Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

sexta-feira, 23 de novembro de 2007


Denúncia contra o tucanoduto mineiro

É no mínimo impertinente e desfocada a grande manchete de hoje do jornal do bairro Azenha, Zeagá ("Ministro articulador do governo Lula é denunciado e se afasta"). Os principais jornais do país, Folha, Estadão e Globo, trazem suas manchetes tratando do tema, mas sempre frisando que trata-se do mensalão tucano mineiro. As três manchetes dos três principais jornais brasileiros, repito, mencionam o tucanoduto mineiro, cujo principal denunciado ontem pelo Ministério Público foi o ex-governador Eduardo Azeredo (PSDB).

Vejamos o que comenta o blog do jornalista da Folha, Josias de Souza, sobre o tema:

[...] "O grande protagonista da denúncia do Ministério Público (íntegra aqui) é o senador Eduardo Azeredo, ex-governador de Minas e ex-presidente nacional do PSDB. Antonio Fernando acusa-o de ter constituído um pé-de-meia eleitoral espúrio na campanha de 1998, quando tentava reeleger-se governador mineiro. Algo que o denunciado nega.

O procurador-geral, bem a seu estilo, vale-se de vocábulos fortes, inequívocos. Refere-se às arcas de Azeredo como “esquema criminoso” de financiamento de campanha eleitoral. O envolvimento do senador é, na expressão de Antonio Fernando, “comprovado”. Diz que a verba espúria teve três origens:

1) “Desvio de recursos públicos do Estado de Minas Gerais, diretamente ou tendo como fonte empresas estatais”;

2) “Repasse de verbas de empresas privadas com interesses econômicos perante o Estado de Minas Gerais, notadamente empreiteiras e bancos, por intermédio da engrenagem ilícita” arquitetada, entre outros, por Marcos Valério;

3) “Utilização dos serviços profissionais e remunerados de lavagem de dinheiro”, operados, entre outros, por Valério e seus sócios, “em conjunto com o Banco Rural [sempre ele], para garantir uma aparência de legalidade às operações [...], inviabilizando a identificação da origem e natureza dos recursos”. [...]

........

Perder leitores a cada dia é um fenômeno mundial da mídia jornal, hoje. Está sendo inevitável e irreversível. Entretanto, Zeagá (do grupo RBS, que apoiou o golpe militar de 1964) perde mais que leitores, perde credibilidade - que jamais irá recuperar.


Foto: O tucano Azeredo jantou numa churrascaria de Brasília ontem à noite, a foto é de Sérgio Lima/Folha.

9 comentários:

cid disse...

Se vc achou escandalosa a manchete do ZH, dá uma olhadinha na manchte da "Tribuna da Imprensa" do Rio:

"MPF aponta artífices do mensalão petista.
Procurador-geral denuncia 15 por envolvimento com mensalão mineiro"

??????????????????????

el barto disse...

como assim, "perde", cara-pálida? já perdeu faz tempo, esse lixo com letrinhas editado pelo grupelho mais jaguara ao sul do mampituba!!!!

sil disse...

Não adianta ZH e seus jornalistas ainda acham que estão fazendo um bom trabalho.
A tia Rosane diz q o dia que achar que está ruim ela vai plantar orquídeas, acabo de dizer a ela que a hora está passando, mas ela não me acredita.
Fico apavorada com leviandade desse jornalismo!!!!

Carlos Eduardo da Maia disse...

ZH não está dizendo nenhuma mentira ao referir que Mares Guia, envolvido também na picaretagem tucana mineira, é ministro de Lula. E importante ministro de Lula. E a direção do PT -- que prometeu ao Brasil um país decente -- resolveu copiar essa mesma picaretagem tucana.

Joca disse...

Maia, ninguém está defendo o guia genial dos mares e nem Lula. Apenas não se quer que ZH brigue com os fatos e com a tônica principal das notícias. A manchete de ZH hoje é o que se chama de notícia editorializada. Notícia filtrada pelos olhos, ouvidos e boca da família Sirósqui.

Joca disse...

Maia, ninguém está defendo o guia genial dos mares e nem Lula. Apenas não se quer que ZH brigue com os fatos e com a tônica principal das notícias. A manchete de ZH hoje é o que se chama de notícia editorializada. Notícia filtrada pelos olhos, ouvidos e boca da família Sirósqui.

marcos trindade disse...

Cristóvão, essa gente não se emenda. Estão ficando a cada dia que passa mais vulgares e assassinos da verdade. O negócio é azucriná-los nos seus (deles) blogs políticos (Rosane e Macedo). Sem abandonar o Diário Gauche, o RS Urgente, o Agente e outros, devemos ocupar aqueles espaços para desmascará-los, dia-a-dia. Por falar nisso, o que achaste da visita do pessoal da Mensagem à ZH, hoje pela manhã? Quando tu, corretamente, criticaste a postura de alguns deputados(as) gaúchos em dois episódios recentes de sabujismo explícito, classificados com razão como entregadores da rapadura e sem-memória, eu pressenti o perigo e alertei que era questão de tempo para que o Rossetto e seus aliados, na primeira oportunidade, fariam também o chamado beija-mão. E agora, o que dizer?

A CARAPUÇA disse...

Carlos Eduardo da Maia disse... "ZH não está dizendo nenhuma mentira"
Ora meu caro Carlos Eduardo.
ZH/RBS são uma mentira, uma galhofa, uma empulhação, um faz de conta. Eu estou achando que voce é parente do Marcelo Goebels Rech, editor do jornaleco do sr Nelson Joseph Sirotsky!

eugênio disse...

A respeito da visita dos representantes da Mensagem ao Partido a RBS:
http://dialogico.blogspot.com/2007/11/tarefa-ingrata.html

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo