Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

segunda-feira, 2 de março de 2009

Este foi o mestre da “Folha de S. Paulo”



Ditadura, não, “ditablanda”

Vídeo de 36 segundos mostra quem de fato inspirou a Folha na formulação de um re-conceito para a ditadura civil-militar brasileira de 1964-85, à qual o jornal da família Frias foi colaborador direto e privilegiado.

9 comentários:

Wally disse...

Onde está o "Maia"?

a) Conseguiu uma boca melhor, na Folha de São Paulo.
b) O Muro caiu em cima dele.
c) Fez um acordo de delação premiada e entrou num programa de proteção a testemunhas.
d)O Muro caiu em cima dele, que fez um acordo de delação premiada e entrou num programa de proteção a testemunhas. Depois, conseguiu uma boca melhor, na Folha de São Paulo.

Prieb disse...

E)Se afogou num dos 600 microaçudes anunciados por Yeda como "grandes investimentos do século XXI" para mudar a face do RS e trazer paz, prosperidade, saúde física e mental para todos os guascas.

Voto nessa opção E. O corpinho magro e çábio de Maia vai aparecer comidinho pelos peixes logo logo.

Aliás, dizem que a Yeda fez esses 600 açudezinhos para que os seus companheiros tucanos fiquem à vontade entre permanecerem vivos graças à delação premiada ou optem por entrar para a história, como suicidadozinhos.
Sorry!!!!!!!!!!!!!

Fabricio disse...

F) Foi convidado pelo Aod para seu seu assessor no Banco Mundial, devido aos grandes serviços prestados ao estado e ao mundo.

Carlos Eduardo da Maia disse...

G) Foi para a cidade maravilhosa correr a maratona do carnaval.

Anônimo disse...

gala gay?

Anônimo disse...

Ah, correu do Pampa... Por isso a Yeda com tropa de choque curta, só ficaram os assalariados da RBS. Os da folha de paagmento do estado correram daqui.

Anônimo disse...

O PIG em geral está aumentando a area de atuação pelo jeito.

Outro dia o Çabio do Paulo Santana largou a campanha da Yeda para determinar um novo item para os Direitos Humanos: "O de receber pizza pelo delibvery".

É sacanagem....

Saddam disse...

Senhores, sugiro essa leitura do Fiuza. Não sou lá grnade fã dele, mas as vezes ele faz sentido. Aqui ele força de um lado pra relaxar de outro, como se uma coisa tivesse grande relação com outra. Mas ainda assim, é de se perguntar.

http://colunas.epoca.globo.com/guilhermefiuza/2009/03/03/violencia-do-bem/

Anônimo disse...

Realmente, O Maia sempre se supera... rsrsrsrsrsss

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo