Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

segunda-feira, 14 de julho de 2008

A vontade de ajudar Fogaça é maior que a razão


A sofreguidão é tanta em apoiar José Fogaça à reeleição em Porto Alegre, que Rosane de Oliveira – jornalista e abelhinha – comete erros primários ao narrar sobre a marcha da feira eleitoral 2008.

Acima o fac-símile do seu blog, no sábado, quando Oliveira informava sobre uma pesquisa eleitoral do Ibope que estava sendo divulgado pelo jornal ZH de domingo, mas que já estava circulando àquela hora.

Onde está o erro da melíflua? Ora, ela já considera Fogaça vencedor, Manuela e Rosário disputam apenas o segundo lugar.

É a pesquisa substituindo as eleições, e Oliveira – docemente – sendo a juíza do pleito. Tudo já está decidido.

Se perguntada objetivamente sobre o caso, Oliveira negará, dirá as platitudes de sempre, que pesquisa é uma fotografia do momento, que nada substitui o voto na urna, que a vontade popular é soberana, blablablá.

Mas o seu papel deletério, ela cumpriu: o de docemente induzir subjetividades inquestionáveis aos seus leitores. É como se em cada espaço entre as linhas do jornal ela colocasse um pequeno duende sempre perguntando e afirmando: - Veja que isso é científico, isso é uma pesquisa que apresenta números, você não vai duvidar de números?, tudo está aqui impresso no jornal, você ainda vai duvidar do que está escrito no jornal?

Desde que foram criadas, as pesquisas de opinião são instrumentos efetivos de ação política em favor do establishment e do conservantismo social. E potencializam tanto mais esse viés normatizador se forem divulgadas/editorializadas por uma mídia interessada, partidária (mesmo que jamais admita) e igualmente conservadora.


13 comentários:

panoramix disse...

Alguma novidade? A dupla RBS/Ibope já causou muitos estragos em eleições no Rio Grande do Sul e em Porto Alegre. Depois simplesmente um pedido de desculpas!

Anônimo disse...

Nenhuma novidade - o importante é divulgar, divulgar, divulgar, porque o outro lado também tem que fazer algo, e a internet tem se mostrado utilíssima para isto - daí a vontade de conmtrolá-la.
E nem sempre "eles" ganham - a maior nova prova é a CPI do DETRAN, que nem era para ter acontecido se dependesse das elites gaudérias, que dirá todas as suas implicações "não previstas"...

Anônimo disse...

O PIG como um todo, e a RBS em particular tem que começar a convencer as pessoas que os seus sacastrapos vão vencer.

E vão repetir e repetir, e repetir até que seja veradade.

Claudio Dode

Carlos Eduardo da Maia disse...

Mas nas últimas eleições municipais, a RBS errou feio. O boca de urna previu vitória do PT em Caxias e Pelotas e empate técnico em Porto Alegre. A RBS também erra em favor do PT.

heliopaz disse...

A pesquisa em si pode ser preparada de tal forma que o questionário tenha um estilo "bola quicando", a fim de deixar aquele que pagou pela pesquisa satisfeito.

Quando ele não fica satisfeito, a pesquisa não é divulgada. Ou, então, é refeita sob outros parâmetros.

Quando a intenção é honesta, o resultado de uma pesquisa deve ter todas as suas reflexões para um lado e para o outro rigorosamente divulgadas.

Por exemplo: o que a pesquisa encomendada pelo Correio do Povo de hoje mostra nos números (que o percentual de voto induzido de Fogaça é praticamente igual ao seu altíssimo índice de rejeição) não aparece sendo comentado por nenhum dos colunistas do jornal.

Essa é uma forma de tentar manipular a sociedade.

[]'s,
Hélio

Carlos Eduardo da Maia disse...

Hélio, a rejeição a Fogaça não é tão elevada assim. E quem rejeita Fogaça são aqueles 1/3 que votam no PT.

Juarez Prieb disse...

Maia, agora voce se entegou. Então porque o tal 1/3 não aparece desde já na pesquisa.
Pesquisa de opinião e Carlos Eduardo Maia é tudo ficção.

claudia cardoso disse...

Não sou contrária às pesquisas, acho que os partidos devem fazer levantamentos estatpisticos para verificar tendências do eleitorado.
Agora, sou contrária às pesquisas bancadas por empresas privadas - principalmente da área da comunicação - a fim de publicação. Isso deveria ser proibido na lei eleitoral (tanto as pesquisas dos partidos, como de empresa). Pois há várias maneiras de manipulação, a fim de apresentar dados mais favoráveis a quem encomenda a pesquisa. Por exemplo, certas ruas, certos bairros, certos locais de lazer, certas escolas, certo nível cultural, certa faixa de renda mostrará preferência por determinado candidato (a).
Quanto à Oliveira, supostamente estará recebendo algum a mais para tamanha parcialidade, ou é só puxa-saquismo do patrão mesmo?

Carlos Eduardo da Maia disse...

Juarez, os votos de quem vota no PT são aqueles da Maria do Rosário. Em todas as últimas eleições o povo do RS e de Porto Alegre se divide entre petistas e não petistas, cada um com 1/3. E o grande desafio é conquistar os outros 1/3. Este ano na capital temos a Manuela que fez bem em levar o Berfran Rosado para vice, porque assim ela tira votos da Rosário e do Fogaça. Mas o Correio do Povo mostra que Rosário e Manuela ganhariam de Fogaça no segundo turno. Resta saber, qual delas vai para o segundo turno?

Anônimo disse...

Como é Maia, o Rosadinho/Britto tira voto de alguém?
Pudera ele ter os deles, ainda vai tirar de alguém.
Rosadinho/Britto tiram outras coisas dos outros. E a Manu, peninha, foi ressuscitar o Britto e vai se dar mal.

Anônimo disse...

Os eleitores já devem estar vacinados contra as pesquisas que tedem a favorecer o eterno serviçal filiado ora no PPS do Britto, ora no PMDB do Padilha/Simon, mas sempre no PRBS.
E o Paim por acreditar no seu "termômetro", hoje, é um Senador pelo RS.
Hannah

Anônimo disse...

Muita vergonha de um dia ter sido "esquerda".
Bom, tu censurou um comentário meu em um post anterior. Certamente fará mais uma vez.Bom mesmo é saber que posso acessar teu blog para perder a fé na humanidade sempre que estiver recuperando-a.
Delírio! Conta o que tu fuma cara?

Anônimo disse...

O Anônimo em vergonha é de ser, por isso se esconde.

Deve seguir a linha do Busatto e votar no Britto e Rosado.

Fuma cara o que quiseres por onde quiseres.

Claudio dode

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo