Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

domingo, 26 de outubro de 2008

Mediocridade e impotência


Em qualquer grande cidade onde o azar me leva, me surpreende que não desatem levantes diários, massacres, uma carnificina sem nome, uma desordem de fim de mundo. Como, em um espaço tão reduzido, podem coexistir tantos homens sem destruir-se, sem odiar-se mortalmente?

Para dizer a verdade, se odeiam, mas não estão a altura do seu ódio.

Esta mediocridade, esta impotência, salva a sociedade, assegura a sua duração e estabilidade.

E. M. Cioran (História e Utopia)

33 comentários:

Mário Casado disse...

E a Rosário e o PT perderam de lavada em Porto Alegre.
Uma derrota que desmorona tudo. Como analisar isso, Feil?

edu disse...

A mentira serve sempre...

A quantas eleiçoes a maxima "tem é de se eleger" influencia o voto nas previas??

Chega de amadorismo, chega de ingenuidade, se o PT nao tomar uma atitude ja em 2010 terà como candidato ao governo do estado..."A MULHER MELANCIA"!!!

Tanto que é mais simpatica que Raul Pont, é mais bonita que Olivio Dutra, tem mais transito na midia do que Rossetto, e tem uma b. maior que a Dilma...

Carlos Eduardo da Maia disse...

Mas o PT ganhou em Canoas com um grande candidato que é Jairo Jorge que está agora falando na TV ao lado do Mano Changes, do Tarso Genro e de Paim. Se o Pt quer ganhar alguma eleição no RS tem que fazer o que está fazendo o PT em Canoas. Parabéns, Jairo Jorge.

edu disse...

O PT ja ganhou muitas eleiçoes sendo apenas PT...

E a eleiçao de Canoas nao se deve aos personagens amados pelo maia...quem tem estomago pra papagaio de pirata ou precisa de "visibilidade" pra se sentir gente é que sobre no palanque apenas com os vencedores...

Anônimo disse...

Mais uma vez a eleição apenas mostra por quantas anda a consciência do nosso eleitorado.

Aqui, em Sampa, reaça e conservador como sempre. Sem novidades. Não adianta sociologismos de botequim para explicar a derrota da Marta. Pelo contrário, teve votos na média que o PT sempre teve. E mais: não foi vitória do Serra, mas apenas vitória da direita que fez disso aqui seu reduto mais expressivo. Senão teríamos que dizer que a vitória de Lacerda em BH foi vitória do Aécio, quando sabemos que não foi. Ou então, que a vitória de Fogaça teria sido a vitória de Yeda, quando não foi isso. A classe média fetichizada e alienada marcou presença. Só.

armando

Ary da Silva Martini disse...

Novo Hamburgo, São Leopoldo, Sapucaia, Esteio, Canoas, Viamão, Gravataí (PT), Porto Alegre (PMDB). Pelo jeito POA se transformou no brete da manada conduzida pela RBS. Mais quatro anos de "tosquia, marcação com ferro em brasa, guampa serra, freio de ouro, gineteada, castração e abate". Com gado é assim. Vida de gado, povo marcado, povo feliz! Meus pêsames portoalegrenses.

Carlos Eduardo da Maia disse...

Ary, conta outra, o povo de POA não votou no Fogaça -- e a diferença foi maior do que diziam as pesquisas -- porque hipnotizados pela RBS. Isso é desculpa esfarrapada que não serve para alimentar o bom debate.

Anônimo disse...

Algumas observações "numéricas" sobre o pleito:

Em 2004 Fogaça fez 431.829 (53,32%) e o Raul 378.099 (46,68%).

Em 2008 Fogaça fez 446.329 (58,99%) e a Maria (???) 310.277 (41,01%).

O Fogaça aumentou pouco enquanto a votação petista caiu significativamente.

Em 2004 a abstenção do segundo turno foi de 163.242, agora foi de 247.331. Ao somar a abstenção, o nulo e o branco, neste de 2008, teremos quase um terço de omissões na eleição.

marcelo disse...

E pensar que há nao muito tempo éramos parte da vanguarda política mundial. Em poucos anos passamos a conservadores frustrados, colhedores de migalhas.

Carlos Eduardo da Maia disse...

A Rosário se queixou do preconceito ao PT. Viu de perto, nas ruas e nas calçadas, que grande parte da população de POA se nega a votar no PT. Por que isso ocorre? E é um fenômeno que vem aumentando e não só em Porto ]Alegre, mas nas capitais do centro sul do Brasil. Esse fato pode ser decisivo na eleição de 2010. Vejam que Fogaça ganhou em 9 das 10 zonais da cidade. E ganhou bem.

Anônimo disse...

Mais uma vitória do PRBS em Porto Alegre. É uma máquina! Só o PT não enxerga. O melhor de tudo é que com essa, a Rosário pode se aposentar e parar de encher o saco para concorrer a algum cargo no executivo. espero que sirva de lição para o carrerismo personalista. resta ao PT de Porto Alegre sangrar. O virar um saco de gatos, tal como ocorre em Canoas.
O PMDB, esse câncer social, cada vez ganha mais terreno. Pobre população pobre, resta tomar um mate a sombra dos arranha-céus que esconderão o guaiba. bando de imbecil!

Suzie disse...

Grande coisa!
Quem não conhece a humanidade que te compre Maia!
Povo marcado pelo PIG/PIC sim!
Os miseráveis - estavam hoje pelas esquinas- pagos pela tchurma do Fogaça, sim!
Miseráveis porque vivem das migalhas que caem das mesas da burguesia.
Não te envaidece, não bate do peito ...

Armando disse...

2010 é outra história. Como em 2002 e 2006 prevalecerá o Brasil que está deixando de ser fundão e massa de manobra. As capitais como SP, continuam onde sempre estiveram: conservadora e reacionária.

heliopaz disse...

A esquerda porto-alegrense é iludida e acha que a única ou a melhor maneira de se fazer política é tratar um partido como se fosse um time de futebol ou uma religião.

Também é muita vontade de tapar o sol com a peneira atribuir as escolhas da classe mérdia prioritariamente por causa do PIG: SÓ ACREDITA NO PIG QUEM QUER. Além disso, a esmagadora maioria da população da capital é conservadora e sua classe média/mérdia é BEM MAIOR tanto proporcional como quantitativamente do que em toda a Grande POA, onde prevalece uma população extremamente pobre em cidades-dormitório sem a menor possibilidade de atrair indústrias ou turismo.

O PIG escreve para quem acredita nele. Quem não acredita não é influenciado.

O trabalho sujo do PIG existe e não é pequeno. Outro erro GRAVÍSSIMO da esquerda partidária-sindical é crer que o PIG tem um poder maior do que o que ele realmente tem e que o receptor é ingênuo quando, na verdade, ele também determina a agenda do PIG, que escreve para a torcida.

O OP do Fumaça e nada é a mesma coisa. Porém, toda vila de POA sabe que o OP foi ficando viciado, ideologizado e que só tinha palavra quem era filiado ao PT, além da maioria das obras terem sido sistematicamente empurradas com a barriga.

Além disso, em 16 anos de PT e em 4 anos de Fumaça, NINGUÉM fez PORRA NENHUMA pra minimizar ou pra acabar com o maior foco de miséria do sul do Brasil, que é a Ilha dos Marinheiros: lá só tem uma escola primária, cuja professora era uma outra favelada sem estudo com uma líder comunitária oportunista.

Finalmente, nos grandes currais eleitorais do PT na capital (Lomba do Pinheiro/vilas do Partenon e Restinga), tanto nos últimos anos de PT como em toda a administração Fumaça reduziu-se (ou até extinguiu-se) uma série de projetos de inclusão social em AMBOS os governos.

Mais uma vez, repito: POA não possui muitas indústrias e tanto a renda como a escolaridade (graças a Lula) estão aumentando. O discurso sindical e aquela base da "classe operária", assim como o "proletariado" (as pessoas têm mais liberdade p/trabalhar em comércio e serviços do que serem escravas e o número de filhos por mulher do RS é o mais baixo do país) são grupos sociais MINORITÁRIOS inclusive dentro do conjunto da esquerda.

O PT virou um PDT. Em breve, será como o PTB. Mais adiante, ficará amiguinho do PMDB. Infelizmente, Olívio virará um Brizola em seus últimos dias, falando para as paredes, hipocritamente cercado por um saco de gatos oportunistas como em qualquer outro partido.

Ou se pensa em fazer resistência através de situações pontuais atraindo todos os interessados em rede sem liderança centralizadora, ou se vira um bando de dinossauros.

Já estou achando excesso de energia queimada discutir política partidária, já que as demandas sociais não são resolvidas por governo de quem quer que seja de maneira minimamente cidadã e satisfatória.

[]'s,
Hélio

Carlos Eduardo da Maia disse...

Na verdade não existe, em Porto Alegre, um preconceito contra o PT. Existe um conceito em relação ao PT que administrou Porto Alegre por longos 16 anos. Então não venham culpar a mídia pela derrota. A culpa é do PT que gosta de se isolar e o PT que se isola perdeu todas as eleições. Viram só, estão aqui criticando o PT de Canoas, mas o PT de Canoas fez o que deveria fazer o PT de POrto Alegre, fez alianças, inclusive com o PP e o PPS. Essas eleições mostraram dois fatos: a) Lula não transfere votos, portanto cuidado com 2010; b) o PT que se isola tem poucas chances de vencer eleições. Por fim, Suzie, não bato no peito, porque apenas votei no menos pior. Fiquei mais feliz com a eleição do Jairo Jorge em Canoas do que com o Fogaça em POA.

Carlos Eduardo da Maia disse...

Hélio, o Ornitorrinco Chico de Oliveira é que tem razão, as grandes cidades brasileiras do centro sul, como SP e POA são cidades de prestação de serviços e parte considerável da população não vota no PT. E mais, essa população que é majoritária não gosta do PT, não se afina com seu discurso. Ou o PT muda de vez seu discurso, assume sua postura social democrata, tenta cativar os votos da classe média, deixa de lado o ranço anticapital, ou vai se afundar por ai. E a culpa não é da grande mídia.

Anônimo disse...

hoje o carlinho maia vai dar o cú, afinal está excitadissíma... loka!

panoramix disse...

Eta comentariozinho bagaceira chefe!

Anônimo disse...

O PT geralmente ganha depois de uma catástrofe: Collares, Brito, FHC e agora Yeda.

Para perder o PT abandonou o OP, abandonou a política das vilas, o asfalto, a água, o colégio, para fazer a nova perimetral.

Porto Alegre precisava, estava na hora, tinha de ter a perimetral.
Mas foi aí que perdeu, teve 2 anos de déficit, veio o Fogaça gritando "falta de caixa", se fazendo de louco como se a cidade não tivesse ganho um eixo viário novinho.

Perdeu o voto das vilas sem ganhar o voto da classe mérdia, que é muito mimada para votar em PT a menos que haja outra catástrofe.

O PT foi ao fundo mesmo atendendo (dando início) ao conduto forçado Álvaro Chaves, afinal a para o PRBS a inundaçãozinha do Parcão era a chaga da cidade.

Tentando atender a PRBS, e não o OP, foi aí que o PT se perdeu.

Anônimo disse...

Quem sabe o Maia quer que o PT também deixe de ler Marx. Afinal agora ele virou livro de cabeceira dos direitosos capitalistas.

panoramix disse...

Outra catastrofe? O que tu acha que tá vindo prá cima de nós lá de fora? Entrementes é bom lembrar que a última catastrofe que o PT teve que exorcizar aqui no rio grande do sul foi Britto e pagou caro por isto!

Anônimo disse...

Exato Panoramix. Até hoje o PT tem sido escolhido apenas para consertar grandes cagadas.

Quando tá bom as elites se acertam e conseguem costurar as eleições que os mantém alimentados.

AnTônimo de Santos disse...

Feil, to impressionado: 22 comentários ate agora e nem unzinho sequer acerca do q vc postou. Troço mais esquizofrênico, tche!
Já pensei muito sobre esta questão e também sobre o que mantém em pé uma sociedade tão flagrantemente injusta e desigual como a capitalista. Ou seja, por que mesmo que os pobres e desvalidos não invadem os mercados, não tomam com as mãos o pão que lhes falta, não matam o aquinhoado para que o mesmo ao menos divida o que lhes amealhou? Não sei se é por mediocridade ou impotência, mas sim por inculcação e domínio ideológico da classe dominante. Saudades do Pierre Bordieu!

AnTônimo de Santos disse...

Ah, mas também não posso deixar de comentar o lançamento de candidatura proposto pelo Luiz para 2010. Me parece uma boa, mas fiquei com uma dúvida, a Melancia teria que transferir seu título para cá a tempo de concorrer.
E já que o nível baixou e a eleição passou, acho que a Marta teve uma vitória política em São Paulo, porque os paulistanos finalmente revelaram que não tem preconceito em eleger um homossexual para Prefeito.
Desculpem, mas to meio com espírito de porco.

panoramix disse...

Porque tem pobre votando em Alckmin, Yeda e Fogaça "Antônimo de Santos"! Eles não precisam invadir mercados, pois compram diario gaucho de manhã cedo (o catequizador que a RBS criou para a classe miserável e as esquerdas não perceberam)e recebem as sobras dos "aprendizes de burguês". Parece que isto é suficiente! O resto é silêncio!

AnTônimo de Santos disse...

Troço chato, meu terceiro comentário seguido, sem tirar ...
Só pra dizer a quem interessar possa que lá no finzinho do post 'Nem Che Salvaria o PT' também dei uns pitecos sobre a estada do Ernest Mandel em Porto Alegre. O Ary e o Luis se interessarão pelo assunto.
Aproveito a ocasião também para fazer uma pergunta íntima. Maia, vc já trabalhou na Trensurb lá pelos anos 80? Responda se quiser.

AnTônimo de Santos disse...

Retificação: meu comentário sobre o Mandel foi no post 'PT, entre a alienação e o desengano'.
Agora vou dormir.

Ary da Silva Martini disse...

Sinceramente, não entendi o que a foto tem a ver com o título (mediocridade e impotência). Salvo entendimento diverso, me parece algo infeliz (mas sem intenção, é claro!).

panoramix disse...

Interessante ary, pode ser impressão minha, mas alí tem um macaco muito parecido com meu vizinho e outro que lembra muito minhas feições. Quem sabe é parente! Muitas vezes durante está "blogagem" toda pela internet me sinto exatamente como estes macacos: mediocre em relação ao que devo fazer e não faço, por um ou outro motivo, e impotente em relação ao que não posso e não consigo fazer! Isto é frustrante!

Dialógico disse...

Antônimo dos Santos, citar Bordieu demonstra um problema de DNA: data de nascimento avançada... Estou brincando contigo, foi uma bela lembrança a tua e muito condizente com o contexto. Como componente desta máquina de dominação ideológica, a RBS evidentemente (salve Ary e anônimo!).
Existe um processo de acomodação escancarada da sociedade, como amiga minha, professora municipal, pós-graduação, que afirmou votar no Fogaça, claro, para não precisar mexer, dá trabalho. Ora, a mesma lógica não se aplicou para os 16 anos de PT, ali, precisava mexer.
Está faltando espírito revolucionário, contestador, indignação com ação para além das questões pontuais do desassossego ambiental. Luta, talvez, a ser perdida pela mentalidade dos midiotizados adoradores de shopping center, que adoram espigões (o novo bairro em frente ao Iguatemi é um horror), cuja "adoração" atingiu em cheio a classe popular: dia de passe livre, ou domingo à tardinha, para onde vai a "galera"?
Saudades de uma Porto Alegre qie já foi extraordinária:
Quando o extraordinário se transforma em cotidiano, isto é revolução!
Che Guevara

Crrraaaauuudiiaaa

Ary da Silva Martini disse...

Olá, Panoramix! Minha irresignação em relação a utilização dos macacos como exemplo (eu entendi o "espírito") se deve ao fato de não admitir comparações pejorativas. A relação da "humanidade" para com as demais formas de vida é sempre na base da dominação (para o trabalho, para espetáculos, para consumo e para experiências). A relação é tão maluca que quando queremos ofender alguém utilizamos os animais como expressão de agressão (cobra, rato, gato, galinha, baleia, tartaruga, vaca, boi, cadela, etc.). Com isso eu não concordo. Um grande abraço e um excelente dia.

panoramix disse...

Concordo contigo ary, nada pior do que agredir os animais, seres puros que estão infinitamente mais perto de Deus do que nós! A própria palavra "animal" o ser humano desvirtua!

AnTônimo de Santos disse...

A Craudia (???) pegou o espírito da coisa e agradeço sua gentileza. Tá bom, confesso, tenho esse problema de DNA.
Hoje colegas meus, que em geral estão muito indignados com a situação da cidade e do funcionalismo, revelaram que votaram no Fogaça porque tem ganho muita hora extra nos últimos anos, coisa que na Administração petista era mais criteriosa e menos zoneada. Na hora do voto, pesou o bolso, de uma forma bem dissimulada. Esta também foi uma das razões da greve do ano passado ter tido pouca adesão na Saúde.

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo