Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

terça-feira, 30 de junho de 2009

Rapazes que nunca quiseram ser brancos



O clássico Cantaloop Island executado por um time raro, nota dez: Herbie Hancock, Freddie Hubbard, Joe Henderson, Tony Williams e Ron Carter. Imbatíveis!

5 comentários:

Mainieri@dmae.prefpoa.com.br disse...

Esses são poderosos. Alguns deles, depois, foram tocar com Miles Davis.
Música que levanta até gente de muleta...(rs)
O melhor jazz dos anos sessenta, sob o selo Blue Note.
Valeu para inicia minha terça-feira.

Ricardo Mainieri

Carlos Eduardo da Maia disse...

Tive o grande prazer de assistir um show do Joe Henderson que lançou o disco Double Rainbow com as músicas do Jobim. E o Blue Note continua ali naquela simpática esquina do Village.

André F. disse...

...É A Melhor versão!!(Não recordo da ver. do Miles Davis...)

Mainieri@dmae.prefpoa.com.br disse...

André:

Creio que Miles não gravou esta música, mesmo.
O que disse é que Hancock, Tony Willians, Ron Carter junto com Wayne Shother, depois, formaram o segundo grande quinteto de Miles.
Joe Henderson, no CD citado pelo Maia, está espetacular, usando um grupo de brasileiros e outro de jazz para homenagear Jobim.

Ricardo Mainieri

André F. disse...

Ricardo: Pô,também não tenho certeza,mas será que Ele(Miles)deixaria passar esta música sem gravar...de qualquer forma,eu supunha que Ele houvesse gravado com um outro grupo de COBRAS,NÃO o citado por tí acima...(por coincidência,ontem ouví Cantaloup Island executada pelo Pat Metheny!!Mais "modesta",porem sempre do- carvalho!!...

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo