Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

sexta-feira, 18 de junho de 2010

A campanha de desqualificação dos argentinos



Uma aliança perigosa entre PIG, publicitários e anunciantes

É preciso denunciar uma cumplicidade perversa entre alguns (maus) publicitários, o PIG e anunciantes brasileiros. A aliança maléfica visa envenenar o senso comum contra as populações do Cone Sul, em especial os argentinos.

Ora é a propaganda indigente de uma cerveja fedida (com gosto de urina de rato, como diria o marinheiro Arthur Gordon Pym), que faz dos argentinos objeto de zombaria. Ora são jornalistas idiotas que alimentam uma rivalidade extracampo, para bem além da mera disputa esportiva, entre o futebol argentino e o futebol brasileiro.

Ontem, na televisão, depois do jogo dos argentinos, escutei um repórter fazer comentários sobre a torcida: para ele, os torcedores "argentinos são fanáticos", os torcedores "brasileiros são alegres e desinibidos". Apenas um exemplo entre tantos outros que poderiam ser citados como ilustração dessa campanha aparentemente ingênua e desimportante.

A eleição de falsos adversários é artifício rasteiro da mediocridade organizada. Seus instrumentos de trabalho são a má consciência, o preconceito, e a divulgação em tom alto das piores suspeitas que o senso comum guarda dos nossos vizinhos. Além de simplificar a identidade cultural de estrangeiros irmãos, como se estes portassem um único e indivisível espírito nacional, e como se este espírito não fosse fatiado por tantas classes sociais quantas o capitalismo pode produzir.

É preciso protestar contra essa campanha que é o prefácio do fascismo. A técnica continuada de desqualificar o outro, o estrangeiro, o que não é igual, é a ante-sala do obscurantismo.

Coisas da vida.

20 comentários:

goijacksons disse...

Parabéns!
Venho observando e repudiando isso há algum tempo, mas nesta copa este fenômeno se agrava substancialmente.

jogos da memoria disse...

Já estou cansado de bater nessa tecla. Nossa grande imprensa se comporta como se estivesse a serviço da rainha, como sempre. É totalmente ridículo o que fazem com os argentinos, e não venham falar que é coisa de futebol, porque não é não. É ideologia. Mas esperar o quê, quando uma droga (lícita), num páis de alcólatras patrocina o "esporte". Ainda bem que inventaram o "mudo" nos controles remotos, pois ouvir esse cassino pré/pós-jogos e as imbecilidades da publicidade ninguém com um neurônio a mais, suporta.

Anônimo disse...

Esses preconceituosos...tsc tsc tsc

Domingos Guerrieri

Carlos Eduardo da Maia disse...

Muito bonito, Marta.

Carlos Eduardo da Maia disse...

Acho um absurdo essas propagandas que colocam nossos irmãos argentinos como rivais destáveis. Isso não tem nada a ver com fascismo, é provincianismo rasteiro mesmo.

Francisco disse...

Quase escrevi um texto sobre isso ontem.
Esse tipo de Patriotada acontece nas disputas esportivas com Cuba também.

Abraços

Francisco

napraxis.blogspot.com

NITX disse...

Concordo com o post.
Yes, nos temos bananas...

latino disse...

Tenho recebido muitas piadas sobre argentinos, algumas até inteligentes e espirituosas. Só que, no momento, não temos muita moral para debochar dos "hermanos". Em muitos aspectos, eles estão ganhando de goleada da gente: torturadores atrás das grades, quebra do monopólio da tv paga para as transmissões de jogos de futebol, enquadramento dos barões da falsimídia por crimes do colarinho branco e um movimento ambiental cidadão que conseguiu juntar mais de 100 mil pessoas em uma manifestação contra as papeleiras em Gualeguaichu

Anônimo disse...

Para quem desconhece a AmBev faz o mesmo em sentido contrário na midia Argentina. Tudo para vender essa merda de cerveja.

Alexandre
Campo Grande/RJ.

Maurício Santos disse...

Ótimo post. Se o Brasil estiver fora da final e a Argentina ou o Uruguai vencer, vou comemorar.

Guga Türck disse...

A Ambev não faz isso não ao contrário. Na Argentina o foco é o título, a Copa - este é mote das campanhas.
Aqui é a Argentina...

marcelo disse...

Diversao na certa é perguntar pra alguém que acredita na rivalidade Brasil-Argentina o por que da rivalidade. Eu já fiz isso e é show de bola. A primeira reacao das pessoas é de "como assim?". Depois as pessoas bolam alguns argumentos. Oucam os argumentos e divirtam-se.

Lingua de Trapo disse...

Cristóvão, excelente este post, permita-me reproduzí-lo no Língua de Trapo.

Cristóvão Feil disse...

Sim, Língua.

CF

Anônimo disse...

Ou voce eh ingwnuo ou mal informado. Assista a 5 minutos da TV argentina para perceber que esse tipo de piada e hostilidade é muito maior na TV do que na brasileira. Vai ser que essa baboseira de PIG que vocês inventaram no Brasil é mais forte ainda na Argentina. Parem de falar besteira.


ASS: porteño.

Tupamaro disse...

A Globo é a mentora intelectual desta perseguição aos argentinos. Não é de hoje que em seus telejornais, principalmente com Waack e Bonner, há uma sistemática campanha contra os argentinos. Esta perseguição intesificou-se após o enquadramento do grupo Clarín( a Globo de lá) pelo governo dos Kirchner. O mesmo ocorre com o governo democrático da Venezuela. Chavez liquidou com as "globos" venezuelanas, e é sistematicamente atacado pela Globo, que não faz o mesmo com as ditaduras nazi-fascistas sustentadas pela dupla Hilary Clinton/Obama de Honduras, Colômbia, Paquistão e Israel, entre outras.
Hoje no telejornal da Band (popularmente conhecida como rede bandalha) tentaram fabricar uma deserção (que não ocorreu) de 4 jogadores da Coréia do Norte. A mesma Coréia do Norte, que segundos os entendidos da rede bandalha, Globo e que tais seria inapelavelmente "goleada" pelo Brasil. E todos nós vimos o que aconteceu...

Vicente disse...

Parabéns pelo artigo. Conseguiu expressar o que eu já havia percebido, mas de maneira muito clara.
É lamentável ver que existe alguns que justificam o comportamento chauvinista brasileiro afirmando que na Argentina também existe situação parecida, como se ignorância justificasse ignorância.

SBENTENAR disse...

- Análogamente, o que "Herr" Bornhausen se referiu em determinado momento de que "VAMOS ACABAR COM ESSA RAÇA(PT), um colunista do PIG de um "pasquim"guasca encerrou sua coluna , no dia anterior ao jogo de nossa seleção, com a seguinte pérola :
- Vamos amassar aqueles comunistas !!

Jonas Guimarães disse...

Depois de diversas passagens pela Argentina, pude constatar que eles adoram o Brasil, nossa música, nossas belezas naturais, nosso futebol, etc. Os sentimentos deles em relação à nós são muito mais positivos do que os apresentados pela PIG como sendo argentinos. No fundo, no fundo, eles querem é nos impor a Alca, em detrimento do Mercosul. Brasil + Argentina + Uruguai e Paraguai não é pouca coisa!

Fernando F disse...

Uns exemplos das publicidades argentinas:
http://www.youtube.com/watch?v=cuyZBol4yWw
http://www.youtube.com/watch?v=wDNJdwwF2hk
http://www.youtube.com/watch?v=h5c_6LYde1w
Vá lá que um jornal uma vez nos chamou de macacos, mas pelo que assisti na tv por lá, não há nada dessa rivalidade inventada.

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo