Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Petrobras descobre mais um mega campo de óleo


Já está na hora de criar outra estatal de energia

A Petrobras anunciou ontem a descoberta de uma nova reserva de petróleo na área do pré-sal, na Bacia de Santos.

A estatal é a operadora do consórcio que atua na área da nova descoberta, com 65% de participação, o BG Group com 25% e Galp Energia, com 10%.

A descoberta se deu no bloco BM-S-11 (Bacia Marítima de Santos 11), localizado em águas ultraprofundas e comprovou a ocorrência de mais uma jazida de petróleo leve, com densidade em torno de 30ºAPI.

O petróleo leve é de alto valor comercial e atualmente o país é obrigado a importá-lo para que seja misturado ao petróleo pesado da Bacia de Campos, no norte Fluminense, a maior província petrolífera do país e que responde por mais de 80% da produção nacional.

Segundo nota da Petrobras, o bloco BM-S-11 é composto por duas áreas exploratórias. Na maior delas foi perfurado o poço pioneiro, informalmente chamado de Tupi, que resultou na descoberta anunciada em 11 de julho de 2006, com reservas estimadas entre 5 a 9 bilhões de barris de petróleo.

O novo poço, batizado informalmente de Iara, localiza-se na área menor do bloco original, a cerca de 230 quilômetros do litoral do Rio de Janeiro, em águas onde a profundidade é de 2.230 metros. A informação é da Agência Brasil.

.......

Já está mais do que na hora de o governo Lula formar uma nova estatal de energia para explorar e gerir com soberania estes mega campos petrolíferos do chamado pré-sal. A Petrobras não poderia fazê-lo com a devida soberania estratégica necessária, uma vez que está enredada em contratos e formatos de negócios herdados da era FHC, que praticamente privatizaram parte da empresa, bem como os futuros poços que fossem explorados. É o caso dos atuais campos Tupi e Iara, imensas reservas de óleo fóssil – talvez as últimas reservas do mundo – e que se permanecerem sob a tutela da Petrobras terão que ser divididos com sócios estrangeiros, embora a tecnologia exploratória seja absolutamente nacional.

A formação da Petrobras Biotecnologia foi uma excelente iniciativa do governo Lula. Há que prosseguir neste objetivo estratégico, também no que se refere às últimas reservas de óleo do planeta – Tupi e Iara.

8 comentários:

Carlos Eduardo da Maia disse...

Nova estatal para quê? Para empregar os amigos do rei?
Essas descobertas de poços da Petrobrás tiveram, também, a participação de empresas privadas em contratos de cooperação, exploração e parcerias.

Anônimo disse...

Podem alocar o pessoal do biodisel de mamona, que não deu certo.

Sofredinni disse...

Anônimo, não deu certo a Brasil EcoDiesel, inclusive com uma unidade em Rosário do Sul, minha cidade.
Uma empresa privada que fez tudo errado e quase queima o biodiesel como conceito.
O PIG não diz uma linha sobre o fracasso dos empreendedores privados na Br-EcoDiesel. Olha na Bolsa a cotação da empresa. Fracasso gritante.

Anônimo disse...

O Maia, metido a sabichão, e de que entende de tudo mais que todo o mundo se expõe a estas imbecilidades.

A estatal há de vir para que a exploração do solo brasileiro seja soberana.

Quanto as estrangeiras só fazem parcerias para os leilões junto a ANP, Não fazem nada de exploração.
Até porque a Petrobras, enquanto estatal, desenvolveu a tecnologias necessária para isto, o que os outros não tem, porque? porque não estatais, só buscam o lucro fácil, que o FHC deu de mão beijada. Lesa a Patria.

Carlos Eduardo da Maia disse...

É impressionante, a China que é a China se abre para a economia mundial, todos os países do mundo estão se abrindo, compartilhando tecnologias, fazendo parcerias com estatais estrangeiras e empresas privadas nacionais e estrangeiras e as viúvas do estatismo querem que a Petrobrás se feche para o mundo. É uma manifestação tão intempestiva quanto a do Tarso sobre os ressentimentos dos anos de chumbo.

Anônimo disse...

O que o Maia chama de ressentimento é o que todo chama de justiça. Mas como é contras os poderosos de outrora para ele é ressentimento...

A petrobrás já foi "aberta" pelo Lesa Pátria do FHC, o que se tem a defender com uma estatal é o bem estratégico petróleo.

As maracutaias do FHC deixaram a mercê as reservas que a Petrobras enquanto estatal desenvolveu.

Anônimo disse...

É mais fácil o fdp do Lula entregar a petrobas para o Eike Batista,grande empreendedor do ramo da energia e mineração e só ler ás velhas e novas noticias sobre a BROi e como está sendo encaminhada pelo go
verno.Mas ás noticias da página policial.

Anônimo disse...

DE página policial o Anônimo entende, até por isso passa por anonimo, vai daí a covardia.

O Eike Batista é outro apaniguado do FHC e caterva, nos contratos das termelétricas...

O resto a covardia explica tudo.

Claudio Dode

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo