Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

O vento e o lixo


O litoral guasca é coisa pra macho

Dias atrás dei uma recorrida no Litoral Norte. Entrei via Cidreira e percorri praticamente todas as praias, até Torres. Na natureza se destacam o vento forte e constante, molhado de maresia e um mar achocolatado, revolto e gelado. Coisa pra macho. Na paisagem urbana uma arquitetura pobre e repetida, muito lixo em terrenos baldios, lixo nas ruas, lixo nas poucas calçadas, o que denota a existência de um poder público que está se lixando para moradores e turistas, e uma novidade que cresce como cogumelo: condomínios fechados, muros altíssimos, com nomes que nada significam mas demonstram fantasias povoadas de monarcas, nobrezas e imaginários pré-capitalista e pré-republicano.

Passei por um condomínio cujo nome é Condado da Riviera, uma mescla tola de ignorância com desorientação. Falei com um zelador que estava visivelmente assoleado, sentado num abrigo inútil, na portaria do tal Condado:

- O senhor pode me dizer onde mora o Conde?

Ele nada respondeu. Acho que estava sofrendo uma forte insolação.

13 comentários:

Anônimo disse...

E vão proliferando, esses condados, mais que mosquito da dengue. Em geral, pelam a paisagem, mas deixam uns três gerivás na entrada, para que depois, nas vendas,as fotos possam atestar a idoneidade ecológica dos condes (o zelador não te respondeu porque não sabia a quem te referias, visto que entremuros são todos condes).
Rita

Ary da Silva Martini disse...

A "condessa" mora na Praça da Matriz, e não "bate" bem.

Carlos Eduardo da Maia disse...

Os alcaides das praias guascas seguem a mesma tibornice de sempre: falta charme, falta forma, falta conteúdo nas praias marrons do extremo sul brasileiro. Vale o custo benefício? Deve valer porque elas ficam cheias no verão. A estrada do mar democratizou o lazer gaúcho. Antes quem conseguia acessar Torres era uma minoria, hoje é todo mundo. E que bom que é todo mundo, mas falta charme, falta conteúdo, falta forma.

Anônimo disse...

O Conde d'eu?

Anônimo disse...

Bem, as Condessas continuam dando...

Anônimo disse...

Esta cor "chocolate" no litoral será que não tem nada com aquele apartamento que foi vendido para "pagar" o laranja?

Anônimo disse...

ola toia aqui é o janu. quero dar meu testemunho, já que moro na valorosa Dom Pedro de Alcântara. Voce sabe que o prefeito eleito de Capão da Canoa é do PT, e como vereador lutou incansavelmente contra os condominios dos "condes" e a população local reconheceu seu trabalho elegendo-o prefeito. Esperamos que dê combate firme nessa corja que polui e destroi nosso ecosssitema.

Anônimo disse...

O problema meu caro januario é que estamos (nós, o PT) colocando muita esperança sobre o valorozo Amauri e sinceramente não sei se ele consegue se desdobrar na administração haja visto as terriveis forças que sempre dominaram Capão, notadamente este turma dos condes, alem de ter pouquissimo apoio na camara municipal. A grande vantagem dele é o apoio das vilas e das camadas mais pobres que crescem a olhos vistos,,,um exemplo é aquela vila passando a PRE, a esquerda sentido Poa-Torres. Uma questão me me chamou muita atenção nele foi a composição dos secretarios, parece qe esta bem alicercado por boa equipe, mas tb pela capacidade de dialogo com os grupos organizados da região (agricultores, pescadores, pastorais, associaçoes de bairros e etc), Tem muito prefeitinho de cidadezinha Anal que depois que ganhou a eleição so se consegue falar marcando hora e com antecedencia, o Amauri pelo contrario, nos ultmos 20 dias tive a possibilidade de acompanhar algumas conversar dele com o povão e pareceu um homem bem intesionado, mas que vai ser dificil a peleia ali, a isto vai... Pampeano

marcelo disse...

Alguém nesse blog afirmou há algum tempo que quem tem uma casa dessas na praia deveria ser "acoitado à moda romana". Pois eu repito a frase do nosso amigo com a conviccao dos bravos.

edu disse...

Muias das mansoes q existem no nosso litoral foram financiadas pelo BNH.

Ter dinheiro nao é defeito, dinheiro suado e ganho lutando no mercado.

Ter uma casa dessas na praia nao me parece um problema, PROBLEMA é DESVIAR RECURSOS PUBLICOS PARA TER UMA CASA DESSAS.

Se começarmos a perseguir as pessoas que investem em casas e aptos no nosso litoral vamos conseguir é empobrecer ainda mais a regiao.

Apesar da agua nao ser transparente, o mar é muito piscoso, cresci veraneando naquele mar...e sonhava o ano todo, esperando o dia de "ir pra praia"!!!

gustavo disse...

O litoral gaúcho além de feio é muito maltratado pelas administrações públicas que só querem saber de abrir as pernas pros especuladores imobiliários e incorporadores. O deputado Padilha ficou rico vendendo terreno na praia, tendo feito a tal de Nova Tramandaí, hoje um lixo só.

Anônimo disse...

Tal pai tal filho.

Anônimo disse...

O litoral gaúcho é lindo, pra quem tem olhos pra ver. Sempre amei essa paisagem imensa, com água azul marinho e dunas. Mas cadê as dunas? Cobertas pelos condes e seu proverbial mau gosto. Os condes, esses que odeiam as corujas que os impedem de ficar embriagados à luz dos fogos de artifício. Esses que, quanto menos capazes se tornam de apreciar a beleza, mais precisam erguer muros e se embriagar. Recebam minhas simbólicas sapatadas (minhas sandalinhas dos dois pés) em suas distintas ventas.

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo