Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

terça-feira, 13 de novembro de 2007


Intervenção federal no Rio Grande?

A juiza federal substituta, Clarides Rahmeir decidiu proibir a concessão de novas licenças para plantios florestais no RS e decidiu que a Fepam não manda mais no assunto e, sim, o Ibama, que é um órgão federal. A informação é do Jornal do Comércio, de hoje, e da página eletrônica do jornalista Políbio Braga que critica:

"Na prática, trata-se de uma intervenção federal no Estado do RS e inviabiliza os investimentos de US$ 6 bilhões programados por Stora Enso, Aracruz e VCP, todos em plena execução no Estado. Dinheiro grosso dos três grupos já avivam a economia de dezenas de municípios do RS, quase todos na Metade Sul. A decisão da juíza Rahmeir ameaça tudo".

Segundo Braga, um aferrado "papeleiro", "há uma forte reação do prefeito de Guaíba, que está possesso. Estaria perdendo agora o equivalente a duas Ford; do deputado Berfran Rosado, que coordena a Frente Parlamentar das Florestas; do deputado Nelson Härter, que está propondo uma reunião extraordinária da Comissão de Economia para quarta-feira; e da Fepam, considerada 'inepta' pela juíza".


4 comentários:

Guilherme Mallet disse...

Vejam que interessante, o pensamento uníssino da mídia é institucionalizado!!

Conheçam o Clube de Editores e Jornalistas de Opinião (a Tropa de Elite da elite econômica):

http://www.brasilimprensa.com.br/noticias/visualizar.asp?Cod=10301

Gennaro Boff disse...

Mallet, o responsável por esse portal é um jornalistinha de direita, de Cachoeira do Sul, ligado ao José Otávio Germano e ao Bira Vermelho.

flics disse...

Buenos Ares, 13-nov 14 h. Aqui ao lado de casa, na Av. Las Heras, frente a embaixada do Uruguay, manifestação dos argentinos de Gualeyguachu contra o início de operação da pastelera - sim elas fabrican un pastel de pouco valor agregado e não papel - filandesa Botnia no outro lado do rio. Esta luta é importantissima para os gaúchos. Pena que pouco esteja repercutindo por ai. Aqui se decide muita coisa dai.

Anônimo disse...

-Esta juíza poderia receber uma distinção especial, como "A brasileira do ano". No meio de tanta gente no judiciário pensando e agindo ideológicamente, eis que surge alguém para jurisdicionar tecnicamente, em nome dos interesses daqueles que poderão ter prejuízos irrecuperáveis, como "roubo" de água pelas exóticas e liquidação de ricos biomas. Parabéns doutora Clarides pela valentia, sabedoria e independência!

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo