Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

segunda-feira, 11 de agosto de 2008

É isso mesmo, ministra?

Pau neles?

Deu na revista ISTOÉ (que circula em 9 de agosto/08), coluna de Ricardo Boechat:

M S T

PAU NELES

No comando do MST ninguém mais duvida: a exguerrilheira Dilma Rousseff alinhou-se às vozes que pregam o endurecimento do governo contra os sem-terra. Na recente ocupação da sede do Incra em São Paulo, em julho, ela defendeu o uso da força policial. "Esse fato é novo na era Lula", diz um dos líderes do movimento. O superintendente regional do órgão, Raimundo Silva, que negociava com os invasores, também estranhou. O novo discurso de Dilma pode ter sido motivado pelos protestos contra algumas obras do PAC, que o MST considera úteis ao agronegócio e prejudiciais à reforma agrária.

........

Receio que a ministra Rousseff tenha que dar explicações sobre o fato ou desmentir o jornalista Boechat.


18 comentários:

Fabrício disse...

São as "abóboras" se acomodando com o andar da carruagem, Feil...

Fabrício disse...

Equivale a dizer que o petismo, ao natural, vai escancarando suas opções preferenciais.
Dilma, candidata, não poderia adotar outra conduta. Tem que se cacifar pela direita.
Estou curioso para saber em que tempo o MST vai perdader a paciência. Até quando a direção do movimento consegue manter o "pelegaço" que atirou nos olhos da base?

Anônimo disse...

Depois, dona Dilma, quando em campanha, vai querer contar com a massa do MST para conquistar votinhos, como o sapo barbudo, nas últimas eleições, quando foi pro segundo turno todo borrado de perder por Xuxuzinho tucano.

Carlos Eduardo da Maia disse...

Massa do MST para conquistar votinhos? Isso dá meia dúzia de votos e olhe lá.

heliopaz disse...

Sinceramente: a maior das utopias é agir de maneira comunitária, sem tentar tomar o poder.

Acreditar em partidos e instituições dos Três Poderes é a mais pura ingenuidade.

O José Arbex Jr. da Caros Amigos disse o que eu já havia escrito no meu blog, que o Azenha reproduziu no Vi o Mundo: o PT é um misto de trabalhismo com neoliberalismo.

Logo, para o PT, só interessam UNIVERSITÁRIOS DAS FEDERAIS, OPERÁRIOS e FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS DE BAIXO ESCALÃO e BAIXO SALÁRIO: esses são os que terão carteira assinada.

É como reunião do OP: todo mundo pode levantar o braço pra votar a favor e ficar sentado pra votar contra. Mas se alguém se insurgir contra a opinião do líder sindical filiado ao PT que foi posto lá como líder "comunitário", todos os cupinchas desse cara ridicularizam o debatedor de visão antagônica.

Quem diz isso sempre votou pra presidente, governador e prefeito em candidatos do PT desde 1989.

Ainda assim, ou anula-se o voto, ou vota-se no PT.

[]'s,
Hélio

[]'s,
Hélio

Willians disse...

S� os parvos, os n�scios e os papalvos para levar a s�rio o desprez�vel Boechat, o jornalista-g�ngster. Tem que ser muito Maia para acreditar nessa patetada.

Anônimo disse...

Como a veja perdeu sua credibilidade, agora entra em campo a ISTOÉ!? Não é necessário ser especialista em análise de conteúdo/discurso/imagem, para identificar no texto apresentado as suas intenções e de que lado está. É preciso atenção para não cair em armadilhas! O texto joga com algumas hipótes: "pode ter sido...".
Se hoje o Brasil tem um PAC com obras que devem atender ao setor do agronegócio, também deverá ter empreendimentos para aceleração do cresimento da reforma agrária, agricultura familiar, etc. O Brasil apresenta diversidades que possibilitam superar os atravessamentos, sejam eles colocados por qualquer "ator social". E o MST tem inteligência suficiente para diagnosticar, projetar e implantar programas de sua alçada e fundamentais para atender as suas necessidades vitais, culturais e políticas dentro da sociedade brasileira.
Cândida

Anônimo disse...

A Zero Hora fez a mesma coisa com a ocupação do Incra em Porto Alegre. Agora é a Isto É. Basta olhar a foto da Dilma e já vemos com clareza a intenção do PIG. E vocês que são mais petistas que certos petistas que não se alinham com a Dilma, e que são obrigados a engolir o Lula ficam aí que nem cachorro que caiu da mundança com essas críticas tão sem fundamento quanto a Zero Hora e Isto É.
Antônio Gaudério.

Carlos Eduardo da Maia disse...

Finalmente o Hélio disse aqui o que eu sempre disse sobre o OP. Minorias participativas são importantes, mas seus pleitos devem ser visto com reservas, porque algumas delas manipulam, se acham donas da razão, defendem interesses de seus umbigos etc.

Anônimo disse...

O problema é a fonte da informação, a IstoÉ?

Lula disse ao Jornal do Brasil recentemente:

"Chega um momento, quando você assenta 501 mil famílias, que o problema não é mais assentar. Nós tomamos na semana passada a decisão de fazer os assentamentos produzirem mais alimentos. Chegou a hora de dobrar ou triplicar a produtividade das pessoas que estão no campo. Não podemos permitir que fiquem apenas naquela agricultura de subsistência. Precisamos dar condições para produzirem e ganharem dinheiro. As pessoas têm que saber que ganhar dinheiro é bom".


Ademais, a disposição do governo está clara pela inoperância do INCRA-RS e o não-atendimento do firmado no TAC com o MPF e o MST para assentar 2 mil famílias no RS.

Ou issotambém é obra do "PIGUI"?

ZeMario

mário casado disse...

E o Parlamento "democrático" seu Maia? Esse não defende coisa do seu umbigo? Ah! sim, tens razão, defende coisa do umbigo da Aracruz.
Os deputados deveriam usar uniforme como os pilotos da Fórmula 1, com as grifes dos patrões colocadas em pontos estratégicos da roupa. Ficaria menos confuso e mais direto a sacanagem.

mário casado disse...

E o Parlamento "democrático" seu Maia? Esse não defende coisa do seu umbigo? Ah! sim, tens razão, defende coisa do umbigo da Aracruz.
Os deputados deveriam usar uniforme como os pilotos da Fórmula 1, com as grifes dos patrões colocadas em pontos estratégicos da roupa. Ficaria menos confuso e mais direto a sacanagem.

André Lux disse...

Se saiu na IstoÉ - que é um órgão de imprensa isento, imparcial e confiável - então deve ser verdade, né?

Eu hein!

Marcelo Dezonne disse...

Sinceramente, "debater" o que uma fonte pra lá de supeita (um veículo de comunicação empresarial privado) escreve "em off", sem nenhuma comprovação ou mesmo sentido... é ingênuo ou algo mal-intencionado. Não cabe, portanto, aqui.

Suzie disse...

Tem gente que acredita em mídia/jornalista isento(a).
Tá bom...
Eu estou sempre com um pé na frente outro bem firme no chão.

gustavo disse...

Ou a ministra se posiciona desmentindo o noticiado ou o acontecido se constituira em fato. A bem da verdade, apesar do respeito que tenho até o momento(ao menos)pela ministra, não seria de se admirar. Afinal é linha de frente do governo do nosso grande conciliador!

Anônimo disse...

Parabéns Dilma. Se fores candidata, a sua rejeição vai diminuir por esta sua coragem. Porém, não lhe darei meu voto por causa da "cumpanherada".

Castilho

Anônimo disse...

O Maia disse:

"Massa do MST para conquistar votinhos? Isso dá meia dúzia de votos e olhe lá."

A torcida que ele faz pelo fascinora do Mendes, faz ele acreditar que o Rio Grande do Sul vai ser um Grande Eldorado do Carajás, e que vão exterminar na bala o que não conseguiram com a turma nazista do MP.

Claudio Dode

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo