Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

segunda-feira, 27 de agosto de 2007

Nelson Jobim, o “impoluto”

Deu na Folha, de ontem.

Quem conhece os bastidores do STF se divertiu vendo Nelson Jobim reagir ao vazamento do papo eletrônico entre ministros da Casa com a declaração de que ali não existem pré-combinados. Durante seu período no tribunal, o hoje titular da Defesa era considerado um especialista em negociações para "amarrar" votos dos colegas.

Um combinado famoso foi o que derrubou as ações de inconstitucionalidade contra medidas adotadas pelo governo FHC em resposta ao apagão de energia, em 2001. Na ocasião, especulou-se que Jobim chegara a ajudar a redigir o voto da então novata Ellen Gracie.

27 comentários:

armando disse...

E ainda vai fazer o próximo ministro do STF, o super-católico, conservado e anti-abortista praticante, Dr. Direito (sic). O "virtuoso" Jobim, como 1º ministro, está cobrindo todos os espaços.

armando disse...

digo, conservador

Carlos Eduardo da Maia disse...

Menezes Direito é da 3ª Turma do STJ e tem uma memória impressionante. Ele conhece tudo do processo que julga. Ele é extremamente técnico e competente. Muito bem faz Lula em colocar no STF um ministro técnico. JObim foi um péssimo ministro do STF porque - de forma explícita -- colocou a politicagem acima da técnica jurídica. Vale a pena assistir hoje a tarde o julgamento do mensalão (e tem gente que acha que o mensalão não existiu se não tivesse existido, João Paulo e Gushinken não teriam sido denunciados e o PT-RS também está envolvido porque recebeu cerca de 1 milhão de reais do mensalão na época da campanha do POnt contra o Fogaça. Esse dinheiro veio de ônibus a Poa. Mas este assunto não interessa aos blogs de esquerda.

Júnior - Salvador BA disse...

Maia, cuidado com o punhal de Brutus.

armando disse...

Acho interessante quando a direita fala em "técnico", quando quer mostrar que não é ideológico. Pois saiba, caro Maia, que nem a matemática tem essa antissepcia. E olha que "2 mais 2", geralmente, são quatro.

No direito as decisões se dão pelo "livre convencimento" do juiz e, portanto, não existe tecnicidade, existe decisão mais ou menos dentro da lei, uma vez que a lei permite "n" interpretações, da gramatical até a teleológica (interpretação é prevista na lei).

Uma das correntes mais democráticas do direito é exatamente a do RS, conhecida pejorativamente como "direito alternativo". Mas, mesmo essa, não deixa de ser ideológica, apenas com o pé no chão e com preocupações sociais. Na regra, o direito e a lei, existem para manter o status quo, sendo que o Estado procura evitar a "guerra" entre oprimidos e opressores. No mais, é conversa mole para fazer boi do Renan dormir.

O Dr. Direito (sic) é sim um proto-fascista, que está tendo enorme apoio da, hoje, reacionária Igreja Católica.

Carlos Eduardo da Maia disse...

Essa tua conversa está mofada, Armando. É do século XIX se atualiza, cara! O direito para evitar a guerra entre oprimidos e pressores! Isso é religião sem deus. É reacionarismo puro. É, com todo o respeito, ignorância em relação ao mundo que estamos embutidos. Tem horas que a gente tem mesmo que concordar com Nietzsche.

Carlos Eduardo da Maia disse...

É claro que o Juiz pode (e deve) interpretar a lei para aplicá-la ao processo, mas existe um limite para isso, que é a própria lei. O Juiz não pode é decidir contra a lei. O direito alternativo gaúcho -- que hoje praticamente está extinto -- não julgava de acordo com a lei, mas de acordo com a interpretação exacerbadamente elástica acerca do fato social e muita justiça e injustiça fez, porque muitas vezes se julgou contra a lei e a constituição. Muito devedor de banco passou a ser credor de banco, sem pagar um único centavo pela dívida que contraiu.

armando disse...

Nietzsche é o teu destino. Te guarda índio velho!
Esse filósofo de tanto "inventar" acabou louco e referência do nazismo.

Outra coisa: procura te informar mais, pois o direito alternativo, está vivíssimo, basta compulsar os autos de processos tramitando aí no TJRS. De cada 3, pelo menos 1, o juiz prolata, sentença ou acórdão, com os pés no chão, sem os tais dos teus "tecnicismos", isso sim do século XIX, bem ao gosto de Auguste Comte.

Maia, ser de direita é direito de qualquer vivente, mas seja da direita civilizada, passível de raciocínio e razão, não da direita troglodita a la DEMoníacos, ou "Cansei" da vida.

Juarez Prieb - Flópis disse...

Nelson Jobim é "impoluto", indeformável, não soltam as tiras, não tem cheiro - é o sandálias havaianas do direito brasileiro.

Juarez Prieb - Flópis disse...

ah... esqueci, ex-sócio do outro impoluto deputado Eliseu Padilha (PMDB-RS), o homem dos precatórios do ministério dos Trasnportes de FHC.

Carlos Eduardo da Maia disse...

Armando, o direito alternativo também é chamado de a ditadura do judiciário, onde o Juiz tem a total liberdade de julgar a causa como ele quer. Isso não é jurídico e nem justo. O Juiz não tem o poder de legislar, modificar a lei ou interpretar a lei em desconformidade com o seu texto. Os acórdãos proferidos pelos poucos juízes alternativos do RS são sistematicamente reformados pelos Tribunais Superiores.

Anônimo disse...

O que defines tão superficialmente quanto só tua peculiar inteligência permitiria como "direito alternativo" jamais foi chamado, sequer em qualquer círculo jurídico de boteco, de "ditadura do judiciário". Foi contra ela, inclusive, que se insurgiu essa corrente de pensamento jurídico.

Tua caricatura de tal conceito é de uma rara selvageria especulativa, muito provavelmente conseqüência ou de tua descarada e já notória má-fé, ou de tua fiel e não menos notória e inseparável companheira, a ignorância.

O que chamas de "poucos juízes alternativos do RS", cujas sentenças seriam, via de regra, reformadas pelos tribunais superiores, têm seu esteio teórico e prático exatamente no TJRS, mais especificamente em sua 5ª Câmara Criminal, a qual, por sua vez, muito prestígio tem junto aos tribunais superiores brasileiros. Portanto, é falsa tua afirmação de que "Os acórdãos proferidos pelos poucos juízes alternativos do RS são sistematicamente reformados pelos Tribunais Superiores", até porque juízes de primeira instância não emitem "acórdãos", prerrogativa de Câmaras Cíveis e Criminais em tribunais de justiça, mas sim "sentenças".

Sempre tentas escrever sobre tudo, como se disso fosses capaz. Porém, não és, pois és um pobre diabo ignorante que joga toda sua honra em pequenos debates, à cata de efêmeros e pequenos prestígios cotidianos. Fazes de pequenos silêncios, omissões, devaneios e negaceios o alimento de tua perturbada alma.

Desconheço debatedor virtual menor.

Anônimo disse...

Que é isso Armando? Maia entende de tudo,é uma caixa de ressonância do saber universal. Na boa eu entendo picas de direito, mas do que sei de filosofia , sociologia e economia, o Maia argumentando é uma piada de mau gosto. Sinceramente Maia vc não tem profundidade para debater teoria, portanto atenha-se ao cotidiano. Não venha dizer q tal teoria é do séc x ou y, pq, na boa vc não sabe, apenas reproduz o senso comum. Repete, repete sempre a mesma história, e diz q o discursso dos outros é medíocre... Como disse o Armando, a ciência axiologicamente neutra remete a Durkheim,Comte, Bachelard, ou seja, se oriente...

Anônimo disse...

discurso

Anônimo disse...

MAIA: prepúcio da Direita! Está sempre nas cabeças! (para quem tem fimose, é claro). rerere

Anônimo disse...

A la pucha!!!!! que dizer a la outra!!!! Maia apanhaste de tudo quanto é lado, salmora no velho estilo gaucho é bom para curar cortes feitos a relho....Pampeano

Carlos Eduardo da Maia disse...

Juiz em sentido amplo. Desembargador, Ministro do STF também é juiz. Quando falei em acórdão estava me referindo a decisões do TJRS e não da primeira instância (essas sim são sentenças).
E o STF demonstrou hoje que está longe de ser um tribunal bolivariano. O STF denunciou Dirceu -- e a prova contra ele é contundente, sobretudo o empréstimo de sua ex esposa do Banco BMG, onde ela trabalhou por indicação de Marcos Valério. E tem gente que acredita que o mensalão não existiu. E o silêncio dos blogs de esquerda sobre o assunto é de arrepiar. E depois dizem que a grande mídia é manipuladora e omissa.

João disse...

Putz mas a impressão que dá é que o mala Maia ou se apossou desse blog ou está afim de por para correr seus leitores pois haja saco para ao ler os comentários e ver que praticamente todos giram em torno do tal do Maia e das bobagens enciclopédicas que diz. Haja paciencia pois não acrescenta nada só perda de tempo. Pena pois os debates, comentários poderiam ser criadores mas desse jeito não dá para ler mesmo. É ler o Cristovão e passar direto sobre os "comentários"

Gustavo Guglielmi disse...

O Maia tinha que ser colunista do "Diário Gaúcho" (aquele bazar de 1,99 da RBS). Mas, pelo jeito, ele quer ser colunista é do Diário Gauche, sem demora ele dá um golpe no Feil.

armando disse...

Maia, vou ser bem didático que é para v. entender. Denúncia não tem importância para o processo. É como inquérito policial: se tiver agrega-se, se não vai em frente.

No dia-a-dia o juiz recebe a denúncia sem análise. O STF está fazendo a análise simplesmente por envolver funcionários públicos e, também, para dar uma resposta ao "clamor público" . Todos os 37 denunciados até agora continuam rigorosamente incocentes. E mais: pelas provas e indícios apresentados, 90% serão abolvidos.

Por isso, apenas imprensa servil e com intenções outras, repercute exageradamente o que deveria ser a normalidade.

Carlos Eduardo da Maia disse...

Armando, denúncia é condição 'sine qua non' para a tramitação do processo penal. E por que, afinal, Armando, a ex esposa do Zé Dirceu teve seu apartamento financiado pela BMG, a mando de Marcos Valério, e depois trabalhou no próprio banco? A ligação entre Zé Dirceu e Marcos Valério é muito estreita e como se disse, não se trata de simples ilação, já existe prova para a condenação. E Zé Dirceu teve ontem uma imensa e JUSTA condenação moral.

Carlos Eduardo da Maia disse...

E Zé Dirceu foi denunciado por formação de quadrilha também. Definitivamente, o mensalão não é invenção da mídia.

armando disse...

Maia, cabeça dura:
1- denúncia faz parte do procedimento, como o inquérito. O que determina a culpa ou não é o devido processo legal. Por enquanto, todos são inocentes. E serão considerados assim, pois o julgamento é político, restando apenas indícios.

2- Zé Dirceu foi vítima ou teve o azar, como v. quiser, de ser o "capitão" do time. Ofereceram a cabeça do dito cujo à Salomé, leia-se reação golpista. Para ele não será novidade, pois foi vítima de coisas piores dos covardes de 64.

3- Mensalão existe tanto quanto a inocência do ex-diretor do Estadão Pimenta. Basta ter o tico e o teco e pensar: R. Jefferson foi condenado pela Câmara por denunciar o Mensalão e não provar sua existência. Dirceu foi condenado por chefiar o que Jefferson denunciou e não provou.

Mutatis mutandis, como gostam de falar os arrogantes do direito e dos Supremos, é como aconteceu com Vargas: foi acusado e levado à morte porque era o chefe e causador do "mar de lama" do Catete. Alguém lúcido hoje, defenderia essa tese?

Carlos Eduardo da Maia disse...

Armando, please. A acusação contra Dirceu não se resumiu apenas à denúncia do idiota do Jefferson. O BMG, que emprestou dinheiro ao PT via Marcos Valério, emprestou dinheiro a ex mulher de Dirceu. E Marcos Valério se empenhou para que esse empréstimo ocorresse. Mais tarde essa senhorinha foi empregada do BMG. Por que isso ocorreu? O esquema é o mesmo. E o dinheiro circulou por essa quadrilha encabeçada por Dirceu, chefe da casa civil de Lula. Mas claro, Lula não sabia de nada. A quadrilha está denunciada, por unanimidade em relação à corrupção e por quase unanimidade em relação à formação de quadrilha e 5 dos 10 ministros foram indicados por Lula. O STF está longe de ser um tribunal bolivariano. E eu que sou cabeça dura. E os blogs da esquerda fazem absoluto silêncio.

Tiago disse...

João, estás com a razão. Haja saco aguentar esse ramirami abaixo de cada opinião.
O objetivo já está sendo alcançado, pois se resume a isso, quantiqualitativamente.

eugênio disse...

Parece q o Maia já tem um trabalho: é nos infernizar. Retirei essa postagem do próprio DG. Dá o q pensar, pois o cara tá em todos os blogs, em tempo integral, enchendo o saco.
O Maia ñ contestou.

Paulo disse...
Pessoal a identidade do maia foi revelada, segundo informação nos comentarios do rsurgente.zip.net,no post sua vida na tv de 21.08.07 a seguir:

[Mario Rangel] [rangel1956@yahoo.com.br] [mariorangelgeografo.blogspot.com]
Pessoal, não dêem conversa para o Maia, eu conheço ele. Ele é CC da Prefeitura pelo PTB, o mesmo PTB que recebeu os selos do Macalão. Ele faz um trabalho articulado entre o Fogaça e o gabinete da Yeda, patrocinado pela Aracruz e Monsanto, para tentar desestabilizar os blogs. è morador da Bela Vista, num apartamento de um milhão de reais, anda de Mercedes, tira férias em Miami, é leitor assíduo da Veja, da ZH, tem todos os livrecos do Olavo de Carvalho (alguns ele quis me emprestar, sem sucesso). Ele também já tentou oferecer o seu "trabalho" de quinta-coluna para o PT, mas foi barrado, por isso ele é assim, coitado, direitozo e anti-tudo. É louco, não diz coisa com coisa.Somente merece pena, ignorem-no, pois ele só que encher o saco do todos nós.

23 Agosto, 2007 11:35

Carlos Eduardo da Maia disse...

O Eugênio continua acreditando que coelhinho da páscoa existe.

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo