Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Grampo em Gilmar Mendes não existiu


Paulo Lacerda deve voltar à Abin

Deu na Folha, hoje, coluna “Painel”:

Não encontrado 1. O inquérito da Polícia Federal sobre o telefonema grampeado entre o presidente do Supremo, Gilmar Mendes, e o senador Demóstenes Torres (DEM-GO) deverá concluir que a interceptação, "se existiu", não partiu nem da Polícia Federal, nem da Abin.

Não encontrado 2. Com conclusão prevista para a primeira quinzena de novembro, o relatório colocará em dúvida a própria realização do grampo, dada a divulgação apenas da transcrição da conversa, sem o áudio. Suas conclusões devem abrir caminho para o retorno de Paulo Lacerda à direção-geral da Abin.

...............

A se confirmar a notícia, o presidente Lula devia (pretérito imperfeito) chamar “às falas” tanto Gilmar Mendes, quanto o ministro Nelson Jobim.

Contudo, não acredito que o faça.

Mendes, Jobim e a revista Veja tentaram um golpe para amenizar o tratamento (na forma da lei) aos indiciados e réus do colarinho branco, como Daniel Dantas e muitos outros. Não deu certo. Mas continuam por aí, com a cara de pau que pediram à Deus.

23 comentários:

Carlos Eduardo da Maia disse...

A ABIN, com as novas tecnologias que existem por ai, anda grampeando todo mundo. Quem circula em Brasília sabe muito bem disso. É o que mais se fala. A Veja conseguiu a transcrição por fontes ocultas, mas nem a ABIN e nem a PF foram firmes em contestar a notícia. Houve até o afastamento do delegado, o que vem a demonstrar que essa prática de grampear autoridades é corriqueira na agência do antigo SNI. Engraçado isso, antes certa esquerda detestava o SNI e hoje o SNI que apenas trocou de nome parece ser adorado por uma certa esquerda.

Carlos Eduardo da Maia disse...

Só para completar, a VEJA não é obrigada a dar a fonte da matéria, vige no Brasil o sigilo da fonte. Mas a responsabilidade civil e criminal continua sendo da revista.

zozé disse...

Maianta, ou maia anta, hoje qualquer Ed Mort com barata dentro do sapato faz uma escuta telefônica como a que Gilmar Mendes diz que foi vítima.
Só que o GM encasquetou que a escuta foi feita na Abin.
Agora, o inquérito está provando que nem a PF nem a Abin fizeram a escuta.

Portanto, Maianta, a escuta foi feita SIM pelo Ed Mort da esquina, com ou sem barata no sapato.

Anônimo disse...

Pô o Maia acha que vigora no Brasil o sigilo da fonte.

O que não vigora para VEJA e para o Maia é o princípio de fonte anônima é que menos se deve dar valor.

Esse princípio é valido para o TCE, para a justiça, denúncia anônima vale pouco pois muitas vezes é usada como arma.

Esse princípio se encontra no jornalismo em língua inglesa.

Porquê nenhum jornal brasileiro merece ser listado entre os 15 maiores do mundo? Nem sabem fazer jornalismo que não seja "de interesse". É só factóite e matéria paga.

Acorda Maia, pára de acreditar em tudo que vem em papel.

Fabrício Nunes disse...

É, Feil... nem tú, nem eu acreditamos que Lula vá fazer o que seria óbvio.
Por que será?

Anônimo disse...

E ninguém vai chamar as falas o negociante de cursinho, é claro.

O "sigilo da fonte" deve ser o lugar onde escondem as mentiras, infamias e calunas que veja e caterva espalham por aí, na defesa do moribundo "mercado".

Claudio Dode

Anônimo disse...

Volto a dizer, o "Maia" recebe - com dinheiro público, porque não é isso que deveria estar fazendo - por esse policiamento nos blogs de esquerda, dando pitaco até em receita de rabanadas, desde que seja para contrariar o que dizem os blogueiros.
Trouxa é quem discute com ele. Está dando o Ibope que ele precisa para continuar recebendo e emperrando o trabalho do blog.

Carlos Eduardo da Maia disse...

A blogosfera é fantástica. Tem cada figura. Eu acho sinceramente que a blogosfera é um grande lugar para a gente mudar o mundo, revolucionar os costumes, soltar o grito, fazer alguma coisa para um mundo melhor e possível, mas tem gente que não quer discutir isso, que acha que os trabalhos já estão pré determinados e qualquer crítica serve apenas para "emperrar os trabalhos". Esses a gente chama de Stalinistas.

Anônimo disse...

O Maia é a Poliana da direita.

panoramix disse...

Como eu posso conseguir este biquinho caro Maia! Como é pago: por palavras? por trouxa que te segue? Tem futuro? Quem é o patrão? Se não tens desconfiometro te digo que tá dando na vista pois o disfarce de mortadelo precisa ser trocado, todo mundo já tá te manjando!

Anônimo disse...

Os comentários do Maia são hilários, mas o melhor do blog é a lingerie vermelha, grande foto. Ando com saudades das fotos da Mônica Bellucci, este blog anda muito austero, deve ser a conjuntura.

Suzie disse...

O "grampo-araponga" tem nome: Demóstenes & Gilmar.
Quem tem dúvida?
Desde que começou a despontar no PIG/PIC (batendo bumbo), a minha "intuição agathiana" começou a escrever pelos blogs.
Este "grampo araponga" tem nome...tem nome...tem nome...

Suzie disse...

E tem mais Feil: após 3 anos em leituras/estudos (relações de poder na pós-modernidade) cheguei a seguinte "conclusão": o Lula dá de relho nas "ratazanas felpudas"... via investigações institucionais!
Acredito que é por aí!

Anônimo disse...

O que é mais crível, uma investigação conduzida pela Polícia Federal sobre uma escuta telefônica clandestina feita pela Polícia Federal e pela ABIN que conclui que nada aconteceu, ou um IPF feito de forma irregular e clandestina, onde um trecho de conversa sem conteúdo foi vazado convenientemente?

Sumir com o CD do guardião não é algo difícil de fazer acontecer, o mesmo não ocorre com a degravação, podem ter certeza.

Ary da Silva Martini disse...

É óbvio que Gilmar MendeSS é um dos articuladores na montagem da calúnia. Caso contrário MendeSS não exporia seu nome sem ter o áudio em mãos. A que ponto chegou o STF! E os demais ministros vão calar ante tamanho golpismo?

SBENTENAR disse...

- JÁ HAVIA ME REFERIDO QUE O GRAMPO ERA UMA FARSA JÁ QUE A "SUJISSIMA" VEJA NUNCA DISPONIBILIZOU A REFERIDA GRAVACÃO. TUDO EM CONLUIO COM O INCOMPETENTE QUINTO CONSTITUCIONAL PRES DO SUPREMO MENDES E O SENADOR BUFÃO DEMÓSTENES DO DEMO. DEVERIAM SER ÁGEIS NO ESCLARECIMENTO DA AFIRMAÇÃO DE DD DE QUE O "PROBLEMA É NA PF E NAS INSTÂNCIAS INFERIORES JÁ QUE LÁ EM CIMA DEMOS JEITO." E TEMOS QUE AGUENTAR OS MAIAS MALAS DA VIDA!!! POR QUE NÃO PEDEM PARA IR AO BANHEIRO E SAEM DE FININHO.

Carlos Eduardo da Maia disse...

O que é interessante no pensamento de certa esquerda é a questão da verdade absoluta; ou seja a história dos nossos dias só pode ser contada da seguinte forma: o Gilmar Mendes é mesmo um canalha que está em conluio com a Veja, o PIG, a ZH, a Yeda, o FHC, o império americano, o Uribe, a Aracruz, os transgênicos e o Maia é pago para gerar cizânias em blogs de certa esquerda. Contem outra, please!

panoramix disse...

Maia não leva a mal pois estas sendo o precursor de uma nova profissão: "O Troll Profissional" remunerado, quem sabe até eu entre nesta, porque não? És um sujeito que escreve relativamente bem, tens um ótimo banco de dados de clichês e lugares comuns e dominas qualquer assunto, acho que até física quantica, seguramente também já lestes Fritjof Capra! Não há porque ficar deprimido esta pode ser uma ótima saída para o desempregado informatizado!

Anônimo disse...

Oh Maia! O que eu quero saber é onde está o áudio da escuta! Eu disse ÁUDIO, GRAVAÇÃO, SOM!!!! O resto é papo prá noi dormir. Alguém acha que se Gilmar e sua gang tivessem o aúdio eles não apresentariam? Tentaram mesmo um golpe, para desviar o foco do assunto. Por sinal, parece que andaram sumindo de dentro do STF algumas páginas do processo contra o "ZO Fala Liderança" e o "Eliseu Quadrilha". Alguém, por um acaso, têm idéia de quem foi?

Anônimo disse...

Maia, os romanos já ensinavam: a quem interessa ? Procure sempre a quem interessa, mas sem descuidar das provas manterias.
Outra: a prova testemunhal é a mais fraca e perigosa.
O modus operandi da quadrilha já esta se desnudando com a prisão de Marcus Valério: atacar, desmoralizar e difamar os agentes honestos para prevalecer a velhacaria.
Esse grampo é apenas para constranger uma banda da PF a não incomodar essa "gente de bem" que tu adora !

Ary da Silva Martini disse...

A quem interessar possa: a ABIN (sucessora do SNI) está assim dividida: uma parte com antigos agentes (os coroas) do velho SNI, uma parte "tucana e outra parte petista". A PF está dividida entre "tucanos e petistas". Portanto, não existem entidades homogêneas e apartidárias.

Anônimo disse...

Todo mundo sabe que o grampo foi uma montagem da revista Veja com Daniel Dantas, que Gilmar Mendes e Demostenes Torres entraram de boa vontade. Agora temos que chamar o Gilmar Mendes às falas.

romério rômulo disse...

cristóvão:
agora é decidir o que ser feito
com o doutor gilmar.e o demóstenes?
e a "veja"?
romério

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo