Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Depois de 18 horas, Lula obtém acordo consagrador no Irã


Presidente brasileiro derruba ceticismo do mundo ocidental, branco e cristão

Irã, Turquia e Brasil chegaram a um acordo sobre os procedimentos para a troca de combustível nuclear destinado a aliviar as preocupações sobre o programa nuclear de Teerã, disse Ahmet Davutoglu, ministro das Relações Exteriores da Turquia. A informação é do portal da TV árabe Al Jazeera.

O acordo foi alcançado após quase 18 horas de negociações, um anúncio formal é esperado na manhã de segunda-feira (17).

A televisão turca informou que os líderes discutiram um acordo que prevê a troca na Turquia de urânio pouco enriquecido do Irã por combustível nuclear processado.

Mas os detalhes - como a quantidade de urânio a ser entregue, e como o intercâmbio de propostas terá lugar - ainda não foram informados.

A visita de Lula, que incluiu uma reunião com o aiatolá Ali Khamenei , líder supremo do Irã, assim como o presidente Ahmadinejad, foi visto como uma última tentativa de mediar um acordo que pusesse fim às apreensões internacionais sobre o programa nuclear iraniano.

Antes de partir para o Irã, Lula havia dito que estava "otimista" sobre a visita, e que ele esperava persuadir Ahmadinejad a chegar a um acordo com o Ocidente sobre seu programa nuclear.

Os EUA e a Rússia tinha advertido que as chances de sucesso eram débeis. Mas antes das negociações, Teerã sinalizou uma vontade de ouvir as propostas do Brasil.

Os EUA e seus aliados europeus dizem que o Irã quer urânio altamente enriquecido para fazer armas atômicas, mas Teerã diz que seu programa é simplesmente concebido para satisfazer as suas necessidades de energia elétrica.

Lula, no passado, defendeu as atividades nucleares iranianas, dizendo que Teerã tem o direito à energia atômica, e por várias vezes disse que as sanções do Ocidente seriam contraprodutivas e ineficazes.

.....................................

Hoje, o professor Cardoso, com as vestes em chamas, se imola em praça pública.

Abaixo matéria da Al Jazeera, produzida pelo jornalista Gabriel Elizondo, sobre o encontro em Teerã:

3 comentários:

Milton Ribeiro disse...

FHC vai tentar desesperadamente DESQUALIFICAR o acordo. Não houve nada, não houve nada.

Marcelo J. disse...

Neste tipo de acordo não existe fio do bigode, apesar de respeitar a iniciativa do Lula, manteria um pé atrás e esperaria a sequência dos fatos. Tem muita coisa ainda para acontecer, ufanar-se é um erro. Mais apropriado seria Alea Jacta Est.

Anônimo disse...

Ahmadine JÁ!

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo