Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Deputado quer plebiscito sobre os pedágios


Decisão direta da população é a saída

Deve ser votado em breve na Comissão de Constituição e Justiça da Assembléia o Projeto de Decreto Legislativo que convoca plebiscito popular sobre a prorrogação das concessões de pedágio. Caso a proposta passe na comissão, será votada no plenário. A informação é da Agência Chasque.

A iniciativa é do deputado Dionilso Marcon (PT), mas conta com o apoio de outros dezenove parlamentares estaduais. Além da prorrogação dos contratos de pedágio, a proposta do governo indica a privatização do pedágio comunitário de Portão e a criação de pelo menos mais quatro praças de pedágio no Estado do Rio Grande do Sul.

................

O jornal Zero Hora – sempre favorável aos projetos privateiros da governadora Yeda – está chamando a maracutaia de “Projeto das Rodovias”, tentando dar um sentido positivo à iniciativa de beneficiar as empresas concessionárias de pedágios rodoviários no Estado.

9 comentários:

SBENTENAR disse...

AHAHAHAHAH!!! E NOS BLOG DA "TIURMA" ZH, O PESSOAL PEDE APOIO DA REFERIDA PARA BLOQUEAR A PROPOSIÇÃO. QUE ALIENAÇÃO!! AMPLA, GERAL E BOVINÓIDE!!!

Carlos Eduardo da Maia disse...

A ZH me convenceu hoje que a prorrogação dos atuais contratos não é realmente um bom negócio para o Estado, porque os trechos a serem melhorados e, sobretudo, duplicados, são muito poucos. O RS tem que duplicar todas as rodovias mais importantes e o atual projeto não prevê isso e engessa os contratos até sei-lá-quando!
O melhor mesmo é esperar até 2.013 e fazer uma nova licitação e exigir das empresas concessionárias grandes obras de melhorias.

Anônimo disse...

Se o pseudônimo jogou o chapéu, o governicho acabou, definitivamente.

Anônimo disse...

O "novo jeito de governar" quer dizer governar com as velhas maracutais.

É uma vergonha uma mulher desta ser governadora de um estado com a história e importancia do RS.

Mas que cara de pau! Ainda nem resolveu a suspeita compra da casa, nem tampouco explicou a confissão do Busatto e já vem com outra tramóia.

Chamem o ladrão! porque para isso o Cel Mendes e o MP são incompetentes.

Claudio Dode

Anônimo disse...

Coronel Mende$ nessa hora? Aquilo só sabe mandar descer o cacete, não teria função em um governo respeitador da lei.

Arthur disse...

Assim não dá mais. "Vamo pras coxilha", já diriam os caudilhos de antanho!!

Até quando aguentaremos o governo medíocre e fascistóide da Yeda e de sua camarilha?
Ou o RS acaba com a Yeda ou a Yeda acaba com o RS!!!

Anônimo disse...

Movimento em Defesa do Rio Grande Livre de Pedágios e contra a Opressão e a Alienação e em Defesa dos Movimentos Sociais e dos Educadores. JA!

Reeditar o Movimento pela ética na Política e por uma sociedade sem preconceitos e pela defesa da Democracia.
Hannah

Anônimo disse...

Esses pedágios ferem os direito de ir e vir, que é um princípio básico da democracia. Já pagamos IPVA, Seguros, etc. AGora ainda esses tais de pedágios.
Está mais que na hora de se desenvolver outros meios de locomoção, como ferrovias e hidrovias. As nossas estradas já não suportam mais tantos automóveis, caminhões e ônibus.
Não podemos mais ficar dependentes de um único meio de transporte.
Cláudia

Anônimo disse...

E as praças de pedágio da metade sul não estão aí relacionadas. Quantas são na sua totalidade, no RS? Alguem tem essa inormação?
Existe algo mais anti-democracia do que esses bloqueios nas rodovias?
Santa Madalena

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo