Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

O prazo ético-moral é hoje


Presidente da Assembléia precisa pedir afastamento do cargo

O presidente da Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul, deputado Alceu Moreira (PMDB) está sendo investigado pela Polícia Federal a pedido do Ministério Público Federal e do STF.

A exemplo do que já ocorreu com o presidente do Tribunal de Contas do Estado/RS, conselheiro João Luiz Vargas, também investigado pela PF, e que pediu afastamento do cargo público funcional que ocupa, o presidente do Poder Legislativo deve igualmente pedir afastamento, sob pena de comprometer a própria instituição que preside e representa.

As investigações e diligências policiais podem exigir que sejam vasculhados locais de moradia e trabalho do deputado investigado, como suas residências, em Porto Alegre e Osório, bem como os locais onde exerce suas funções profissionais públicas e privadas, como escritórios privados e prédios de órgãos públicos.

Assim sendo, a Assembléia Legislativa estadual e seus deputados não podem ficar expostos – de forma passiva e solidária – junto com o deputado-presidente que é objeto de investigação policial constrangedora e desconfortável para todos. As suspeitas que ora recaem sobre o indivíduo Alceu Moreira (esq.) não pode contaminar a instituição e os demais parlamentares representantes populares.

A saída – ainda que temporária – do deputado peemedebista deve ser inadiável – hoje. Prazos ético-morais não precisam estar escritos para serem obedecidos, eles estão gravados na consciência autônoma da cidadania livre.

14 comentários:

Anônimo disse...

O Moreirão investigado deve ser um erro. É uma santa pessoa, todo o litoral sabe disso e grande amigo do Quadrilha, quer dizer Padilha, ambos do filho do franciscano Atatürk.

Helena disse...

Muito bom!!!

Maria Alice Custódio disse...

Outra lama. Hoje o blog está destruindo os valores autênticos do Rio Grande do Sul.
Onde já se viu? O Moreirão é quase um herói farroupilha, uma espécie de alma encarnada do gigante Canabarro.
Eu noto que o dono desse bloguinho é muito do invejoso, viu gente?
Isso é uma judiaria que estão fazendo com o Alceuzinho, ele é até afilhado do benemérito Padilha como pode ser jogado assim na vala comum dos ladravazes?
Isso não é justo, gente!
Juro que não é!

Carlos Eduardo da Maia disse...

Eu não gosto e nunca gostei desse deputado, Moreira. Mas o carinha sequer foi denunciado!!! Ninguém sabe exatamente ao certo o que existe contra ele. Vamos com calma!!!

Anônimo disse...

Ninguem sbe o que existe contra o Deputado Noreira?

kkkkkkkkkkkk

Claudio Dode

edu disse...

Esse m. sempre foi uma vergonha, o presidente da Assembléia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul declarou:

"se quiserem ter um salario como o meu, gastem o q eu gastei pra me eleger."

Sò isso ja faria dele um ex-deputado em um Estado sério, como um anti-social assim é representante de alguém??

Somente com muito $$$ do Banrisul...

fialho disse...

edu, isso equivale a se declarar um merda, cujo valor está nos fundos que consumiu pra se eleger.
fundos esses, talvez públicos

panoramix disse...

Este é o pensamento dominante no estado: gasto, compro e me locupleto lá adiante! Nada como contar com as burras públicas afinal o dinheiro não tem dono! Privatizar o público em benefício próprio com a complacência da mídia comprada!

jaques disse...

Maia ! Só você para tratar o assunto com HIPOCRISIA! Quem não sabe que este cabra do MOREIRA é um falcatrua arrogante!! METIDO A SEBOSO !!

Suzie disse...

"O curso de Gestão Pública da ULBRA possui um diferencial marcante em relação aos demais cursos de Gestão Pública das outras Universidades. O Conselho Consultivo, presidido pelo deputado federal Eliseu Padilha (PMDB), é formado por políticos de renome de todos os partidos brasileiros, como Celso Bernardi (PP), Airton Vargas (PP), Cezar Busatto (PPS), Jairo Jorge (PT), Sérgio Zambiasi (PTB), Nelson Proença (PPS), Alceu Collares (PDT), Beto Albuquerque (PSB), Nelson Marchezan Júnior (PSDB) e Germano Bonow (Dem)."
Que tal?
Quem no camando?
Eliseu Padilha!

Ary da Silva Martini disse...

Prezado Edu: no caso, ele não gastou para se eleger. Ele fez um investimento a prazo fixo... sem risco aparente. A cada dia que passa, eru me convenço mais: é preciso trocar aquela placa que fica na entrada da AL (Povo sem Parlamento é Povo Escravo). Sugestão: Povo com esse Parlamento é Povo Trouxa! Obs: onde está o "velho MDB de guerra" que não vem em socorro do "pouco nobre"?

Anônimo disse...

Ora, Ary! O MDB foi fundado, juntamente com a ARENA por decreto pelo governo militar.Agora, é verdade que ele agregava as diferentes forças menos instituidas e até os mais instituintes. Hoje temos no RS, um PMDB, que é uma empresa voltada para a eleição de candidatos que servem os seus interesses privados.
Cláudia

claudia cardoso disse...

Vamos combinar, Feil, que a blogopsfera já havia cantado a pedra a respeito desse sujeito, quando relembrou o episódio da CPI dos combustíveis, que, infelizmente, terminou melancólica, como a CPI dos Pedágios. Houve até aquele episódio das gravações recebidas anonimamente pelo sítio de direita Vide Versus.
O dito não deveria nem ter assumido!!!

Antonio Cavalcanti disse...

Esse é só olhar na cara e sabemos de quem se trata. Mais um deles.

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo