Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

quinta-feira, 29 de novembro de 2007


41% da televisão privada é garantido por dinheiro público

Esta informação você jamais verá na chamada "mídia democrática" brasileira. Uma pesquisa recente do Instituto de Estudos e Pesquisas em Comunicação (Epcom) mostrou que 1.604 prefeituras municipais de vários Estados brasileiros detêm outorga de retransmissão de canais de TV privados. A informação é da Agência Pulsar Brasil.

Ao todo, estas prefeituras detêm 3.270 retransmissoras, das quais 95% estão conectadas às empresas privadas de mídia televisiva do País, especialmente a TV Globo. As retransmissoras são estações de TV de abrangência local que reproduzem a programação das grandes empresas nacionais de mídia. Na prática, o que ocorre com isso é que os poderes públicos municipais estão usando infra-estrutura e dinheiro da sociedade para uma atividade empresarial privada.

Alguns exemplos encontrados pela pesquisa mostram como as grandes cadeias de mídia dependem das prefeituras para chegar ao país inteiro. Globo, Record, Bandeirantes, SBT e Rede TV! têm 41% em média de sua abrangência nacional garantidos por esta estrutura pública. A pesquisa fez uma comparação com as empresas públicas de comunicação. A TV Cultura de São Paulo e a Radiobrás têm 10% de sua abrangência nacional garantidos por prefeituras.

Para James Göergen, da Epcom, trata-se de uma situação de “exploração semi-privada das estruturas públicas”.

...........

Isto é um verdadeiro escândalo nacional. As empresas privadas de televisão conseguem aumentar em 41% da sua audiência graças a recursos públicos pingados de uma rede de retransmissoras bancadas por prefeituras municipais no Brasil todo. A farra do circo privado é bancado pelo dinheiro público. O lixo televisivo é financiado parcialmente pelo recurso desviado da saúde, da educação, e do saneamento básico das populações mais desassistidas do Brasil profundo.

A democracia substantiva e horizontal no Brasil jamais será possível com um quadro injusto e desigual desses. Fica demonstrado o arcaísmo pré-republicano das relações entre Estado e meios de comunicação de massas, onde estes, mesmo proclamando-se modernos e up to date tecnologicamente, ainda usam infra-estrutura de instâncias paupérrimas do Estado, que são as prefeituras municipais de localidades remotas do País. O presidente Lula já está há quase cinco anos no poder e ainda não moveu uma só palha para modificar esse quadro aberrante e atrasado.

11 comentários:

Juarez Prieb disse...

83% dos 5 mil municípios brasileiros não tem condições de se automanterem economicamente, dependem de repasses dos estados ou da União federal.
Mas dinheiro pra bancar as antenas de retransmissão eles "arrumam". è de se saber como é feito isso no orçamento municipal, na contabilidade pública, como será isso? Quem controla essa farra? Os tribunais de contas dos estados?

César xrmr disse...

Mas que situação ESCANDALOSA !

armando disse...

Pois é. Essa Terra de Vera Cruz está dividida entre os que phodem e os que não phodem. Os primeiros representam a minoria oligarquica e predadora que "tudo podem". Os segundos "se sacodem". A TV privada (no sentido literal ligado a fezes) além de tudo é concessão pública com a finalidade de deseducar, maltratar o vernáculo e reproduzir o sistema canalhinha que está aí. Até quando?

Blogueiro disse...

E mesmo assim falam mal dos governos, ou seria de alguns Governos?

Carlos Eduardo da Maia disse...

Se todos esses municípios cortarem o sinal vocês sabem o que vai acontecer? O povo unido que jamais será vencido vai exigir ver a novela da Globo.

Anônimo disse...

caro gauche,
a alternativa nao é cortar o sinal, claro mas, quem sabe, algum trocado em troca, e a possibilidade de a TV Pública ser veiculada por essas antenas também?
quanto ao blog agora postado frene ao mar, me vem a memória o apartamento na praça saens peña, na zona norte do Rio de Janeiro, à venda. No anúncio, "de frente pro mar". Mas, era apenas diante de "Omar cabeleleiro". O mar do blog imagino que seja revolto.
abraço,
zeca

Eduardo Martinez disse...

Pra digerir essa, vou dar uma de "joão-sem-braço", Cristóvão. Estamos falando das que apenas retransmitem os sinais das redes nos municípios ou que também geram programação local? Onde é possível saber o nome de cada prefeitura? Cara, não vou nem elogiar, já virou "tua obrigação" postar bombas de efeito moral, literalmente, como esta.

Mario Rangel disse...

O maia sempre mantém a sua coerência, é um ser iluminado!
Primeiro diz que o Estado tem de diminuir.
Depois diz que o Estado tem de manter as grandes.
Que beleza!

Armando disse...

Caro Feil,

Permita-me denunciar que ontem a PM do "vampiro" Serra ao desocupar terra da união, onde estavam os bravos do MST, foi baleado o líder Gilamr Mauro, dirigente nacional do MST.

É assim que os trogloditas a serviço dos tucanalhas e do "presidente" Serra agem.

Lula, acoda! A terra em Limeira é da União. Vamos parar de tungar!

Eugênio disse...

Tá lá no blog do Kayser - posted by Kayser @ 11/30/2007 08:40:00 AM
http://blogdokayser.blogspot.com/2007/11/no-olho-da-rua.html

No olho da rua
"Santiago, Kayser, Moa,
Agradeço o trabalho que fizemos em conjunto até agora e comunico que o JC está dispensando o serviço de vocês."

Com essa mensagem, acabou a brincadeira. No lugar da minha charge, hoje havia a foto de uma manifestação direitosa na Venezuela, acompanhada por um editorial esculhambando o Chávez. Assim, o blog talvez fique um pouco desatualizado (ainda mais), até que eu tenha vontade de desenhar novamente.
Não chega ser de todo mal. O único aspecto verdadeiramente negativo é deixar de ganhar uma merreca todos os meses. Mas, como é uma merreca, também não vai fazer tanta falta assim. Um dia, quem sabe, eu até coloco no blog uns banners do Banrisul, de prefeituras, da Assembléia Legislativa e faturo uns pilas, como todo jornalista vigarista desta cidade faz.
Pena mesmo é que eu não sou assinante do JC para poder fazer o mesmo com eles...

Meu comentário

Está aí uma amostra do quanto a nossa grande e venal mídia é "tolerante" com o contraditório. Isso me faz pensar sobre o sentido d muitas coisas q fazemos, como por ex, esse trabalho d resistência da blogosfera. Gastamos nosso tempo, energia - e no meu caso - e no de outros também - até dinheiro, já q muitas vezes atraso meu trabalho para fazer uma charge ou postar um comentário. E para que? Pro Lula nomear notáveis picaretas e canalhas para o conselho da TV pública? Para ver nossos eleitos rastejando para conseguir uma "frestinha" na grande mídia para "divulgar" o PED? Não é a toa q essa gente tá no poder a tanto tempo e ñ sairá dele tão cedo, por uma simples razão: eles sabem identificar seus inimigos estratégicos. Os nossos, fazem erráticos e melancólicos movimentos.
Sinceramente, acho q cheguei no limite da minha paciência. Provavelmente vcs ñ verão mais minhas intervenções por aqui. Como último comentário, deixo uma homenagem aos nossos camaradas, frente a mais essa derrota. No enlace abaixo, pode ser vista a charge do Santiago, censurada a dois dias atrás e q bem exemplifica o nível de intolerância d direita gaudéria.

http://grafar.blogspot.com/2007/11/charge-santiago_29.html

sisqueci disse...

Puta que pariu!

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo