Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Dirceuzismo sofre derrota em Porto Alegre


Um partido que perdeu a alma

A campanha eleitoral da candidata petista Maria do Rosário foi tão chocha e caricatural que o PT ficou irreconhecível aos olhos dos eleitores, além de quase ausente das ruas, salvo os diaristas contratados para balançar bandeiras descoradas e apáticas. O dirceuzismo representado por Rosário e sua patota foi derrotado na ex-Capital do Fórum Social Mundial e do Orçamento Participativo. Derrota política, derrota eleitoral. E pelo tom das primeiras declarações, sequer sabe o porquê das derrotas ou refugiam-se no auto-engano.

Um partido que perdeu a sua alma, em algum lugar do passado, perde a razão da existência, não tem energia ideológica e convicção política suficientes nem para se aplicar à única dimensão a que se dedica atualmente – as corridas e feiras eleitorais.

No dia 6 de outubro último, publicamos aqui no blog DG o post abaixo, que explica um pouco – minimamente – a descaracterização sofrida pelo ex-PT de Lutas.

O eleitor

A nobre estirpe dos çábios do marketing eleitoral criou uma categoria nova nas ciências sociais de nossos dias – o eleitor.

O eleitor é um derivativo de consumidor. Portanto, não tem classe social, identidade cultural, expressão étnica e personalidade organizada que o oriente como cidadão/cidadã portador de demandas, direitos e crítica políticas.

O eleitor é tratado como um consumidor de refrigerante ou sabonete. Alguém que age pelo impulso momentâneo ou pelo estímulo pavloviano dos cães e dos gatos. Logo, alguém destituído de razão e constituído somente de emoções, receptáculo permanente de meras sensações que devem ser agradáveis, coloridas, imagéticas, simplificadas e de quase ou nenhuma complexidade.

O eleitor é um banana! Está bem, não vamos a tanto, é como um fanático torcedor do Inter (ou do Grêmio), vá lá.

Orientado, então, por esse conceito sociológico de “altíssima relevância científica” – o eleitor – os marqueteiros afirmam que “o consumidor de produtos eleitorais” não gosta de briga, debate ou discussão entre candidatos a cargos públicos.

Em suma, o eleitor não gosta de política, por que a política divide em vez de unir, a política inspira ódios, em vez de estimular o amor e a harmonia entre as criaturas, a política provoca discussões chatas, inúteis e que fazem o consumidor trocar de canal. A política é tudo o que o eleitor/consumidor não quer. E, fantástica coincidência: como também os investidores e especuladores do solo urbano de Porto Alegre.

Disseram-me que Maria sou-uma-vitoriosa do Rosário tem desses marqueteiros çábios como quadros profissionais para enfrentar o segundo turno.

A ver.

Fac-símile: declaração (imprópria, personalista) de Maria do Rosário em 6 de outubro de 2008, feliz da vida por ter passado para o segundo turno em Porto Alegre, mostrando o quanto foram estreitos os horizontes do PT em 2008.

33 comentários:

luís felipe disse...

Então quer dizer que a culpa foi dela? Nada tem a ver com um partido completamente dividido?

Maria do Rosário tem mais é que sair do PT mesmo. Foi boicotada antes, durante e será depois da campanha.

Chamem os barbudos de volta, 2010 é do Tarso.

gerusa disse...

O mais triste é a esquerda sem projeto, pulverizada e desarticulada. Totalmente incapaz de disputar os rumos políticos justamente no momento de crise aguda do pensamento hegemônico. No qual sua legitimação ideológica desmoronou e sua arcabouçço econômico encontra-se abalado. Essa situação dá medo e, como ensinuou Hobsbawm, meu temor é uma saída pela extrema direita, fascista e autoritária com o aprofundamento da crise.

Fabrício Nunes disse...

Leitura correta, Feil. De registrar que o problema estende-se além de POA. Canoas, por exemplo, onde o PT venceu, o PP é vice!
O próprio governo Lula, além de manter alianças ´sólidas à direita, mantém principalmente os fundamentos macro-econômicos do rentismo. Não sei porque não chama desde já o PSDB para a base.

Oscar disse...

Luis, a Rosário não foi nem um pouco boicotada. Muito pelo contrário o PT fez todo o esforço que podia para elege-la. O caso é que não tem mais a mesma força. Errou na linha política que caiu para direita, sem conteúdo, sem projeto e sem ideologia no primeiro turno. Se não bastasse isso, a candidata não possui muito carisma político. Some as duas coisa: falta de projeto ideológico e a ausência de carisma e teremos uma eleição incapaz de motivar e enpolgar. Um cemitério político.

Juarez Prieb disse...

Luís Felipe, diga quem boicotou Rosário. Um nome só, apenas um. Se houve boicote então foi dela própria. Boicote à tradição de luta do PT. Boicote ao discurso combativo. Boicote à garra da militância, em favor de "militantes" diaristas, como diz o Feil. Boicote a uma concepção política-ideológica de esquerda. Boicote às velhas bandeiras petistas em favor de bandeiras centristas e até direitistas.
E agora, de que adiantou Rosário ir fazer beija mão na RBS e homenagear os Sirotski nos 50 anos da empresa?
Puxasaquismo nunca ganhou eleição, mas perdeu eleitores. Vejam que as abstenções, brancos e nulos foram quase 300 mil votos. Se ela não se rebaixasse tanto talvez conquistasse parte destes eleitores rebeldes e poderia ter ganho a eleição.

Luís disse...

Quem é de esquerda e disser que a Rosário foi boicotada ou algo do tipo, estará ofendendo a todos que lutaram muito para elegê-la, incluindo a mim, mesmo que eu achasse a sua estratégia de campanha despolitizada e, por isto, totalmente equivocada.

A hora é de avaliações bem mais profundas do que essa de "disputas internas" - essa explicação a gente deve deixar para as Rosanes de Oliveira, Talines Oppitz e seus correligionários.

Anônimo disse...

Eu discordo de que o povo tenha essa consciência sobre o problema do PT.
Que votou no Fogaça por estar o PT ideologicamente destruído ( o que é verdade).
O PT não ganha nem para vendedor de bananas na feira porque as pessoas tornaram-se conservadoras ao extremo.
O anti petismo propagado pelas RBS durante anos, deu resultado.
Quem sai vencedor nessas últimas eleições é a RBS, q emplacou todos os seus candidatos e ainda criou esse jargão "chega de PT", que a classe média e até a camada mais pobre da população gosta de gritar como papagaio.
As pessoas votaram no Fogaça porque não querem o PT e não por terem consciência da incoerência do partido nos últimos anos, mas pura e simplesmente porque "chega de PT".
E mesmo que fosse o antigo PT, não chegaria lá também.

Nunca defendí voto facultativo, mas depois dessa sucessão de desastres e da irresponsabilidade do eleitorado em votar por impulso, começo a pensar seriamente que é a única opção para melhorar a qualidade do processo democrático.
Vota quem tem convicções e quem realmente se importa com o pleito.

sil

Mário Casado disse...

Sil, o problema é que o PT de POA e do RS nunca fizeram essa disputa com a RBS. Ao contrário, vira e mexe e os "líderes petistas" vão lá na redação fazer RP com Rosanes e Lasiers, quando não com o chefe Nelsinho. Miguel Rossetto foi lá com o José Eduardo Cardozo fazer média com a vespinha. Tudo que a RBS inventa passa por verdadeiro. O PT baixa a cabeça e acata sem tugir nem mugir. Aí chegam as eleições e a RBS elege todos os SEUS candidatos. TODOS. E o PT chupando no dedo.

Simão Bacamarte disse...

O ELEITOR É UM DERIVATIVO DE CONSUMIDOR!!
E UM TORCEDOR FANÁTICO DO INTER OU DO GRÊMIO É, SIM, UM BANANA.

Anônimo disse...

O socialismo é algo distante porém passa por um capitalismo menos medíocre.
A coligação é válida se o cara do outro lado é honesto.
A primeira tarefa no rumo do socialismo é diminuir o arrasto dos parasitas sociais.
Isso se refere tanto à pessoa que imagina viver como CC-fantasma como o empresário que espera burlar uma licitação ou encontrar uma brecha para construir além da cota.
A segunda é incentivar as sociedades anônimas sem ações preferenciais, de preferência através de uma lei simplificadora das S.A. que diminua a burocracia e incorpore o papel de sócio-intelectual, o detentor do saber-fazer.
É estranho, mas o papel de reformar o capitalismo afinal é transformador e precisa encontrar agentes dispostos em todos os lados do espectro político.
A primeira batalha é desalojar os chupins, a segunda é colocá-los em trilhas mais produtivas e menos conformistas.

luís felipe disse...

Não precisamos ir muito longe. Olhem para Canoas. O candidato lá tem menos carisma que Rosário, também tinha militantes diaristas, também aliou-se com setores da "direita" e venceu a eleição.

O Correio do Povo de hoje afirma com todas as letras: militantes petistas, que trabalhavam na Assembléia Legislativa, mostraram disposição em não participar da campanha.

As prévias dividiram um partido que concorreu sozinho à prefeitura. Não teria como dar certo.

Mas tá, a culpa é dos olhos azuis da Maria. Chamem os barbudos de volta. O Tarso vai ganhar em 2010.

goooooood girl disse...

i like......

Malacara disse...

Luís Felipe, pára de argumentar usando como referência o Correio do Povo. Respeita esse pessoal cabeça feita que vem no blog do Feil.
CP e ZH aqui é lixo puro. É melhor mentir vc mesmo que trazer testemunho desse PIG de Poa. Mente bastante, LF, mas não vem com essa lixarada imunda.

Anônimo disse...

Acho que é muito parecido com o que ocorreu em SP: eleitorado conservador, cansaço de um certo PT de resultados, apatia, e voto avacalhado (aqui pelo menos). Em SP temos tradição de avacalhar o voto: Cacareco nos anos 60, o mineiro / carioca Agnaldo Timóteo, o carioca Pitta, o Maluf, et caterva.
Escapou dessa lógica, São Bernardo do Campo, onde Lula jogou todas as sua fichas.

armando

Jean Scharlau disse...

Cristóvão, eis o que eu acho que foi e é o maior buraco, por onde mais perdemos, e seguiremos perdendo. Esta nota na ZH que referiste confirma.

E agora, Maria?

E agora, Manuela? E agora, Luciana?
E agora, esquerda borralheira?
Que sonhou o principado, os bailes
Noites tão lindas no palácio,
Em que até o povo seria convidado.
(Será, será?)

Nenhuma das três, porém, embora borralheiras,
Estava destinada a calçar os sapatinhos.
Cada uma a se achar mais nobre, mais disputada,
Mais bela, mais sábia, mais perfeita dançarina,
Única merecedora da prefeitura encantada.

Vaidosas borralheiras,
Essas três nunca formaram um trio
E por isto não conseguiram comover a fada.
Resultado: a bruxa continua dona do castelo.

Mas aos pobres aldeões que puseram nelas suas esperanças
De um dia adentrar ao palácio, de novo,
E que assim, dos tesouros trancafiados brotariam riquezas para o povo,
Aos que hoje acham que elas aprenderão com o triste resultado
Do seu burro egoísmo teimoso,
Da sua empáfia presunçosa e pretensão desvairada
O que tenho a dizer é: Nâo!

Agora mesmo aninham-se, rolam e lastimam-se
Nas cinzas ainda quentes das suas vaidades queimadas,
Mas não o fazem por arrependimento ou aprendizado,
Muito menos penitência,
Nem porque sempre gostaram do borralho,
Não! É que querem salvar ainda algum restinho,
Algum pedaço, alguma brasinha da sua vaidade incinerada.

Aos pobres aldeões que me escutam
E balançam a cabeça olhando pro chão murmurando: não, não, não,
Digo que elas encontrarão o que procuram, sim,
Que até já encontraram,
E que as três hoje cantam assim:

"Esta derrota para mim, que sou a melhor, a mais sábia, a mais bela,
Foi uma ótima oportunidade, grande aprendizado,
Todos que lá me viram têm saudades, arrasei no salão do castelo.
Estou ainda mais sábia, mais conhecida, mais bela,
Agora danço ainda melhor, conforme cada música
E no próximo baile vencerei todas aquelas mocréias.

Os meus pobres, pobres, pobres aldeões?
Ora, sinto muito!
Se não sabem escolher
Terão que esperar a próxima vez,
Como eu.
O que aliás é muito bem feito
E lhes cai muito, muito bem."

PS - Obviamente (o óbvio às vezes é o mais difícil de ser notado) minha crítica não se refere preferencialmente às ex-candidatas como indivíduos, mas aos grupos que representam.

Suzie disse...

"Pobre" classe média... classe média "pobre"!

Anônimo disse...

Que profundo, Su!

Suzie disse...

Enquanto ficamos discutindo o partido...eles/elas ganham o PODER!
Criticamos o Lula- por ser um governo de resultados- criticado pela mídia(formadora de opinião), 24 horas por dia!
Hoje pela manhã, mais de uma hora para o eleito na mídia portoalegrense... fazendo publicidade do governo vitorioso, para todo o Estado!
A classe média conservadora, puritana e hipócrita, rigorosa com o PT.
Com os outros... coloca até prendedor no nariz!
Como se política fosse desinteressada...
Onde?
Me poupem!

Carlos Eduardo da Maia disse...

Repito, está na hora do PT reavaliar seus dogmas, suas religiões, sua anacrônica ideologia. Está na hora do PT deixar de ser hipócrita e assumir que não é mais anticapitalista, que defende uma social democracia plural, que está aberto para novas alianças. A derrota do PT nessas eleições é a derrota daqueles que se isolam, que gostam da arrogância do isolamento. Está na hora do PT se abrir, arejar seus ares contaminados pelo purismo ideológico. Está, finalmente, na hora do PT deixar de construir cortinas de fumaça, de colocar a culpa, que é integralmente sua, na grande mídia.

Luís disse...

A questão é muito simples:
"ganhar por ganhar" (uma eleição), Fogaça e outros enroladores já ganham por nós...

Anônimo disse...

Mais chato do que discutir os impasses da esquerda gaúcha é agüentar as simplificações do pseudônimo Maia.

Senhor dai-me paciência para aturar essa naba.

O Olívio ganhou em POA no segundo turno contra a Tia, só para relembrar e está na tabela do RSURGENTE. O Tarso, na mesma tabela, fez 64% dos votos de POA contra o Rigotinho.

A coisa é mais complicada do que parece.

Anônimo disse...

Sim, o PT atingiu o fundo do poço com la Maria y su tchiurma.

Anônimo disse...

A RBS reelegeu o fogaça.
Tivesse ela apoiado um poste contra o PT, ganharia também. A reconstrução de uma alternativa de esquerda em Porto Alegre passa, necessáriamente, pelo confronto com a RBS. Como? A esquerda tem que construir um canal de comunicação com a população. Começando por uma emissoa de Rádio AM+FM e depois, com um jornal diário. Fora disto é o que se tem visto...
Getúlio

Anônimo disse...

corrigindo: "necessariamente"

Getúlio

Pmarkes disse...

A Maria com o seu perfil "new PT" de resultados (desastrosos) perderia até para um poste (na verdade perdeu, quem mais poste do que o Fogaça?) e sem iluminação ainda.

Anônimo disse...

A turma tá afiada! Então vamos nos unir e retomar os rumos do PT. Nada adianta ficar reclamando e teorizando isso e aquilo... vamos a luta! Há um vasto campo a ser trabalhado... inúmeros filiados sem formação política, ausência dos companheiros nas lutas diárias dos movimentos sociais e por ai vai. Burocratizaram nosso partido, acho até que o "burrocratizaram". Vamos retomar os Núcleos. Ainda acredito na possibilidade de novos rumos. A crítica é salutar, mas não pode ser a crítica pela crítica... Ousar lutar. Ousar vencwer! Ignez (Martinha).

pé-no-chao disse...

Oi anônimo das 18:42: o que Lula e Zé Dirceu, a chefia toda, vão dizer sobre este movimento subversivo dentro do partido?

Fe disse...

Mais fácil construir o PSOL com todas o seus erros e degenerações (antes que assuma uma dimensão irrecuperável, como assumir o Governo Federal!), do que reconstruir o PT aparelhado por Dirceu e e destruido pogrm´ticamente pelo governo Lula.
Entretanto, a disputa institucional deve sempre ser alicerçada pelas lutas reais, que deve ser a maior prioridade de todos socialista para reconstruir a esquerda em todas as dimensões, inclusive institucional-burguesa, para ai romper com sua ordem. O momento histórico é muito profícuo ara essa reorganização. Vamos a luta, não se apegando necessariamente a velhos instrumentos!

fernando disse...

Raul enfrentou uma disputa com o governo Lula com uma imensa rejeição por aqui devido a reforma da previdÊncia, e Fogaça sendo franco atirador. Olívio então, enfrentou uma disputa em pleno mensalão.
Rosário, vazia de conteúdo, enfrentou uma eleição com Lula tendo bons indíces de aceitação, e Fogaça fazendo uma "gestão" deplorável,ou seja, em termos eleitorais tinha grandes vantagens em relação a seus antecessores. Mesmo assim teve um desempenho muito pior!!! Será que POA deu uma guinada tão grande a direita desde 2006???? Se sim será que isso não favoreceria Rosário? Se favoreceu o Lula...Se não é fato e Lula cresceu devido ao seu governo"de esquerda", isso não favoreceria Rosário, já que para seus correligionários ela tambémseria "de esquerda"?

Mas não, para seus correligionários a culpa foi da divisão interna do PT, da divisão da esquerda...etc. Como se isso não fosse consequência de um movimento, que pela campanha "de direita", atrasada, de Rosário, só a favoreceria.

Porto Alegre não deu guinada nenhuma, o PT de Rosário que deu.

Ary da Silva martini disse...

Raul, Miguel, Olívio e Tarso. Fora esses, qualquer outro petista perde em Porto Alegre. Qualquer um desses ganharia de Fogaça. Um desses será o futuro governador do Rio Grande (se Yeda Casanova não se candidatar à reeleição, é lógico!). Afinal, por que o riograndense-do-sul deixaria de reelegê-la? Está tão bom assim.

luís felipe disse...

ninguém me explica como um PT bem mais "direitista" e bem menos carismático venceu em Canoas...

fernando disse...

Pq Canoas ra a terra do Lagranha/Ronchetti, luis. Não a terra doPT. Simples não. O resto cabe a ti interpretar.

AnTônimo de Santos disse...

Desde já alerto que vou fazer uma coisa péssima aqui, e até desrespeitosa com nosso anfitrião Cristof: vou recomendar a leitura de um outro blog (antes que me atirem pedras, sem deixar de acompanhar o excelente Diário Gauche). Mas sugiro/recomendo, especialmente aos petistas e cidadãos de esquerda, que leiam o que Jeferson Miola escreveu no birutadosul.blogspot.com (tb citado pelo RSUrgente) no dia 11 de outubro, antes portanto do resultado eleitoral. Parece-me a análise perfeita do que nos faltou. E do que sobrou. Desde já, acho que deveria ser transformado em documento para ser avaliado pelas instâncias que se debruçarão sobre o que aconteceu. De minha parte, além do que está escrito lá e agora que já perdemos mesmo, posso falar: quem foi que subsidiou a Maria a centrar sua campanha naquelas besteiras de Metrô para POA, Projeto Olho Vivo (mapeia a bandidagem e chama o Mendes pra bater nela?), Escola em tempo Integral (Brizola vive?), 250 equipes de PSF (onde, Maria?) e Lixo que vira Luz???? Era de chorar. Daí eu tinha que ir pras vilas e dizer que este era nosso programa caso ganhássemos a Prefeitura? Foi muito difícil.

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo