Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Só pode ser a Mãe Natureza que desmonta a Uergs



Governo Yeda não é mencionado em matéria sobre o sucateamento da Universidade estadual

Sim, a Universidade do Estado do Rio Grande do Sul – Uergs – está sendo encolhida e aos poucos, desmontada. Zero Hora fez, na edição dominical de ontem, um apanhado sobre a situação lamentável da Universidade criada (2001) e organizada pelo governo Olívio Dutra (1999-2003), entretanto, não é atribuída responsabilidade a quem quer que seja pela grave situação pelo qual passa a instituição estadual.

O jornal do grupo RBS esquece de determinar o sujeito da oração. Quem encolhe a Uergs? Quem desmonta a Uergs?

Forças ocultas ou forças ocultadas são os responsáveis pela degradação da Universidade?

É óbvio que são forças ocultadas. Zero Hora esconde ardilosamente o sujeito responsável pelo sucateamento da Uergs. A governadora Yeda Rorato Crusius não está desmontando somente a Universidade estadual, mas o próprio Estado. O novo jeito de governar é sinônimo de desmonte da máquina pública, de corrupção em vários órgãos públicos, de desprezo pelo público em favor do privado, de irresponsabilidade com a saúde pública e com a educação de qualidade, de insolências no trato com os temas do funcionalismo, de repressão aos movimentos sociais, de descaso com a legislação ambiental e – sobretudo – do despreparo com a administração pública e o diálogo político e democrático.

Zero Hora omite o sujeito responsável pelo desmonte da Uergs porque é parte solidária desta sabotagem contra o ensino público e gratuito. O grupo RBS é a estufa morna e maternal onde se gerou e cresceu a hoje governadora Yeda Rorato Crusius. Como, então, nomear a responsável pelo dano proposital à Uergs sem se autoincriminar em definitivo?

Fac-símiles: matéria de ZH dominical (29.06.2009). O atual reitor da Uergs, nomeado pela governadora tucana Yeda Rorato Crusius, toma o cuidado de omitir o nome da própria, ao dizer que tem "conversado com o Palácio". O interlocutor dele é o Palácio. O reitor dialoga com o Palácio. O Palácio é o culpado de tudo. O Palácio é mesmo muito feio e mau.

23 comentários:

Carlos Eduardo da Maia disse...

Não vejo porquê o estado do RS, com todos os seus problemas econômicos e financeiros, ser patrocinador de uma universidade estadual. A UERGS foi um dos grandes equívocos do governo Olívio. O vice governador, em seu extinto blog, respondeu uma pergunta que fiz sobre o custo da UERGS. Disse ele: O Estado do RS, despeja cerca de 43 milhões de reais por ano. E atende a aproximadamente 2.300 alunos. Chegamos a um custo por aluno de mais de R$ 1.500 mensais. Mais do que o dobro das mensalidades médias de PUC, Ulbra, UCS ou Unisinos. O custo é alto e o ensino é ruim.

Omar disse...

Imagino a cena: o reitor vai até a Praça da Matriz, atravessa a Duque de Caxias e, levantando a voz, tenta se comunicar com o Palácio. Se for na madrugada é possível que os fantasmas da Governadora respondam. Por que não aprendi a desenhar?

Fabricio disse...

Sou aluno da UERGS em Guaíba e acho profundamente lamentável a atitude do governo do estado com relação à mesma. O rapaz do primeiro comentário não tem a menor noção do que fala. Ele por acaso já foi aluno da UERGS para saber que o ensino é ruim? E já foi aluno quando a universidade era levada a sério para saber se, naquele tempo, o ensino era ruim? Eu já tive aulas na PUC, na UFRGS e na UERGS e posso dizer que as melhores cadeiras que eu já fiz na vida foram na UERGS. Muito provavelmente as piores também foram, principalmente uma ministrada por uma integrante da reitoria atual que não tem o menor interesse nos alunos.
A PUC é um shopping center onde o conhecimento é tratado como mercadoria e acaba não se aprendendo nada. A UFRGS é um pouco melhor.
A UERGS foi talvez a melhor coisa que aconteceu no estado do RS nos últimos 20, 30 anos. Não podemos deixar que ela morra.
Abraço

Suzie disse...

Tá bom Maia!
Explica isto para quem necessita.
Motivo do extermínio da UERGS: "doutos" gaudérios não sabem olhar para o futuro.
Tais "doutos" estão com o ATESTADO de BURRICE na testa.
Todos(as) , isto mesmo, todos(as) que fizeram e fazem discurso do velho estado mínimo: FRACASSARAM.
Taí os fatos, taí o hemisfério norte, taí...taí...
Não vou desenhar.
ACREDITO que não preciso.

jorge disse...

Maia, vc mede a qualidade das coisas com uma trena e uma calculadora de quatro operações.

Cálculo quantitativo não avalia qualidades. Ensino/aprendizado é qualificação não é quantificação.

Anônimo disse...

O Maia é apenas um cretino que repete as mesmas patuscadas, que provávelmente devem ser regiamente pagas, e no caso com o dinheiro público que ele trata coma maior desfaçatez.

É evidente que este governinho corrupto que ele defende, não tem argumentos e ele se vem com a velha cantilena do "investimento privado".

O Rio Grande do Sul é dos ultimos estados em relaçao ao investimentos na educação. Junto com Alagoass e Piaui. Só um cretino para nãio ter vegonha disto.

Em qualquer pais minimamente desenvolvido socialmente só isto já era motivo para uma CPI, um impeachment. Mas aqui com a ajuda do PIG, e algum investimento no Bolsa deputado vão levando coma barriga.

Claudio Dode

Anônimo disse...

São Paulo, Rio, Paraná, Santa Catarina, todos esses estados brancos e sulinos, tão queridos da nossa elite provinciana e racista (anti-nordeste) se equivocam, todos eles tem universidades estaduais.
Segundo nosso o gênio de plantão, palmatória do mundo.
Outra burrada é ter cursos diferentes dos tradicionais (contabilidade e direito) que abundam em tudo que é faculdadezinha de quadro-negro e giz particular do interior.
E que burrada, pesquisar cursos que se combinariam com as necessidades e potencialidades de cada região.
E que burrada oferecer universidade pública na metade norte, onde só existem privadas e comunitárias. Todos sabem que universidade pública perto de casa só para quem vive na metade sul do estado.

Bruno disse...

tive uma ideia genial!

pega esses 150 milhoes que a Yeda deu pra Souza cruz e poe na uergs!

eu sei que cigarros são mais importantes que a educação, mas vamos gastar irresponsavelmente na uergs só de arreganho

eu sou um comunista safado mesmo
quem é o comunista safado?

eu sou

Mario Rangel disse...

Caro Feil, admiro tua visão de mundo e tua posição bem definida, mas não concordo com tua complacencia com o Maia.

Não adiantou limitares as babuseiras que ele aqui vomita em apenas UM COMENTÁRIO por post, pois ele se esmera e, em apenas um comentário, ele agride o bom senso e a convivência com as idéias. Ele agride descaradamente a nós, que visitamos e criticamos tuas postagens, dentro dos limites impostos pelo respeito ao outro.

Nada disso ele respeita e deve estar rindo de ti e de todos nós neste momento, por termos lido o que ele escreve.

Penso que poderias, antes de bani-lo de vez do DG (que ele critica cinicamente naquele bloguezinho dele), limitar a UM COMENTÁRIO POR DIA (e já é demais).

Se não der certo, aí meu caro... é melhor bani-lo do nosso dia-a-dia.

Pense nisso, Feil, nós não aguentamos mais a canalhice deste sujeito.

alex disse...

Deixa o cara comentar.
Faz lembrar o PORQUE devemos continuar atentos.

Neli disse...

Aliás, em especial, todos os investimentos públicos encolheram no RS. Esta diminuição é proporcional ao aumento da corrupção e o reembolso do dinheiro público, por todos os integrantes da aliança que está dentro do Palácio Piratini.
Hoje, presenciamos um desgoverno de Estado sem educação, sem cultura, sem inteligência, sem ética. Estão aí, apenas, serviçais dos poderes privados.

Mario Rangel disse...

Bom, agora vou comentar o post:

Sabem como é que se dá fim a algo que não se quer mais?

Mata-se a míngua...

No caso da UERGS, é assim.

O governo (Rigotto/Yeda) vai tirando verbas, não admitindo professores, acabando com cursos, até que, quando todos reclamam da precariedade, vem alguém e diz: a UERGS não cumpre seu papel.

Pronto!

EXTINGUE-SE a UERGS e ninguém nota, pois ela já não existia mesmo...

Isso não passa de "O vovo jeito de (DES)governar.

Para os amigos do Rei... tudo!
Pros inimigos... forca!

el barto disse...

- "forças ocultadas" é algo...
- palácio feio e bobo, ele é o responsável por essa desgraceira que aí está. demolição já!!!
- qto. ao tal de maia: não tem nem o que comentar, é um papagaio da rbs e do modus pensanti (se é que besta pensa) dos tucanalhas.
- desgoverno tucanalha, o mais CORRUPTO da história guasca, valhacouto do que há de pior na política gaudéria.

Breton disse...

Vou escrever o mesmo que já coloquei no outro blog para o
Maia:

É claro, colocar todo custo de uma universidade que gera além de ensino, por exemplo pesquisa e extensão, e tratar como se fosse "custo por aluno" é de uma imbecilidade tamanha, e reducionismo barato. Além de não analisar os impactos qualitativos, como por exemplo a diferença de pesquisa feita numa univ. estadual ou privada, salários dos professores, funcionários -é, isso é impacto social- é torta até quantitativamente pq coloca no mesmo barco variáveis distintas.

Job disse...

Quando fala mal da UERGS o Feijó é bom para o Maia. Quando fala na desgovernada é um crápula.Realmente "certa direita" não tem jeito mesmo.

Anônimo disse...

O Maia vem aqui para defender a "quentinha", porque o blog dele está às moscas, como sempre.

André F. disse...

HAHAHAHAHAHA...Pô,o blog do Maia fica às moscas........hahahahaha quê carraspâna!!!

Prestes disse...

Para ZH o divino espírito santo sucateou a Uergs.

Anônimo disse...

E o sucateamento da URGS não interessa a ningéum? Por que será hein?

joao disse...

Sr.Feil assino embaixo suas pala vras! Parabéns que DEUS continue abençoando suas inspirações !! Bom Dia!!!

Oscar T. disse...

URGS, anônimo? Óbvio não sabes do que falas! Sem comentários.//
Veja situação do Reitor: sabe do desmanche mas vai fazer o quê? denunciar a chefe? Ficou em tremenda saia justa!

Anônimo disse...

Não me diga bobagens Oscar. Eu frequento a PUC e outro dia precisei entrar na UFRGS. Comparativamente falando é o mesmo que você sair do Shopping Iguatemi e entrar no Camelôdromo do Centro.
O nível intelectual da Universidade Federal é alta graças aos altos QIs de seus alunos filhinhos de papai que estudam de graça por lá, depois de gastarem altas somas em colégios particulares preparatórios. A infra-estrutura é uma desgraça.
Ou estou errado?

André F. disse...

HEHEHEHEHEHEHE!!...

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo