Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Foto da francesa Vivian Dorothea Maier (1926-2009).

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Obama - segundo a Reuters - teria estimulado Lula a fazer o acordo com Teerã


Presidente dos EUA escreveu carta a Lula, há 15 dias

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou em uma carta ao seu colega brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva que o acerto de troca de combustível nuclear com o Irã criaria "confiança" no mundo, segundo trechos do documento obtidos pela Reuters nesta sexta-feira e enviado há 15 dias, antes do acordo de Teerã. A informação é da agência britânica Reuters.

O Brasil, que mediou com a Turquia o acordo com o Irã, alega que a carta de Obama inspirou a maioria dos pontos da Declaração de Teerã, por meio da qual a "República Islâmica do Irã concorda em depositar 1.200 quilos de urânio levemente enriquecido" na Turquia. Em troca, o país receberia 120 quilos de combustível para um reator de pesquisas médicas localizado na capital iraniana.

A Reuters teve acesso a trechos da correspondência - enviada a Lula há cerca de duas semanas - e comparou alguns de seus pontos com o acordo assinado na última segunda-feira.

Nela, Obama retoma os termos do acordo que o Grupo de Viena havia proposto no ano passado, cujos principais elementos constam no acerto entre Brasil, Turquia e Irã.

"Do nosso ponto de vista, uma decisão do Irã de enviar 1.200 quilos de urânio de baixo enriquecimento para fora do país geraria confiança e diminuiria as tensões regionais por meio da redução do estoque iraniano" de LEU (urânio levemente enriquecido na sigla em inglês), diz Obama, segundo trechos obtidos da carta.

........................

Se essa carta de Obama para Lula existe, nos termos referidos pela Reuters, vejo que a integridade moral do presidente estadunidense está sob suspeição.

Cabe a pergunta: como o sujeito manda uma carta estimulando um acordo dado e depois faz olho branco para o êxito do acordo e passa a fomentar, via secretária de Estado, sanções ao Irã?

É séria uma pessoa que age assim, de forma tão cediça?

9 comentários:

Anônimo disse...

Lula fez papel de palhaço. Como não pode culpar o FHC apelou para o Obama.

Udo disse...

sim, claro, a reuters tá fazendo o jogo do Lula.

buscar a paz agora é bancar o palhaço, né seu palhaço idiota?

gustavo disse...

Baraca está deixando rastro de mau caráter.

giovani montagner disse...

estou achando estranho tudo isso, se, como disseste, essa carta existe, estamos diante da mais clara prova da falta de caráter do mandatário estadunidense.
também fico em dúvida se não é um movimento para tentar deslegitimar o papel do brasil e da turquia na efetivação do acordo, mais ou menos como "eles fizeram o trabalho sujo mas nós somos os autores e com isso digno dos méritos, ao contrário deles". concordo que é muita teoria conspiratória minha, mas aguardo os desdobramentos da revelação desta carta.

udo disse...

negociar a favor da paz agora é fazer o jogo sujo?

desde quando?

Anônimo disse...

Só se enganou com o Obama, quem quis. Me surpreenderia, se ele fizesse outra coisa.

Eugênio.

giovani montagner disse...

udo, concordo contigo udo. estou falando o que estaria por trás de tal pensamento, digamos, como um deles.

Pensamento Consciente disse...

Feil, tem um artigo no site vermelho.org.br/ sob o título:
Amorim destaca a diplomacia brasileira: "EUA foram surpreendidos". Acho que há uma luz no fim do túnel se for verdade que o cidadão americano está apoiando a iniciativa do Brasil e Turquia e contra as sanções.
Abraço,
Maria José

Omar disse...

Detalhes.
Existe uma crise cada vez maior nos EUA em função da percepção do declínio do império, que se dá lenta e inexoravelmente (a percepção e o declínio).
Obama está muito pressionado e os EUA podem ficar cada vez mais perigosos.

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo