Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

sábado, 2 de agosto de 2008

“Meus parentes não são criminosos”, diz Yeda


Deu no Correio do Povo de hoje:

Governadora volta a falar na casa

A governadora Yeda Crusius disse ontem, após anunciar as mudanças no Executivo, que a 'farsa está se tornando clara', referindo-se à compra de sua casa. Perguntada sobre a possibilidade de Delaci Martini, pai do ex-secretário Délcio Martini, ser o comprador do apartamento de Capão da Canoa, Yeda não desmentiu a informação.

Disse apenas não haver nenhuma irregularidade na venda. 'Chega de intriga. Não queiram achar que porque tenho amigo, filho, neto, ou qualquer coisa que eles possam chegar a ser..., que eles sejam criminosos', afirmou.

O advogado que representa Yeda, Paulo Olímpio Gomes Souza, disse ontem à noite que na hipótese de Delaci Martini ser o comprador, a documentação entregue ao Ministério Público de Contas comprova não haver nenhuma irregularidade.

........

A coisa fica cada vez mais confusa, e a governadora, mais furiosa. Alguém sabe o motivo?

Ilustração do alto da página: Hupper

18 comentários:

ju disse...

tá diminuindo os intervalos dos surtos

panoramix disse...

Porque a explicação? Principalmente depois da criação da "secretaria da transparência". Agora veremos tudo sob novos ângulos!

Anônimo disse...

A compra da casa está se transformando em conto policial, novos personagens surgem e reviravoltas, tudo sob a direção de um advogado criminalista. Em breve, novos lances emocionantes, como num bom enredo de suspense.

heliopaz disse...

Cristóvão,

Será que, pelo menos desta vez, ao invés da tradicional pizza, finalmente a gata vai subir no telhado?!

Ainda estou pessimista quanto a isso.

[]'s,
Hélio

Anônimo disse...

- O QUE O TIO BRIZA DIRIA DESSA NOSSA (PUTZ!) GOVERNADORA? PERDAS COMPARATIVAS ALIADAS A SURTOS PSICÓTICOS??

Anônimo disse...

que meigo, a vaca véia e a primeira-patricinha...

Malacara disse...

o tio Briza criou o Collares, uma porqueira igual a Yeda

Luís disse...

É, tá cada vez mais claro... a prevarycadora tratou de usar uma sobrinha de campanha antes de assumir... e os famosos partidos da base aliada se fazem de surdos-mudos, incluindo o nosso senador "romano" paladino da moral pública...
Por isto o Nelson Marchezan Jr tá sozinho na campanha de POA... com a ajuda da santa mídia, os outros podem dizer que nada tem a ver com o governo do estado...

Anônimo disse...

Tem que perguntar para véia porque da prioridade na renovação da concessão das rodovias (pedágios). Decisão que por si só gera suspeitas quanto a legalidade pois não se realiza nova licitação. Parece que ela e a RBS estão sendo bem remunerados pela AGCR (Associação Gaúcha dos Concessionários de Rodovias).

Anônimo disse...

Este blog só tem a cachorrada que estava com o Olívio.
O "Galo Missioneiro" é gente muito boa, mas seus comparsas, como o José Hermeto Hoffmann, Augustin etc são uns velhacos.
As inspetorias veterinárias que o digam no caso da volta da aftosa em 2000.
Muitos CCs devem ter virado blogueiros ou comentaristas de blog.
Faz parte do processo democrático.

Claudio

Kayser disse...

"Luís disse...
É, tá cada vez mais claro... a prevarycadora tratou de usar uma sobrinha de campanha antes de assumir..."

Se isso for verdade, a pergunta é: daonde saiu tal sobra de campanha, já que no primeiro turno teve até calote em marqueteiro? De onde veio esta súbita dinheirama, suficiente para pagar toda uma campanha e ainda sobrar?

Anônimo disse...

É tudo invenção de invejosos.

A Yeda foi eleita governadora porque era a melhor opção.

Maria Alice disse...

Tá certo, anônimo, digamos que sim, era a melhor opção. Mas e o que veio depois? É tudo invenção dos invejosos?
Que bom se contentar com explicações simples assim.

Mas você no fundo tem razão, todos nós invejamos os ladrões que se dão bem.

panoramix disse...

A melhor opção pra quem estava no governo roubando. Tanto que injetaram grana grossa no segundo turno! Temos uma quadrilha governando o pobre rio grande!

Luís disse...

Se eu soubesse os detalhes, todos saberiam.
O que escrevi é o que está aparentando, cada vez mais... se não é isso, a prevarycadora que explique, o que ela teima em não fazer.
Esta estória é muitíssimo similar ao caso DETRAN: ela teima em sustentar que "herdou a bomba", mas todas as aparências levam à prevarycação esperta: "herdou", sim, mas acobertou em nome do "novo jeito de governar"...

edu disse...

Creio q, na avaliaçao das cupulas, tanto de situaçao como d oposiçao, a queda da pilantra é pior do q medica-la atè a proxima parada de onibus.


Numeros para o Claudio, q diz:"As inspetorias veterinárias que o digam no caso da volta da aftosa em 2000."

A Expointer daquele ano foi um sucesso, alias, a de 1999 rendeu o dobro da anterior...3.000.000 enquanto a de 1998 (brito) rendeu 1.500.000...

Em 2001, para refrescar a memoria dos faladores despreparados o Estado pagou a diferença de juros nos emprestimos do Banrisul, para aquisiçao de animai na feira (de 8% a.a caiu para 5%).

Tenho uma chacara em Taquara, naquele ano investi em animais de raça, comprei na Expointer e comecei a pagar 6 meses depois (se nao me engano essa era a carencia) em parcelas q venciam a cada 6 meses.

Comprei uma novilha e 4 suinos, gastei bastante pq o incentivo era vantajoso.

COM AFTOSA E TUDO O MEU RIO GRANDE CRESCIA A BANDEIRA DESFRALDADA!!!

P.S. obrigado Claudio, tua critica desinfirmada me permitiu relembrar uma pagina bonita da historia do nosso Garrao Brasileiro.

Blogoleone disse...

Claro que é tudo coincidência, porém a filha da governadora está abrindo uma lojinha no Quinta Avenida Center, mesmo "shopping" onde Delson Martini possui uma loja de antiguidades. E olha que nesse "shopping" deve ter umas 10 lojas, mais ou menos...

Anônimo disse...

Nada como uma casa depois da outra

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo