Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

quarta-feira, 29 de agosto de 2007

Mário de Andrade já sabia

Os vagabundos do “Cansei” são descendentes dos escravocratas e do bandeirantismo paulista que caçava, submetia e exterminava índios no período do Brasil colonial. Essa gentalha é pré-capitalista.

Vejam a simbologia das coisas. São Paulo e, de resto, a modernização geral do Brasil devem muito a Getúlio Vargas. O velho Vargas foi quem assentou as bases para a construção do Brasil moderno, não só do ponto de vista do desenvolvimento das forças produtivas, mas da institucionalidade estatal de um País que queria e precisava deixar de ser agrário e atrasado.

São Paulo, entretanto, não tem uma rua sequer, uma escola de periferia, uma estrada, um monumento que preste homenagem a Vargas. Ressentimento de 32. Já para Borba Gato, aquele caçador-escravizador-exterminador de índios tem uma enorme estátua em Santo Amaro (foto), uma coisa horrorosa, mas tem. Para Raposo Tavares, outro exterminador de índio, tem uma rodovia inteira. E assim por diante. Certamente são ícones do “Cansei”.

Já se vê que o movimento “Cansei” (um oxímoro) não acontece de graça em São Paulo, eles têm história, tem raízes, tem os seus heróis, como denunciou ainda em 1922 o maravilhoso paulistano Mário de Andrade, assim:

Eu insulto o burguês! O burguês-níquel
o burguês-burguês!
A digestão bem-feita de São Paulo!
Morte à gordura!
Morte às adiposidades cerebrais!
Morte ao burguês-mensal!
Fora os que algarismam os amanhãs!

Grande Mário de Andrade! E viva a São Paulo que não cansa!

9 comentários:

armando disse...

Sem falar que o Caçador de esmeraldas, Fernão Dias Paes, está enterrado perto do púlpito do Convento de São Bento (aquele onde o ex-juventude hitlerista Ratzinger, se hospedou).

A elite paulita, predadora, golpista e separatista, possui o DNA dos Bandeirantes e dos "revolucionários" (sic) de 32, assim como os de 64. Parafraseando Marx, diria, eles sabem disso, mas mesmo assim continuam fazendo.

Carlos Eduardo da Maia disse...

E a burguesia paulistana fez uma festa de arromba no ultimo "finde" em Sampa, na Oscar Freire e arredores, tudo regado a Moët Hennessy. Mas pera ai, o movimento Cansei é apenas da burguesia paulistana?

armando disse...

Você é que deveria responder, pois v. não é gaúcho?

Carlos Eduardo da Maia disse...

Aqui tem o movimento dos parentes (esposos, esposas, pais, filhos) dos passageiros do avião da TAM que certa esquerda ressentida, mal educada e insensível chama de elitistas, burgueses e golpistas.

Anônimo disse...

Elitistas, burgueses, golpistas, oportunistas e insenvíveis. Basta ver as entrevistas por eles dadas. Inclusive, já estão pressionando o Governo Federal para que seja dada a devida "pressa" ao pagamento das indenizações. Ora, pois, pois.

armando disse...

Meu caro, parece que v. gosta de dar a última palavra. Tudo bem, apenas um esclarecimento: o fato de passar por uma tragédia, qualquer uma, não redime ninguém, absolutamente ninguém! Classe média idiota existe com ou sem tragédia!

No RS, em POA, como aqui, tem canalhas exploradores e predadores. Dê uma olhada aí e acharás aos montes.

Agora "post" a "última palavra", pois fui informado que v. não pode ser contrariado.

Anônimo disse...

O Maia está em palpos de aranha. Principalmente depois que alguns (ou dois) dirigentes do partido dele (PTB) partiram para uma viagem interminável, após o estouro do escândalo filatélico.

Carlos Eduardo da Maia disse...

Armando, por que esse ódio contra a classe média? Todos os países que se desenvolveram econômica e socialmente aumentaram sua classe média (europa ocidental, Eua, Austrália, Canadá, o Chile está aumentando geometricamente etc.). É este o caminho que o Brasil precisa seguir, aumentar consideravelmente sua classe média e incluir cada vez mais brasileiros na qualidade de vida. Ou vc ainda defende aquele velho ideal de que todo mundo tem de viver com o mínimo dos mínimos, ou seja apenas com um razoável sistema de educação e saúde e que o Estado deve ter o monopólio de tudo e de todos? Isso já era! Foi pro beleléu. Vai uma goiabada?

Marcelo Dezonne disse...

Classe média é uma coisa, burguesia tacanha é outra...

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo