Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

quarta-feira, 28 de maio de 2008


Quadrilha do Detran “buscava proximidade com jornais estaduais”, segundo Ministério Público Federal

Conforme a Denúncia do Ministério Público Federal a quadrilha de assaltantes do Detran não descuidava da imagem familiar e empresarial que tinham na sociedade, para tanto, buscavam a proximidade com jornais estaduais. Leia este trecho da página 56 (de 242) na peça da Denúncia do MPF:

"Ao lado disso, os denunciados integrantes da quadrilha não descuidavam da imagem dos grupos familiares e empresariais, bem assim da vinculação com a imprensa. O grupo investia não apenas na imagem de seus integrantes, mas também na própria formação de uma opinião pública favorável aos seus interesses, ou seja, aos projetos que objetivavam desenvolver. A busca de proximidade com jornais estaduais, aportes financeiros destinados a controlar jornais de interesse regional, freqüentes contratações de agências de publicidade e mesmo a formação de empresas destinadas à publicidade são comportamentos periféricos adotados pela quadrilha para enuviar a opinião pública, dificultar o controle social e lhes conferir aparente imagem de lisura e idoneidade."

Leia na íntegra aqui (em pdf).

.......

Quais seriam mesmo os jornais estaduais e regionais a quem a quadrilha destinava aportes financeiros?

Eis, pois, mais um elemento para investigação criminal: saber quais jornais eram usados (e comprados) pelos quadrilheiros do Detran/RS.

Os argutos leitores deste blog tem algum palpite?

Ilustração: fac-símile parcial da página 56 da Denúncia do MPF à juiza federal Simone Barbisan Fortes.

33 comentários:

Milton Ribeiro disse...

Nem imagino... Você tem alguma idéia de que jornal a inteligência superior do Lair escolheria?

Blogoleone disse...

Certamente as entrevistas à RBS e elogios do Lasier ao Lair Ferst na véspera do depoimento à CPI foram mera coincidência...

Malacara disse...

Alguém ainda duvida que há uma articulação entre toda essa direitalha guasca?

Os fatos estão provando que há. Eles assaltam o Estado. Privatizaram o Detran. Privatizaram o Banrisul, na marra, por fora da lei.

Este é o Rio Grande!

panoramix disse...

Como disse malacara acima: alguma dúvida? Há um leque de opções na mídia que tem importância convenientemente amansado! Tudo dentro da lei!

clecio disse...

Será que a CPI vai inquerir o Lasier Martins Por exemplo??? Temos que desvendar essa CORJA, está muito místico essa situação!!TEM QUE SOBRAR PRÁ TODO MUNDO!!! ROSANES DA VIDA!! Polibio PRAGA!!!!Como exemplos!!!!

Carlos Eduardo da Maia disse...

E essa quadrilha de mafiosos teve tanto êxito, mas tanto êxito mesmo em fazer esses "aportes financeiros" que um certo jornal, constantemente atacado por aqui, mostrou para toda a sociedade gaudéria, na primeira página, a triste figura do presidente do Detran, algemado e ingressando no camburão da super hiper diligente e espetaculosa polícia federal. E essa quadrilha também conseguiu tanto calar a grande mídia que as rádios e tvs comunitárias da grande mídia mostraram quase na íntegra o depoimento do mafioso mor,na última segunda-feira.

Anônimo disse...

Maia,

A mídia corporativa só divulga fatos contrários aos interesses de seus patrocinadores (latifundiários, banqueiros, grandes industriais nacionais e multinacionais, governo municipal, estadual e federal e agronegócio, todos setores altamente representados no Congresso) quando não há mais como pôr em xeque a sua credibilidade, pois a concorrência inteira já está divulgando porque não é boba nem nada.

Todos vivem de audiência. Mas recebem das duas pontas: patrocinadores graúdos e lobistas de um lado, venda de exemplares de outro.

[]'s,
Hélio

Carlos Eduardo da Maia disse...

Hélio, a mídia fala a linguagem de seu público consumidor e do mercado. É assim em qualquer país socialmente desenvolvido do mundo. Me dê um exemplo, Hélio, de um país decente e socialmente desenvolvido onde a mídia não funciona assim? A grande mídia da Itália, França, Alemanha e seus Bilds da vida, EUA, Austrália, Nova Zelândia funciona exatamente como no Brasil. O fundamental é que exista o contraponto, a crítica, a liberdade de opinião. Prefiro mil vezes uma mídia que funciona assim, mas que é pautada pelo mercado e pelos consumidores e, portanto, não é monolítica, mas difusa, diversificada, plural e que tem seus interesses, como todos têm, mas manipula menos do que uma mídia monolítica e censora controlada pelas dinastias e políticos de ideologias únicas que tomam conta de um determinado Estado, como acontece em alguns países da América Latina.

Anônimo disse...

E lá na nossa terra em?? tem dois jornais que defende o Zé e cinco Rádios...

panoramix disse...

Mais irregularidades no Detran e pela primeira vez aparece o nome FENASEG. Parece que Elio Gaspari sabia de algo que desconhecemos!

Anônimo disse...

Na CPI do DETRAN, os recursos que vinham da FENASEG foram questinados diversas vezes pelos deputados da oposição. Inclusive o Bacci e o Tubino denunciaram o desvio destes recusros. Quem não se interessou por este assunto foi a nossa mídia investigativa.

Anônimo disse...

Maia,
Lúcido teu comentário sobre a mídia. Criticam a RBS, desqualificam todos que falam o que eles não pensam, acham que ninguém tem ética, a não ser eles mesmos e suas teses arcaicas.

Anônimo disse...

Ô Maia,

Tu só falas para o anônimo.

Primeiro tu misturas tudo quando queres "inventar o pais decente e socialmente desenvolvido", como se quisesse dizer simplesmente EUA.

Midia para mercado e público consumidor é coisa de EUA. Nos paises desenvolvidos socialmente e decentes existem são cidadãos.

Nos outros até existe os PIG da vida mas existem o contra ponto também.

A midia de mercado vende a informação e a desinformação para quem quer consumir só.

Já para cidadão precisa de uma informação e sempre qualificada, o que nãio existe por aqui, e tem gente como tu que acha isto bom, como se fosse alguma coisa civilizada. Não é civilizada e nem decente.

Claudio Dode

Anônimo disse...

Maia,

Tu não conheces a história nem a economia política da comunicação o suficiente para afirmares o que tu afirmas.

Lê os livros que eu indiquei. Depois, a gente conversa.

Te garanto que a situação no Brasil tão-somente aproxima-se da dos EUA, regido por monopólios, pelo pensamento único e pela baixíssima responsabilização penal de jornalistas que mentem, omitem e acusam gratuitamente.

Na Europa, apesar da atual dificuldade enfrentada pelo Le Monde Diplomatique na França, pelo oligopólio do Berlusconi na Itália e pelo australiano dono da NEWS CORP. em meio mundo no Reino Unido, existe responsabilidade e honestidade na imprensa.

Lá, ela assume que, ao contrário do que tu pensas, existem dois lados preponderantes em todas as questões, mesmo que eles se atravessem um pouco em determinados momentos.

Lá, a população sabe que existe esquerda e direita e pode escolher entre veículos de um viés ou de outro.

Aqui, ao contrário, o dinheiro e a indústria monopolistas não permitem que uma Carta Capital ou uma Caros Amigos cresçam e apareçam.

Te garanto que, caso houvesse uma distribuição econômica, mercadológica e legal JUSTA e caso não houvesse escamoteamento do lado que a mídia corporativa defende, não seria necessário existir NENHUM BLOG DE ESQUERDA nem no RS, nem no Brasil, nem em lugar algum do planeta.

Liberdade e democracia para poucos, pensamento único e capacidade de argumentação e de interpretação para poucos não me serve. Portanto, não vivemos em uma democracia.

[]'s,
Hélio

Carlos Eduardo da Maia disse...

Eua regido a monopólio, Hélio???? pelamordedeus. A coisa que americano mais detesta é monopólio. Mas sinceramente, Hélio, que tipo de desonestidade existe na imprensa brasileira? No caso do mensalão, 40 foram denunciados e pelo Supremo (não foi uma Juíza singular não), só faltou o Ali Babá! E vocês dizem que isso é golpe. Golpe da onde? Só na cabeça da paranóia e da desinformação. Outro dia li uma notícia no Blogoleone do Jornal Hora do Povo, uma mentira de impressionar o coração do vivente mais alienado e obtuso. Mas estava ali no Hora do POvo, como sendo uma grande verdade. A mídia brasileira funciona exatamente como qualquer mídia de qualquer país desenvolvido, ela se pauta pelo mercado que é fato social e pelos consumidores que lêem essa mídia. A crise do Le Monde Diplomatique também se deve a falta de credibilidade do Jornal, que aposta em expoentes como o atrasado do Ignacio Ramonet que admira Fidel. Qual consumidor num mundo dos nossos dias vai adquirir um jornal que admira Fidel, Hélio??? Acorda. O mundo mudou. 1968 já passou e tudo ficou muito mais complicado. Não há mais espaço para revolução, lutas de classes. A questão hoje é de interesse de todos, inclusive da grande mídia: A INCLUSÃO SOCIAL DOS EXCLUÍDOS E ISSO NÃO É AGENDA REVOLUCIONÁRIA, MAS REFORMISTA. Não é necessário fomentar luta de classes ou invadir papeleiras para fazer inclusão social e esse é o grande equívoco de certa elite da nossa esquerda que parece ainda ter voz dominante em certos blogs, infelizmente.

claudia cardoso disse...

Ainda não havia me manifestado a respeito da entrevista concedida pelo Lair à Zerolândia. Wladimir Ungeretti há tempos se dedica a estudar "showrnalismo" e "jornalismo RP". Enfoca mais a questão da violência, mas seus conceitos se aplicam a qualquer editoria. Ninguém me convence ao contrário, de que a tal entrevista foi matéria encomendada e suponho de que também foi paga. Não sei quem fez a entrevista (não me dei ao trabalho de acessá-la via web). Talvez a pessoa tenha sido obrigada a trabalhar e essas relações de trabalho, em tempos de precarização, aconselham certas prudências...
Bueno, a questão que aquilo foi encomendado - vésperas de CPI - e o jornal do Grupo RBS se presta para isso. Porque jornalismo que se preze, até poderia dar voz a bandido, mas em outros termos.
A questão não é mais a blindagem de governos e a criminalização de outros. A coisa está mais escandalosa ainda. Só a canalhice justifica aquela entrevista e seus profissionais que dão a cara - porque o dono e o editor-chefe estão bem escondidos - a Rosane e o Lasier - esse ainda terá muito a explicar, quem sabe, um dia...
Além de canalhice, existe uma questão psicológica grave, que é a de não se enxergar como vítimas da roubalheira do Detran. Não compreender que são sujeitos como qualquer um que teve seu dinheiro roubado como contribuinte - ainda que o desvio tenha sido por aquele setor estadual.
Ao menos, poderiam ficar com raiva de ter que defenderem bandidos e governos desqualificados... Mas nem isso!!! Parece que fazem esta defesa com prazer e com gosto (ou por supostos $$$$$?).
Este é o nosso jornalismo: criminoso e doente.

deus cego disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carlos Eduardo da Maia disse...

Pois é, Cláudia, um absurdo a ZH ter entrevistado o Lair na véspera do seu depoimento. Que imensa imoralidade. Como pode uma coisa dessas? O Brasil deveria seguir o chavismo, onde a mídia pública está cobrando fortunas $$$$$$ das redes privadas para exibir as imagens do imperador bolivariano. É necessário que os movimentos sociais assumam o poder sobre a grande mídia. Assim não teremos mais baboseiras na mídia brasileira e os jornais de grande seriedade e que nunca manipulam as informações como o Brasil de Fato ou Hora do Povo, finalmente, triunfarão. É preciso um Granma para construir um Brasil melhor, né mesmo?

panoramix disse...

Este teu papo direitoso tipo TFP tá xarope cidadão Maia! O que tu chama de Mensalão, cliche daquele que, por ignorância ou conveniência deixa-se ser tangido bovinamente pela Globo e emissoras assessoras, foi na realidade caixa 2 e conchavos dos altos escalões da composição de governo criada (incluindo o ético PT). Foi denunciado pelo Procurador Geral da República, nomeado por Lula e redirecionado ao cargo (Luis Inácio não se escudou em um engavetador para governar). Ele cumpriu sua função constitucional e chamou de quadrilha, sim QUADRILHA, no STF aqueles que ele acha que agiram com este propósito. Cabe aos mesmos provarem o contrário (lembro bem que Globo e assessoras abriram espaços especiais para o fato - uma semana inteira). Ví aquela CPI do Correio sendo transmitida como se fosse novela com direito a comentários absolutamente maliciosos e tendenciosos de "deformadores de opinião" que hoje em nível local e nacional finjem que nada esta acontecendo no Rio Grande do Sul. Alguns até estão procurando esconder as propagandas do governo em seus portais pois pode não cai bem. Dois pesos e duas medidas! Aqui temos QUADRILHA também segundo a PF, o MPF e uma Juíza Federal, até onde ela vai e quem beneficiou ou beneficia ainda vamos ver! Defender o que e quem? O dinheiro do patrocínio? Pra quem fala tanto em ética acho que pregar moral de cueca ficou muito difícil! Houve erro lá e está havendo aqui, ambos denunciados pela Justiça!

Ivan Lopes disse...

Não esqueçamos que a bandalheira no Detran durou cinco anos, viu seu Maia. ZH só estampou a foto dos algemados agora depois que a lama começou a cheirar mal. O MP tem sim que investigar essa relação promíscua da mídia com a bandidagem de colarinho branco.

Baiacurs disse...

Puxa, "Deus Cego", perdes tempo com teus fracos argumentos, a tentar diminuir o sensato comentário de Claudia.
Tenho certeza que outras pessoas, sensatas como ela, não esperam do Grupo RBS uma postura esquerdista e comprometida como os jornais que cita.
Apenas se espera que este Grupo, por ser praticamente hegemônico em audiência, assuma uma postura ética, tendo em vista o alcance do que divulgam, em termos de influência sob a opinião pública.
Veja que as pessoas citadas (Ferst e máfia do Detran) são criminosos, e o apoio da principal empresa de comunicação a estes sujeitos é muito grave. Não tem nada a ver com Hugo Chavez, Simon Bolivar (que provavelmente tu nem imagines quem foi, e se soube um dia, não compreendeu seu pensamento).
E se ele cobra por sua imagem, problemas deles, os anuciantes da tv.
Ah: Não vale comentar e depois botar um pseudonimo ou anônimo comntando teu comentário. Tu é muito charlatão!
Só um toque.

Carlos Eduardo da Maia disse...

Panoramix, qual a fonte do Valerioduto? Essa é a questão? DA onde veio o dinheiro que serviu para o governo do PT abastecer os partidos aliados? Sabe da onde? Das estatais, e dos fundos de pensão das estatais. E quem controla hoje esses órgãos? Os petistas. Há também dinheiro de sobra de campanha e caixa 2, o Lula confessou isso. Se as denúncias contra Yeda foram verdadeiras, a de que ela recebeu dinheiro de campanha para pagar sua casa, é o mesmo caixa 2 e sobra de campanha de sempre. Mas não foi o PT que prometeu ao Brasil um país decente? Por que o PT não se interessou em fazer uma reforma política eliminando as formas de picaretagens, sobretudo o financiamento de campanha, que hoje existem no sistema eleitoral? Sabe porque, ó druida? Porque não interessa ao PT mudar isso, porque ele é o partido que mais recebe grana das grandes empreiteiras. E vai ser assim nas eleições municipais. Pode ter certeza que Maria do Rosário em Porto Alegre vai fazer uma campanha milionária. Jogo dois malbecs.

Natal Antonini disse...

Lembro que li no dia 15 de Abril de 2008 um post com o título "Lasier Martins foi patrocinado pelo Detran?" e nos comentários tinha gente pedindo que o Lasier fosse depor. Juntando com esse post de hoje não seria nenhum absurdo...

Att.
Natal Antonini

Anônimo disse...

A grana do valerioduto veio de uma figurinha chamada Daniel Dantas, mesmo financiador das campanhas do PSDB. Por que? Por "interésses", por exemplo, na fusão da Brasil Telecon com a Telemar e fugir das ações jurídicas dos fundos de pensões. Era um investimento e grana privada.

panoramix disse...

AArrrrrrrgh! Onde diz redirecionado ao cargo leia-se reconduzido! Tá danado....É o stress!

Carlos Eduardo da Maia disse...

Sim, sim, o esquema do valerioduto nasceu no governo tucano de MG e que o PT - que prometeu um Brasil decente -- copiou e multiplicou por 1000. A fusão da Brasil Telecom, controlada pelos fundos de pensão das estatais, administrada por companheiros petistas, e da Telemar, onde os fundos de pensão das estatais também têm participação é interesse do governo do PT. Tanto isso é verdade, que para essa aquisição ser aprovada é necessário autorização legislativa que o governo já está providenciando. Daniel Dantas não tem mais nenhuma participação gerencial em nenhuma das duas empresas. Ele apenas vai vender suas ações da Brasil Telecom e ganhar uma bela graninha. Graças ao governo do PT...

Anônimo disse...

Quem é o Aécio Neves da Globo? Veja o que saiu na imprensa internacional:

http://br.youtube.com/watch?v=R4oKrj1R91g

Cândida

Anônimo disse...

Pelo Jornal do Povo de Cachoeira já dá para ter uma idéia:

"O pior efeito é o prejuízo para a imagem do irmão, José Otávio, que, embora não esteja envolvido no processo, vai acabar pagando uma conta política altíssima pela ação de amigos e correligionários."

Baiacurs disse...

Incrivél: O post trata da questão "quais os jornais foram usados/comprados pelos quadrilheiros do Detran?" e os comentários descambam para outros assuntos nada a ver.
Estão comentando os comentários do Maia e dos anônimos e pseudônimos que o louco usa para desviar o foco!
!!!!

Maia Jr. disse...

Baiacurs, sorry, eu apenas faço o que meus patrões determinam.

Sorry, periferia!

Anônimo disse...

Pérolas do Maia:

" Se as denúncias contra Yeda foram verdadeiras, a de que ela recebeu dinheiro de campanha para pagar sua casa, é o mesmo caixa 2 e sobra de campanha de sempre".

Vem cá o "espertalão" como é que houve sobra de campanha se o publicitário largou a campanha por falta de pagamento?

Até porque a PRBS garantia a divulgação e propaganda...

Ah! a Yeda pode usar o que sobra...

O que sobra do Detran? O que sobra do Banrisul???

Claudio Dode

Anônimo disse...

Pérolas do Maia:

"dinheiro que serviu para o governo do PT "

"Porque não interessa ao PT mudar isso"

"onde os fundos de pensão das estatais também têm participação é interesse do governo do PT"

"Graças ao governo do PT..."

Tudo o que pode ser agregado ao PT é feito mesmo que precise muita malícia e ginástica, sempre. Agora as coisas do Lair, do Fernandes, do Vaz, são dele não são do PSDB nem do governo do PSDB.

Isto é que eles chamam de imparcialidade?

É isto que chamam de imprensa livre

Claudio Dode

Anônimo disse...

o maia véio é uma grossura! tchê! tu acha que o joguinho é simples, mostra não mostra? tem coisas que não é negócio não mostrar. construção de moral para autoproteção e jsutificativa.

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo