Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Lair Ferst afirma que foi amigo de Yeda, e que vai contar tudo que sabe sobre o Detran


"É público e notório que houve o envolvimento da governadora nesse processo", diz Lair Ferst

O empresário Lair Ferst, acusado de ser um dos pivôs do desvio de R$ 44 milhões do Detran-RS, envolveu ontem pela primeira vez a governadora Yeda Crusius (PSDB) na fraude. A informação é da Folha, de hoje.

Uma semana depois de se desfiliar do PSDB, Ferst - que ajudou a coordenar a campanha de Yeda em 2006 - afirmou em entrevista à Folha que foi uma decisão da cúpula do governo reestruturar o esquema de desvio.

O empresário negocia com o Ministério Público Federal e com a Justiça implicar cerca de dez nomes de integrantes e ex-integrantes do primeiro escalão do governo gaúcho, além de pessoas com foro privilegiado, em troca da retirada de parte das acusações contra ele.

Ferst é réu em ação criminal com outras 39 pessoas. Ele responde, entre outras acusações, por corrupção ativa e extorsão. O jornal apurou que essa é a segunda tentativa dele de fazer um acordo. A primeira foi vetada pela Justiça em abril.

As novas informações que Ferst promete acrescentar se referem à chamada "fase dois" da fraude - quando o Detran substituiu, em maio de 2007, a Fatec pela Fundae, ambas fundações ligadas à Universidade de Santa Maria.

As investigações apontam que a troca ocorreu para retirar as empresas da família Ferst do esquema e beneficiar empresas ligadas a integrantes do aliado PP. Mesmo assim, até então, o empresário havia assumido posição de defesa da governadora - negando inclusive qualquer proximidade com a tucana. "Procurei não potencializar essa relação em razão do clima quente do debate político que se travou na CPI [da Assembléia Legislativa], eu não achava que era conveniente servir de munição para a oposição."

Agora, Ferst afirma que era amigo da governadora e que foi recebido mais de uma vez por Yeda depois da posse. Segundo ele, a reestruturação da fraude, com a troca de fundações, foi decisão política do governo. "É público e notório que houve o envolvimento da governadora nesse processo", disse ele.

O empresário afirma que as informações que prestará ao MPF irão envolver pessoas próximas a Yeda. A crise já derrubou cinco integrantes do primeiro escalão, alguns deles citados por réus em grampos realizados pela Polícia Federal na Operação Rodin.

A reavaliação de sua estratégia de defesa ocorreu após o cancelamento do depoimento que prestaria à Justiça Federal no dia 20. Aprovada este ano, a lei 11.689 altera o curso do processo criminal, deixando para a última fase os depoimentos dos réus. Além da razão processual, Ferst mostra-se magoado com o "abandono" de tucanos.

Na semana passada, Ferst foi impedido pela PF de sacar R$ 200 mil em agências bancárias de Porto Alegre. Ele diz que o dinheiro é lícito e que vai acionar judicialmente a PF pelos abusos que afirma ter sofrido.

....

Não se sabe onde a governadora tucana Yeda Crusius está mais enrolada, se no embrulho do imóvel que adquiriu em condições inexplicadas e suspeitas, ou se no caso da corrupção do Detran, que se abre novamente agora, haja vista o acordo de Lair Ferst com o MPF e a Justiça.

Desta vez, o gato sobe no telhado.

17 comentários:

mário casado disse...

Olha, meu prezadíssimo Feil. Agora a velha se borra toda. A sentença do seu governicho vai sair da boca do Ferst.
Que situação, meu amigo blogueiro!

juca bala disse...

Bah! Fiquei de cara!

jorge disse...

Feil, isso já não é mais bebê japonês no colo da véia, agora é bomba, TNT puro no colo da tia.
Vixe!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Logo hoje, no dia em que o mundo recorda o lançamento da bomba atômica em Hiroshima, cai esta bomba no colo da nossa (des)governadora.
São muitas coincidências, deve ser praga de algum japonês que se sentiu ofendido. Logo a Folha, ilustre membro do PIG, e logo o (ex)mui amigo Lair Ferst. Pelo menos isto não poderá ser colocado no colo da oposição.
Sempre achei que o marido da miss era o elo fraco da corrente, bem 'apertado' ele entregaria o jogo; ainda mais depois do Lasier dizer que ele possuía uma inteligência superior, pois olhando-se para o mesmo, ninguém diria isso.
Abraços,
José Luís

panoramix disse...

Era só esperar. Era questão de tempo. Lair Ferst que se cuide pois temos mafiosos no Piratini!

asterix disse...

A " inteligência superior" mandou um recado....deste jeito, vai ficar difícil pros advogados da defesa do PRBS defenderem a madame !!!

panoramix disse...

O bebê japones vai chorar alto! Mas já devem estar reunidos para alguma estratégia de defesa PRBS+Piratini. Lasier "bagos elétricos" Martins possivelmente será o cordenador: Lair Ferst passará de "inteligência superior" para "inteligência criminosa"! José Mallmann sabe de mais alguma coisa que desconhecemos e aí vai feder. A pergunta é se Yeda ainda vai subir no palanque para apoiar José Fogaça como tinha prometido e se vai sancionar os 143% aprovados na AL com abstenção do PT e PC do B!

Anônimo disse...

Então o bebê japonês vai virar um lutador de sumô.

zozé disse...

agora o rabo é que vai torcer a porca

Anônimo disse...

Haja Lexotan nas farmácias da redondezas do meu palácio.
Mariana

x9 disse...

Temo que o Lair vá ter um problema grave de saúde e...

Anônimo disse...

parece que acabou de chegar um container na matriz lotado de barbitúricos, endereçado à uma certa destrambelhada casanova de ferradura no pescoço...
CADELA VÉIA, PEDE PRA SAIR!!!

Cristóvão Feil disse...

Menos, senhores, menos!

Anônimo disse...

Muito menos....Depois de todas as bombas que já cairam no colo da véia, de outros terem dito que falariam tudo....a véia continua de pé....a RBS dançando em volta dela...e a classe média tá mais preocupada em comprar o carro novo do que com política....

Tudo continua na mesma por aqueles lados...

sil

edu disse...

Chega dessa vergonha, meu Estado sempre foi firme em ocasioes como essa.

Onde estao os nossos representantes? Onde estao os homens q comandam nosso Estado?? Pq permitem q sejamos torturados assim pela corrupçao, precisamos de um ato de força, q demonstre a validade de trabalhar e pagar impostos.

Anônimo disse...

não vai dar em nada... O sem-vergonha tá sem dinheiro e simplesmente mandou um recado pros homi... "ou me dão uma grana, ou eu conto tudo"... óbvio que ele vai conseguir a grana que quer...

Anônimo disse...

Nunca se sabe. Pode ser que se descubra um possivel esquema de corrupcao dentro da Secretaria da Fazenda do Estado e que o Governo e seus integrantes tem conhecimentos e nada fizeram para ajudar os lesados ...

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo