Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

terça-feira, 20 de maio de 2008


Artista em cena

Em seu tempo de deputado estadual, Carlos Minc (PT-RJ), agora indicado ministro do Meio Ambiente, era conhecido como caçador de flashes. Certa vez, ele caminhava apressadamente rumo ao plenário para uma votação quando se deparou com um amontoado de cinegrafistas.

Resolveu parar e, ao cumprimentá-los, descobriu que a pauta era um surto de gripe que assolava o Estado do Rio.

Subitamente, Minc se pôs a espirrar e a tossir. Entre uma coisa e outra, conseguiu fazer um longo discurso que acabou virando entrevista:

- Pois é, acho que posso ajudar. Essa gripe me pegou de jeito. É um absurdo o descaso do governo...

Da coluna “Painel”, na Folha de hoje.

5 comentários:

Fabrício disse...

Vejam só onde o lulismo nos leva...
A compulsão do governo pela subserviência aos mercados faz isso tudo!
O agronegócio está em festa

Anônimo disse...

Aguardemos. Diz o ditado, de que de onde menos esperamos é daí que não sai mesmo...

armando

henry SC disse...

Vixe!... a valorosa e incansável Folha já está atacando com motoserra assim?... O cara ñ tem um futuro muito brilhante...

Anônimo disse...

Eu não conheço o min. Carlos Minc. Nem sua pessoa, nem seu trabalho.
Tal desconhecimento não me dá o direito de criticá-lo, seja positivamente ou negativamente.
Não sei quanto ao blogueiro!
O que posso fazer, no entanto, é estranhar o post que não contém qualquer referência ao trabalho do ministro, nem promove um retrato de sua personalidade, que penso ser complexa.
A única razão do comentário do "Jornal Folha de São Paulo", membro notório do PIG, é alimentar a rede de futricas que infesta a política e a "informação política".
Que o comentário esteja presente na coluna "Painel" áté se entende. Mas que este seja reproduzido acriticamente por este blog com o único intuito de constranger um membro do governo, notável ambientalista e companheiro do Partido dos Trabalhadores é absolutamente reprovável.
Assim sendo, este blog acaba por se igualar a quem ele tanto critica, utilizando-se, inclusive, dos mesmos expedientes dos jornalões conservadores.

Fabrício Martins Silva - Manaus/AM

Anônimo disse...

Fabricio,

Concordo contigo quando dizes acreditar que a personalidade é complexa. Mas aqui ninguém está para analisar personalidades ou a "Vida Pessoal" de quem quer que seja, e sim políticamente, que esta é a dimensão pública das personagens e em destaque o Minc.

Politicamente podemos sim analisar, e bastante já que a "figura" é pública há muito tempo.

E nesse muito tempo de concreto o que foi arquivado, tirado os "elementos midiáticos", é muito pouco. E até, segundo o que foi registrado pela galeria do O Globo; que aliás muito otimista e favorável, assim como o Caiado o Dorneles e outros menos recomendados.

Aliás o Carlos Minc está no PT, "É" originalmente do PV como o Gabeira, Zequinha Sarney e o Sirkis (que é sócio do DEMO). E não seria por isso, "estar" ou mesmo ser do PT, que estaria isento de critica a suas posições e histórico político.

Quanto ao "notável ambientalista" eu acho meio exagêro. Como pelo que consegui acompanhar da trajetória do "companheiro" Minc, de efetivo construido, aí incluso o dirigido a midia, eu usaria notado ambientalista.

Claudio Dode

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo