Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Via Campesina se manifesta sobre a última do coronel Mendes


Nota à Sociedade do Rio Grande do Sul

O Governo Yeda Crusius tem se caracterizado pelo uso da violência para tratar das questões sociais e pela corrupção nos diferentes níveis de governo. A denúncia das conversas telefônicas entre o Coronel Paulo Mendes e os envolvidos nos desvios de recursos públicos, revelado pela Polícia Federal, só comprovam o que já havíamos afirmado de que a violência é a ferramenta utilizada para defender os interesses políticos e pessoais dos integrantes deste Governo.

O Coronel Mendes deixa a Brigada Militar sob a marca de descontrole na relação com a população e com os movimentos sociais, pelo uso indiscriminado da força e a incapacidade de dialogar com qualquer setor.

Agora, confirma-se que a mesma força e intransigência, com que combateu os movimentos sociais não foi usada para combater a corrupção e a prevaricação. Nos perguntamos se o aparelho da Brigada Militar não teria sido usado também para retribuir os favores devidos pelo Coronel Mendes.

Questionamos ainda a indicação do Coronel Mendes para o Tribunal Militar, uma vez que as denúncias revelam comportamentos e vínculos que não correspondem ao perfil e a função que deve cumprir um juiz.

A Via Campesina espera que as investigações apurem quais são as relações entre o ex-comandante da Brigada e a quadrilha que assaltou em pelo menos R$ 44 milhões os cofres gaúchos, assim como todos os casos de corrupção que assolam o Governo do Estado.

Via Campesina/Rio Grande do Sul

4 comentários:

Anônimo disse...

Num estado sério, e minimamente "socialmente desenvolvido", enquanto não for completamente esclarecido o grau de intimidade do ex-comandante da Brigada Militar com o indiciado "Chico" (é assim que le meigamente chama o "indiciado); e mais eclarecer que tipo de bandido ele anda falando na rua, e que tipo de conversa, e o nivel de intimidade que mantém com os meliantes em geral, não poderia nunca ser nomedo para o Tribunal de Justiça Militar, ou qualquer outro cargo público.

Claudio Dode

Ary da Silva Martini disse...

Via Campesina X Via Maracutaia (organização fraudulenta surgida no Rio Pequeno do Sul, com ramificação nos três poderes).

edu disse...

Uma governadora que frauda credores...

Um juiz que bate e manda bater...nomeado por um criminoso...

Até quando meu Deus???

Anônimo disse...

O interessante é que aquela "certa direita" virulenta se ausentou do blog o que é muito bom, principalmente para o andamento de uma discussão mais sadia.

Espero que com a revelação da verdadeira cara do Cel. Mendes, os seguidores da "Via Maracutaia" fiquem um pouco mais no limbo, ou, sei lá na lama, que é o berço natural deles.

Claudio Dode

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo