Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

O velho medinho da nova direita


Agora é Ferreira Gullar que pegou o medinho-Regina-Duarte

"Eu, pessoalmente, vejo com muita apreensão a possibilidade de uma vitória do PT na próxima eleição presidencial - disse o poeta Ferreira Gullar (foto), ex-stalinista e ex-militante do PCB, ainda antes de 1964.

"Se isso ocorrer, nós podemos entrar num caminho bastante negativo. Porque, aí, essa 'era Lula' pode perdurar por muitos anos. E com consequências muito graves".

"Porque o Lula não é um democrata. E não é à toa que ele mostra simpatia por Chávez, por Ahmadinejad..."

"Ele tem horror à imprensa. [...] Como ele disse outro dia: 'A imprensa só é pra informar, não é para analisar ou especular'. (...)Toda informação que não convém a ele é 'especulação', é 'mentira', é 'conspiração'..."

"E, pior ainda, é o assessor dele: Marco Aurélio... Aquilo é inacreditável. A declaração dele de que 'tem de proibir filme americano na televisão, porque é igual à Quarta Frota..."

"O cara diz uma coisa dessas e ele é o coordenador da campanha da Dilma Rousseff. Então, é uma coisa ameaçadora, tá me entendendo?"

"E, se eles ganharem, eles vão se sentir autorizados a fazer qualquer coisa no País..."

"Que nem o Chávez está fazendo: abusa de tudo, fecha jornal, fecha rádio, fecha o diabo".

"(...) Esse é o temor que eu tenho em relação a essa situação(...)" - completou Gullar.

.............................

Falando sério, eu considero o Gullar um bom poeta brasileiro. Mas está se revelando, cada vez mais, um péssimo cidadão. Ele foi militante do velho PC brasileiro, portanto um stalinista convicto, mas que jamais fez autocrítica dos seus graves equívocos políticos, e no entanto, não se sente indecoroso nesse novíssimo look pseudo-democrata-de-longos-cabelos-de-chapinha.

Depois que se bandeou de mala e cuia para a direita medrosa ficou um sujeito insuportável. Com tanto argumento para criticar o lulismo de resultados (pela esquerda), Gullar, que é reacionário, mas não é imbecil, foi achar só aqueles mais mofados e subjetivos, as fobias da direita-século-19, todos que tem a ver com medo, temor, fantasmas anticomunistas, supostas conspirações protochavistas, risco ahmadinehjiano, blablablablá...

Dizem que no Brasil as pessoas têm memória fraca, mas isso é discutível. Vejam o que aconteceu com o serviçal da ditadura e alcaguete da repressão, o cantor Wilson Simonal. O cara foi mandado para a Sibéria do nosso esquecimento. Ele que chegou a ter uma popularidade que batia a de Roberto Carlos, na época, no final dos anos 60, início de 70.

Pois, Ferreira Gullar também deve ser remetido para uma Sibéria simbólica. Lá é o seu lugar, arquivado na geladeira da nossa indiferença.

19 comentários:

Gustavo disse...

stalinista não tem direito de reclamar por democracia, muito menos de um governo que é democrata comprovado.
Lula até investe anúncios e propagandas caras das estatais na mídia do PIG, quando deveria tratá-los a pão e água.

zé bronquinha disse...

Creio que se nunca tivesse existido o Stálin, mesmo assim existiriam os que fazem o tipo "stalinista". Ser autoritário e desumano não é coisa só de stalinista. Os ditos trotskistas que tanto combatem os tais stalinistas, comprovadamente podem ser tão ou mais autoritários e desumanos quanto estes, portanto não se trata de botar rótulo. O caso do poeta e de tantos outros intelectuais e políticos que vociferam defendendo uma tal democracia que só faz bem aos do andar de cima é uma questão de classe. Não de eventualmente fazer uma opção pelos debaixo, mas pertencer a essa classe. Isso sim dá consistência ideológica, diferentemente disso vamos encontrar "cabos anselmos" por todo o canto onde andemos.

César Bento disse...

GUllar está seguindo o caminho do Roberto Freire.

Anônimo disse...

Feil,
Ferreira Gullar felizmente é um ex-comunista, e a trajetória dos ex é irem beijar a mão da direita,´só mais um exemplo como Roberto Freire e outros.
Conceituas mal a história do PCB, esse partido acatou o relatório Gruchov que fez autocrítica a era do Stalismo, os que discordaram disso e mantiveram a referência em Stalin, sairam do PCB e fundaram o PCdob em 1962. Na história as provas devem ser usadas para não se cometer inverdades.

Jbmartins-Contra o Golpe disse...

Temos que saber primeiro quem paga o salario dele, ai sim saberemos se sua opinião vem da alma ou do bolso.

luciano disse...

desliga os tudo do gullar.

mas o feil, te informa melhor cara, pois esse esquema aí do Simonal não foi bem assim... já tem várias matérias idôneas entrevistando o pessoal e desmentindo essa informação.

Anônimo disse...

Devia dar as mãos ao Arnaldo jabor e sair por aí. O renegado é o pior tipo!

Luís Guedes disse...

Caro Feil, alguém do Rio ( não lembro quem ) dizia: pior do que ex-fumante só ex-comuna...

Anônimo disse...

Concordo com quase tudo sobre esses pseudos esquerdistas, como o Jungman, Goldman, Freire e Ferreira Gular. Minha discordância e qto. à assertiva: "militou no PCB e, portanto, é estalinista". Errado. A maioria dos estalinistas se encastelaram no PCdoB. Militei no PCB e conheci vários desses pseudos esquerdistas, principalmente o atual governador de SP. Nada a ver uma coisa com outra. Oportunismo é oportunismo em qq. época.

armando do prado

henry disse...

Esse cara já está arquivado na geladeira da minha indiferença há um bom tempo, já.

guima disse...

tentaram reabilitar o Simonal, a Veja fez uma grande matéria, fizeram um documentário, publicaram artigos mas ninguém contraprovou que ele não foi mesmo dedo-duro da política política dos milicos.
Simonal se vangloriava junto aos artistas seus colegas de ter influência com os meganha da ditadura. O único que defendeu o Simona foi o renegado Chico Anísio, outro ex-Pcebão stalinista dos bons tempos, depois virou o cocho que comeu.

Anônimo disse...

Devemos aprender com a história. Ela nos mostra que não se deve ser complacente com nazistas e ou cumunistas. Se bem que é tudo farinha do mesmo saco. Milhões de pessoas pagaram com a própia vida por não terem sido reacionário o suficiente. Não reagiram e deu no que deu. Eu tenho medo sim. Se for necessário transformarei meu medo em ação.

Francisco Goulart disse...

Tem muita gente oriundos da pequena burguesia que foi de esquerda enquanto eram pobres. Após ganharem certa quantidade de grana passaram a ser conservadores. Essa história se repete. Nem todos, porém, viraram lacaios como foi/é o caso, me parece, desse aí do texto.

Anônimo disse...

O Ferreira Gullar está senil. E Isso não é novidade para mim. Que ele vá para a sibéria e fique lá congelando, pode levar o Caetano pra não sentir solidão.

Mar.

Nelson disse...

Quando eu vejo um intelectual dizer tantas barbaridades assim, logo me vem à mente a opinião do linguista Noam Chomsky.
Para ele, os intelectuais constituem o estrato mais ignorante da sociedade, uma vez que, ou sabem de tudo o que se passa ou têm todas as condições para sabê-lo e, mesmo assim, preferem acoitar-se nas benesses do poder ao invés de agirem para mudar o estado de coisas.
Assim, é impossível que o Sr Gullar não tenha informações mais precisas sobre o que está falando, o que mostra que ele se bandeou "de mala e cuia" para a direitona.

Anônimo disse...

Mas nem com o pt apoiando os Sarney ele gosta?... rsss

Pedro Du Bois disse...

Ainda sou mais o Leminski ao dizer que o problema estava em olhar para trás e se tornar um ferreira gullar. Não esqueçamos que o FG é o homem dos incentivos fiscais na área cultural e que, após o advento do governo Lula, ao passarem a cumprir, mesmo, os critérios legais, essa gente, assim como os jabors da vida, ficaram sem o beneplácito do dinheiro público. Esse, sei, ancorou-se por um tempo na Fundação Itaú. Não sei se ainda continua lá. Mas, com certeza, acabada a mamata, começou o "chororô".

Anônimo disse...

A reação do blogueiro às palavras de Ferreira Goulart apenas confirma as palavras de Ferreira Goulart.

O blogueiro reage como sonham reagir Dilma e sua turma: Sibéria e cadeira para quem discorda, seja imprensa, seja artista, seja quem for.

Anônimo disse...

Ferreira Gullar: "papista comendo merda/na saída do bueiro".

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo