Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

terça-feira, 27 de novembro de 2007


O fabuloso mundo de Zeagá

Muito meiga a matéria de Zeagá sobre o furto de cãezinhos poodle de duas idosas de Caxias do Sul (foto). As senhoras donas dos jaguarinhas atribuem às diligências da Polícia Civil o retorno de seus mascotes. É matéria de capa do jornal do bairro Azenha. Que relevância notável! O Rio Grande ardendo na crise estrutural tucana e Zeagá tratando de frivolidades perfunctórias.

Sabe-se que a RBS faz pesquisa para tudo, mas só não entende o motivo do declínio continuado na venda de Zeagá. Eles detectaram nessas sondagens que o leitor gosta de ver fotos e matérias de animais, pássaros e mascotes em geral. Podem cuidar, todo dia tem bichinho, cachorrinho, gatinho no jornal. Querem passar uma imagem de preocupação com a natureza. Uma preocupação em abstrato, óbviamente. O resultado é um jornal-magazine completamente sem personalidade, com textos indigentes, e editorialização total dos fatos e acontecimentos que tem aroma de política. O que salva são algumas fotografias de bons profissionais (todos certamente com salários de fome).

Gostaria de conhecer o editor genial que inventou aquele bordão "Para seu filho entender", onde eles procuram "desenhar" com palavras acontecimentos palpitantes. É hilário. Nível de asinino fundamental, estágio de cognição desumana, remetendo ao elo perdido.

Essa matéria de hoje - com foto e chamada de capa - é constrangedora. A pieguice municipal pinga de cada vocábulo e ainda abre brecha para exaltar o trabalho da Polícia Civil estadual, submersa numa crise sem precedentes e sofrendo a cada dia o contraste do êxito ascendente da Polícia Federal. Zeagá quis melhorar a auto-estima da polícia estadual e só conseguiu afundá-la em perfumarias de poodles coquetes e veneráveis senhoras solitárias.

Foto de Nereu de Almeida/ZH

53 comentários:

sil disse...

Olha, primeira vez q duvido de alguma coisa....Pensei>" não, o cristóvão tá doido, isso não pode ser a capa"...corri para o site do jornalzinho.....

Inacreditável...

Anônimo disse...

Meu amigo...
Pra sua informação, a ZERO HORA, um dos maiores, mais respeitados e mais premiados jornais do pais, apresenta um crescimento consistente de assinantes e leitores ano a ano.
Tenho a honra de trabalhar nessa empresa maravilhosa, humana, justa, democratica, com um presidente excepcional e com uma história e legado de conquistas invejável.
Pode espernear o quando quiser, mas o sucesso da ZH é inquestionável.
Resto o choro de uma minoria histérica com uma ótica de mundo distorcida...
Se o Rio Grande tá tão ruim, quem sabe vc não se muda pra Venezuela do ditadorzinho de araque...
Vai lá enfrentar fila de 6 horas pra comprar carne e leite...
Talvez dai vc aprenda o valor de viver numa nação democrática.

Kayser disse...

Empresa humana?!? Como diabos uma empresa poderia ser humana, animal, vegetal ou mineral? "Democratica", "com um presidente excepcional (?)", "resto o choro", "ótica de mundo"? Credo! Acho que foi o poodle que redigiu o texto...

Joca disse...

olha um filhote de Sirotsky aí, geeeenteee !!!!!!!!

E que destemido, não? Um destemido anônimo! Um DA !!!!!!

Seja destemido só por um dia, vc. conseguirá!!!!!

Cristóvão Feil disse...

Desprezado anônimo, não sou seu amigo, certamente.

Portanto, dispense esse tratamento.

Malacara disse...

Apareceu um lacaio da RBS. Como é bom ser pelego bem agradecido!

Anônimo disse...

Não sei gente, mas esse anônimo é um grande gozador.

Juan Gomez disse...

Essa hora o pelego da RBS está brindando com o Nelsinho, seu patrão. Nelson com uma taça de champanhe e o peleguinho com um cristal Cica de água morna.

- Muito bem, meu rapaz, bom trabalho! Agora lustra os meus sapatos e depois vai preparar o meu banho!

sueli halfen ( POA) disse...

Tb acho que esse anonimo peleguista tá é gozando ...se a empresa é tão humanitária e justa e.....tudo de bom prá ele,por que ele não coloca seu nome cargo função prá ser promovido??

Aí tem....

abraço

Omar disse...

Como dizia um ex-ministro, cachorro também é gente...

armando disse...

Bela roseira a da foto...

Fila na Venezuela? O anônimo além de gozador é mal-informado, pois esse não é o problema no país irmão. Lá o problema é a burguesia e estudantes privados que fazem um barulho danado.

Sil disse...

hahahahaha

esses capachos da RBS, só rindo.
Eu disse hoje pela manhã para um deles, um dia publico um livro sobre todos os emails bizarros que eles me enviam.
Parecem moleques chorosos de segundo grau, não tem competência para aguentar uma discussão série e em cima de fatos.
Partem para o choramingo e para a pieguice.

é de rir....é por essas e por outras que troquei de curso...não posso me ver convivendo com esses seres bizarros!!!!

Sueli - Porto Alegre / RS disse...

Prá SIL : tu tem um blog? com a devida permissão do Cristovão,poderias me dar o endereço?

brigada Cristovão...

abraços em tu

Anônimo disse...

Mas, se se trata de "um dos maiores, mais respeitados e mais premiados jornais do pais", que "apresenta um crescimento consistente de assinantes e leitores ano a ano", no qual nosso lacaio anônimo tem "a honra de trabalhar", e de uma "empresa maravilhosa, humana, justa, democratica, com um presidente excepcional e com uma história e legado de conquistas invejável", por qual motivo nosso semi-alfabetizado lambedor de botas se preocupa tanto com delírios de uma "minoria histérica com uma ótica de mundo distorcida..."?

Isso não lhes parece um tanto quanto contraditório?

Talvez o grupo RBS esteja na iminência de escalar parte de seus profissionais amestrados para tentar dar conta do crescimento e minar a credibilidade de seus críticos nem assim tão virtuais. O que talvez seu brilhante presidente não tenha se dado conta é que eles precisariam, antes de tudo, aprender a pensar por si sós, tão longos já são os anos do pacto de mediocridade que faz com que um profissional do referido grupo pense ser um intelectual digno de respeito.

Sil disse...

Não tenho, Sueli.

abração,
sil

Anônimo disse...

Ah, e tem outra: para ombrear intelectualmente com o Cristóvão ou com o Marco, eles precisariam pegá-los de turma.

Pensando bem, trata-se de um risco, pois é esse, em geral, o expediente dos covardes, e de covardes sabemos estar o grupo RBS repleto.

Zé Fonseca disse...

-É importante este tipo de manifestação do empregado e defensor da RBS.Com o advento da internet, dos blogs variados, que eles acessam,e, por isso já descobriram que a verdade não é algo disponível numa prateleira e que só existe a deles a disposição.Agora, pra mim , o mais importante de tudo isso é a comprovação que os interesses conflitantes de classe estão cada vez mais evidentes, mesmo que apareça por vêzes, em posições assumidas de um pobre e anônimo assalariado que expressa a voz do dono.

el barto disse...

isso daí é gozação, pessoal, só pode, não é possível existir alguem tão retardado no mundo pra escrever uma m... dessas sem ser de gozação.

Sil disse...

há, el barto...existe...se eu te mostrasse os mail que recebo deles, tu não ia acreditar no tamanho da bizarrice e falta de neurônios dessas criaturas.

el barto disse...

será que não foi a lassie merdins que escreveu esse arrazoado de sandices? eu não duvido...

eduardo stein disse...

Estes caras perderam o Viamão da história. E agora vêm travestidos de anônimos para elogiar a "empresa humana, demasiadamente humana". Têm tanta vergonha da "empresa com dono democrático" que se escondem na trincheira do anonimato. Tsc, tsc, tsc.

RBS COM ORGULHO disse...

Engraçado ouvir pessoas que exaltam uma revolução de 19ebolinha, dizerem que alguem "perdeu a contramão da história"...
Engraçado alguem que apoia um regime que se vale do "plebicito" mal-acabado, vir falar de democracia...

O mais incrivel de tudo isso, é eu vir aqui e tentar dar uma opinião razoável e honesta, de minha vivência pessoal, e pessoas que se julgam defensoras da "midia livre" virem em massa me atacar...

Que eu posso concluir de tudo isso: que a distancia entre o que se imagina e o que se faz é imensa, gigantesca...

Meus amigos, não sou jornalista, não sou pelego de ninguem, sou um simples funcionário administrativo, com alguma gradução que trabalha MUITO... e quem orgulho, SIM, orgulho de ser como mais 5721 outros seres humanos, de fazer parte do GRUPO RBS.

Em momento algum eu quis faze-los acreditar que minha visão de mundo é correta, mas apenas mostrar que não existe um só lado nas questões, e que a pretensa defesa da "liberdade de expressão" na verdade só funciona aqui nesse blog, quando são os "cumpanheiros" falam...

Não sou capacho de ninguem, mas sou sim um assalariado, bem assalariado, diga-se de passagem.

Meu trabalho me proporcionou uma série de coisas... inclusive o lucro para a empresa que eu trabalho. (o que é extremamente justo!)

Portanto o fato de estar anonimo aqui, é nada mais do que o fato de saber que sendo anonimo já não sou respeitado, imagine revelando minha identidade.

Mas não se preocupem, sou apenas uma voz...

Anônimo disse...

Deve ser mais um a fazer parte da Rede do Baixo Salário.

Carlos Eduardo da Maia disse...

A ZH não trata -- e nem deve tratar -- apenas de política. Se tratasse apenas de política já teria fechado há muiiiito tempo. Se o diario gauche coloca também suas frivolidades, frugalidades e futilidades nas suas páginas, por que a ZH não pode fazer o mesmo? A esquerda brasileira (porque a européia não tem mais isso) tem um ranço que não consegue superar: a de que ela é que tem a inteligência, o bom entendimento e o bom senso para pautar os debates e seus conteúdos e definir as prioridades. Se isso não é Stalinismo puro, o que é Stalinismo? Se a capa da ZH mostra uns poodlezinho perdidos e recuperados para a felicidade das vovózinhas que ficaram satisfeitas com a polícia sempre alerta, essa mensagem pode parecer frugal, piegas e ideológica para os consumidores da grife Guevara, mas pode ter sido motivo de grande emoção para outras pessoas. Que bom que vivemos a diversidade.

RBS com orgulho disse...

Se R$ 100 mil por ano é Baixo salário...

Orson disse...

Que me perdoe o dono do blogue, pela linguagem chula, e peço que tirem as crianças da sala. Mas tem que ter muita paciência e culhões de ferro pra agüentar umas "avis raras" que por aqui pousam. Agora apareceu um "yuppie" do jornalismo. 10 mirréis por mês. 100 por ano. É mole ou quer mais?

Jens disse...

Não sou jornalista, não sou pelego, sou um simples funcionário administrativo que ganha 100 mil por ano e não tenho coragem de me identificar nem para defender o meu amado patrãozinho. Enfim, sou um pulha. Com muito orgulho.
***
Ô Feil, isto aqui tá se tornando o Clube dos Corações Solitários da Direita Guasca. Já tem dois. Mais um e eles dão um golpe.

Armando disse...

Que é isso companheiros?

eugênio disse...

Ao RBS com orgulho:
só tem um "pequeno" detalhe q, talvez por ser "pequeno", vc não tenha percebido: seus comentários estão aqui publicados na íntegra. Lhe mando os meus culhões numa bandeja, se um comentário com o mesmo teor do seu, mas contra a RBS, for publicado em qualquer um d seus veículos. Perceba, meu rapaz, aqui vc não está lidando com manés leitores do Diário Gaúcho. E, para mim, ficou muito evidente q vc quis, sim, impor a sua visão, qdo nos mandou mudar para a Venezuela. Este espaço da blogosfera, se comparado ao monopólio de mídia onde vc exercita, digamos, o seu trabalho, é uma titica. Mas é o q nos sobra para mostrar o q a tua empresa distorce e omite descaradamente. Chávez, na RBS, só aparece como ditador, fanfarrão e quetais. Mas existem outras opiniões sobre a atuação dele no poder. Publicar essas outras versões, meu caro rapaz de 100 mil reais, seria, pelo menos, um exercício de eqüanimidade, um exercício elementar de bom jornalismo. A não ser, claro, q vc considere fazer jornalismo, aquelas oligofrenias do tipo "para o seu filho entender", só para citar um exemplo. Já nós somos "histéricos com uma ótica distorcida da realidade", pq discordamos da deusa toda poderosa. Assim, não precisa discussão! E vc ainda tem a cara de pau d dizer q neste espaço não se exercita o contraditório! Quanto às conquistas invejáveis, vc deveria conhecer um pouco melhor a história da origem da sua empresa, já q se dispõe a defendê-la com tanto ardor. Não aquela historinha edulcorada contada na Usina do Gasômetro, mas aquela outra q mostra as relações carnais entre os teus patrões e os generais da ditadura. Aí, vc verá como ficou fácil formar esse "legado de conquistas invejável".
Q vc esteja contente com o papel q desempenha dentro dessa engrenagem mistificadora q é o grupo RBS, tudo bem. Mas isso não significa q nós tenhamos q endossar o seu ponto de vista. No mais, me soa meio estaranho, como já comentou outro leitor, q vc, do alto do seu pedestal, tenha q comparecer aqui, anonimamente, para fazer essa diatribe. Como diria meu velho e sarnoso pai, quem mais se abaixa, o c* lhe aparece.

azeredo disse...

Hei, rapaz da RBS, como assim "não sou respeitado"?? Quem entrou aqui patrolando foi vc com seu "minoria histérica com uma ótica de mundo distorcida..."
Uma dica pra ti: pede pra dobrarem teu salário, pq, pra fazer esse servicinho tão sujo, 100 mil é pouco.
Ahhh... mas talvez tu não possas pedir este aumento, pois teu patrão pode não gostar da tua "iniciativa" de dar trela pra "minoria histérica".
Taí a explicação para entrares aqui anonimamente. Sabemos que é política da RBS ignorar solenemente as críticas a ela dirigidas, naquelas de que m*****, qto menos se mexe, menos fede. Se ficam sabendo da tua "iniciativa", vais para a rua na mesma hora. Assim, não queiras ser mais realista que o rei.
E pra aumentar a tua veemência, te junta com o Maia e formem a dupla Mala e Maia. Eu não devia ter dado essa idéia.

el barto disse...

ainda acho que essa figura tá de gozação...

Sil disse...

Meu santo che, vou salvar estes comentários para posteridade.

"ai, eu ganho 100 mil".

Eu digo, parecem moleque de 2º grau.

Rapaz de 100 mil que ama a RBS, aqui nenhum de nós liga se tu ganha 100 reais ou 100 mil. Então se quiseres manter uma discussão à altura terá que rebolar!!!!
Ninguém aqui é leitor "homer simpson", parafraseando o tio Bonner.

RBS COM ORGULHO disse...

Meus amigos...
Em primeiro lugar, vou fazer uma "mea-culpa", realmente fui deselegante e descortês na minha primeira mensagem, confesso que fui descortês com quem pensa diferente de mim e, sinceramente, isso não reflete minha postura pessoal na vida!

Por isso, antes de mais nada, peço perdão.

Pois bem, voltando ao começo.
Não sou lacaio de ninguem, não estou a "trabalho" aqui, estou por interesse pessoal.

Sempre me interessei por politica, e na verdade o que me levei a defender a empresa que eu trabalho, é porque vejo aqui uma visão unilateral, ataques que partem de pessoas que não conhecem os dois lados.

Pessoal, parem pra pensar um pouco, quando vcs acusam os meios de comunicação de "apoiar a ditadura", ninguem leva em conta o momento histórico. Independente de "paixões politicas pessoais", em 1964, se vivia o "fantasma" do comunismo... (se era real ou não, é outa história) é obvio que as empresas em geral iriam apoiar uma ação perpetrada por uma instituição nacional (que até então não levantava suspeitas) contra a ameaça de um inimigo externo.
Quando se ensaoiu o golpe militar, o que se tinha em mente, não era instituir uma ditadura, mas sim depor um suposto governo "comunista", com vistas a refazer o caminho para uma nova eleição.

Tanto é verdade que até Juscelino apoiou o golpe num primeiro instante.

Portanto, caros, apontar agora, depois de tudo acontecido a ZH como "defensora da ditadura" é no minimo uma grande injustiça.

Pois é julgar o acontecido em vistas do que ocorreu depois das decisões.

Essa é minha opinião.

Juarez Prieb disse...

"RBS com Orgulho", acho que vc. tem que estudar um pouco de lógica formal.

A tua defesa da RBS em relação à ditadura militar de 1964 é quase uma confissão condenatória.

Vai numa livraria e pede um bom manual de lógica, depois volta aqui e vamos comentar o assunto.

O dono do blog é tolerante e poderemos dizer o que bem entendemos aqui, inclusive mentir, enganar, inverter a lógica e chamar a todos de chavistas.

RBS com orgulho disse...

Prezado Juarez

Não retiro uma virgula, da minha linha de raciocínio, é fácil julgar agora visto que já sabemos o que houve depois.

Porém, volte "virtualmente" a 1964 e tente se colocar no lugar daqueles que viviam na época e temiam o "Fantasma Comunista", no época, não existiam motivas para crer que o Golpe Militar se tornaria uma ditadura, portanto nada mais lógica que uma empresa de midia da época, preferir apoiar essa ação do que correr outros riscos.

É claro como água límpida.

el barto disse...

só rindo mesmo da lógica asinina dessa criatura... mas ainda acho que é brincadeira da figura, não é possível.

Juarez Prieb disse...

Eu prefiro dizer que é sujo como água suja, meu caro advogado da RBS.

É cinismo dizer que não se poderia saber se o golpe militar resultaria na ditadura militar.

Pô, meu filho, respeita a nossa inteligência, pelo menos aqui neste blog democrático, já que em ZH isso não acontece.

Vem aqui olhar se estou de bombachinha, rapaz.

Sabe o que eu acho o pior disso tudo? É que suspeito que vc. seja um sujeito sincero!

Anônimo disse...

"Pessoal, parem pra pensar um pouco, quando vcs acusam os meios de comunicação de "apoiar a ditadura", ninguem leva em conta o momento histórico. Independente de "paixões politicas pessoais", em 1964, se vivia o "fantasma" do comunismo... (se era real ou não, é outa história) é obvio que as empresas em geral iriam apoiar uma ação perpetrada por uma instituição nacional (que até então não levantava suspeitas) contra a ameaça de um inimigo externo.
Quando se ensaoiu o golpe militar, o que se tinha em mente, não era instituir uma ditadura, mas sim depor um suposto governo "comunista", com vistas a refazer o caminho para uma nova eleição".

Estou com o el barto. Ninguém, nem que tentasse, poderia ser tão estreito em seus raciocínios. Só pode ser pegadinha.

Ou o homem de 100 mil reais anuais, e notem o tom almofadístico de sua afirmação sobre seu soldo, embora tenha afirmado se interessar por política, sequer freqüentou as aulas de OSPB e de Moral e Cívica de sua perspicaz, estratégica, progressista e libertária ditadura.

Confesso, porém, que nunca vi tantas bobagens em tão poucas linhas, e vejam os senhores que costumo ler a Rosane de Oliveira e o estatuto do DEM.

O representante do PRBS acaba de criar um novo índice: o de Bobagens por Páragrafo (BpP).

Só podia ter sido formado pela escola de Marcelo Rech. O que esperar, aliás, de um colega de Lasier Martins?

Carlos Eduardo da Maia disse...

Uma coisa é apoiar o golpe contra um governo que tinha também uma razoável impopularidade. E outra coisa é apoiar a ditadura. Leiam o Gaspari e seus livros sobre esse período.A grande mídia SEMPRE TEVE uma visão crítica contra a ditadura e a censura (que foi exatamente contra a mídia). E praticamente toda a grande mídia apoiou a abertura política. Quem militou nessa época sabe muito bem disso. Então, nada é tão simplista e maniqueísta assim como estão colocando por ai.

Anônimo disse...

Havia uma simbiose as C14 de distribuição do jornal da Folha de SP também serviam para OBAM transportar a discidência dos milicos.

Gustavo Guglielmi disse...

Ôpa, Maia. nada disso. Acho que vc. leu o Gaspari errado. É precisamente o contrário, toda a mídia compactuou com a gorilagem. Empresas que não eram nada antes de 64, viraram grandes órgãos (êpa) e negócios rentáveis. Vide Globo, vide RBS, vide Sílvio Santos, vide a Folha do seu Frias. Vide os canais e jornais do ACM na Bahia, e agora o seu neto, aquele anão de jardim, vem clamar por democracia.... na Venezuela.
A mídia tal como temos hoje, apoiou e cresceu com a ditadura militar. Não fosse a ditadura militar o quadro não era o que temos hoje. Vivemos os "reflexos do baile" da gorilagem - como diz o Antonio Callado.

Os últimos remanescentes da ditadura de 1964 são os órgãos de imprensa que temos hoje. Formalmente a ditadura acabou, mas ficou esses cacos de poder discricionário sob a forma de mídia corporativa.

RBS com orgulho disse...

Vejo que a minha pessoa tem sido alvo de diversos ataques.. "asinino" inclusive...

Bom, imagino que isso seja democracia e respeito a diversidade na visão dos amigos aqui...

Eu fui honesto o suficiente, ao me retratar naquilo que admiti ser desreipeitoso. Alguns dos ilustres aqui tem coragem de fazer o mesmo ao ofender a minha pessoa?

Ou será que democracia é ter direito é ter várias visões de mundo, desde que sejam iguais à da "esquerda" (aliás o conceito mais ultrapassado esse: Esquerda x Direita).

Antes que venham me acusar, vou deixar bem claro:

Não sou de nenhum partido, de nenhuma corrente, ok?

Temos alguns bons bem claros de visão de mundo, como por exemplo entender que a Revolução de 64, foi o "menos pior" que poderia ter nos acontecido... (Foi bom? não... não foi... mas as alternativas era muito piores...)

Sei que a maioria aqui não concorda. E respeito isso.

O que não posso concordar é ver pessoas "demonizando" uma empresa que na verdade não conhecem... Demonizando pessoas que na verdade não conhecem....

Isso é dificil de aceitar...

Prieb disse...

Rapazinho, me responde, pra conhecer essa beleza da RBS é preciso trabalhar nela?

Não basta ler os seus jornalecos?
Ou escutar e ver as suas rádios e TVs?

Não basta conhecer a história que é ministrada no ensino médio? Ler os autores que trataram sobre a ditadura de 64?

Não basta?

Pra ti tem que ter uma relação carnal com a RBS pra conhecer as suas excelências, né?

el barto disse...

recordar é viver...

http://observatorio.ultimosegundo.ig.com.br/artigos/ec061120026.htm

deve ser mesmo motivo de muito orgulho trabalhar numa empresa que faz isso... arre!!!!!

Anônimo disse...

Putz, o Azeredo não deveria mesmo ter dado aquela idéia. Como afirmou o Cristóvão, nada está tão ruim que não possa piorar. Sem falar que o homem de 100 mil reais agora está se fazendo de vítima.

Ah, e não retiro nada do que disse sobre teus escritos. Poucas vezes li tantas bobagens. Sem falar que nunca deves ter ouvido falar em concordância verbal. Se vale para o Excelentíssimo Senhor Presidente da República Luís Inácio Lula da Silva, também deve valer para um magnata letrado como tu.

Mas, para um lambe-botas do grupo RBS, até que és bem articuladinho.

RBS com orgulho disse...

Bom, reli meus textos e vi que realmente cometi, diversos erros, no afã de escrever...

Mas em primeiro lugar, não sou profissional de letras e sim de números, portanto não me vejo obrigado a agir perfeitamente em relação ao português.

Quando ao "lambe botas", vou lhes contar uma pequena história:

Meu avô, foi ao longo de 40 anos funcionário da prefeitura de Porto Alegre... um simples "calçador de ruas", ganhou a vida cavando buracos, colocando canos de esgoto, fazendo o trabalho mais humilde e braçal possivel... lutou muito para criar 7 filho e dotar eles da máxima educação possivel para a época: o "2º Grau" (Cientifico), a minha mãe graças a esse esforço dele e ao seu esforço pessoal também com 18 anos fez concurso para um grande banco estatal, (no qual passou em 1° Lugar) e trabalhou 30 anos nesse banco, nunca deixando de ser escriturária (um cargo simples), para que pudesse dar atenção aos filhos...

Graças a ela, pude estudar numa escola particular e cursar o ensino superior. E junto a isso com o meu esforço pessoal, consegui o emprego e a renda que tenho hoje.

Eu trabalho muito, 13,14 horas por dia.

Devo ter vergonha disso? Devo ter vergonha de trabalhar onde trabalho?

Bem pelo contrário, tenho muito orgulho do que faço e da empresa que trabalho!

Se isso, meu amigo, é ser um "Lambe Botas", então, definitivamente... eu sou um "Lambe Botas"

RBS com orgulho disse...

Vou fazer aqui um desafio aos diletos que "demonizam" os veiculos do grupo RBS.

Qualquer ser humanos com um mínimo discernimanto sabe que uma analise "honesta" de qualquer assunto se presta a ver lado bom e lado ruim...

Aqueles que só conseguem ver o lado ruim de algo, estão com certeza, contaminados de fanatismo e torpeza de idéia.

Portanto, lanço aqui um desafio simples. Comprovem que suas críticas aos veiculos da RBS são fundamentadas; relatem aspectos positivos & negativos desses referidos veiculos. Demonstrem que conseguem fazer uma análise imparcial e fundamentada.

Aguardo respostas dos nobres blogueiros.

Guga Türck disse...

O que será que tem na água dos bebedores da RBS...

Marcos disse...

Ô Cristóvão, neste caso, infelizmente, só tem um jeito, faz como o Reinaldo Azevedo: desratiza esse blog! Esse cara aí tá de sacanagem. E os babacas entrando no joguinho dele. Santa ingenuidade.

RBS com orgulho disse...

Prezado Marcos...

"Desratiza"...

Realmente, vejo que é muito mais facil aos diletos combatentes da "LIBERDADE DE EXPRESSÃO" apelar para ataques pessoais, do que discutir de maneira civilizada, idéia e opiniões.

O mais incrivel, é que esse cidadão, chama de "babacas" outras pessoas que civilizadamente resolvi discutir os assuntos ora em pauta.

Eu imagino que esse rapaz deva ser um democrata exemplar: "Ou concorda com o que eu penso, ou vai pra forca!"

Como dizem os franceses... ces`t la vie

Anônimo disse...

Estou comovido, rbs com orgulho. Não paro de chorar até agora. Que linda estória esta tua. Quem sabe não a envias para as "estórias de natal da rbs", ou para os intragáveis curtas de sábado.

E, putz, tu estás te superando. És o tal do chato de galochas. O Maia, dizem as más línguas, já está morrendo de ciúmes.

E outra: foi a última vez que te dei trela, como há muito já fiz com o boçal do Maia. A partir de agora, se quiseres te dirigir à minha digníssima pessoa, marques hora.

RBS COM ORGULHO disse...

Como pode se ver... as pessoas se "auto explicam"... fiz um desafio simples...

Os diletos bloguistas deveriam fazer uma análise simples, fundamentada mostrando o lado bom e ruim dos veiculos de comunicação do Grupo RBS.

Pois bem, essa proposta foi solenemente ignorada, o que a Digna pessoa se deu ao trabalho de postar aqui? Um ataque pessoal a minha pessoa e a minha historia de vida.

História aliás, que coloquei apenas para mostrar que o adjetivo "lambe botas" é completamente inadequado no que se refere a mim.

Ou pensando melhor, imagino que lambe botas, deve ser todo e qualquer trabalhador privado que veste com orgulho a camisa da empresa o qual faz parte...

Ou talvez lambe botas, seja todo aquele que não sonha em viver numa "Republica Sindical" onde em nome de uma inexistente "Revolução" ou de manipulados "Movimentos Sociais", conseguirá arranjar a famosa "tetinha" e assim usufruir da benesse do estado com o minimo esforço.

É prezado, sou um "chato de galochas" mesmo... definitivamente.

Imagino que na sua linguagem pessoal, esse adjetivo significa alguem que pensa diferente de você e ousa levantar a voz.

Que pena que não estamos numa Sociedade Bolchevique não? Seria muito mais fácil me calar... uma baioneta daria conta do recado.

RBS com Desprezo disse...

Como alguém que trabalha tanto - mais de 13 horas por dia! - consegue tempo para se dedicar à essa quizília? Vai trabalhar, rbs com orgulho, antes que o teu presidente excepcional (APAE nele!) acabe com essa tua "tetinha" de 100 mil por ano!

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo