Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Gilmar Mendes, um obcecado sebastianista


Maníaco monotemático

O presidente do STF, Gilmar Mendes, está obcecado com o papel a que se auto-destinou na história do Brasil. Trata-se de um sebastianista convicto. Uma espécie de Antonio Conselheiro togado. Quer restituir ao País o passado oligarca que se perde na fumaça do tempo, mas que ainda acusa presença residual nos criminosos do colarinho branco, objeto de tanto zelo do tucano Mendes.

Admira que ele encontre eco à sua cruzada passadista no jornal Folha de S. Paulo, o único órgão da mídia brasuca que acredita piamente que Gilmar Mendes sofreu de fato um grampo telefônico ao conversar com o senador goiano com cara de porquinho da Índia.

Coisas da vida.


28 comentários:

miss pig disse...

e que assunto se trata com porquinhos da Índia?
Porquices.

Ary da Silva Martini disse...

Os cumpadres MendeSS e Demóstenes tiveram um papinho amigo, que bem lhe conveio. Alguém datilografou a fuleragem e disseram que era resultaod de um grampo feito pelo governo. Ninguém mostrou o áudio (elementar, né?). Ninguém cobra a apresentação do áudio. Estranho, né? Olha, eu acho que o autor do grampo foi o "Kafka". Franz Kafka. E como está aquela história do bate-papo num restaurante aqui de Brasília (assessores de Gilmar e advogados de Dantas)? A que ponto chegamos: o presidente do STF é um agente a serviço da oposição. Não é o fim?

Anônimo disse...

O fascismo traveste-se de várias coisas e formas, uma delas é o moralismo(falso) nacionalista/patrioteiro de salvador da ordem e do progresso, disfarçados na democracia dos juristas.
Assim, entendo que GM está mais para Mussolini caboclo do que para Antonio Conselheiro, este fundamentalista por ignorância, aquele por ideologia.

armando

Juarez Prieb disse...

Antonio Conselheiro também era contra a República, achava que tudo ficaria contaminado pela modernidade.
Gilmar pode ser mesmo um Conselheiro do século XXI, reunindo o rebotalho das oligarquias para marchar contra o futuro e o progresso social e cultural.

panoramix disse...

Assistimos diariamente o pavor da gente que participou do periodo privatista de FHC, no limite da irresponsabilidade, personificadas na figura preocupada e tensa do advogado gilmar mendes, inacreditavelmente alçado ao STF! Quando teremos alguém defendendo com mais enfase o que está sendo feito para combater a corrupção ou sem meias palavras: que vai peitar o novo "serjão"?!
Saudações 4oloradas!

Carlos Eduardo da Maia disse...

Gilmar Mendes é um dos grandes constitucionalistas brasileiros. Profundo estudioso do direito constitucional alemão e doutor pela Universidade de Münster, Alemanha. Para quem não sabe, o nosso sistema constitucional é baseado no sistema alemão. Discordo de certas decisõe de Gilmar Mendes, como a concessão do segundo habeas corpus a Daniel Dantas, mas é senso comum nos Tribunais superiores e inferiores brasileiros de que "está tudo gravado". O mundo da modernidade tem sim dessas coisas. O monitoramento de informações é fato. É utilizado a torto que é direito, sobretudo sem ordem judicial, e é fundamental que a sociedade esteja em constante alerta. Mas muito pior do que isso é a corrupção generalizada que tem que ser combatida. É paradoxal: de um lado a queixa dos magistrados e de outro o combate a corrupção que existe, inclusive, no Poder Judiciário. Mas tudo tem que ter seus limites e nessa onda, eu acho que Gilmar Mendes tem razão.

m,arioorangelgeografo.blogspot.com disse...

Pronto, chegou o "advogado" do Gilmar MendeSS...

Quem poderia ser?

Ele, o energúmeno, seu nome qual é?

Começa "Ma" e termina com "ia"...

Me nego a preoferir o nomezinho deste "sabão" (sabe tudo)... uma verdadeira Barsa ambulante.

panoramix disse...

Depois dos 4x1 tu enlouqueceu de vez alex? Tu é cego ou não quer ver e como dizia meu querido e velho avô, infelizmente gremista (um dos seus grandes defeitos): diploma não encurta "orelha" e eu complemento...más intenções também!

Carlos Eduardo da Maia disse...

Aliás, muito boa a entrevista do Gilmar Mendes na Folha de hoje. Pena que a parcialidade do DG não abra espaço para o contraponto. Sobre essa sinistra relação de PF e ABIN o próprio Mendes diz: inicialmente, essa participação foi negada. Depois se disse que houve uma cooperação tópica para assuntos estratégicos. A terceira versão foi a de que participaram dois ou três servidores previamente designados.Em outro momento se descobrem que eram 52 agentes da Abin, e depois 56 agentes, e não sei se paramos por aí.Revela-se também uma quantidade enorme de dinheiro despejado nisso. A Abin não foi subsidiária. Pergunto: pode haver uma cooperação nesse nível? Quem autoriza?
FOLHA - Sua opinião.
MENDES - Entendo que não. Isso é indevido e não estou a discutir provas, estou a dizer: que projeto político se escondia atrás disso? Era criar o quê?Uma super Abin e PF, uma fusão delas duas? Será que foi disso que nos livramos a partir da revelação desses fatos? Que projeto se escondia atrás disso?Que a Constituição não contempla eu não tenho a menor dúvida. Polícia judiciária é atividade da Polícia Federal.Que possa haver alguma cooperação, pode haver. Pode-se considerar como cooperação quando a presença do órgão de cooperação é maior do que a do órgão que recebe o apoio?

Ary da Silva Martini disse...

Vocês ficam esculhambando o Maia (well, discordo de certas decisões de Gilmar Mendes...) e ele gosta disso. Acho que ele ri a cada esculhambada que leva. Aliás, ele provoca a esculhambada. É uma figuraça! Sobre o MendeSS, entre a opinião do Maia e a opinião do Dalmo, fico com a última.

Anônimo disse...

Maia, a uma, cadê as gravações? Nisso tudo, restou uma verdade: Jobim o general frustrado é um mentirosos. A dois, o nosso sistema constitucional não tem nada de alemão, mas muito, muito da constituição portuguesa. A três, ter título de doutor no exterior não prova muita coisa, apenas que estudou...no exterior. Respeito muito mais um bom doutorado na USP ou Federal daí, do que 10 títulos conseguidos nas Europas, sabe-se lá como...

armando

panoramix disse...

É isso aí ary martini, ele discorda todo mundo vai atrás xingando e ele fica dando risada, típico do troll!

Carlos Eduardo da Maia disse...

Armando, tem muita coisa estranha ao redor da ABIN. Não te esqueça que a ABIN é o SNI. E ninguém gostava do SNI. De uma hora para outra, certa esquerda começou a gostar do SNI e de certas leis de segurança nacional como essa história do jornalista não poder divulgar matéria com base em grampos ilegais.. Temos que abrir o olho, Armando. Os cordeirinhos vestidos de lobos estão por ai.

Carlos Eduardo da Maia disse...

Armando, nosso sistema constitucional é espelhado na constituição alemã, sobretudo na parte do judiciário e do controle constitucional do STF. Essas histórias de súmula vinculante, decisão com efeito erga omnes etc.. vêm todas do sistema alemão. E a tese de doutorado do Gilmar Mendes foi exatametne sobre isso. Ele tem um livro muito famoso chamado a Jurisdição Constitucional que é exatamente a tese de doutorado dele de Münster. Mendes é um dos bons juristas do STF.

panoramix disse...

Não senhor, ABIN e uma coisa e SNI foi outra! Não é a toa que Lula colocou um homem de confiança e capaz pra organizar o que teoricamente deveria ser secreto, mas parece que gilmar e seus antigos pares temem alguma coisa e estão fazendo de tudo pra que não funcione - tanto Abin quanto PF. Todos os países, todos, sem exceção, necessitam de um setor de inteligência, os motivos são obvios!

panoramix disse...

Grande merda "doutorado de Münster", então que faça jaz ao título de doutor e ajude a combater a corrupção instalada. Ajude a colocar na cadeia o banqueiro ladrão, o empresário ladrão, o político ladrão, o corrupto, porque tá dando na vista, pelo menos dos que querem ver, a tentativa de acobertamento dos negócios feitos lá nas privatizações - lembra? Martelinho, batendo, PIG comemorando e nos vendo uma Vale do Rio Doce sendo entregue por R$ 3,3 bilhões, de mão beijada!

Carlos Eduardo da Maia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carlos Eduardo da Maia disse...

ABIN e SNI é a mesma coisa e não mistura as bolas, ó druida. Concordo que todo pais deve ter um serviço de inteligência, mas ele não pode ser usado para vasculhar a vida de todos e isso pode estar acontecendo no Brasil de nossos dias. Nenhum Estado pode ter este poder. Quanto às privatizações que bom que elas ocorreram. A Vale é hoje muito mais eficiente, gera muito mais imposto para os cofres públicos e faz circular muito mais capital e agrega muito mais valor hoje do que na época que era estatal. Não existe motivo nenhum para fazer a reestatização de uma empresa como a Vale. O governo FHC fez muito bem em desestatizar e, sobretudo, a parte de serviços. OU alguém aqui tem saudade dos tempos dessas estatais?
Por fim, se o Dantas é ou não é corrupto, se praticou ilegalidades e crimes quem vai decidir não é o Mendes, mas o Judiciário como um todo. O Mendes apenas - certo ou errado - concedeu um habeas e o processo continua.

Ary da Silva Martini disse...

"MendeSS é um dos bons juristas do STF", pois "tem" até um curso: "venha aprender com quem faz doutrina" (ou algo parecido). Tudo dentro da lei.

panoramix disse...

A resposta a este teu discursinho direitoso já foi dada pelo mercado, lembra? Estas a par do que está acontecendo na econômia mundial lastreada em papel, gestada principalmente nos anos 80 e 90 neste momento - desregulamentação de tudo foi igual a descontrole de tudo. E agora? Econômia sem controle+presidente americano incompetente, temos talvez a maior crise econômico-financeira de todos os tempos que irá nos atingir sim, eu sei, nós sabemos e Luis Inácio também sabe! Mas aquele é o modelo que defendes - ACORDA pra cuspir, não vais ter mais malbecs tão fácil, o mundo tá caindo cidadão, ACOOOORDA! Por outro lado passo a duvidar que não tenhas relações com Dantas e sua turba. Porque está defesa ferrenha de uma hora prá outra - pedidos da Yeda a base aliada?

Ary da Silva Martini disse...

MendeSS deveria abrir uma pastelaria: pastelaria do Beiçola! Aquele beiço todo deve ser para facilitar a "güela" que ele mete.

SueliF -Porto Alegre disse...

Maia...tu é meu Circ de Soleil Intelectual. Eu me divirto.

Qui guri teimoso!

Apresenta umas ideias,planos,estruturas de integração sociais,tuas,não só as de minar o governo.
Até apresenta prá ti mesmo!

Abraço em ti e no blog

Sueli F -Porto Alegre disse...

Nova Identidade,sem mudar as ideias.

Sueli F

Vou ver se vai...

Abraço no Cristof

Anônimo disse...

Maia, essa é uma das lendas propaladas pelo pp. GM. A base constitucional éa portuguesa e espanhola. Principalmente, a portuguesa. É só pegá-las e comparar. O que o supremo presidente vive vendendo é a questão do controle constitucional, usado pela Constituição portuguesa, bebido na Cosntituição norte-americana. A única coisa alemã é o próprio presidente supremo. Só.
armando

Clairton disse...

"Concordo que todo pais deve ter um serviço de inteligência, mas ele não pode ser usado para vasculhar a vida de todos e isso pode estar acontecendo no Brasil de nossos dias."

O bichinho escroto da maia continua com a sua "cruzada brancaleone", tenta defender o indefensável. È ele e o time dele: não têm vergonha na cara, levam de quatro e acham que foram roubados pela arbitragem.
Ora, existe aquele velho ditado: QUEM NÂO DEVE NÃO TEME. Se eu não tenho nada a temer que vasculhem a minha vida.
Para qualquer cidadão honesto a reação correta e lógica diante de uma suspeita sobre a sua conduta é permitir a maior transparência possível nas investigações para que sua inocência seja comprovada rapidamente.
A atitude do banqueiro/vigarista daniel dantas é justamente oposta, está movendo mundos e fundos para impedir que a investigação continue, com a ajuda de figurões como o çábio gilmar mendes.
Sobre este imbróglio há duas questões que não querem calar: porque até agora não abriram os discos rígidos escondidos atrás de paredes falsas na residência do pilantra, e onde está o áudio da conversinha entre "grande jurista" e o "impoluto" senador.

Anônimo disse...

O que eu gostaria é ver alguém decifrar o que o assessor do Dantas, que tentava "adquirir" algum juiz em São Paulo por que em Brasilia já estava tudo acertado. E estava!

O Gilmar Mendes é tão, mas tão estudioso que precisou se misturar nas aguas turvas da privataria do governo FHC para subir na carreira, já mal cheirosa de ministro.

Claudio Dode

Anônimo disse...

Para o Maia o Gilmar Mendes não é nem um intelectual ou jurista, é só um saco a mais para puxar.

Claudio Dode

Anônimo disse...

Canalha, canalha, canalha!!

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo