Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

terça-feira, 25 de março de 2008


O PT só pensa naquilo

Ontem, o diretório nacional do PT - seguindo orientação do presidente Lula – abriu a possibilidade de alianças com o PSDB nas eleições municipais deste ano. Mas os dirigentes do ressuscitado Campo Majoritário (que, como o PFL/DEM, mudou de nome) impuseram pelo menos duas condições desimportantes: essas alianças terão que ser aprovadas pela Executiva nacional e não devem ter qualquer relação com a disputa presidencial de 2010. O que significa que, se os dirigentes petistas entenderem que a aliança entre o governador de Minas Gerais, Aécio Neves, do PSDB e o prefeito petista Fernando Pimentel, em Belo Horizonte, por exemplo, tem “caráter programático” [o que será isso?] e visa a projetos políticos futuros [muito vago!], ela será barrada.

Pela resolução aprovada ontem, toda proposta de aliança com o PSDB e DEM em Capitais, em cidades com mais de 200 mil eleitores e onde houver transmissão de programa eleitoral do PT terá de ser avalizada e passar pelo crivo da Executiva nacional. “A priori não há veto ao acordo de Minas Gerais. A posição do diretório é avocar a decisão final para a Executiva”, disse o presidente nacional do PT, Ricardo Berzoini (foto).

Para Berzoini, o que pode determinar o veto é o entendimento de que há tentativa de aliança programática [o que será isso?] entre o PT e o PSDB. Além de Pimentel, outros beneficiados são os governadores de Sergipe, Marcelo Déda, e da Bahia, Jaques Wagner. Estas informações estão nos principais jornais do País, hoje.

.........

Como já vínhamos chamando a atenção aqui neste blog, desde que ele foi criado há dois anos, o PT cada vez mais esquece os seus objetivos estratégicos e adota políticas pragmáticas pautadas exclusivamente por agendas eleitorais. Vai para o vinagre o PT estratégico-ideológico e passa a vigorar a linha dos que pensam a política como pura tática de ocasião. Ontem, a reunião da Executiva nacional petista decretou o novo advento do PT de resultados.

Agora é definitivo: no Partido dos Trabalhadores, pensar o futuro, é pensar as próximas eleições.

16 comentários:

Guga Türck disse...

Amigo Cristóvão.
Mais do que na hora de se montar um novo partido... O PT dá mostras cada vez maiores de que está morto, enterrado e de que não tem condições (não que não queira, porque tem muita gente que quer) de sair dessa situação.
O problema é: será que lideranças históricas teriam fôlego para agüentar essa nova empreitada?
Teria-se, então, que apostar na juventude... Bom, daí, é um partido nati-morto, pelo que presenciei nesses últimos anos que participei do movimento estudantil.
E aí?
Que solução?
De um lado "velhos cansados", até certo ponto acomodados com sua situação na legenda, de outro, jovens políticos fisiologistas, que apenas aguardam a oportunidade certa para abandonar ideais defendidos tão ardorosamente em mesas de bar da Cidade Baixa e se juntar às fileiras dos engravatados da política nos restaurantes da high society midiática guasca...
Tá braba a coisa!

Carlos Eduardo da Maia disse...

Só uma perguntinha: o que são os objetivos estratégicos do PT?

Anônimo disse...

Os objetivos estratégicos de qualquer partido ou organização que lute por uma nova sociedade são as Utopias. O PT arquivou isso tudo. O lulismo só pensa no voto. Belo artigo, Feil!


carlos motta (rio)

Anônimo disse...

É só passar as eleições deste ano e tchau PT. Minhas utopias estão sem partido.

Anônimo disse...

Amigos e ex-colaboradores do ex-secretário de segurança do RS, José Paulo Bisol, foram levar uma proposta à direção estadual do PT, de se fazer uma homenagem a ele, tendo em vista a sua enfermidade.
A direção regional petista recusou a proposta alegando que não era hora.
Até a solidariedade os petistas oficiais estão perdendo pelo caminho.

gustavo

Anônimo disse...

O sonho zéfiní, cabroada!


Cavalcanti

Anônimo disse...

Mas que cara de pelanca!

Carlo Buzzatti

Carlos Eduardo da Maia disse...

Essas utopias e essas estratégias, então seriam aquelas escritas na Circular do Diretório Nacional do PT justificando sua posição frente á Constituição de 1988: O PT como partido que almeja o socialismo é por natureza contrário à ordem burguesa, sustentáculo do capitalismo (...) rejeita a imensa maioria das leis que constituem a institucionalidade que emana da ordem burguesa capitalista, ordem que o partido justamente procura destruir.... ?

Carlos Eduardo da Maia disse...

O Guga resumiu muito bem exatamente o que eu acho do PT e da militância de esquerda: a juventude não está minimamente interessada em utopias e estratégias. Ela quer é ingressar no mercado de trabalho, ter uma boa graninha extra para tomar bons chopps na cidade baixa e comprar um carrinho de 60 parcelas, ela quer participar da farra da sociedade de consumo e do fetiche da mercadoria. O revolucionário barbudo, aquele que enche o saco de todos com discursos ideológicos, virou definitivamente uma figura do passado.

Eduardo Martinez disse...

Guga, acho que ainda não é a hora. Primeiro, Dilma presidenta. Depois sim, a Frente Popular pode virar partido. Afinal, foi ela que salvou o governo do Zé Dirceu. Se a mudança acontece agora, pode ressucitar alguns mortos e provocar retrocesso.

Gilmar da Rosa disse...

Esta postagem é uma pérola. Como tenho uma fama de ovo de avestruz, este raciocínio me desperta uma vontade incontia de sabotagem "A eles", será? Vou botar mais gelo no meu trago. Me instigaste a novas atitudes e reflexões que venho amadurecendo. Parabens pelo texto. Grande e fraterno abraço.

Guilherme Mallet disse...

Eu gostaria de saber o que mantém a "esquerda" do PT lá dentro? Apego à sigla?

claudia cardoso disse...

Eu li uma resposta do Lula, na qual ele dizia ser problemática a coligação PSDB/PT, inclusive em BH. Irei buscar essa informação para postar aqui.
Que coisa!

claudia cardoso disse...

Completando: que coisa esse partido!!!!

Anônimo disse...

Pois é...ultimamente venho sendo censurado por aqui..de qualquer forma vamos de novo...
Um partido viavel, pela esquerda necessitaria de 20 anos para atingir algum grau de maturidade e de alcançe nacional..isto se já nao houvese existido o PT. A partir de agora a midia burguesa/capital nao vao deixar "outra cobra se criar". Assim como a historia nos ensina, devemos lutar dentro e realinhar o PT no seu lugar. È facil? Com certeza nao, mas para quem, como eu que fugiada brigada em manifestações na UFRGS nos anos 80, que fazia campanha pro Olivio com papel juntado em lixo de empresa, é só mais uma luta...
Um abraço revolucionario!

Anônimo disse...

Pois é...ultimamente venho sendo censurado por aqui..de qualquer forma vamos de novo...
Um partido viavel, pela esquerda necessitaria de 20 anos para atingir algum grau de maturidade e de alcançe nacional..isto se já nao houvese existido o PT. A partir de agora a midia burguesa/capital nao vao deixar "outra cobra se criar". Assim como a historia nos ensina, devemos lutar dentro e realinhar o PT no seu lugar. È facil? Com certeza nao, mas para quem, como eu que fugiada brigada em manifestações na UFRGS nos anos 80, que fazia campanha pro Olivio com papel juntado em lixo de empresa, é só mais uma luta...
Um abraço revolucionario!

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo