Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

quarta-feira, 16 de julho de 2008

Agora aguardamos entrevista com Antonio Britto


O jornal ZH, hoje, traz uma entrevista com a ex-secretária de Marcos Valério, que em 2005 foi acusado de financiar um esquema de favorecimento ilegal de parlamentares chamado de “Mensalão” – algo que nunca ficou provado e suspeita-se que sequer tenha existido.

O diário da RBS quer saber a opinião da moça sobre o caso Daniel Dantas, certamente por se tratar de uma pessoa especialista nos complexos temas que envolvem a Operação Satiagraha. E a dona Karina de fato é uma sumidade neste tema, entre uma queixa e outra de que está desempregada, ela afirma que “Dantas financiou o PT”. Deveras, muito esclarecedor.

Não sei o que seria de mim, hoje, se não tivesse lido essa entrevista da ex-secretária Fernanda Karina em ZH.

Aguardamos agora que o jornal da RBS traga uma entrevista igualmente esclarecedora com o ex-governador Antonio Britto (PPS), que depois de privatizar a Cia. Rio-grandense de Telecomunicações (CRT), através de uma operação obscura no qual participou inclusive a própria RBS, foi encontrar emprego no grupo Opportunity do banqueiro e agora suspeito de ser quadrilheiro, Daniel Valente Dantas.

Se a entrevista com dona Fernanda Karina foi boa – um aperitivo –, a entrevista com Antonio Britto será ótima – uma ceia.

15 comentários:

Roberto disse...

A Fernanda Karina, vejam só... E pensar que entre cada um de seus 15 minutos de fama (amanhã de manhã sua cara estará enrolando peixe ou coisa mais fedorenta)tentou a carreira política e ser peladona de revista,ambas com pouquíssmo eco.

Anônimo disse...

candidatou-se pelo PSDB, mas posou na revista sem plumas

ivan lopes disse...

Isso que é jornalismozinho, como diz o blogueiro.

Carlos Eduardo da Maia disse...

. A privatização da CRT foi a primeira realizada no Brasil. A CRT foi privatizada antes do sistema Telebrás. O grupo Telefónica da Espanha (nada a ver com Daniel Dantas e Opportunity) pagou 1,09 bilhão de dólar ao Estado do RS pela venda das ações da CRT, nos anos 1996 e 1997. E a Telefónica vendeu a CRT para a Brasil Telecom (do Daniel Dantas e Opportunity), no ano 2.000, por 850 milhões de dólares. E depois dizem que o Estado do RS vendeu a CRT a troco de banana ou de que a licitação foi uma farsa. Não foi. Foi um grande e monumental negócio. Como choram as viúvas do monopólio estatal das teles.
Mensalão não foi provado??? Se não houvesse nenhum indício de prova o STF não teria denunciado 40 pessoas entre elas Zé Dirceu que fazia contatos na sala ao lado de Lula.

panoramix disse...

A musa do mensalão! Ela não chegou a "pousar" para playboy, a beldade queria 2 milhões e a Abril/Veja não topou?

Carlos Eduardo da Maia disse...

Ela não tem 'cacife' para pousar na Playboy.

Anônimo disse...

O Maia se pergunta e se responde:
"Mensalão não foi provado??? Se não houvesse nenhum indício de prova o STF não teria denunciado 40 pessoas entre elas Zé Dirceu que fazia contatos na sala ao lado de Lula."

Primeiro, o STF não denunciou, aceitou a denúncia. Segundo, o processo está correndo e o que é evidente é que o PT usou caixa 2 nas campanhas. Se pagou "mensalidade" para deputados votarem com o governo, não há provas.

Carlos Eduardo da Maia disse...

E os depósitos realizados nas contas dos deputados dos diversos partidos políticos? E não apenas mensalão, o PT do RS recebeu 1 milhão do esquema para alimentar a campanha do Raul Pont para prefeito. O esquema de corrupção do governo petista não envolve apenas mensalão. E hoje se vê que os tentáculos são bem expressivos.

Anônimo disse...

Grande Maia! Explica o financiamento da filha do Serra e a compra da casa, subavaliada, da Tia Yeda.

Ao fundo, sereno, o Bigode observa altivo o cenário. Não comprou casa, não dobrou a espinha e toma os seus tragos tranquilo, como água de poço.

O tio Briza de algum lugar vocifera a covardia reinante.

Onde anda o Pedro Simon - o franciscano? E o Arthur Virgílio, por que tanto silêncio?

E nós sofremos.

Anônimo disse...

Incrível o fanatismo desse pessoal. O mensalão não existiu...NÃO, NÃO PODE EXISTIR. CORRUPÇÃO NO PT??? NUNCA HOUVE E NUNCA HAVERÁ. AS FARCs SÃO IDEALISTAS APENAS E QUEREM UM REGIME SOCIALISTA NA COLÔMBIA. NADA TÊM A VER COM TRÁFICO DE DROGAS. OS REFÉNS DAS FARCs É QUE SÃO OS CULPADOS POR ESTAREM LÁ. O FIDEL NÃO É DITADOR, NÃO TEM PRISIONEIROS POLÍTICOS E CUBA É UM PAÍS COM AMPLA LIBERDADE DE EXPRESSÃO, UM MODELO PARA O MUNDO EM TERMOS DE DESENVOLVIMENTO. NÃO, NÃO HÁ MENSALÃO E NUNCA HOUVE...É COISA DA DIREITA, ESTES SIM OS ÚNICOS CORRUPTOS NO MUNDO. Dá vontade de vomitar

Anônimo disse...

Feil, tudo isso valeu a pena só pra ver você dizer – com jeito de quem concorda – que se suspeita que o mensalão sequer tenha existido.

Anônimo disse...

MENSALÃO NUNCA EXISTIU?
E O ZÉ DIRCEU DISPAROU, E O SILVINHO VIAJOU, O VALÉRIO DESVIOU, O LULLA DESPISTOU, O G....esquece, sim esquece. É tudo sonho.
O Brasil não merece estes sindicalistas no governo.

Castro

Anônimo disse...

ô Castro:

Que houve desvios de conduta, e que muitos se locupletaram num processo inaugurado no governo do PSDB, ninguém tem dúvida.

Mas o que não confirma é ter existido pagamento mensal o que sugere o termo Mensalão.

No popular houve roubalheira? Houve, só não tinha era a constancia da freqüencia e aí que o termo Mensalão se perde.

O Silvinho não viajou e até nem foi a processo. Saiu em toda a midia: aceitou serviços comunitários em troca da retirada do processo. Se foi justo???

O Zé Dirceu não disparou, pelo contrário, e para tortura do, digamos PT ético, anda por aí dando palpite por todo o lado, escrevendo em jornais; tem até blog.

Mesmo com os aloprados etc. acho que pelo menos não é tão ruim para o pais e para os mais pobres como quando esteve nas mãos sujas do PSDB-DEMO-PePSi.

Claudio Dode

Cesar Augusto Ilgenfritz disse...

Mas tu é cara de pau, hein? Como pode alguém em sã consciência escrever "...“Mensalão” – algo que nunca ficou provado e suspeita-se que sequer tenha existido."
Tá tentando te enganar ou a outros incautos?

Anônimo disse...

A única coisa que ficou provada sobre o mensalão é que ele começou no governo do tucano Eduardo Azeredo, em Minas.

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo