Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Lula rebaixa-se cada vez mais à direita brasuca


Cumpriram-se as ordens de Mendes, o desejo de Jobim e o sonho de Dantas

Ontem, o presidente Lula ficou menos presidente. Sucumbiu ao presidente do STF, Gilmar Mendes, ao ministro Nelson Jobim, e ao criminoso do colarinho branco e banqueiro, Daniel Dantas.

Depois de quatro meses de negaças, bem ao estilo de Lula, ontem foi defenestrado do governo o diretor-geral da Abin (Agência Brasileira de Inteligência), o delegado Paulo Lacerda. Exoneração desta monta no intervalo do Natal e do Ano-Novo cheira a ocultamento de algo reprovável ou temerário.

E é.

O delegado Lacerda foi afastado por Lula do comando da Abin no dia 1º de setembro, após a revista "Veja" ter publicado reportagem sobre um grampo que teria sido realizado pela Abin de uma conversa entre o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Gilmar Mendes, e o senador Demóstenes Torres (DEM-GO).

A revista do grupo Abril (família Civita) começou a circular com a falsa denúncia de grampo no domingo, dia 31 de agosto. No mesmo dia, Gilmar Mendes, articulado com Nelson Jobim, exigiu do presidente Lula uma reunião para tratar do caso. Lula atendeu-o prontamente, e a reunião foi realizada na manhã de segunda-feira, 1º de setembro, na sala presidencial do Palácio do Planalto. Um dos resultados desta fatídica reunião foi o afastamento do delegado Lacerda da direção da Abin, atendendo ordens de Gilmar Mendes, o desejo de Nelson Jobim e o sonho de Daniel Dantas.

O período de afastamento do delegado vencia ontem. Duas semanas atrás, o GSI (Gabinete de Segurança Institucional) arquivou sindicância para investigar a participação de agentes da Abin no episódio. O gabinete diz não ter encontrado provas contra os agentes. A gravação dos alegados grampos contra a dupla Gilmar Mendes/Demóstenes Torres nunca apareceu. Ninguém sabe como a revista “Veja” teve acesso a algo que sequer existe.

Hoje, fica tácito que tudo não passou de uma armação para precisamente derrubar o delegado Lacerda da Abin.

Daniel Dantas, banqueiro e criminoso, já havia tentando derrubar o delegado Lacerda da direção da Polícia Federal, conseguiu apenas fazê-lo cair para cima, quando o delegado foi indicado para dirigir a agência de inteligência.

Mas, agora é definitivo, Daniel Dantas, ainda que por vias transversas e periféricas, obteve pleno êxito no afastamento de um agente público que o incomodava e atrapalhava seus business heterodoxos que envolvem inúmeros figurões (e figurinhas) da institucionalidade brasileira.

Desde ontem, muitos - à sombra da República - bebem champanhe em comemoração à queda definitiva do delegado, enquanto isso, o presidente Lula apequena-se no cargo que ocupa.

13 comentários:

Francisco Goulart disse...

E o Gilmar Mendes vai ser vice do Serra.

Anônimo disse...

Lacerda prestou bons serviços ao PT na época do mensalão, não podia sair por baixo. Lula criou um cargo para ele ficar quietinho lá em Portugal.
Um dia o povo vai saber de tudo, um dia, se Deus quizer.

Cel

Salete disse...

Acho que já assisti algo parecido naquele filme brasileiro sobre a vinda da família real para cá.Quando a Carlota arranjava um amante,o D.João arrumava uma promoção para ele e o mandava para assumir um cargo lá no ...do mundo !

Malacara disse...

onde estão os lulistas, pra comentarem mais essa do líder?
nem o frouxo do FFHH teria atitude tão frouxa

ex-petê disse...

Na realidade Paulo Lacerda foi é promovido! Vai ficar pelo menos dois anos em férias na Europa, com direito a casa e outras mordomias pagas pelo erário. E,ainda por cima vai ganhar diárias em Euros ou Dólares sem tributação/IRPF.

Quem em final de carreira não gostaria de ser defenestrado na Europa, com tudo pago pelo governo Lula/PT?

Anônimo disse...

Tarso articulou nomeação de Lacerda para novo posto
De Renata Giraldi, no UOL:
A nomeação do delegado Paulo Lacerda como adido policial na embaixada do Brasil em Portugal, após sua exoneração da direção geral da Abin (Agência Brasileira de Inteligência), foi articulada pelo ministro Tarso Genro (Justiça) e concluída por seu interino Luiz Paulo Barreto.
A Folha Online apurou que a exoneração de Lacerda foi pedida pelo próprio delegado, que considerava seu retorno à função inviável.
Lacerda tem 60 dias para assumir a nova função em Portugal. No lugar dele na Abin ficará delegado Wilson Roberto Trezza, que substituirá interinamente Lacerda no cargo de diretor-geral. Leia mais em: Tarso articulou nomeação de Lacerda para posto em Portugal após exoneração

Anônimo disse...

Ô, Malacara. Entre o Lula e a comunidade da espionagem eu fico com o Lula.

Anônimo disse...

Este blog pretende comentar a altura dos prédios de 72 metros aprovada pela Câmara Municipal ontem para o Grêmio ou a munição de vocês é só contra o Pontal do Estaleiro e seus míseros prédios de 40 metros?

Anônimo disse...

É, Gilmar Dantas, como quer Noblat, venceu de novo. Chamou às falas o presidente, sem nenhum voto!
armando

marcelo disse...

Partindo da premissa de que o Lula nao eh nenhum boboca, fica a pergunta: de onde Mendes e sua turma tiram tanta carta detras da manga?

dos quatro ocho disse...

Quem repassa carta de manga é Jobim, Marcelo.

Anônimo disse...

Ia fazer um comentário. Reli o post e como não tinha nada ao lado para vomitar ... bem, tinha uma bandeirinha vermelha daquelas antigas com uma estrelinha... aproveitei... o comentário fica para depois...

Flics

Anônimo disse...

O perigo é o Mendes, e a cambada que defende e esconde

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo