Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Século 19 na Expointer 2008



Notícias e não-notícias

Hoje, o jornal Correio do Povo deu um banho de realidade em Zero Hora. Enquanto o diário da RBS dá como manchete uma constatação anódina sobre o esquecimento dos eleitores (uma não-notícia), o diário da Igreja Universal (IURD) estampa uma notícia de verdade, sobre investimentos concretos do governo federal na Metade Sul.

Além disso, o CP informa na capa sobre as relações trabalhistas de século 19 encontradas pelo Ministério Público do Trabalho no Parque de Exposições de Esteio, sede anual da Expointer, a grande feira do agronegócio do Sul.

O MP notificou o Governo do Estado e pelo menos três cabanhas, somente ontem. A Superintendência Regional do Trabalho, Emprego e Renda (SRTE) e o Ministério Público do Trabalho (MPT) detectaram irregularidades nas relações trabalhistas e as péssimas condições dos empregados dos fazendeiros-expositores, como alojamentos que não existem, problemas de higiene (peões fazendo refeições junto aos animais), insalubridade e periculosidade (os touros são animais violentos).

Suspeita-se também de jornadas excessivas de trabalho, já que os animais exigem permanente vigília dos seus tratadores. Depoimentos dos próprios cabanheiros (criadores de animais de raça) informam que contratam um peão por animal, sendo que este animal precisa de cuidados nas 24 horas do dia, portanto, paira a desconfiança de que os empregados rurais têm jornadas em excesso, bem além da jornada legal de oito horas, acrescida das duas horas-extras remuneradas. Assim, ficam faltando 14 horas de trabalho que não estariam sendo remuneradas pelos fazendeiros-empregadores, e que a fiscalização e auditagem do MPT e da SRTE irá constatar no decorrer da feira deste ano.

A Farsul (federação sindical do patronato rural do Estado) não se manifestou oficialmente sobre o caso. No limite, a Superintendência Regional do Trabalho, Emprego e Renda pode interditar o parque estadual de Esteio (área metropolitana de Porto Alegre).


18 comentários:

Anônimo disse...

Que absurdo, isso só pode ser um ataque da subversão comunista internacional ao Rio Grande moderno e empreendedor. Que horror...

mariorangelgeografo.blogspot.com disse...

Não acredito nisso...

Os nossos "farmers" explorando a peonada?

Obrigando-os a trabalhar, dormir e comer jundo a merda de touros premiados?

Isto só pode ser matéria plantada pelo MST...

Esses invejosos...

Mas falando sério, a ZH tá um lixo, no domingo a noite, fui fazer umas comprinhas no zaffari, quando me dei conta da quantidade e exemplares da ZÉmentira escalhados nos caixas (quem quiser ver a pilha de exemplares vá a mariorangelgeografo.blogspot.com).
Isso é fruto do mau jornalismo que pratica.

clecio disse...

Tinha que botar lá um dos Siroski para ocupar um lugar de um dos peões explorados pela ELITE BRANCA DA FARSUL!! É falcatrua em todos os lugares no nosso rs!! uMA VERGONHA É no GOVERNO DO eSTADO, NO tce, NA aSSEMBLÉIA, NAS PREFEITURAS (CANOAS/SAPUCAIA) COMO EXEMPLO!! é MANIPULAÇÃO, MENTIRAS E ENGANAÇÕES. SITUAÇÃO MISERÁVEL QUE ESTÃO COLOCANDO O NOSSO RIO GRANDE !!

juca bala disse...

Isso é lama desse blog bobão.
A Farsul é uma instituição do século 22, até, de tão muderna e atualizada no cumprimento das leis trabalhistas.
Os fazendeiros guascas são limpinhos e honestos como o herói Davi Canabarro.
Blog bobão e invejoso!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

juca bala disse...

ah.... e comunista!

Ju disse...

CHATO E TOLINHO !!

el barto disse...

tudo gente de bem.

Carlos Eduardo da Maia disse...

Parece que a força da IURD está tomando conta definitivamente do Correio do Povo e transformando esse jornal em chapa branca do governo petista. A IURD é aliada incondicional do governo Lula, inclusive seus complicados parlamentares, como por exemplo, o ultra, hiper reaça Bispo Crivella (candidato do Lula no Riiio).
A mentalidade de século XIX parece estar em outros lugares.

mariorangelgeografo.blogspot.com disse...

Não força Maia, tu tá desviando o assunto.

O que se fala aqui não tem nada com o "Riiio"

É "Rio" Grande do Sul...

E se o CP dá ênfase à realidade do RS, mostrando os investimentos que o governo LULA está fazendo no RS, ótimo... Porque a ZÉmentira, é só embromação, não é verdade?

Anônimo disse...

Lá no Rio também o Maia é muito atrasado,o de lá não tem diferença politica do daqui. Criou uma secretaria para colocar a irmãzinha (que cuida dos shows da prefeitura a anos - controlando o pagamento dos caches)., E segur fazendo shows carissimos por conta da prefeitura.

Claudio Dode

Anônimo disse...

A única diferença entre uma capa e outra é que uma é chapa branca do governo, como este blog, a outra não.

Clairton disse...

Se a SRTE e o MPT interditassem a expointer o estado não perderia nada! Esse pessoal da expointer é useiro e vezeiro em mamar nas tetas do estado, com renegociações "ad infinitum" de suas dívidas com o BB e o Tesouro e sempre solicitando mais e mais recursos a fundo perdido.
Além de tudo são golpistas de primeira hora, reacionários e anti-democráticos. A mesma turma que na Argentina está tentando inviabilizar o governo de Cristina Kirchner.

Anônimo disse...

Pelo menos duas coisas, sempre me chocaram nessas "relações" trabalhistas da Farsul e Fiergs:

na Expointer, o homem-cavalo, comendo junto aos animais..

na Fiergs, a mulher-potranca,(altas, novas, magras e bonitas) formando um "harém" para os outros animais.

acho que o MPT e SRTE deveriam estender essas vistorias por aqueles lados..

neimar

Carlos Eduardo da Maia disse...

E o Lasier Martins está do lado do MPT e da SRTE.

Malacara disse...

é porque a Farsul não está pingando como devia no caixa da RBS, sabe como é, de quando em vez precisa apertar a soga pra ver se os homens se coçam e abrem a guaiaca

Ary da Silva Martini disse...

Todo mundo sabe que as relações trabalhistas (e sociais, e pessoais, e políticas) no campo, principalemtne na Metade Sul, são de atraso e feudalismo infantil. O peão é apenas uma extensão. Não é por outra razão, o profundo atraso eocnômico, social, cultural e político da região. Os patrões devem olhar a Plataforma e pensar: quantos espetos, ferraduras, alambrados e facas de carnear poderiam ser feitos com esse aço todo! Que desperdício!

Anônimo disse...

Os peãos não tem do que reclamar. Ganham viagens de Uruguaiana a Esteio. E o patrão ainda patrocina churrascadas no Parque, com cerveja 0800. Querem coisa melhor?!?!?!

Anônimo disse...

E chove sobre a Expo-Inter...
E chove sobre a Assembléia Legislativa...
E chove sobre o Palácio Piratini, o Detram, o TCE....
E que chova sobre Porto Alegre e todo o Rio Grande...
E que a justiça seja feita!
Hannah

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo