Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

sexta-feira, 9 de novembro de 2007


A ministra e o complexo de vira-lata

O presidente Lula só não aponta o dedo faltante para a ministra Rousseff. Todos os demais dedos das mãos apontam - quase gritam - que está ungindo a atual chefe da Casa Civil do seu governo para a sucessão de 2010. Além desse recado, mandou dizer - agora pela boca de Rousseff - que o País está superando o seu principal gargalo, que é o problema da energia.

A ministra saiu-se bem, embora ainda padeça daquilo que o Nelson Rodrigues chamava de "complexo de vira-lata". Já me explico.

Depois de anunciar os novos poços de petróleo e gás natural, o que deixa o País numa situação confortável na estratégica questão energética, a ministra - numa atitude absolutamente correta - anunciou o exclusão da 9ª Rodada de Licitações de 41 blocos de exploração vizinhos ao local da grande reserva no leilão do final do mês. Segundo a Folha, Rousseff afirmou que a decisão do governo de excluir áreas próximas da reserva tinha como foco a preservação do interesse nacional e "negou que a atitude tenha um viés estatizante". Segundo ela, trêmula de humildade, "não há motivo para comparar a decisão do governo com as ações de nacionalização de reservas de países vizinhos, como a Bolívia".

Repito: complexo de vira-lata, sim. Quem se prepara para concorrer à presidência da República, com boas chances de sair vencedor, não pode apresentar habeas-corpus preventivo para não parecer nacionalista. Vocês me entendem? A ministra Rousseff diminui-se ao requerer o habeas-corpus. Como se "nacionalista" fosse o equivalente a "contemporâneo de Nilo Peçanha"!

Perguntem à senadora Hillary Clinton o que ela pensa sobre a retirada imediata das tropas invasoras de seu País no Iraque. A senadora da testa ornada com calcificações rococó bizarras dirá sem pestanejar que é contra, e imediatamente, irá listar dez motivos "nacionalistas" para que os patriotas norte-americanos não deixem o trabalho na Ásia inconcluso.

Mas isto é a senadora Clinton, cuja auto-estima está inflada pelas pesquisas que a apontam como virtual futura ocupante da ex-cadeira do seu cônjuge - dirá o basbaque fundamental. Sim, é a senadora Clinton. Mas por quais vãs razões, também a ministra Rousseff, não pode estar com a sua auto-estima igualmente inflada e serena, salvo os enigmas do inconsciente mesmo de Sua Senhoria?

A ministra precisa conscientizar-se que a primeiríssima luta, eu diria, a luta da véspera, do qual se deve sair vencedor, necessariamente, é a luta simbólica (mas não menos feroz) que se trava no seio cavo da nossa subjetividade. Complexo de vira-lata se cheira de longe, e todos se afastam.

Cuidado, pois.

5 comentários:

Callado disse...

Na mosca, Feil, ou melhor, na alma. Perfeito!

Anônimo disse...

Estás repleto de razão, Cristóvão. Não se dá satisfação, e muito menos humildemente, à iniciativa privada nesse tipo de questão.

Carlos Eduardo da Maia disse...

A iniciativa privada multinacional já está presente nesse importante achado. A Petrobrás detém 65% dessa reserva, a British gás, 20% e uma empresa portuguesa, com certeza, o restante. Essas empresas também colaboraram para o achado, investiram, colocaram o rico dinheirinho. Por que esse preconceito com a iniciativa privada? É fundamental no mundo moderno a parceria entre estado e iniciativa privada. Parceria essa que tem sim que ser bem fiscalizada pela sociedade civil. Quando é que a nossa gauche vai começar a ultrapassar o ranço mofado do marxismo leninismo?

Vinícius disse...

Quer dizer então que na China não se mete a mão em coisa pública? Só o estado domina tudo?? Ou vamos querer ser mais realista que o rei?

Anônimo disse...

Virou lulista demais a nossa dilma. Simplesinha e era poderosíssima, aliás ainda é...essas lutas simbólicas virão depois, tá. Acredita e dá um desconto!

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo