Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Pescaria miúda


Agora, vai

Deu no Correio do Povo, de hoje:

Ministro da Pesca, Altemir Gregolin, desembarca hoje em Porto Alegre para apoiar a candidatura da petista Maria do Rosário.


20 comentários:

Anônimo disse...

É mais uma Política Social e Pública do Presidente Luiz Inácio do PT, que multiplica os Peixes para o Pão de cada dia!
E a candidata Maria do Rosário do PT faz parte desse Projeto Político. A Maria é a mesma pessoa aqui em Brasilia.
Enquanto que outras candidaturas tem duas caras. Uma para o Presidente e outra para a velha corja. Portanto parem de usar o nome do Presidente Lula em vão.Basta de hipocresia!

Por isso é preciso Levantar e Libertar Porto Alegre do estado desumano em que se encontra. E pra isso Maria é a Estrela que vai Fazer brilhar POA e reencontrar o caminho da Democracia!
Cândida

juca bala disse...

Desculpa, Cândida, aí em Brasília ela é a Maria do Rosário. Em POA ela é Simplesmente Maria, com a mãozinha sobre o coraçãozinho em chamas e atravessado por setas e coroas de espinhos.

Carlos Eduardo da Maia disse...

A Cândida é o Cid Moreira do Governo Lula. Para quê mesmo serve o Ministério da Pesca?

ju disse...

Agora, vai...... pro buraco.

Anônimo disse...

Os candidatos do PT com Projetos de Políticas Sociais Criativas sempre encontram caminhos diferentes para superar os atravessamentos e os "buracos" capitalísticos.
A Maria do Rosário é um exemplo de política que trabalha o ano inteiro, não só em véspera de eleição.
Alice

Anônimo disse...

Quem está mais qualificado para responder sobre os Projetos do Ministério da Pesca são os pescadores, que lançam suas redes em todo o litoral brasileiro e vivem da pesca. É ir lá pra conferir!
Cândida

Juarez Prieb disse...

Voltaire chamou um personagem seu de Cândido, porque ele interpretava tudo ao pé da letra. Mas isso faz muito tempo, foi ainda no século XVIII (dezoito).

Anônimo disse...

Cândida:

O maia só entende de Detran, Daer, Banrisul, Casa das Laranjas, etc.

Como ninguém vai ler o que o canalha escreve no blog dele, ele vem aqui provocar, ou alguém para isso.

O Maia é Cid Moreira da Yeda, e de toda tucanalhada pefelista.

Claudio Dode

Raul Sendic disse...

Agora vai!!! Com o Dr. Peixe e o Sr. Maçã vamos para a virada.

Will disse...

Se o Maia fosse um peixe, seria um bagre. Só a cabeça, claro!

Ary da Silva Martini disse...

Prezado Maia: acho que você tem razão. Para quê Ministério da Pesca, né? O Brasil não tem costa litorânea, não tem rios, lagoas e lagos. A água aqui é escassa (vamos importa de Israel). Acho que você tem razão. Por falar nisso, conincidentemente, amanhã eu tenho uma reunião nesse "ministério inútil". Vou propor, antes da reunião, a sua extinção. Se tiverem juízo, me darão ouvidos.

Malacara Fish disse...

O Peru que tem 20 milhões de habitantes pesca 15 vezes mais frutos do mar que o Brasil. É uma das fontes de renda do país e item principal de suas exportações.
No Japão, 80% da dieta de sua população vem do mar.

Ministério da Pesca é uma coisa inútil mesmo, deveria ser substituído pelo Ministério do Churrasco para a guascada grossa se deliciar.

Carlos Eduardo da Maia disse...

Ary, o Brasil precisa sim investir na pesca. Comer peixe é muito mais saudável do que comer bovinos. Mas precisa de ministério? Na verdade, na verdade, o Ministério da Pesca é um imenso cabide de empregos, como bem se sabe... O pessoal do PT que perdeu eleição vai para o Ministério da pesca... E tem gente que não sabe o que é um anzol.

Ary da Silva Martini disse...

Maia, hoje é o nosso dia, pelo jeito: para trabalhar no Ministério da Pesca "pescar e saber a diferença entte um brinco e um anzol, ou entre uma tarrafa e uma toalha de renda", é o que menos importa. O cabra tem que entender de gestão e política pública. Jonas, apesar de ter vivido dentro de uam baleia porvavelmente seria engolido pela estrutura ministerial. Outra coisa, Maia: esse ministério está muito aquém, em termos de recursos, estrutura e pessoal, do que realmente precisa o setor. Também pe normal (à esquerda e à direita), não só no Brasil, preencher as funções com quadros militantes (de preferência combinando capacidade técnica com articulação política). Por fim, se o governo fosse colocar pescadores no ministério teria que mudar o nome para Ministério da Mentira.

Carlos Eduardo da Maia disse...

Ary, fiquei sabendo hoje que a França - que é um país que tem uma imensa tradição de prestação de (bom) serviço ESTATAL -- tem menos de uma centena de cargo em comissão. A maioria absoluta dos cargos publicos são do quadro e é composta de técnicos. Este é o problema deste Brasil que patina: a politicagem, o cabide de emprego, o empreguismo, etc... O cabra entra na política e leva consigo seus companheiros, seus amigos e admiradores e admiradoras. E todos os partidos fazem isso, inclusive aquele que prometeu ao Brasil um país decente.

Ary da Silva Martini disse...

Tudo bem, Maia. Veja (detesto essa palavra!) como são as coisas e os exemplos: a França tem 35 mil municípios (trinta e cinco mil!!!). Lá o gerenciamento é consorciado, ou seja, 200, 300 municípios se juntam e são administrados - à exceção de alguns cargos - de forma voluntária e sem custos. Queres saber de uma coisa? O Brasil tem é poucos cargos de confiança. tem que ter mais. Outra coisa: o Brasil vai aplicar os recursos do petróleo (pré-sal) em educação, saúde e tecnologia. É claro que vai abrir concurso (milhares de vagas), mas para montar a estrutura e fazer o gerenciamento tem que nomear CCS. Não tem outro jeito. Ou você acha que dá para delegar aos concursados a gestão da política e dos recursos? Outra coisa: se você usar o PT como exemplo vou começar a usar tuas referências partidárias também.

Anônimo disse...

Algumas observações: Por mais que eu respeite o autor deste blogg e diariamente venho aqui para ler um pouco, as vezes o feil pisa feio na bola, um exemplo é dizer que o Ministerio da Pesca é peixe pequeno, ou que não tem importancia, a pratica tem se mostrado muito diferente, muito mais de acordo com o que o Ary colocou, outra questão, se vc não sabe feil ligue para a Emater de Porto Alegre e veja quantos pescadores artesanais tem ai em Poa, converse com os guris de la e tente ver a fundo o que é realmente o pescador artesanal, nunca na historia deste pais se deu bola para estas pessoas, agora com as seap's e com o ministerio a coisa é outra, a conversa começa a apontar algumas saidas para estas pessoas que sempre, mas sempre mesmo foram jogadas as traças.
Sobre o comentario do tal do Maia não vale nem a pena perder tempo.
Pampeano

Carlos Eduardo da Maia disse...

Ary, não tenho referência partidária. Tenho apenas dificuldade de votar no PT (partido e sobretudo no RS) pelo ranço e preconceito ideológico que conheço bem. Se eu fosse entrevistado para dizer o que eu acho do governo do PT (governo Lula) eu entraria na faixa daqueles que acham que ele é bom ou razoável. Sou favorável a aplicação dos recursos do pré sal na educação. Acho que está na hora sim de fazer esse tipo de projeto. Qualquer investimento para melhorar a qualidade da educaçaõ do brasileiro é bem vindo. Quanto aos CCS existe um abuso absoluto no Brasil e isso é fato notório. Não sou contra os CCS, acho que são importantes porque o governante tem sim que colocar na gestão do EStado as pessoas que ele julga serem capacitadas. Mas quem abusa de CCS não é um bom gestor. E essa parece ser a regra.

Carlos Eduardo da Maia disse...

`Pampeano, o ministério da pesca pode até ter aumentado a preocupação do governo federal com os pescadores deste país, mas que esse ministério virou uma imensa cabide de emprego, isso é inegável. Basta ler o que diz o Diário Oficial. A mulher do Oliverio Medina trabalha num CC do Ministério da Pesca.

Cristóvão Feil disse...

Sr. Pampeano, não ponha palavras na minha boca, nem na ponta dos meus dedos.

CF

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo