Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Laudo derrota ministro da Defesa


Jobim blefou e mentiu o tempo todo

Os equipamentos encomendados pelo Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI) para uso da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) "não têm capacidade técnica para grampear sinais de celular". A informação é da Agência Brasil.

A conclusão está no relatório da Diretoria Técnico-Científica do Instituto Nacional de Criminalística da Polícia Federal sobre a perícia de 16 equipamentos utilizados para varredura e precauções anti-grampo pedida pelo GSI.

O laudo conclusivo foi encaminhado hoje pelo gabinete à Comissão Mista de Controle das Atividades de Inteligência do Congresso Nacional.

.........

Este laudo do INC deixa nu o ministro da Defesa, Nelson Jobim, que havia acusado a Abin de possuir apetrechos com capacidade de interceptação telefônica, acusação que resultou no afastamento do delegado Paulo Lacerda da direção da agência federal de inteligência.

Ontem mesmo, o presidente Lula, em entrevista à TV Brasil, já havia dito que o delegado Lacerda volta à Abin, “quando quiser”. Certamente Lula já tinha conhecimento deste laudo do Instituto Nacional de Criminalística da PF. De uma certa forma, é uma maneira indireta de o presidente fazer uma autocrítica, já que acreditou piamente na palavra envenenada do ministro da Defesa que acusava a Abin de ter adquirido equipamentos de grampo.

Segundo vários jornais de hoje, o ministro Nelson Jobim afirmou, através de sua assessoria, que não irá comentar o resultado deste laudo do INC.

Claro, seria como chapinhar na lama das próprias mentiras.

Um comentário:

Fabrício disse...

Jobim, quando integrante do STF, influiu no processo movido contra a privatização da Vale, pedindo vistas no mesmo dia em que o leilão iria acontecer (como, de fato, ocorreu), viabilizando, assim, a venda. Isso tudo depois de ter sido ministro de FHC e, nessa condição, elaborado o edital de privatização.
Este comportamento de vassalagem não é, portanto, nenhuma novidade. Impressiona que Lula (se é que Lula ainda pode impressionar) o tenha chamado.
No caso Dantas, não é o dinheiro dele que está constrangendo a normalidade republicana, mas o rabo preso que ele tem dos altos integrantes do governo - deste e do anterior.
Jobim, com certeza, manobra nestes marcos. Sem pudor.

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo