Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

domingo, 11 de novembro de 2007


Ah, se todos os reacionários fossem assim...

Estão imperdíveis os diálogos entre Otto Lara Resende e Nelson Rodrigues, na tevê Globo, em 1977. São cerca de trinta minutos de uma conversa deliciosa. Nelson, o reacionário e anticomunista mais simpático e inteligente do Brasil, está impagável, provocado por seu amigo Otto, não menos interessante. Nelson comenta sobre os seus personagens imortais, a grã-fina com narinas de cadáver, o padre de passeata, o cretino fundamental ("o maior acontecimento do século 20 é a rebelião dos cretinos fundamentais", "no Brasil, um cretino fundamental sobe numa caixa de querosene jacaré, faz um discurso e junta multidões de cretinos fundamentais, como ele", "o sujeito precisa ter alma até pra chupar um chica-bom"), a flor de obsessão ("Marx é uma besta", "Jovens, envelheçam depressa!"), etcetera.

Assista, clicando abaixo (em três partes):

Nelson Rodrigues - Otto Lara Resende - Parte 1 de 3
Nelson Rodrigues - Otto Lara Resende - Parte 2 de 3
Nelson Rodrigues - Otto Lara Resende - Parte 3 de 3

É impossível alguém ficar incomodado com a ranhetice de Nelson, ele próprio é um personagem literário escrito por um artista genial chamado Nelson Rodrigues. Perto dele, os reacionários (semi-alfabetizados e boçais) de hoje ficam parecendo trogloditas de calças curtas.

Foto: Vinicius de Moraes (esq.), Nelson Rodrigues e Otto Lara Resende.

5 comentários:

rui disse...

belíssimo!

joice disse...

tão bom assistir isso! obrigada.
e o título da tua postagem ficou perfeito.

j.

andre passos disse...

Maravilha. Mas a melhor saiu da boca do Oto lara Resende, outro absurdo de inteligência: "Da discussão não nasce a luz, nascem os perdigotos". Perfeito.
A propósito, quando Nelson Rodrigues falava do "cretino fundamental" imediatamente me veio a imagem do Onyx Lorenzoni. Só falta a lata de querosene jacaré... (ou melhor, vou começar a chamar a Zé Agah de "lata de azeite jacaré", ai não falta mais nada)
Baita dica,

Abração

André

soldadonofront disse...

Surfei por aqui.

Anônimo disse...

Gênio! Ah, se todos fossem iguais a você.

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo