Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Grandes companhias farmacêuticas faturam bilhões com a gripe A


É o que informa o insuspeito Financial Times

Algumas das maiores companhias farmacêuticas do mundo estão auferindo bilhões de dólares em receita adicional, em meio à preocupação global sobre a expansão cada vez maior da gripe suína.
Analistas estimam alta significativa nas vendas da GlaxoSmithKline, da Roche e da Sanofi-Aventis, quando elas divulgarem nos próximos dias resultados do primeiro semestre engordados por encomendas governamentais de vacinas contra a gripe e medicamentos antivirais. A informação é do Financial Times.

As novas vendas - ao mesmo tempo em que a suíça Novartis e a americana Baxter, que também produzem vacinas, já divulgaram resultados expressivos - surgem no momento em que o mais recente cômputo aponta para um total de mais de 700 vítimas fatais do vírus da gripe A (H1N1) e para milhões de pessoas infectadas em todo o mundo.

A britânica GlaxoSmithKline (GSK) confirmou que até o momento já vendeu 150 milhões de doses de uma vacina pandêmica contra a gripe (o equivalente ao total anual de vendas de vacinas sazonais contra a doença), a países como o Reino Unido, os EUA, a França e a Bélgica, e anunciou que estava se preparando para expandir a produção.

A GSK também produz o Relenza, um medicamento antivírus que reduz a duração e atenua a severidade da infecção, e está se preparando para ampliar a produção, rumo a uma meta de 60 milhões de doses anuais. O governo do Reino Unido encomendou 10 milhões de doses do medicamento neste ano.

Um dos principais beneficiários do temor crescente de uma pandemia foi a suíça Roche, que vende o Tamiflu, o principal medicamento antiviral usado no combate à gripe, e registra alta considerável nos pedidos de governos e empresas privadas.

Uma pesquisa do banco de investimento americano JPMorgan Chase estimou, na semana passada, que governos de todo o mundo já teriam encomendado quase 600 milhões de doses de vacinas contra a pandemia e adjuvantes (produtos químicos que aumentam sua eficácia). Isso representa US$ 4,3 bilhões em vendas, e existe o potencial de vender mais 342 milhões de doses de vacina, ou US$ 2,6 bilhões, no futuro próximo.

O JP Morgan Chase previu que novos pedidos de antivirais podem elevar as vendas da Roche e da GlaxoSmithKline em mais US$ 1,8 bilhão nos países desenvolvidos e, em potencialmente, mais US$ 1,2 bilhão nas nações em desenvolvimento.

Mas também existem incertezas para os fabricantes de produtos farmacêuticos. Com a probabilidade de demanda superior à oferta e os lotes iniciais de produção sugerindo que o rendimento da vacina contra a pandemia é relativamente baixo, as companhias podem ter de enfrentar escolhas difíceis na alocação de produtos aos diferentes países que estão apresentando encomendas.

As companhias também estão sob pressão para fornecer mais medicamentos e vacinas gratuitamente, ou a preços extremamente baixos, para os países em desenvolvimento.

18 comentários:

cappacete disse...

Essa gripe suína é golpe, é uma gripe normal...

Carlos Eduardo da Maia disse...

Chamem o Serra para quebrar as patentes.

Marluce disse...

Maia,
boa idéia! Mas tem que explicar direitinho ao Serra, quebrar as patentes, não os estudantes da USP, não o ensino de SP, não as finanças do Estado, não a Petrobrás.
Tem que quebrar a pa-ten-te.
Se bem que nesse caso nem ia adiantar, a Roche controla a produção mundial do anis-estrelado que é a base do Tamiflu. Eles estão mais espertos que na gripe aviária né Maia, a bandidagem evoluiu.

André F. disse...

hahahahaha...Se for preciso,essa gente boa traz até a Varíola de volta!!!...

Alexandre Frota disse...

O tal"Maia" agora tambem é "Marluce"...(seu adorável safadinho,você contém mesmo multidões nesse corpinho alquebrado,hein!??)Da-na-din-hoo!!(Na "dinho", ou em qualquer lugar,né!??)

IVO disse...

A Variola não vai ser preciso,mas tem muita praga no estoque e tambem acho que esta gripe não é vicho de sete cabeça!!

Anônimo disse...

A bichinha do André F. agora é Alexandre Frota?
hahahahahahahahaha. Não poderia ter escolhido melhor escroto. Combina com ele.
Esse teu geito ridículo de escrever é incomparável...

Anônimo disse...

jeito com "g" de gay...

André F. disse...

Tú continua puxando assunto comigo,CRÁPULA retardado!!???Volta prá tua moita que eu não quero assunto contigo...PUTO!!!!!Já te avisei...tú toma teu rumo fresco asqueroso!!Ponto final!!

Anônimo disse...

O Maia sempre com uma mentira na ponta da lingua. Ele está sempre com a lingua pronta para qualquer coisa.

Na verdade para quebrar patente tem que chamar é o Jattene.

Claudio Dode

Anônimo disse...

Por falar em José Serra, e como referência para os tucanalhas, que quando se fala em Educação estão sempre com um conteiner para responder, destaco que a USP no governo do Vampiro recebeu para PALESTRA o comunicador Sergio Malandro.

Como dizem os paulistas: - Porra Meu! Pelo menos a Xuxa!

Claudio Dode

João disse...

Maia vá embora! Logo!

Anônimo disse...

O animal coloca acento em tu.
Credo. Sai pra lá.

André F. disse...

"Porra Meu",esse MALANDRO foi criado por um padrasto, um velho General 5 estrelas!!!Diz que na casa do velho era tal qual as estórias d'"Os sobrinhos do Capitão"!!!...

Anônimo disse...

Que desumanidade típica dos porcos capitalistas esta istória das indústrias faraceuticas faturarem com as doenças. Deveriam faturar com o turismo.

Verinha disse...

Recebi por e-mail e acho que veio a calhar com o tema em questão:

"PANDEMIA DE LUCRO

Que interesses econômicos se movem por detrás da gripe porcina???
No mundo, a cada ano morrem milhões de pessoas vitimas da Malária que se podia prevenir com um simples mosquiteiro.

Os noticiários, disto nada falam!

No mundo, por ano morrem 2 milhões de crianças com diarréia que se poderia evitar com um simples soro que custa 25 centavos.

Os noticiários disto nada falam!

Sarampo, pneumonia e enfermidades evitáveis com vacinas baratas, provocam a morte de 10 milhões de pessoas a cada ano.

Os noticiários disto nada falam!

Mas há cerca de 10 anos, quando apareceu a famosa gripe das aves…
…os noticiários mundiais inundaram-se de noticias…

Uma epidemia, a mais perigosa de todas…Uma Pandemia!
Só se falava da terrífica enfermidade das aves.

Não obstante, a gripe das aves apenas causou a morte de 250 pessoas, em 10 anos… 25 mortos por ano.

A gripe comum, mata por ano meio milhão de pessoas no mundo. Meio milhão contra 25.

Um momento, um momento. Então, porque se armou tanto escândalo com a gripe das aves?

Porque atrás desses frangos havia um “galo”, um galo de crista grande.

A farmacêutica transnacional Roche com o seu famoso Tamiflú vendeu milhões de doses aos países asiáticos.
Ainda que o Tamiflú seja de duvidosa eficácia, o governo britânico comprou 14 milhões de doses para prevenir a sua população.

Com a gripe das aves, a Roche e a Relenza, as duas maiores empresas farmacêuticas que vendem os antivirais, obtiveram milhões de dólares de lucro.

- Antes com os frangos e agora com os porcos.

- Sim, agora começou a psicose da gripe porcina. E todos os noticiários do mundo só falam disso…
- Já não se fala da crise econômica nem dos torturados em Guantánamo…Só a gripe porcina, a gripe dos porcos…

- E eu me pergunto: se atrás dos frangos havia um “galo”, atrás dos porcos… não haverá um “grande porco”?

A empresa norte-americana Gilead Sciences tem a patente do Tamiflú. O principal acionista desta empresa é nada menos que um personagem sinistro,
Donald Rumsfeld, secretario da defesa de George Bush, artífice da guerra contra Iraque…

Os acionista das farmacêuticas Roche e Relenza estão esfregando as mãos, estão felizes pelas suas vendas novamente milionárias com o duvidoso Tamiflú.

A verdadeira pandemia é de lucro, os enormes lucros destes mercenários da saúde.

Não nego as necessárias medidas de precaução que estão sendo tomadas pelos países. Mas, se a gripe porcina é uma pandemia tão terrível como anunciam os meios de comunicação;

Se a Organização Mundial de Saúde se preocupa tanto com esta enfermidade, porque não a declara como um problema de saúde pública mundial e autoriza o
fabrico de medicamentos genéricos para combatê-la?

Prescindir das patentes da Roche e Relenza e distribuir medicamentos genéricos a todos os países, especialmente aos pobres, essa seria a melhor solução.


PASSEM ESTA MENSAGEM POR TODOS LADOS, COMO SE TRATASSE DE UMA VACINA, PARA QUE TODOS CONHEÇAM A REALIDADE DESTA “PANDEMIA”."

E era isso.

André F. disse...

...Realmente,se esse Rumsfeld tá presente a coisa é de arrepiar!!Esse é pior que o R.Macnamara!Imagine em que nível se dão essas decisões entre esses nazistas.E se voce falar de acabar com isso,vem os Assassínos economicos e te...Kaput!!hehehe

João disse...

Eu achava que ia morrer muita gente,mas a tuberculose mata mais!

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo