Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

segunda-feira, 23 de março de 2009

Como caiu a aprovação à Lula

Recebo nota do economista Calino Pacheco Filho:

"A Folha de S. Paulo de sexta-feira, 20/3, teve como manchete o resultado da pesquisa Datafolha sobre a avaliação sobre o governo Lula (“Com crise, cai aprovação de Lula”) e a intenção de voto para Presidente em 2010 (Serra lidera com folga; Dilma volta a subir”).

A Folha bem acompanhada pelo seus bravos parceiros do PIG – Globo, ZH, Rede Globo, etc. – numa leitura apressada e interesseira dos dados da pesquisa vaticinou que a popularidade do Governo Lula finalmente começou a cair, e isto seria consequência da crise econômica internacional provocada por Luiz Inácio e seu governo.

Agora, falando sério, vamos aos percentuais:

A taxa de aprovação no quesito “ótimo/bom” caiu? Certamente que houve uma queda de 5 pontos. A questão é como esses pontos se distribuíram no “regular” e no “ruim/péssimo”.

O percentual dos que achavam o governo “regular” aumentou de 23% em novembro de 2008 para 27% em março de 2009. Da queda dos 5 pontos no “ótimo/bom”, 4 pontos migraram para o “regular”.

Já para aqueles que achavam o governo “ruim/péssimo” ocorreu um acréscimo de 1 ponto, o que em estatística se considera estabilidade, na medida em que a margem de erro dessa pesquisa é de 2 pontos para mais ou para menos. Portanto, os dados demonstram que a avaliação do Governo Lula não foi afetada de forma significativa, se comparados com novembro do ano passado.

Apesar de todos os ataques o que o governo sofreu de novembro para cá, a sua aprovação por parte da população praticamente não foi abalada e continua num nível recorde desde que esse tipo de sondagem começou a ser realizado em 1990".

8 comentários:

Ary disse...

Cirstof: gostaria de saber os índices de Yeda Casanova e de seu gover-ninho tosco.

Hermínia Martins disse...

Não há como manter eternamente os 84 %...

Quem não sabe disso?

Mas o mais sensacional, é a notícia: enquanto o Lula batia recordes, nada de análises a respeito de sua aprovação pela população.

Bastou uma merrequinha de queda e pronto: orgasmos mil dos demotucanos!!!!!!!!

Fala sério!!!!

Anônimo disse...

hoje tem orgia midiática: fhc no roda "são paulo" viva

Cruz Credo disse...

com aquele elenco de jornalistas serristas?

não dá nada, fhc vai pintar, bordar, fazer ponto cruz e ponto crusius...

Anônimo disse...

Uma de Balzac: "a política é a manipulação das estatísticas".

Anônimo disse...

Folha continua o que a "Folha da Tarde" foi nos anos 70: oportunista e "de quatro" para os interesses de sempre da elite predadora paulista.

armando

miguel disse...

Isto é só uma amostra do que será a atuação da midia nas eleiçoes presidenciais de 2010. A burguesia NAO ADMITE nova errota e fará o que for preciso....
OBS: E a RBS nao tem pesquisa da Yeda não?

Anônimo disse...

eu lembro que na época do FHC, a aprovação era bom/ótimo + regular. o que daria pra Lula 92% de aprovação...
mas a mídia golpista achou melhor mudar e só achar aprovação o bom e ótimo hehehe
chorA tucanos

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo