Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Pilla Vares partiu


Morreu hoje o velho militante e intelectual de esquerda Luiz Paulo de Pilla Vares.

O corpo será cremado no Crematório Metropolitano (avenida Oscar Pereira, em Porto Alegre), hoje, às 20h30.

Saudades, do amigo.

.................

São 13h32, acabo de ler a última crônica do velho Pilla de guerra, publicada hoje em ZH. Fiquei perplexo com a coincidência. É que hoje pela manhã cedo, em casa, eu ainda comentava sobre a chatice de escutar no rádio e na TV entrevistas com jogadores de futebol.

Leia a última crônica publicada do Pilla, aqui.

7 comentários:

Oscar disse...

Lamentável a perda no campo político e cultural. Sem comentários, pois a própria vida dele já se comenta por si.

Paulo Marques disse...

A esquerda perde um grande intelectual orgânico.Pilla Vares foi daqueles socialistas cada vez mais raros na esquerda, militante socialista que soube aliar a produção intelectual com a luta política ( foi secretário de cultura de Porto Alegre, do Estado e presidente do PT de Porto Alegre). Foi um dos primeiros intelectuais de esquerda que, no contexto da queda do stalinismo, resgatou o socialismo libertário e democrático de grandes teóricos marxistas esquecidos pela escolástica stalinista que dominou a esquerda. Mostrando que o stalinismo não representava a luta socialista por uma sociedade emancipada. Seus livros Socialismo e Liberdade, de 1985, Glasnost a primavera Vermelha de 1987 e principalmente o Pescador de Pérolas, por um marxismo vivo, de 1988 ( todos publicados pela editora TchÊ), onde resgatava a contribuição dos socialistas "heréticos" Pannekoek, Lukács, Walter Benjamin,Marcuse, os austromarxistas como Otto Bauer; são as importantes contribuições teóricas de Pilla Vares para a renovação do socialismo. Bem antes de se falar em socialismo do século XXI, Pilla Vares já apontava o caminho da necessária superação de equivocos e resgate de um marxismo crítico e vinculado a luta concreta. Segundo Pilla " O marxismo não se constitui em torno de especulações abstratas, nas cátedras acadêmicas, separado do seu tempo e buscando desligar-se das condições concretas de sua gênese. Ao contrário, toda obra de MArx e Engels foi realizada no calor da luta, na análise científica da economia, da sociedade e da política.( O Pescador de Pérolas, pg.37). Obrigado Pilla, você foi um dos imprescindiveis como dizia Brecht.

Maurício disse...

Grande sujeito, um figuraço!
Intelectual refinado e pessoa simples.
Estamos tristes.

Carlos Eduardo da Maia disse...

Sempre fui (e continuarei sendo) um leitor do Pilla Vares. Ele tinha algo admirável: a sensatez.

juca disse...

vais te encontrar com ele, Maia?
deixa o cara em paz

Luís disse...

Minha homenagem ao Pilla.

el barto disse...

lamentável perda. enquanto isso, certas múmias senatoriais nauseabundas e infectas vão ficando, ficando...

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo