Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Pulverização das verbas de publicidade do Governo Federal enlouquece grande mídia


Lulismo de resultados incomoda Leitão e PIG

Deu na Coluna da Miriam Leitão, em O Globo, edição de ontem:

O último balanço disponível sobre o destino dos recursos da publicidade oficial mostra um crescimento impressionante do número de veículos de comunicação que recebem verbas federais.

Em 2003, esse número chegava a 499, distribuídos em 182 municípios.

Em 2009, pulou para 7.047, em 2.184 municípios. A política de regionalização das verbas publicitárias é uma bandeira do governo Lula. Números fornecidos pela Secom mostram que a publicidade oficial já alcançava, em 2009, 1.791 veículos de outras mídias, sem contar as tradicionais: rádios, jornais, tevês e revistas.

....................................

Medida correta do lulismo de resultados: desconcentrar os recursos da publicidade oficial.

Pena que essa "política de comunicação" fique no meio do caminho, uma ação cosmética, de superfície.

Isso só não basta.

Trata-se de uma medida singular acertada, menos injusta, mas insuficiente e incapaz de constituir uma política consistente, estratégica e duradoura.

6 comentários:

Carlah disse...

É impressionante a capacidade de manipulação de uma informação. Cada vez fico menos impressionada com as canalhices que vejo. Essa Leitão é uma piada...

Carlos Eduardo da Maia disse...

O que seria uma política consistente, estratégica e duradoura em relação à mídia? Fazer o controle social, ou seja um conselho de notáveis para dizer o que deve e o que não deve ser publicado? Em nenhum país do mundo socialmente desenvolvido existe controle social da mídia, isso é idéia do chavismo inflacionário.

Francisco Goulart disse...

Não é exatamente esse tema, porém tenho notado que o PIG escolhe as fotos mais grotescas da Dilma para publicar, enquanto o Serra é só sorrisos, com os dentes de vampiro corrigidos.

Anônimo disse...

Não sei e o conselho de notáveis seria uma política consistente e duradoura com ralação a mídia, mas que o contrôle social é indispensável para MORALIZAR estas vigarices que as empresas de midia estão fazendo com o monopólio da informação.

Nenhum pais se desenvolve socialmente com uma midia tão desqualificada como a nossa. A FSP através da ANJ assumiu a posição política de oposição, a desculpa é que a oposição é fraca, como se uma coisa tivesse alguma coisa a ver com a outra.
E na verdade a Globo ganha um terreninho lá em São Paulo, a yeda entrega outro aqui, e o que eles não ganham vendendo as mentiras deles, ganham na barganha do poder.
Há quem ganhe , há quem goste.

Claudio Dode

Carlah disse...

Talvez uma maneira (inocente) de efetivar uma política consistente, estratégica e duradoura em relação à mídia seria o governo ou a entidade afetada pela notícia tendenciosa vinculada, ter direito de resposta em horário "nobre" (eu sei que tem, mas quase da forma e com a demora com que é feita, nunca é eficaz e nunca é na mesma medida)...

Consultora Educacional disse...

Gosto muito dos artigos de ótima qualidade do seu Blog. Quando for possível dá uma passadinha para ver nosso Curso de Informática Online. Melissa.

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo