Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

A vida como ela é

Num açougue de Belo Horizonte encosta uma vibrante Ferrari Testarossa. Do carro, sai um torcedor do Internacional que aproxima-se do açougueiro, e pergunta:
- O senhor tem picanha?
- Tenho, sim - respondeu o açougueiro.
- Corte para mim, por favor, vinte peças - diz o torcedor colorado.
Paga com cartão Platinum e vai embora.

Passados dez minutos, chega uma BMW. Dela, sai um palmeirense. Aproxima-se do açougueiro e indaga:
- O senhor tem alcatra?
- Tenho, sim - respondeu o açougueiro, faceiro pela última venda.
- Corte setenta quilos - pede o palmeirense, e sai pagando com notas de cem dólares.

Nesta hora, muito feliz pelas vendas, o açougueiro recebe um torcedor do Cruzeiro, tripulando uma Mercedes, que diz:
- O senhor tem filé-mignon?
- Tenho, sim - respondeu o sorridente açougueiro.
- Preciso de cinquenta quilos, por favor - diz o torcedor do Cruzeiro, que paga a mercadoria com notas de cem reais, e vai embora.

Passado um tempo, chega um Corcel II, perdendo de goleada para a ferrugem. O veículo é de renda. A placa foi repintada a mão. Na lateral direita o preventivo adesivo "'A inveja é uma merda". No parabrisa traseiro a convincente inscrição "Veículo rastreado por vizinhos fofoqueiros", no lado esquerdo. No lado direito: "É Deus no céu e nóis no Corcel".

Saem cinco cavalheiros calçando chinelos, trajando camiseta e gorro do Grêmio. Um deles se vira para o proprietário da boutique de carnes e fala de forma preguiçosa, numa voz anasalada:

- E aí, tio? Tu tem asinha?

- Tenho, sim - respondeu o açougueiro.

- Então voa, véio... É um assalto!

39 comentários:

Anônimo disse...

O mundo seria tão bom se o eixo ganhasse a guerra...Hitler, Hirohito, Mussolini...todos eles libertários, defensores da pluralidade cultural, política e social. Alemanha, Japão e Itália lutavam por um mundo justo, igual e socialista.

E o Talibã só quer o direito sagrado de apedrejar suas mulheres, arrancar narizes e orelhas e dizer que o bom é trocar nosso modelo de sociedade pela Sharia. Essa sharia maravilhosa, democrática, plural, socialista. Com direitos a gays, mulheres e ateus, como eu.

Agora, vou tomar meu remedinho.

Anônimo disse...

Putz, se a intenção era fazer graça, acho que escolheste a pidada errada.
Lamentável, perdeste a audiência diária de um gremista. Sem rancor, apenas até nunca mais.

joserenatomoura@ig.com.br disse...

Cristóvão, abusando um pouco, gostaria que me permitisse pegar emprestado tua postagem e a fotografia dos rapazes da Enola Gay, para reproduzir no meu blog. Vou dar o crédito, evidentemente. É que minha meia dúzia de leitores compõe-se, especialmente, de policiais civis e brigadianos, gente que precisa receber esse tipo de mensagem. Trata-se de um soco no estômago daqueles que compram tudo feito, compram tudo que a grande mídia vende. Obrigado.

Cristóvão Feil disse...

Caro Anônimo das 19:16,

Todos aqui neste blog sabem que sou gremista (já vi que não és leitor diário). E que não uso burka, nem sou cego com relação ao Imortal Tricolor.

Caro José Renato,

Permissão concedida. O blog é nosso.

Abç.

CF

Anônimo disse...

O Imortal é o novo clube do povo, já a turma do aterro do Guaíba é a elite endinheirada.

Anônimo disse...

tchau, diário gauche... o cara caiu na mesmice da bosta da imprensa, usando futebol pra dividir. virou uma merda igual a todo os outros blogs. apaguei dos favoritos e recomendarei aos amigos o mesmo. adeus!

jogos da memoria disse...

Os anônimos estão de mal humor hoje. O primeiro quase que justifica o genocídio, o outro está estressado com o time. Segura irmão, que o Renato vem aí...aí sim, verás o estresse, hehehehe (enquanto isso, em Abu Dabhi ...)

Nelson disse...

Ora, meu caro anônimo. Apesar de estar atualmente a léguas e léguas daquele torcedor bastante aficcionado que fui um dia, eu ainda sou gremista.
E te digo, anônimo: fazer o quê se o time que temos já há um bom tempo é pífio? Esta é a verdade que muitos gremistas que se deixam tomar pelo fanatismo não conseguem enxergar.
Então, temos mesmo é que "relaxar e gozar". Só nos resta mesmo é darmos risadas das nossas mazelas.

Uma coisa é certa: quem der uma olhada na tabela e na quantidade de jogos que faltam para o término do campeonato, se convecerá rapidamente de que vai ser preciso muita reza (já que futebol praticamente inexiste por aquelas paragens) para que o tricolor dos pampas não tenha como destino a segundona outra vez.

Diante de time tão pífio, eu tenho dito há tempos que um 15º ou 16º lugares será como a conquista do título; de soltar foguetes.

jogos da memoria disse...

Os anônimos estão de mau humor hoje. O primeiro quase justifica o genocídio, e o segundo está estressado com o timão. Espera pelo Renato...aí sim verás o que vem pela frente...e quanto aos rapazes do Enola Gay, se estão chiquérrimos ou não, só o nosso especialista pode responder. Com a palavra C. E. da M.

Nelson disse...

A bem da verdade, de há muito perdi minhas ilusões com o futebol. Ultimamente, assisto as partidas à procura de algum lance genial, uma jogada bonita. Se o jogo tá ruim, uma pelada, desisto. Vou ler um pouco ou fazer outra coisa qualquer.
Nem preciso dizer que, com um critério assim, são poucos os jogos do meu time, o Grêmio, que eu tenho assistido dada a baixíssima qualidade do futebol que vem jogando.

Nelson disse...

Quanto à foto, meu caro Feil, apenas peculiaridades daquela que é considerada o exemplo a ser seguido em termos de democracia.

Para o sociólogo argentino, Atílio Borón, (em http://www.rebelion.org/noticia.php?id=111003), com a agressão nuclear dos EUA ao Japão, nasceu o terrorismo de Estado. "Seu bombardeio [dos EUA] a duas populações indefesas, constitui, sem dúvida, no mais grave e selvagem atentado terrorista da história da humanidade", afirma Borón.

Anônimo disse...

Que clube do povo ô anônimo recalcado das 20:00? Prefiro ser da beira do lago do que da beira do cemitério. Aqui em Alvorada(onde só mora buguês né?) cerca de 80% são COLORADOS, da mesma forma no Partenon,na Restinga,no Rubem Berta.Pelo teu comentário tu deves ser aqules filinhos de papai,que acreditam na rbs, mora no moinhos de vento,canta coisas do tipo "macacada imunda" que vçs gostam de cantar e quando em grupos são valentões mas quando sózinhos se borram nas calças ao ver um COLORADO. Leonel Santos-Jardim Algarve-Alvorada RS

Anônimo disse...

Baaa...muito sem graça...eu preocupado com a eleição, etu fazes uma piada sem graça dessas com 60% da população do RS...até!!

vanpoars disse...

Agora à noite, no JNACIONAL, qdo DILMA estava sendo entrevistada, a Sra.W.Bonner mandou o marido calar a boca! Foi cômico!!!

vanpoars disse...

Adorei a piada!!!

rodrigo disse...

na verdade, não há mais diferença sócio-econômica entra as torcidas dos dois grandes times do rs. há gente rica tanto em um quanto em outro. no gremio talvez haja um pouco mais de gente dos dois tipos (com e sem grana), simplesmente porque é a maior torcida do estado. como clube, isso sim, o internacional é atualmente, bem mais abastado que o grêmio.

Anônimo disse...

Uau, que piada preconceituosa contra pobres que dirigem Corcel.
Quer dizer, o Sr. Gauche vive falando mals dos "ricos" e aí põe uma piadinha infame dessas pra reforçar o estereótipo, quando na verdade ladrão mesmo anda de BMW, Ferrari... .

ZéMané

Unknown disse...

O Colorado é o Clube do Povo. E "povo" não é só pobre. Povo é todos sem distinções.

"Internacional" é de todas as etnias presentes em Porto Alegre naquele início de século XX, enquanto que o Grêmio, assim como a Sogipa e o finado "Fussball" eram clubes da imigração Alemã.

A resistência aos negros no quadro social gremista, era reflexo dessa cultura alemã do começo do século.

Lamento é ver gremistas querendo reescrever a história e negar o óbvio...

Unknown disse...

E já que está em pauta o assunto Talibã...

A sociedade não vai progredir nada enquanto combater um falço problema: o talibã. O grande problema histórico da sociedade é o fanatismo religioso. E quando junta fanatismo com ignorância, está feita a mistura explosiva.

Vide as dezenas de séculos sob a batuta da "santa igreja" genocida e inquisitória. Da-lhe Deus! Serial Killer de primeira!

rodrigo disse...

a história do gremio está aí, não tem como negar. seu hino, por exemplo, foi feito por um almofadinha chamado lupicínio rodrigues, vulgo "alemão", morador quatrocentão dos primórdios do bairro bela vista, em porto alegre. fina flor da elite gaúcha esse lupicínio.

Anônimo disse...

mais complicado que negar a história é negar o que está evidente no presente: o internacional é um dos clubes mais ricos do país, se não for O mais rico. qual o problema nisto? a boa administração levou o time a este patamar. o gremio, por sua vez, como clube, é pobre, vive caducando por sua falta de recursos. óbvio demais para tanta irritação. quanto às torcidas e dirigentes, basta pensar um pouco: asmuz, zachia, fernando carvalho, luigi, piffero, afatato,etc... bem, tudo gente que pega (ou pegava)três conduções para trabalhar no beira-rio, né? o fato é que o colorado não é mais o tal "time do povo", deixou de sê-lo há muito, muito tempo. pode doer, imagino, mas é real.

jogos da memoria disse...

Uma piadinha dessas de vez em quando cai bem para promover uma faxina no blog, hehehe.

jogos da memoria disse...

Extra: está definido qual será o jogo preliminar de Inter x Chivas !

será Grêmio x Drurys .

he...

Anônimo disse...

Só em 1954,pra quem não lembra ou quer deturpar a história, negros foram admitidos no gfpa. Só foram admitidos por duas razões: Os nazistas e racionários de TODOS OS LUGARES DO MUNDO foram fragorosamente derrotados pelo Exército Vermelho e as forças verdadeiramente democraticas. E também : teriam de fechar o departamento de futebol caso continuassem não permitir negros no time. E a torcida do gfpa tem algo de fascista no seu comportamento com tropas de choque(exercito gremista né?) cânticos racistas,se acha uma super raça. Aliás, o quê houve com aqueles pobres meninos, que moram em favelas, são filhos de operários e que fazem parte de grupos nazistas(com sede dentro do estádio do novo "clube do povo")e queimam baiheiros, dão tiros, agridem e que,por serem "povão", ficaram impunes ? Leonel Santos-Alvorada RS

Anônimo disse...

É o gfpa é o clube do povo: sirotski,gerdal,seguezio,kroeff,krieger só pra citar alguns favelados de porto alegre. Os filinhos desses pobrezinhos ,costumam cantar "silêncio na favela", "chora macacada imunda". Eta que tem um comportamento fascista essa torcida gmista heim? E a sala dos nazigremistas no olímpico? Já foi fechada?E a chamada divisão panzer gremista? Deveriam ser rebaixados para a quarta divisão por esses crimes. Mas pode deixar, o energumeno renato portalixo vai se encarregar de faze-lo. E eu como, endinheirado de Alvorada, vou para a Arábia ver o INTER DO BRASIL repetir o que fez em 2006, repetir o que Jesse Owens fez em 1936. Deve doer né anônimo das 10:50 mas é real.Como dói ver o time "dos macacos" fazer sucesso né? Deve ser o mesmo sentimento dos reacionários da América Latina ao verem o "mulato" na Venezuela, o "indio" na Bolívia, o "metalurgico" no Brasil, os "guerrilheiros" no Uruguai e no Brasil chegarem ao poder né? Leonel Santos-Alvorada RS

Anônimo disse...

Ah e quanto a negros e pobres torcerem pelo gfpa fazer o quê? Só lamentar.Lamentar da mesma forma ao ver um morador do campo da tuca votar na yeda e no serra. Ou os negros que lutavam ao lado dos sulistas na guerra civil estadunidense, ou que faziam campanha pela monarquia no plebicito de 1993, ou que alisam o cabelo,ou favelado que se fantasia de burguês.São os explorados com a mentalidade do explorador.

rodrigo disse...

demora, mas o colorado entende: sirotski,gerdal,seguezio,kroeff,krieger, está certo, são caras com muita grana. assim como são os principais dirigentes do inter. e sugiro que você pare de falar que a torcida do inter é a "macacada". eu, gremista que sou, detesto essa parada, mas vocẽ já escreveu e repetiu isso. e esse papo de misturar a parada com política é dose, né, gente boa? voto no lula, assim como outros gremistas, colorados, torcedores do caxias, do brasil de pelotas. ou não pode?

Anônimo disse...

Sou o Anônimo das 19:16.

Tive curiosidade se o comentário seria postado apesar de não conter ofensas.
Te enganas ao afirmar que não sou leitor diário.
Faço o acesso, sim, diariamente, inclusive finais de semana.
Bastaria fornecer o IP e saberias que é verdade o que falo.
Desconheço a tua vertente gremista, mas a piada foi de muito mau gosto.
Sempre acessei e indiquei para familiares, amigos, etc.
Poderíamos ter ficado sem essa piada. De novo, se a intenção era fazer graça com o time ou o clube, a escolha foi infeliz...
E, por favor, não me ofenda. Teu alvo deveria ser o PIG, a elite, a direita guasca, etc.
Lamento a tua reação, embora entenda que não me identifiquei no comentário e novamente não o faço.

Anônimo disse...

Demora mas até pode um dia vir a entender: Realmente não existe uma relação direta entre classe social com preferencia ideológica e no caso aqui clubistica( que tem um baita componente ideologico). Mas DE FATO o comportamento da torcida (ou da maioria dela)do gfpa é esse. E a maioria mesmo dos "endinheirados" e babacas com mentalidade burguesa torcem para o gfpa e quanto o lance da macacada, não sou eu que falo "chente boa", basta tu assistir a um grenal,no estádio de preferência. Já assistiu? Até pode ter alguns que apenas gostem de azul ou do futebol "força" e "guerreiro ou copeiro" seja lá o isso signifique e que deteste essa parada racista. Mas que a maioria se comporta assim isso é fato.

Anônimo disse...

Leonel, de Alvorada: você é o clássico torcedor "doente".

Anônimo disse...

Sou colorado até ri. Mas onde está o intelectual despido de preconceitos para fazer alusões jocosas sobre o 'Corcel II' enferrujado, e seu adesivo 'A inveja é uma merda'. quer dizer que se fosse um carrão deveriamos sentir inveja então? E tais indicativos da piada - velha por sinal - nos remetem a gremistas, colorados, flamenguistas , etc - preconcebidos como ladrões?!

Hoje mesmo a entrada do blog é a foto de um engarrafamento, pois percebia que aqui se relativizava o carro como objeto pessoal nas atuais condições metropolitanas.

Bem poderia ir longe, mas mesmo como colorado não entendi, cheguei a pensar que algum hacker havia invadido.

Anônimo disse...

Leonel, em matéria de preconceito você não deve nada a ninguém. em 4 ou 5 comentários falou, entre outras coisas, que os germistas são "babacas com mentalidade burguesa",que o Olímpico possui uma "sala dos nazigremistas" (?), que os gremistas são "valentões mas quando sozinhos se borram nas calças". bah, meu velho, lamentável, você deve sofrer de um complexo de inferioridade muito profundo para se expressar assim.

Bruno disse...

Piada de péssimo gosto, diria ultrajante!

Questáo náo é ser gremista ou colorado...a piada se altera conforme o torcedor!

A situaçáo que ocorre é a continuidade da perpetuaçáo de que quem anda de BMW,Ferrari, etc, náo rouba, já quem anda de corcel...pra finalizar só faltou a adjetivaçáo da raça!

Pra quem se diz ser "gauche", tá feio o troço!

Perderam mais um leitor!

Udo disse...

Bruno, a idéia é mesmo essa. Promover ultrajes sucessivos até que os fascistas como vc se evadam daqui.

Xô, vagabundo!!!!!!!!!!

Vai trollar na tua casa, serrista de merda!!!!!

Roberto S disse...

Ao Guilherme Mallet sugiro saber a história da criação da liga das canelas pretas e quem foi o único clube que não os aceitou, também sugiro dar uma olhada nas fotos do Grêmio na época do Lara, talvez visualmente perceba algo que ninguém diz, e procure, por fim, saber da crise que ocorreu quando um clube de Porto Alegre aceitou seu primeiro negro. Poderia também lhe recomendar a excelente postagem de Idelber Avelar na volta do biscoito fino, mas acho que aí seria pedir demais.

Anônimo disse...

Escrevi alguma mentira? Leonel...Bah me lembrei,sou da elite, não tenho tempo a perder com segunda ou terceira divisão.Ah e quanto a ser doente (eu não sei quem escreveu pois usam anonimato,obrigado ! Leonel Santos-jd algarve-Alvorada RS

Anônimo disse...

É mesmo,eu tenho "complexo de inferioridade" (não donde esse idiota,psicologo de araque, tirou essa aí...) e mais dr. sou paranoico, tuda essa coisa de "macacada", de que o gfpa foi(ou é?) racista, que a tropa de choque botou fogo nos banheiros, que havia (ou ha?)um "comitê" do dos nazistas dentro do olímpico,que a TORCIDA DO GFPA canta "macacda fdp" é invenção minha,alucinação auditiva etc... Sou eu também que quero deturpar a história tal qual os nazistas, dizendo que não, isso coisa daquele vermelinhos recalcados. Aliás somos nos,os COLORADOS da minoria elitizada do RS, que tem (cumé qui é dotor?) compelxo de inferioridade, imitamos argentinos cantando em portunhou, fazendo avalanche....

Anônimo disse...

a torcida do Grêmio, realmente, imitou as torcidas argetinas. logo em seguida, a torcida do inter imitou a do Grêmio, copiando as faixas e a postura de apoiar o time o tempo todo, mas você com certeza não vai reconhecer isso - seu complexo de inferioridade não permite ver grandeza nos outros.. quanto a ser preconceituoso, lembro que é reiterada a mania dos colorados de chamaram gremistas de gaymistas. não, é? além de pobres, do povo, só vale ser gente se for machão, né? um comportamento "revolucionário" mesmo esse aí...
rodrigo

Anônimo disse...

Dã.

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo