Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

segunda-feira, 20 de agosto de 2007

3º Congresso do PT deve consagrar mais do mesmo

Numa entrevista publicada ontem no jornal Estadão, foi perguntado a Frei Betto, entre outros temas, sobre “qual seria o futuro do PT”. Frei Betto respondeu o seguinte:

“O PT, às vésperas de seu Congresso Nacional, está diante de grandes desafios, como reduzir a crescente distância entre o petismo e o lulismo (evitando a peemedebetização do PT); apurar, enfim, as denúncias de corrupção de alguns de seus dirigentes e militantes e punir os responsáveis; voltar a se sintonizar com os movimentos sociais; elaborar uma proposta de Nação, evitando trocá-la por um projeto de eleição; redefinir-se como socialista e explicar o que isso significa; pressionar o governo Lula a cumprir suas propostas históricas, como a reforma agrária”.

A entrevista de Marilena Chauí concedida à revista Teoria e Debate (ver abaixo) é uma navalha na carne do Partido dos Trabalhadores. O PT hoje está “socialmente inexpressivo e politicamente ausente”, diz a filósofa. E corta mais fundo: “o PT não analisa as conjunturas, não oferece ao governo pistas e caminhos, não cumpre uma tarefa orientadora, nascida de uma reflexão política profunda”.

O curioso é que nas teses encaminhadas ao 3º Congresso Nacional (que começa dia 31 próximo), e são mais de dez teses, em nenhuma delas há considerações ou reflexões tão profundas como essas expressadas por Marilena Chauí e Frei Betto. Nenhuma.

O que se lê são declarações de princípio, jamais análises de conjuntura que enfrentem corajosamente o apassivamento do Partido face a realidade do País e o presente acirramento da luta de classes. Ora, portar-se como um principista, implica calar-se sobre tantas outras coisas.

Muitas vezes, uma declaração de princípio – extemporânea e fora de lugar – é o outro nome que se dá ao adeus às armas.

As informações que nos chegam dão conta que o ex-Campo Majoritário está rearticulado no dominó interno do PT. O 30 Congresso será, portanto, consagrado a ratificar mais do mesmo, agora legitimado por uma aparência de democracia interna que representa valores apenas na superfície, mas esconde sua inexorável marcha para transformar o organismo burocrático petista num instrumento da ordem tradicional e do conservantismo acomodado. Neste sentido, o 30 Congresso consagrará mais um pacote de mentiras para a vasta militância petista que aguarda modificações estruturais no seu velho Partido de guerra, hoje tão cansado e estropiado.

Mas como diz o mestre Lukács, não se pode chegar mentindo à verdade.

8 comentários:

Marcos Todt disse...

A Marilena subscreve a tese "Mensagem ao Partido", que, entre outras coisas, traz contribuições críticas sobre concepção e funcionamento do PT e eixos para uma revolução democrática.
sempre acompanhando o blog,
abs

Cristóvão Feil disse...

Marcos, eu - modestamente - também assinei a tese "Mensagem ao Partido".
Mas sinto constatar que seremos derrotados.

Agente 65 disse...

Marilena e Beto expressam opinião bem embasada sobre o III Congresso, porém discordo das conclusões. A situação não é das melhores para o PT atualmente, combalido com as denúncias envolvendo grande parte de sua direção e militantes históricos. A falência ética e política da Maioria Nacional que quase leva o partido a falência, mas que domina o partido desde sua fundação.
Agora esta Maioria perde força, não ganhará da mesma maneira que ganhou no passado. As forças contrárias a Maioria irão impor uma derrota histórica a este setor, não a que gostaríamos, mas uma vitória! E estes campos contrários à Maioria devem estar unidos estrategicamente em contruir esta "vitória", depois contruiremos uma pauta nova ao partido para o seu futuro.

Juarez Prieb - Flópis disse...

"Não ganhará da mesma maneira que ganhou no passado" entra em conflito com a outra assertiva:"as forças contrárias à Maioria irão impor uma derrota histórica a este setor".

Escolhe a tua conclusão, afinal. Noves fora, o Dirceu ganha ou perde? É isso que queremos saber, Agente.

joca brito, poa disse...

E depois de construirem uma pauta nova para o PT, todos irão festejar com o papai noel, o coelhinho da páscoa, os reis magos, os sete anões e a fadinha sininho.

Verinha/Poa/RS disse...

Chauí é simplismente lúcida e muito corajosa. Radicalizando, talvez se deva dizer que o PT ainda não sabe fazer (e tem de aprender, e rápido, mesmo que tardiamente) operações para construir algum discurso social efetivo, para examear muito profundamente as suas vozes "libertárias" da democracia radical dentro do próprio partido. Nesse quesito o PT está no marco-zero. E no meio disso, o presidente Lula, que vira e mexe fica jogado às feras.

Verinha/PoA/RS disse...

Feil, um amigo empreiteiro, em conversas por telefone agora ao meio dia, disse que o presidente Lula virá a Porto Alegre na quinta ou na sexta-feira desta semana, para assinatura do contrato junto ao DMAE, de liberação de recursos para a canalização de água, e ampliação da rede de distribuição de água na zona sul de PoA. Recursos esses 100% do governo federal, no valor de R$ 52 milhões do PAC. Meu amigo disse ser certa a vinda de Lula à capital aqui do RS, se não vier e assinar o tal contrato, quem assinará e levará a fama será o 'fantasma' Fogaça.

flics disse...

Avisa quando da missaa de sétimo dia.

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo