Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

O gravíssimo esvaziamento do Estado do Rio Grande do Sul


Parabéns, isto sim que é Estado Mínimo!

O Diário Oficial do Estado publicou ontem o quadro efetivo de recursos humanos do Poder Executivo. Chama a atenção a grande vacância de servidores, na média geral falta 42,3% do quadro.

Na Saúde, o buraco é de 83,82%. Ou seja, a Saúde pública do RS opera com apenas 16,2% do quadro de servidores. Precisaria contratar, através de concurso, os outros 83%.

Na Brigada Militar, a vacância é de 39,86%, portanto a corporação policial-militar opera com apenas 60,14% do efetivo.

Susepe: 35,32%.

Polícia Civil: 29,20%.

Magistério: há vaga para mais 31,28% de professores. A governadora Yeda é contra a lei nacional do piso, porque teria – segundo ela – que contratar mais trinta mil professores. Fica provado, pois, que faltam servidores na área da Educação pública.

Servidores de escola: 50,2%.

Técnicos científicos: 72,4%.

Fazenda: 39,86%.

Quadro geral: 97,41%.

Já se vê que o Estado do Rio Grande do Sul é o paraíso da grande consigna neoliberal, o Estado Mínimo, como ideal de gestão pública, liberdade da iniciativa privada e menor interferência do Estado nos agentes econômicos. Portanto, para quê servidores públicos preparados, em profusão e bem remunerados?

Os números acima são alarmantes e constituem um balanço mesmo da política pública intencional e programática dos últimos dois governos estaduais (Rigotto e Crusius). Informam os motivos, ainda que parciais, da crise estrutural do poder público no Estado do Rio Grande do Sul, agravado por sucessivos governos irresponsáveis e negligentes com políticas públicas universais e de longo prazo.

O curioso é que nenhum destes diagnósticos (caros e inúteis) bancados por empresários locais em combinação com a Assembléia Legislativa e o próprio Executivo (Agenda 2020, Agenda RS, etc), e anunciados como definitivos e definidores de novos rumos para o RS, tenham se deparado com a precarização numérica (para não falar das demais precarizações) do quadro estadual de servidores públicos.


28 comentários:

Anônimo disse...

O Brasil está tentando (re)construir uma sociedade insólita, sem paralelo no mundo civilizado - um Estado sem burocracia e o mundo da Política sem partidos.

palhares disse...

isso é pro Fernandinho Schüller mamar melhor nas OSCIPS, que acabarão fazendo tudo no Estado, mas em proveito próprio e dos "amigos", a população que se exploda.

eita, nóis!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Carlos Eduardo da Maia disse...

Por isso mesmo tem que fazer OSCIPS. Está na hora do Estado do RS se agigantar. Deixar de lado as ideologias e os ranços estatistas. Serviço público é na área da educação, da saúde, na administração (gestão) de Estado e ponto final. Mas temos que ficar pagando para o pessoal da PROCERGS (Afinal o que faz a Procergs??? e outras estatais ineficientes e que servem apenas para o empreguismo dos afilhados do político de plantão. É um absurdo em um país como o Brasil, carente de serviço público, defender Estado mínimo. Isso é irresponsabilidade. Ninguém defende Estado mínimo, temos que defender sim um Estado eficiente e que focalize suas atividades para o serviço da população de baixa renda que não tem acesso aos serviços privados.

edu disse...

Nao existe lei e ordem sem Estado...a "casta" se sente protegida e nega esse direito ao povo...

Eles pretendem se esconder por alguns anos até q 90% da populaçao mundial esteja dizimada...

Sem Estado nao existe lei, sem lei nao existe propriedade e voltamos 4000 anos no tempo...estudem a organizaçao social do homem dessa epoca...

Carlos Eduardo da Maia disse...

Ratifico e retifico: Estado deve atuar na educação, saúde, segurança e administração do serviço publico e ponto final.

edu disse...

Nao existe lei e ordem sem Estado...a "casta" se sente protegida e nega esse direito ao povo...

Eles pretendem se esconder por alguns anos até q 90% da populaçao mundial esteja dizimada...

Sem Estado nao existe lei, sem lei nao existe propriedade e voltamos 4000 anos no tempo...estudem a organizaçao social do homem dessa epoca...

panoramix disse...

E vamos todos cantar "Eu te amo meu brasil" e "Noventa milhões em ação" não é "Alex Maia, the Large"! O bovinismo servil de algumas pessoas a projetos que nitidamente beneficiam meia duzia de pessoas, principalmente se for ligada ao americano, é nauseante! A próposito: A folha de pagamento do estado, controle total do Banrisul e Tesouro do Estado é feito pela Procergs. Este é o motivo pelo qual querem botar a mão nestas informações!

mariorangelgeografo.blogspot.com disse...

Ô seu Maia burro (burro não, espertinho)...

A Procergs administra TODA a informação e o seu fluxo do Estado.

Só isso...

Para que serve?

Estratégia.

A que tu pensa que engana, seu cínico?

Anônimo disse...

É graças a esse sacrifício que a dívida está a caminho de ser sanada. Chegou-se a esse ponto por causa de décadas de governos (incluindo o do sernhor Olívio Dutra) que não sabiam uma regra básica: não se pode gastar mais do que se tem. Mas fiquem tranquilos que na próxima eleição o Olívio ou a turma do Britto voltam a estragam tudo de novo.

Carlos Eduardo da Maia disse...

A Procergs prestava serviço para o Poder Judiciário do RS. O contrato foi rescindido, porque a estatal é ineficiente. Quantos empregados tem a Procergs? Quanto o Estado gasta por mês para manter a Procergs? Muito melhor, melhor mesmo, fazer uma licitaçaõ e contratar empresas para fazer esses serviços. VAmos gastar muito menos. O Estado do RS há muito tempo, inclusive com o governo Olívio, gasta muito mais do que arrecada. Esse governo, apesar de todos os percalços causados pela arrogância da governadora, é o que mais está fazendo para melhorar essa situação. O RS tem um problema crônico: é administrado pela politicália.

Anônimo disse...

Feil. Leste o especial educação da Veja esta semana? É uma pérola do neoliberalismo. O Sinpro já se manifestou a respeito. É muito importante todos ficarem atentos à debilidade mental da revista.

Anônimo disse...

Além de querer que o Estado não tenha uma burocracia e que a política seja sem partidos, uma certa direita burra quer que o Estado tenha lucro. Conte isso para um sueco e ele vai dar gargalhadas - o Brasil é um país para doidos.

edu disse...

Analisar a administraçao estadual do PT, comparativamente com as demais, e nao se maravilhar pelos feitos admiraveis, pelo avanço economico e social, tem problema mental ou ocupa um CC cretino.

De outra parte, considerar um "nao pagar" do atual governo, como sendo algo valido, tem a mesma avaliaçao.

A coisa mais facil é cortar funcionarios, nao dar reajuste salarial, nao pagar precatorios. Nao elegemos um governador para fazer o q meu priminho de 5 anos faria facilmente.

Quero ver é fazer o PIB do Estado crescer 10%, como o PT estaria fazendo nesse exato momento, caso estivesse no governo. Se crescemos 4,6% quando o BR crescia 2% imagina agora q a locomotiva nacional esta embalada...mas temos uma lesma burra no volante do nosso Estado...pobre Rio Grande amado.

Carlos Eduardo da Maia disse...

Edu, o governo do PT foi tão bom, mas tão bom que o próprio PT se encaminhou de impedir a reeleição do governador... Aquele governo foi um desastre absoluto para todos, menos, talvez, para os 'companheiros'.

Carlos Eduardo da Maia disse...

O PT também não pagou precatório, não deu reajuste que o servidor público queria, o CPERS fez greve, a Susep fez greve, o pessoal da segurança chiou e o RS cresceu porque o dólar valorizou em 1999. Foi para as nuvens e o volume das exportações aumentou consideravelmente. O crescimento do RS no governo do PT nada tem a ver com o governo do PT. Todo mundo sabe disso.

Anônimo disse...

O Maia tem um ranço antidemocrático que é de envergonhar quem lê.

As vezes eu acho que ele gostaria de votar em uma prévia para se sentir gente.

O pior que o governo da Yeda que ele acha ótimo, com toda ajuda que o Lula está dando, seja no PAC, seja onde for, e foi muita, e este governozinho só consegue fazer escândalo.

Só a Oscip do Maia, (se ele defende deve ter alguma,ou terceirizou a defendesa) deve estar se espraiando por aí...

Claudio Dode

edu disse...

Gosto desses desesperados..

Do inicio ao fim o maia da oportunidade de ser esclarecido:

1. TODOS sabem sim é q o PT foi dominado pelo tal de "campo majoritario" q sao pilantras;

1.2. tarso é elo de desuniao dentro do PT;

1.3. todas as forças se concentraram na prévia, rbs, bancos, farsul etc etc sabiam q nao venceriam a eleiçao se o candidato fosse Olivio, isso se repetiu esse ano, quando tiraram Rossetto do pareo;

1.4. o PT de verdade é a DS.

2. Eu era professor estadual, iniciei no magisterio em 1994, Olivio foi o melhor governador de todos os tempos, desde essa epoca;

2.1 salario em dia;
2.2 aumento pequeno mas constante e planejado, sabiamos quando e quanto;
2.3 concurso;
2.4 salario de dezembro pago dia 23/12;
2.5 13° salario dia 16/12;
2.6 CPERGS presente na Secretaria de Educaçao;

Exportaçoes:

Sao Paulo 1° estado exportador do pais cresceu 2% no periodo, Minas Gerais e Rio de Janeiro afundaram...o q derruba a tese de q a alta do dolar tenha influenciado de forma desmedida o resultado da administraçao do PT;

O q fez o Estado crescer foi o aporte de recursos investidos nas areas certas, agropecuaria, construçao civil, pequenas e medias empresas;

A verdadeira clarividencia da equipe da secretaria de minas e energia q previram o apagao 3 anos antes dele acontecer, VI E OUVI O BIGODE ALERTAR PARA ISSO;

Empresas puderam crescer e se instalar aqui, pq tinhamos oferta de energia, SP negou muitos alvaras à empresas por falta de infraestrutura;

Antonio Cavalcanti disse...

Boa matéria. E elucidativa. Não é à toa que os serviços públicos no Estado gaúcho são tão precários. Faltam servidores, e muitos, em áreas vitais como saúde, educação e segurança. E a imprensa comprometida com os grandes empresários sonegadores de impostos ainda fala em reduzir o tamanho do Estado!

Anônimo disse...

Espera aí EDU, explica melhor: estás dizendo que a RBS, a FARSUL e os bancos estavam por trás do Tarso em 2002 e da Maria do Rosário em 2008? É isso?

Anônimo disse...

Técnicos científicos: 72,4%.
Que tal?
Um técnico científico com 26 anos de trabalho e 40hs semanais tem salário de R$ 3.000,00 hoje porque ganhou (em 2007) 33% na justiça.O PT não deu NENHUM reajuste para os técnicos!!!
E assim como o governo da Yeda, o governo do Olívio perseguiu quem não era do partido. Aliás, em alguns casos, até petista que não era da linha do secretário foi perseguido! Não tem anjinho...
E não interessa se é amplo o DS, o governo era do PT!
Suzana

edu disse...

tarso sempre foi a pedra de discordia dentro do PT, usado para dividir, tornando mais facil a aniquilaçao do inimigo.

Basta conhecer os apoiadores de tarso genro para saber disso e ter visto a rbs favorece-lo na previa de 2002.

Com certeza absoluta Rossetto era o candidato ideal e mais preparado para enfrentar esse assalto q estamos sofrendo, mas a extratégia dos dominadores mudou, agora influenciam as previas internas do partido, mais faceis de manobrar.

Nao digo q Rosario seja uma mà candidata, esta mais "xuxa" agora...

O PT é um partido com linha de açao diferente de 98% dos demais partidos, dizer q "o governo era do PT" é desconhecer as vertentes internas q sao completamente diferentes, na extratégia de açao e na negociaçao politica.

O PT do governo Lula é completamente diferente do PT daquele q governou nosso do Estado de 99/02, negar isso é como voltar ao PT dos anos 80, q era minusculo e tinha linha de conduta muito mais uniforme.

Anônimo disse...

Edu
um partido tem que ter uma finalidade, senão sua existência é desnecessária!
Em outros paises da América Latina, os partidos de esquerda podem até se dividir (como era aqui antigamente),mas eles tem uma ideologia comum abraçada por todos os seus militantes (que por isto escolheram aquele partido)e pela qual lutam, um modelo de sociedade que almejam. Quer dizer que acreditas que há o PMDB ético e um outro não-ético? E o PT tem "linha de açao diferente de 98% dos demais partidos.." porque mesmo? Suzana

edu disse...

Suzana

1° nunca fui filiado ao PT.

Vi a DS ser abandonada nas eleiçoes de 1998, boicotada por tarso, vencendo sozinha conseguiu realizar o melhor governo q o RS teve nos ultimos 40 anos.

Afirmo com todas as letras q existe um pmdb ético, eu convivi com essas pessoas, vi o MDB lutar contra a Arena, no pmadb aconteceu a mesma coisa, DIVIDIR para conquistar, as pessoas bem intencionadas e fieis ao Rio Grande foram colocadas num canto, como acontece no PT atualmente.

Aconteceu no PDS, hj PP, tb no PDT, PTB, partidos q foram saqueados dos seus ideais, seus construtores marginalizados em guetos internos do partido e tratados como "dinossauros".

Assim como o PDT substituiu o PMDB, o PT substituiu o PDT, creio q o PSOL ocupara o lugar do PT entre as pessoas bem intensionadas.

Quanto a linha de açao ser 98% diversa da dos demais partidos, ja viste os carniceiros do pmdb, pp etc montarem um governo? Cada um quer ocupar as estatais q permitem mais lucros...a DS faz essa divisao por merito, basta analisar o secretariado nomeado em 99/02.

Unica facçao do PT q provou ter ideologia ferrea foi a DS, tanto é q "a mao invisivel" nao se importa com rosario, tarso e CIA variada, trabalham na previa a bastante tempo, para deixar a DS fora.

Em 2010 vai acontecer de novo, e com apoio interno, veremos paulo pimenta candidato a governador, marco maia...PODES DIZER Q ESSE TIPO DE GENTE TEM IDEOLOGIA??

Anônimo disse...

POLITIQUEIROS, vocês fazem o Estado andar para trás. Enquanto vocês discutem quem é menos pior e professores envenenam seus aluninhos contra empresários e máquinas, caminhamos celeremente para as trevas de um Estado atrasado e cuja gente se acha politizada, mas que só faz meter o nariz em assuntos que não entende.
PT, PMDB, PSDB e todos os demais são demagogos e oportunistas.
Dá nojo de quem vem defender a "ética" dos partidos, que termina quando assumem qualquer mandato e logo empoleiram toda a "cãopanheirada" para mamar.

ZeMario

Anônimo disse...

ZéMario,

Não é só os "politiqueiros" que fazem o estado andar para trás.

Mas ignorantes como esta classe média latifundiária do RS, isto sim é que atraso.

Claudio Dode

edu disse...

Nao vejo com maus olhos os cargos de confiança, acho q sao importantes, se muitos fazem mal uso, ai é outro problema.

CC normalmente é alguem q vive no solo Rio Grandense, entao, cedo ou tarde o $$$ volta ao mercado, ou seja, a riqueza nao é exportada.

Os 44 milhoes do Detran pra onde foram??? Pro Uruguai...

E o q foi desviado do Banrisul, q em breve saberemos, como, quem e quanto...pra onde foi?? Uruguai...

CC é um problema muitissimo menor...

Anônimo disse...

Oi, Edu
Percebo que nunca foste filiado ao PT, porque eu sou e há muuuuuuito tempo. Participei de muitas convenções, reuniões, núcleo, etc...Portanto, quando falo em PT, sei do que estou falando!
PMDB é uma coisa e MDB é outra! Quem lutou contra a ARENA foi o MDB, onde estavam os que se opunham à ditadura.
Sugiro que os bem intencionados e fiéis do PMDB, se unam aos bem intencionados e fiéis de todos os outros partidos e fundem o PBIF. Só que “de bem intencionados o inferno está cheio”, precisamos é de partidos ideológicos!
Quanto aos carniceiros, ninguém se salva, nem a DS.
Suzana

edu disse...

Suzana

Deves conhecer o PT melhor q eu com certeza.

O MDB deu origem ao q hj chamamos de pmdb, as pessoas honestas foram marginalizadas dentro do partido, perderam a voz, exatamente o q esta acontecendo no PT atualmente.

Precisamos sim de partidos ideologicos, e deves convir q tarso, pimenta, maia etc nao tem nada disso, fazem negociatas como o pmdb.

A DS pode até ter coisas ruins, claro, nao podemos esperar perfeiçao, mas se compararmos as administraçoes de todos os outros, com aquela de 99/02, realizada pela DS aqui no RS...nao restam duvidas de q essa facçao do PT administra muito melhor o patrimonio publico.

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo