Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Corrupção no Detran/RS



“Foi orientação política do governo Yeda”, afirma Lair Ferst

Deu na Folha, de hoje:

Leia abaixo os principais trechos da entrevista em que o empresário Lair Ferst [foto] envolve a governadora Yeda Crusius (PSDB) em fraude:

FOLHA - A troca de fundações foi fruto de decisão do governo?
LAIR FERST
- Não seria possível essa mudança sem orientação política de governo, sem respaldo político.

FOLHA - Do alto escalão?
FERST
- Do governo como um todo, na sua plenitude.

FOLHA - Da governadora?
FERST
- Na CPI do Detran, o próprio [ex-] presidente do Detran, Flávio Vaz Netto, disse que teve reuniões tratando deste assunto [com Yeda]. Ela se reuniu também com sindicatos de examinadores. É público e notório que houve o envolvimento da governadora neste processo. [...] Aparecerão nomes que não foram nem citados no inquérito. Há vários personagens que não foram citados que poderão a ter sua participação esclarecida.

FOLHA - Quem são?
FERST
- Não posso antecipar nomes nem conteúdos. Essas conversações se obrigam ao sigilo. Esse tipo de acordo [com o Ministério Público] só tem razão de ser para esclarecer pontos que a investigação não conseguiu.

FOLHA - Qual é a sua relação com o governo?
FERST
- Tenho amizade com a maioria dos integrantes do governo, mas isso não quer dizer que tenha qualquer vínculo com o governo. Uma relação de amizade que vem da campanha eleitoral. Depois da posse, me afastei bastante deste grupo e fui cuidar da minha vida. Até o dia da posse nós tínhamos um relacionamento muito intenso por conta da campanha.

FOLHA - E com a governadora?
FERST
- Inclusive com a governadora. Depois da posse, eu tive alguns encontros, algumas conversas com ela. Foram conversas sobre assuntos de amizade, não houve tratativas de cargos ou participação no governo.

FOLHA - Por que o sr. não falou isso antes?
FERST
- Eu procurei não potencializar essa relação em função do clima quente do debate político que se travou na CPI. Havia interesse claro de atingir o governo, eu não achava que era conveniente que eu servisse de munição para a oposição.

FOLHA - Por que deixou o PSDB?
FERST
- Para que eu ficasse livre de citações e vinculações políticas e para deixar o partido à vontade. Nem todo partido se sente à vontade com um filiado sub judice. Minha desfiliação tira um certo peso do partido.

.......

Segundo um conhecido jornalista do grupo RBS (aliado da governadora tucana), Lair Ferst é "um homem de inteligência superior".


28 comentários:

luiz alberto disse...

deu no PRBS

Quarta-feira, 06 de agosto de 2008
Folha esquenta entrevista com Lair Ferst

A Folha de S.Paulo traz entrevista hoje entrevista com o lobista Lair Ferst. Nada de novo. Mas na manchete, o jornal afirma algo que não está claro na entrevista. A reportagem diz que Lair envolve Yeda no esquema de fraude. A entrevista, no entanto, não sustenta essa declaração. Lair diz, sim, que a governadora sabia da troca de fundações da Universidade Federal de Santa Maria que executavam os contratos com o Detran. Ora, isso todo mundo sabia. E o ex-presidente do Detran, Flávio Vaz Netto, já havia dito que a governadora sabia da troca. Isso não prova nada sobre o suposto envolvimento da governadora que a Folha alega ter existido.
Postado por Scola, POA às 07h41

Carlos Eduardo da Maia disse...

Ferst era do PSDB, partido de Yeda e perdeu a boquinha do Detran para o PP, partido de Germano. Ou seja Ferst disse que Yeda sabia que a troca de fundações iria beneficiar o PP de GErmano em detrimento ao PSDB de Ferst. Isso reforça o que disse o Busatto: O Detran é do PP e o Banrisul é do PMDB. Ninguém mexe naquilo lá. Mas tem que mexer e tem que mexer bem. CPI no Banrisul já!!!!

Malacara (de lança em riste) disse...

Ivaginem se fosse com o Bigode.
O coronel Mendes já teria invadido o Piratini e prendido o governador, dando um "golpe democrático" no Estado para "honrar as tradições do Rio Grande Farrapo blablablablablá..."

marcelo disse...

Ferst, o mais novo candidato a heroi!

Bento Gonçalves da Silva disse...

Rapaz, mudei a minha opinião sobre o lair. Provou que é um tipo batuta!

panoramix disse...

Na realidade Lair Ferst não contou nem metade pra folha. A bomba virá realmente da PF, MPF e do vice Feijó. Yeda está envolvida até a raiz dos cabelos nesta maracutaia e com a insistência da RBS em defende-lá passo a ter certeza que existe coelho naquele mato também - tá dando na vista! Tem que aparecer noticias de jornais e revistas paulistas (notadamente ligadas ao PSDB) pra levantar a tampa do esgoto - não está estranho? Mais uma vez coloco: imaginem Olívio Dutra na posição que está nossa governadora. O que seria dele e do PT?

Carlos Eduardo da Maia disse...

O erro de Yeda foi ter dado todo o poder ao PP de Germano no Detran e ao PMDB de Simon no Banrisul. Lair apenas disse que Yeda sabia que haveria troca de fundações no Detran. Troca essa que tirou Lair do esquema. E daí que a governadora sabia? Uma coisa é saber de troca de fundações e outra coisa é saber das picaretagens do Detran.

panoramix disse...

Vários depoimentos na CPI do Detran de gente ligada diretamente a Yeda estão sendo desmentidos, inclusive em relação a casa! Vamos continuar fingindo que nada aconteceu! Acorda! E o erro não foi da Yeda, foi do "gaucho diferente" que colocou esta máfia no Piratini!

luciana disse...

Isso é tudo inveja que o grupo Frias da Folha tem da RBS. Eles sempre quiseram ter uma tv e nunca conseguiram. Invejosos, esquentam uma entrevista com um réu. Isso não é jornalismo, gente.

Carlos Eduardo da Maia disse...

Não existe nada de novo no depoimento de Ferst à Folha. A troca de fundações teve parecer favorável até da PGE. Qual o problema se Yeda sabia da troca de fundações? O problema não é a troca de fundações, mas a picaretagem e não existe nenhuma prova de que Yeda sabia da picaretagem. Não sei se o governo Yeda é uma máfia, mas prefiro esse governo que está ai que pelo menos está conseguindo estancar o crônico problema financeiro do Estado do que ver no Piratini pessoas como Diógenes e o Selvino Heck.

mariorangelgeografo.blogspot.com disse...

Puta que te pariu, Maia...

Tú não presta mesmo...

Com tudo isso tú ainda defendendo a tua "des"governadora...

Que cinismo!

"estancar o crônico problema finenceiro"??????

Roubando????

E prá finalizar, tocas sutilmente (como um elefante) no PT...

É dose, vai te internar na Pinel, tú não tem mais jeito...

O novo jeito de governar afundou Maia, afundou...

edu disse...

yeda esta estancando a renda dos consumidores, e fazendo jorrar dinheiro na mao dos pilantras como ela.

Olivio é progresso, è povo feliz é desenvolvimento para o pobre e para o rico.

panoramix disse...

Realmente nada de novo e Netuno continua azul com ventos de 2000 km/h! Camarada Maia não afunda com a Yeda/RBS! Vem chumbo grosso por aí!

marcelo disse...

É isso ai companheiro Maia, se eu fosse tu, saia desse barco, e logo.

SBENTENAR disse...

- MAIA "VELHINHA DE TAUBATÉ" !! TEU FANATISMO TE IMPEDE DE VER A GRITANTE REALIDADE E OLHA, QUE É SÓ A PONTA DO ICEBERG. DEIXE DE SER "INHORANTE" PORQUE ÉS MOTIVO DE CHACOTA. NÃO TE FLAGRAS??

heliopaz disse...

Apesar dos pesares, ainda vai aparecer mais um motivo infame e mentiroso acobertado por gente da pior categoria de dentro e de fora da política partidária, do Judiciário e dos graúdos mantenedores dessa corja que irá safar as pessoas que Ferst irá denunciar.

Como eu previ em um post antigo do meu blog, Feijó já é o governador eleito do PRBS p/2010 e, caso a FDP-mor caia, ele será vendido como um bastião da moral e dos bons costumes.

Infelizmente, quase 80% da população gaúcha é reacionária, revanchista, estúpida, racista, ignorante, preconceituosa e intolerante, assim como os editores, repórteres e colunistas de política e economia de toda a mídia corporativa gaúcha.

Um alimenta o outro nesse sistema circular.

[]'s,
Hélio

Carlos Eduardo da Maia disse...

Hélio, prefiro mil vezes o RS assim como está hoje do que aquele RS que era capital do fórum social mundial e que fazia propaganda a torto que é direito das administrações petistas. Aqui é capital do orçamento participativo e do FSM... Baboseiras... Aquilo serviu apenas para reunir o pessoal da extrema esquerda mundial e nada mais além disso. Não trouxe nenhum negócio, não gerou emprego, impostos, absolutamente nada. O povo do RS votou na Yeda porque ela não teve adversário, porque o PT RS insiste em colocar um reacionário como candidato. Todo mundo ganha do Olívio depois que ele fez no governo do RS.

claudia cardoso disse...

Gostei, Hélio, é isso aí! E tb gostei do comentário do Panoramix: o maior responsável desse descalabro é parte do povo que votou nela!

Existem erros evitáveis e este foi um dele: quem se deixa levar por slogans do tipo "fora pt", "está na hora de mudar", "novo jeito de governar", independente da sua classe social, não merece nenhum respeito. Hoje, é o tipo de gente que se diz desiludida com a política.

Anônimo disse...

realmente, o "povo mais politizado do brasil" (rsrsrs) merece essa nojeira toda, votaram na véia e sua tropa, agora aguentem a vergonheira.
ô povinho besta!!!

Anônimo disse...

enquanto esse povinho metido a besta tiver orgulho de ser o + politizado do país, vai dar nessas falcatruas que todo mundo tem que pagar, áté quando??????
Mariana

Carlos Eduardo da Maia disse...

O povinho mais politizado do Brasil já votou até mesmo na vanguarda do atraso.

gustavo disse...

O Maia é apenas um recaucado rancoroso.As falas dele sobre o PT são um misto de amor e ódio que ele não consegue disfarçar a exaltação!Como de costume:risivel!

panoramix disse...

O mestre do Cliche: Carlos Eduardo Maia. Catalogou numa planilha do excel ou decorou?

Ary da Silva Martini disse...

Por getileza, se alguém souber o endereço do "Lasier Lacaio Martins", me informe. Quero passá-lo a uma amiga: Flora Pereira dos Santos. Grato.

Willians disse...

O Maia é nossa anta!

Anônimo disse...

Eu não acredito na imprensa burguesa! Devem ter inventado esta entrevista para denegrir a imagem de nossa governadora. Esta imprensa burguesa é corrupta deve estar falando mal porque não recebeu a parte dela.

Anônimo disse...

O Maia escreveu:
" Aqui é capital do orçamento participativo e do FSM... Baboseiras... Aquilo serviu apenas para reunir o pessoal da extrema esquerda mundial e nada mais além disso. Não trouxe nenhum negócio..."

É o retrato dele; primeiro mentira, serviu para reunir a extrema esquerda. Reiniu toda a esquerda, e todos aqueles que querem um mundo melhor.

Não trouxe nenhum negócio, mas desde quando o forum se propôs de promover negócio. Esta loucura pelo mercado é doença do Maia e seus cocô-boys".

Claudio Dode

Anônimo disse...

Quanto será que o Maia recebe para defender com tanta veemência esta bandalheira toda, e achar que é competência?

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo