quando não existe a menor possibilidade de assistir ao GRÊMIO nem ao vivo, nem pela TV).

No Correio do Povo (que também é uma porcaria, mas é mais barato do que dois almoços em um buffet livre do Bomfim), a matéria sobre o acelerador de partículas do CERN foi frívola, sem tecnofilia nem profecias do apocalipse.

Não tenho opinião formada sobre essa área da Física. Além disso, o fato de não ter havido espetacularização no Correio do Povo também não significa que a matéria tenha sido isenta ou que tenha sido correta ou completa segundo o padrão do bom jornalismo, que deveria ser investigativo.

Portanto, como saber se é caso para um estado de alerta ou não?! Ao mesmo tempo, não se pode parar a sociedade por causa disso.

[]'s,
Hélio

Carlos Eduardo da Maia disse...

Hélio, essa notícia de que poderemos ingressar em um novo buraco negro tendo em vista as experiências com o LHC foi divulgada em TODOS OS JORNAIS DO MUNDO. Não foi a ZH que inventou isso, mas a opinião de físicos desse vasto mundo. E não vejo nada demais em relação a pergunta da ZH para seus leitores e consumidores.

Anônimo disse...

lógico, a pergunta é tão imbecil quanto o limite do teu raciocínio Maia, te toca!!!!
(desculpe, mas não dá prá ler e ficar quieta)
Maria Rita

Maria Alice Custódio disse...

Feil, fica tronkilo, se aquele filhote de rbs ficou nervosa é por que tu está dando nos nervos deles.
Continua, meu filho!

Oscar disse...

Pior que a pergunta foram as respostas... ao menos são risíveis!

Antonio Cavalcanti disse...

Todos esses imbecis leem zero hora e ficam criticando. E dizem que quem lê vai ficando cada vez mais idiota. E esse é o caso do editor desse blog ridículo, mais os seus asseclas.

edu disse...

O q é zero hora???

As pesquisas custaram 6 bilhoes de euros, as obras do trem de alta velocidade, de Milao à Bolonha (220 Km) custaram 7 bilhoes...creio q o CERN gastou muito pouco para uma pesquisa tao importante.

Paulo disse...

Brilhante a proposta de pergunta para o diário da Azenha. kkkkkkkk. Feil cada vez melhor.

Anônimo disse...

Buraco negro é a produção do PRBS, e o resultado da ´produção é uma merda só, e que o Maia representa junto com este bando de latifundários roaldores de dívidas.

Claudio Dode

Tati disse...

Maia say: ..."poderemos ingressar em um novo buraco negro"...

Demorei para entender o "novo" buraco negro. Que eu saiba nunca estivemos em um, hehehe.

Mas depois caiu a ficha, o primeiro buraco negro em que ingressamos foi o "novo jeyto de governar"...

Anônimo disse...

Taty:

"o novo jeito de governar" é o velho jeito de explorar.

O Busatto sabe e recomenda....

De casa em casa...

Claudio Dode

Anônimo disse...

Canalha, canalha, canalha!

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo