Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

O bom José se diz "pacificador"



Tivemos uma guerra civil e não sabíamos

Ontem à noite, não pude ver o confronto bíblico - digno do Novo Testamento - José versus Maria.

Me contaram, que José começa a apelar, talvez ainda não na linha de Sarah Palin ou Marta Suplicy, mas apela. Começa a fazer um discursinho que roça o anticomunismo – imaginem, contra Maria, que mal sabe do quê se está falando mesmo.

O bom José se proclama “pacificador” (alô!, historiadores, onde vocês estavam quando houve uma guerra civil em Porto Alegre, recentemente, como isso passou batido e não ficaram registros?).

O anticomunismo do bom José mora nas dobras da queixa de que há um setor que é contra tudo e todos, que busca o confronto, que não entende a política de mão estendida e o espírito desarmado da “nossa coligação”. Já escutei esse papo antes, com Rigottinho e dona Yeda.

Só falta Maria responder que tanto não é comunista que se chama Maria do Rosário, ama Porto Alegre e sempre que a ocasião se apresenta pede a benção dos Sirotsky e não de Trotski.

Brincadeiras à parte: Maria está como o Grêmio, pode vencer (a prefeitura de Porto Alegre e o campeonato brasileiro, respectivamente) com as próprias forças, só depende do seu único e exclusivo desempenho – apesar da saliente mediocridade dos dois.

Conspira a favor deles – Maria e Grêmio – o fato de disputarem com adversários muito ruins, péssimos.


27 comentários:

Rodrigo Cardia disse...

Mas o Grêmio tem o Celso Roth.
Se isso é diferença "pra melhor" ou "pra pior", ou se não é diferença nenhuma, só em dezembro saberemos...

panoramix disse...

O pior é que este papinho pacifista e conciliador, ajudado por pesquisas eleitorais encomendadas pelo PIG está colando!

el barto disse...

ainda aguardando que o lesma apresente seus apoiadores, a demente destrambelhada, britto-o destruidor, busatto-" o detran e o banrisul tão aí pra isso, né???", eliseu quadr... ops, ...ilha, zé do detran e seus amiguinhos quadrilheiros - ferst, vaz netto, dorneu, fernandes, etc, e os ilustres canoenses ronchetti e chico picareta magnata de tramandaí, os reis da merenda.

Francisco Goulart disse...

Cardia, tudo indica que a Maria também tem o Celso Roth dela.

O Ibope publicou a primeira pesquisa do segundo turno antes do Correio, que teve que ser mais comedido na divulgação da "sua" pesquisa. Cinco ou seis pontinhos percentuais farão toda a diferença.

Ary da Silva Martini disse...

Tem lógica essa do pacificador. Afinal, o estado não tem um tal de "Caxias"?

Anônimo disse...

Outro dia escrevi aqui que achei a Maria do Rosário nervosa, e insegura na entrevista dela na tvcom, pois ontem assisti todo o debate, fiquei mais esperançosa. Achei ela mais segura, indo para o confronto, não deixando de responder as mentiras dele, mostrando que os números dele eram maquiados. Gostei, vi uma luz no fim do túnel, achei ela mais segura e com informações para desbancar "aquilo".

Anônimo disse...

Mas tem gente que gostou do debate... Como é que alguém consegues er tão ruim? Escrever tanto e não dizer absolutamente nada como essa Rosane. "Quem venceu foi o eleitor..."

Se virarem as pesquisas, queria ver ela aescrver nesse tom de deixa assim, tudo em paz.

hahaha


Ganharam todos

ABERTURA DA PÁGINA 10 DE ZH

Quem ganhou o debate? Os eleitores de José Fogaça dirão que foi ele. Os de Maria do Rosário, que ela se saiu melhor. Ganharam os dois, porque tiveram oportunidade de detalhar suas propostas e tentar conquistar os corações e mentes dos eleitores indecisos.

Sem os coadjuvantes que por não terem chance de vitória prometem mundos e fundos sem se preocupar com a viabilidade, Fogaça e Maria do Rosário (PT) protagonizaram um debate de tirar o fôlego na TVCOM. Desde a primeira pergunta, partiram para o confronto de propostas e para a comparação entre os governos do PT e a administração atual.

O Fogaça cauteloso do primeiro turno foi substituído por um candidato mais ofensivo, disposto a não deixar que adversária avançasse no seu território. Rosário fez o mesmo: partiu para o ataque logo no início e, mesmo quando precisava defender os governos petistas, terminava fustigando a atual administração.

Como ocorre na maioria dos confrontos desse tipo, não faltou a tradicional guerra de números. Divergências sobre o número de crianças nas escolas municipais no governo do PT e no atual, valor dos recursos destinados às creches conveniadas, participação da prefeitura e do governo federal na remoção das famílias da Vila Dique e Nazaré e estado das finanças públicas.

Somados os temas de livre escolha dos candidatos com os sorteados pela produção, praticamente todas as questões relevantes para os eleitores foram abordadas: desenvolvimento econômico, saúde, segurança, habitação, educação e ambiente.

Carlos Eduardo da Maia disse...

A única forma de Maria vencer é colocar o Odone e CIA em seu palanque, mas isso é muiiito difícil. Circulei ontem por toda a Porto Alegre a procura da maré vermelha e não encontrei em lugar algum.

el barto disse...

quem, aquela turminha boa do britto, busatto, berfran, que protagonizou um dos piores governos da historia do rs, ali-ali com o dessa véia loca e barbitúrica que aí está? essa jaguarada é aliada do lesma, assim como o eliseu ...ilha, o zé do detran e seus amiguinhos quadrilheiros e outras imundícies quetais. e o pt que trate de demonstrar isso incessantemente, todos os dias, todas as horas.

Ary da Silva Martini disse...

"Circulei por toda a Porto Alegre". Essa é boa! O Maia é onipresente.

Anônimo disse...

Infelizmente Carlos Maia está certo, principalmente porque Maria do Rosário está demonstrando ser uma candidata mais fraca que Fogaça!

juca disse...

A gazela andou gazeleando pelo Portinho.
Senti mesmo umas rajadas de ar fresh ontem em POA.
Era vc minha anta de estimação?

mariorangelgeografo.blogspot.com disse...

O Maia tá com medo, Ele e o Foga$$a...

Anônimo disse...

Olha, mais fraco que o Fogaça não existe. Comentei no outro tópico, o Fogaça é péssimo de debate, parecia criança "Só pq o projeto é meu ela não gosta", se engasga, se treme todo, erra números....um desastre.
A Rosário não é uma maravilha, mas se saiu melhor na medida do possível.
Foi ao ataque e deixou Fogaça visivelmente irritado por algumas vezes.
Até ensaiou e citou rapidamente (infelizmente) o apoio da Yedinha ao Fogaça, que se atrapalhou todo.

sil

Oscar disse...

Como é que o pacificador José não ganhou o Nobel da Paz?

Carlos Eduardo da Maia disse...

Uma coisa parece ser certa, o PT não vai ganhar em nenhuma grande capital do centro sul do Brasil. Sabem por que? Porque o discurso e o pensamento de esquerda não cativa mais os habitantes dessas cidades. Maior burrice é exigir e querer que a Rosário faça um discurso mais à esquerda, porque na verdade ela tem que fazer o impossível: conquistar os votos de grande parte da classe média.

Anônimo disse...

Vocês estão no paraíso. Imaginem nossa situação, tendo o afilhado do Borhausen Agripino Maia ACM, como candidato e com chances reais de levar.

armando

Anônimo disse...

mas se ela tiver a garra argentina que os gremistas dizem que têm, é meio caminho andado. Brincadeirinha, viu Feil?

armando

Anônimo disse...

Uééé, o Maia está achando que classe média é maioria no Brasil e decide eleição?
Daqui a pouco vai aparecer aqui esgrimindo os números do IPEA...

condebornhoosen disse...

pior é que o miserável, aquele ajudado pelas bolsas do lulinha paz e amor, tá votando em fogaça et caterva. E agora o que voces vão fazer?

Anônimo disse...

O Maia só tem medo de uma coisa: perder a boquinha e não poder mais percorrer todos os blgos que ele chama de uma certa esquerda" de manhã, pedir aos colegas os subsídios para responder coisas das quais ele não tem idéia (ah, o Google..) e ainda receber pra isso. Com dinheiro público.
Qualquer hora acaba.

Luix disse...

O Fogaça tem a adversária que pediu a deus: fraca, insegura, sem carisma, sem conteúdo, que não chega nem perto dos quadros do PT ( Rossetto, Raul, Tarso, Olivio entre outros que fazem a diferença. E Maria "Eu" do Rosário tem o adversário que pediu a deus: Um prefeito fraco, lento, omisso, sem conteúdo, sem capacidade intelectual nem administrativa. A diferença é que o Fogaça é o que é enquanto a Maria, ao invés de diferenciar-se (mesmo porque não consegue), se iguala cada vez mais a mediocridade da direita.

luiz alberto disse...

Maia lê o resultado das eleições municipais de 2008 no Brasil, talvez tu percebas algo.

Suzie disse...

E tem mais: o pragmático PC do B ficará com um pé em cada lado.
Tem interesse no Fogaça mais do que nunca!
Fogaça é o único que pode dar chance ao PC do B ocupar a Cãmara de Vereadores.
Se Maria do Rosário é "fraca" imagina Manu, Fortunatti, Fogaça...
E o Maia que não se assanhe!
O pragmatismo é a marca da política guasca.
E o sul que batia no peito pela "diferença" na política, ocupa as páginas policiais com DETRAN, LIC, enriquecimentos ilícitos... etc...etc...
"Vai te catar Maia"!

Cavalcanti disse...

O Grêmio é o grande imortal tricolor. NADA PODE SER MAIOR. O Fogaça não existe e a querida Rosário não tem demonstrado muita energia no embate. Mas o IMORTAL TRICOLOR é justamente o contrário, energia e garra de vencedor é o que não nos falta. Quanto a ser medíocre, é só ler o que escreve este sábio editor. Totalmente previsível. Cada tema abordado é sempre a mesma idéia, ou falta de...LAMENTÁVEL ESTE BLOG.
SAUDAÇÕES TRICOLORES

Luís disse...

Entendo o que o blog quer dizer, mas discordo do seu tom geral ao dizer que "o adversário é ruim": o papel político do Fogaça é emprestar a sua imagem a um campo político/ideológico, e por enquanto esse campo é vencedor. Por isto a prefeitura de POA se tornou uma multidão de nulidades cujo maior projeto foi barrar as políticas públicas que vinham acontecendo em POA... é o que aconteceu na saúde, na habitação, na organização do OP - era crucial para a situação atual anular o OP, por mais problemas que tivesse o seu funcionamento.
Se fosse comentar a bandalheira na esfera pública municipal, que retrocedeu 20 anos...

Se a Rosário é fraca ou forte, é a candidata que temos no segundo-turno. A vida vai continuar depois do dia 26, e se não for a Rosário, será o Fogaça...
AGORA É ROSÁRIO!!!

Liane Souza disse...

O desespero de Fogaça chegou ao extremo: Através de um "comunicado a todos da SMED", fomos informados que o ponto facultativo do dia 28 de outubro (DIA DO FUNCIONÁRIO PÚBLICO) foi transferido para o dia 31 de outubro, sexta-feira. Este "Comunicado" ignora a legitimidade dos Conselhos Escolares, que aprovaram os calendários escolares no início do ano letivo. O desespero está, em que muitas escolas fariam feriadão nos dias 27 e 28, segunda e terça após as eleições. Com esta atitude arbitrária e impositiva ele pretende conquistar ou perder votos?

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo