Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Marina se pinta


Jogada da direita instrumentaliza vaidade e ressentimento da ex-ministra

A ex-ministra do Meio Ambiente, senadora Marina Silva (PT-AC) está sendo turbinada pelo Partido Verde para disputar pela sigla a presidência da República em 2010.

No biombo da jogada eleitoreira estão o deputado de direita Fernando Gabeira e o governador de São Paulo, José Serra.

A dupla está pintando Marina com as cores da vaidade pessoal.

21 comentários:

Suzie disse...

Se ela aceitar este JOGO...
Menos uma para defendermos.
Assim como o PSOL, servem para conservadores e racionários.
Não aprnderam nada!

Anônimo disse...

Deve ser gente boa.
Quer sair do PT...

Anônimo disse...

Cristóvão Feil é praticamente um Rogério Mendelski de esquerda.

"Deozolivri"

zé bronquinha disse...

A Marina tem história no PT, na luta ambiental e não pode sofrer pelo sectarismo dos petistas de mercado que deveriam virar suas armas para o Lula e seus companheiros do agronegócio que ganharam todas da Marina enquanto estava Ministra. Sua deprê era visível assim como os devastadores do meio ambiente.Imagina só sua amargura e frustração se chegar ao ponto de ir para o PV que não é nem partido e nem ecológico.

Miguel disse...

Nao sejamos ingenuos...
A direita teme perder no primeiro turno, e tenta, jogar os dados para um segundo turno fraticida.
marina Silva sabe que terá apoio da direita ( grana mesmo) e também sabe que sua candidatura é inviável, mas que prejudicará Dilma.
Esperava mais da companheira.Triste.

Carlos Eduardo da Maia disse...

Miguel, pode ficar tranquilo, vai ter segundo turno em 2.010.
Se o Gabeira é de direita o "admirado" Sebreli também é. No Brasil a esquerda mais atrasada e arcaica se acha dona do campinho. Não são. Como se enganam os tadinhos.

Anônimo disse...

Tudo que a Marina foi impedida de fazer no seu ministério, ela deve a Dilma, que foi a sargentona impedindo, brecando e conspirando contra ela.
Aí vem o Berzoini e diz "ah, mas Marina é uma petista histórica, foi fundadora do PT": e que ironia, né, colocam a de lado e preferem a Dilma que caiu de paraquedas no PT.
E estão se borrando de medo: Dilma quando foi especulada tinha o que? 5% de intenção? A Marina especulada agora já parte de 12% e tem uma imagem mais simpatica ao eleitorado. A Dilma é uma montagem, um apunhado de mentiras e falsidades e coisas mal explicadas. A Dilma é papagaio de pirata, depende de ficar exposta nos ombros do Lula.
Tomara que a Marina agora dê o troco na mandona arrogante e mentirosa.

Anônimo disse...

Deu pânico na petralhada?

Morrem de medo do confronto entre
duas mulheres de esquerda, uma com uma biografia inatacável, apesar da sua ideologia, a outra com um histórico de associação com o terrorismo, a guerrilha, os dossiês, as falsificações, a mentira sistemática, além do fracasso do PAC.

Anônimo disse...

Ambientalista de resultado não mercenário deveria afastar-se de cooptações e de manobras.
O Veio Lutz,grande guerreiro, foi atraído e traído pelo Collor. O Lutz disse um basta e voltou para as bases onde continuou sempre combativo.
A Marina histórica ou não construi-se personagem política,logo, necessitara de certo fisiologismo para seguir na cena. O Melhor para ela era voltar a sua base e continuar na luta

Hélio Sassen Paz disse...

A Marina não é ressentida: ela foi limada porque a pior coisa que este governo faz é ser neoliberal no meio ambiente.

Por outro lado, acho muito mais fácil ela tirar votos do Serra do que do Lula. Eu ainda duvido do raciocínio bovino de que Rigotto perdeu porque achavam que ele e Yeda iriam p/2º turno p/tirar Olívio.

Afinal de contas, até mesmo a burrice da classe mérdia urbana tem limites. Porém, se isso tiver ocorrido, terão sido rebaixados a funchos.

[]'s,
Hélio

Anônimo disse...

O Meia tomou conta do blog!!Todo!!Lamentável!

Anônimo disse...

Vai ir para o PV para ser ex-senadora e ex-candidata a presidente.

Cropsiva disse...

Concordo com o Hélio. E digo mais: Acredito sinceramente que uma candidatura da Marina se choca mais com os interesses do K do que uma possivel candidatura Dilma. Se a Marina não se rendeu ao canto do lulismo de resultados, sempre mantendo uma postura progressiva na defesa do meio ambiente e no enfrentamento com os ruralistas, pq cairia no canto da Sereia do Gabeira????? Se for essa a idéia dos conservadores, a direita pode estar dando um tiro no pé. Acho incoerente a critica ferrenha ao lulismo, ao mesmo tempo que nutre uma paixão inequivoca pela compa Dilma, e o sectarismo as pessoas que buscam uma alternativa eleitoral, mesmo que muitas x equivocada, de esquerda. Não acredito que a Marina faça um ogverno pior que o Lulam nem que a dilma, mãe do PAC (esse sim não se choca com os interesses do K, ao contrário dos ambientalistas coerentes!!!!))

johnny pira disse...

Caro Cristovão, sempre leio seu blog qdo tenho tempo e em geral concordo com suas análises. Porém, desse vez errou a mão no caso Marina/PV. Seu comentário foi por demais reducionista. Não é por aí. Marina tem história, é autêntica e merece respeito. Não é ingênua e muito menos irresponsável de fazer o jogo da direita. O governo Lula, que tem o meu apoio e vejo diferenças significativas com o antecessor, está equivocado na questão ambiental/ocupação amazônica/incentivo sem condicionalidades do agrobusiness. Marina perdeu espaço e percebe q pode ter mais influência nos rumos das políticas públicas nessas questões abrindo uma nova dissidência no PT. O problema é que o PV é um saco de gatos, com gente de centro-esquerda (Eduardo Jorge por ex.), centro-direita (Gabeira) e direita (trocentos parlamentares em todas as esferas, tão insignificantes q não consigo citar um agora de bate-pronto). Se realmente for candidata, vai ser o nominho da moda (na classe média, claro) e, no final, deve beirar os 5% do eleitorado. Número suficiente para impedir a vitória de Dilma ou Serra no primeiro turno? Só a história dirá. Um abraço

José Renato Moura disse...

Sobre ressentimentos, será que aconteceria dela ficar igual ao Cristóvão Buarque? Ou ele sempre foi assim, e estava enganando no PT? Espero que a Marina seja outro tipo de pssoa. Quando aos PSOL, se eles tivessem tido ouvidos na última eleição, o Presidente não seria o Lula, mas sim o "Geraldo".

Anônimo disse...

Era ela que promovia cultos evangélicos no ministério enquanto era ministra, não é? Não dá para esperar muita coisa da figura...

Anônimo disse...

O que gostei neste post foi a sutileza da foto: as cores dos Tucanos emoldura a Marina. Bem de acordo com o texto . Sutileza que poucos perceberam.
AndreB

Oscar T. disse...

Tem direito de se candidatar e legitimidade...o governo Lula, no aspecto "verde" foi uma decepção!

Callado SP disse...

Oscar, a discussão não é essa. Se ela tem ou não direito e legitimidade de se candidatar. É óbvio ululante que tem direito. O caso é que Marina está servindo de instrumendo da direita. Só isso.
Às vezes se nota aqui que o pessoal precisa voltar às classes de "Leitura e Interpretação de Texto".

Trick disse...

Quando vejo atitudes de militantes sociais sendo questionadas por militantes partidários, sempre me vem a mente as duas éticas de que falava Weber em Ciência e Política: duas vocações. Não acho que as tipologias weberianas se adequem a realidade humana mais profunda. Mas ainda assim, que um militante social se baseie na ética da convicção e que um partidário político se baseie na ética da responsabilidade, me parece válido. Só é necessário definir a que responsabilidade estes se reportam. Inquestionáveis, indiscutíveis, universalmente válidas é que não são. Assim, prefiro os homens e mulheres sem qualidades, há poucos dias lembrados neste blog, do que os que pedem as qualidades subliminarmente exigidas neste post. Foi mal Feil...

Luciano disse...

Pertinentes os comentários de Johnny Pira e Trick.
Justamente por ser PETISTA é que não vou botar panos quentes na vergonhosa atuação da majoritária e no desmonte do "ideal partidário", se é que se pode chamar assim, de o Partido dos Trabalhadores ser ferramenta de luta da classe, bem como a CUT deveria ser para mobilizar o proletariado. Mas ambos tem sistematicamente, rasgado suas bandeiras de luta. E isso é um fato, gostemos ou não! Não há o que concordar ou discordar, é um fato e contra eles não há argumentos! O caso agora é de, nós que ainda somos petistas de verdade, retomarmos as rédeas desses oportunistas.
Quanto à Marina, talvez tenha preferido desistir (da retomada) do que se vender.
Mas este BLOG continua muito bom, apesar deste escorregão.

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo