Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

segunda-feira, 3 de março de 2008


Governo Lula ainda não se manifestou sobre a invasão do Equador

É patética, para dizer o mínimo, a postura do governo Lula sobre a incursão de militares da Colômbia em território do Equador. É inépcia. Não importa se telefonemas foram feitos. Há de haver uma manifestação oficial. E não houve mais de 48 horas depois do incidente. Um incidente que aconteceu na vizinhança do Brasil. Causado por um país que tem uma longa fronteira com o Brasil.

De acordo com o jornal colombiano El Tiempo, a França disse que a notícia da morte de Raúl Reyes "não é uma boa notícia". A Alemanha pediu prudência. O ministro de Relações Exteriores da Itália, Massimo D'Alema, disse: "A operação militar colombiana no exterior nos surpreendeu muito e nos deixou preocupados e perplexos."

"Uma operação desse tipo resulta em contradição com o esforço para abrir um canal diplomático" com as FARC e com isso "se criaram graves tensões na América Latina."

"A Argentina está muito consternada e preocupada diante de uma evidente violação da soberania de um país da região como é o Equador", disse uma fonte do governo de Cristina Kirchner ao jornal colombiano.

Michelle Bachelet, do Chile: "A fronteira e os limites dos países estão baseados em muitos acordos internacionais e é uma situação de extrema delicadeza que se possa invadir (a fronteira) com qualquer objetivo, legítimo ou ilegítimo."

"Nos preocupa tremendamente. Lamentamos e não podemos concordar com que não se respeite a fronteira, por qualquer razão e, sobretudo, porque o Equador se sentiu agredido com esta intervenção", afirmou a presidente do Chile.

"Temos a esperança de que todas as partes se comportem com a devida prudência para evitar que a crise se agrave", disse o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Alemanha, Martin Jäger, em Berlim.

"Não é uma boa notícia", disse Bernard Kourchner, ministro francês das Relações Exteriores. "O homem com o qual falávamos e tínhamos contato foi morto" (foto), afirmou.

E o governo Lula? Oficialmente, nem um pio. Em vez de liderar, está sendo liderado.

Pescado integralmente do ótimo blog do Azenha, Vi o mundo.

16 comentários:

Anônimo disse...

O sombra saiu das sombras e agiu em nome do império, invadindo o Equador e, com isso, tripudiando sobre a soberania de um país vizinho. Intolerável.

armando

A CARAPUÇA disse...

Essa é a lamentável política de comunicação do governo Lula e do PT. Depois que os fatos foram esgualepados até pelo pipoqueiro da esquina e de muito desgaste, vem uma nota oficial, completamente descontextualizada.

Carlos Eduardo da Maia disse...

Se o governo do PT emitir uma nota de apoio às FARC, tudo o que a extrema direita diz do PT, aquelas histórias de Foro São Paulo etc. vai se confirmar. O governo do PT não vai deixar essa bola picando para a oposição chutar na eleição deste ano.O governo do PT vai se manter distante e equilibrado. Chávez está atacando Uribe porque sabe que no computador de Reyes muita coisa existe e a casa pode cair, porque o mundo está testemunhando que existe sim uma íntima ligação e sintonia entre o narco- terrorismo que mata e sequestra e a república bolivariana da Venezuela. É bom, muito bom que esses fatos venham a tona e as pessoas possam conhecer quem são e de que lado estão os atores dessa peça de xadrez.

Anônimo disse...

Pra você ver, hoje, dia 2 de março, apesar de seu post, e enquanto tantos governantes que não têm nada a ver com a história dão entrevistas à imprensa internacional, o governo Lula articulou uma reunião extraordinária da OEA e uma comissão para avaliar a situação e encontrar uma solução pacífica e diplomática. Como convém a um governo sul-americano que se respeita, respeita a soberania de outros países,se esforça pela integração regional. Vera Borda

Eduardo Martinez disse...

Não é quando. É o que. Não é na mídia. É na prática. O que está em jogo é muito mais do que quem chegou antes. É o que vem depois.

Anônimo disse...

Exato! E no computador de Reyes, possivelmente comprado em Miami e abastecido com dados fornecidos por "Jack Bauer" e sua agência anti-terrorista, também devem estar os planos de construir uma bomba atômica para jogar em Washington junto com Chavez (tudo em menos de 24 horas). Pessoas que estão há quarenta anos mantendo uma guerrilha na selva não produzem este tipo de erro estratégico/tático (para lembrar-mos do xadrez). Os guerrilheiros da Farc erraram sim e pagaram com a vida, quando subestimaram a capacidade do americano em usar subordinados para fazer o trabalho sujo (toda a america e patrulhada, inclusive isto que estamos escrevendo aqui em um site norte-americano). É até risível que em 2008, século XXI, tentem jogar para cima de nosoutros truques deste tipo. Isto era possível em 1940, quando a mentira andava a galope. A boiada que vê JN e lê Veja talvez ainda acredite! Só que o problema transcende a simples retórica. É sério e pode levar a uma guerra ao lado do Brasil! Cautela!

Anônimo disse...

Sim, e qual é novidade no comportamento do Lula? Tão esperando o que? Se depois desses anos todos ainda esperam alguma coisa, sinceramente...é mais fácil acreditar no Edir Macedo!

Anônimo disse...

Ô Vera Borda!

Como assim "governantes que não tem nada que ver com a história"? Quer dizer que outros chefes de Estado não podem manifestar-se quando a paz mundial está por um fio?

Que formação vc. tem, minha filha?

Acho que a leitura da Veja está lhe embotando a mente.

Lustosa

alan disse...

Bom, o maia acredita no coelhinho da pascoa tb.

Imagina se um guerrilheiro experiente, numero 2 das farc, vai ficar escrevendo no seu computador q fulano de tal deu tantos milhões de dolares para a organização, que o presidente beltrano é seu amigo etc.
Acorda!
A cia apoiou a operação e agora faz o jogo da propaganda, soltando notas na imprensa mundial para justificar a ação e deslegitimar a reação do equador.
Ah, e logicamente pra dizer q o chavez é terrorista!

Carlos Eduardo da Maia disse...

O domicílio de Reyes e do pessoal das FARC é a selva. E eles estavam de pijama em solo seguro, território equatoriano, quando foram atacados. E mais, o ministro do Equador já reconheceu que se encontrou com Reyes. Esse encontro estava marcado na agenda apreendida. Chávez, seu pupilo Correa e FARC fazem parte todos do mesmo campo político. Todos estão do mesmo lado e isso o povo da América Latina está testemunhando.. O episódio é salutar exatamente por isso. Estão caindo os pingos nos is.

Eduardo Martinez disse...

Ô Lustosa, e tu, quais informações tens? Aqui ninguém é burro. Apresenta teus argumentos para o debate, mas sem essa de ser dono de verdades inacessíveis aos simples mortais. Já vimos esse tipo de coisa quando a Revolução Francesa meteu o pé nas portas do dos templos dos seres superiores que tudo sabem e nada dizem, só censuram e manipulam. O Lula comete muitos erros, o que é normal. Difícil é engolir a arrogância de quem só sabe dizer o que está errado e esquece deliberadamente de projetar cenários possíveis caso suas sugestões fossem aplicadas. Me apresenta uma que garanta as conquistas do governo Lula e os avanços que propões? Uma só. Eu tenho visto ao longo da minha vida um monte de cartilhas e teóricos que ensinam tudo a todos, mas não aprendem nada. Dez culpas, mas não venho ao Diário Gauche para arrumar votos e simpatias. Por favor, menos arrogância. Se chegas ao ponto de preferir o Edir Macedo ao Lula, sinto muito, perdeste senso, e eu te direi no entanto, enquanto houver espaço, corpo, tempo e algum modo de dizer não, eu comento.

Anônimo disse...

Ô Martinez vc. é a favor de o Brasil do Lula vender bombas cluster para os vizinhos "amigos"?
E o neolulista Jobim fazer olho branco para esse absurdo?

Lustosa

Anônimo disse...

Agora, sim. Lula e seu governo condenaram a Colômbia e exigiram pedido de desculpas. Melhorou muito.

armando

Eduardo Martinez disse...

Lustosa, eu acho que vender armas é ser cúmplice de qualquer morte provocada por elas. E também que nosso país carrega no lombo o genocídio da nação paraguaia, como pau mandado dos ingleses. O Jobim é o fim da picada, sem dúvida. É bom que fique claro, falei da arrogância na forma de apresentar tuas observações, não estou te rotulando de pessoa arrogante. Sei que em diversas situações, no calor da luta, usamos palavras que poderiam contribuir mais se melhor adequadas ao contexto. Não disse que Lula é perfeito, disse apenas que vejo o governo e o projeto político que ele representa como um espaço de consolidação das nossas instituições republicanas democráticas. Porque, pelo que vivi até agora, é a única maneira de evitar no futuro presenças exdrúxulas, como a do Jobim, por exemplo, em um governo popular e democrático. Sobre a venda de armas, há uma questão que ambos não podemos resolver aqui no espaço Gauche: a conjuntura internacional. Se nosso país abrir mão de produzir determinados armamentos estratégicos, para assegurar nossa soberania, fica refém dos que produzem, pois esses não "entregam toda a rapadura tecnológica" (o pacote). E se produz por essa razão, pela mesma conjuntura não pode se negar a negociar com os interessados. Essa é uma situação que só pode ser alterada fortalecendo as mesmas instituições republicanas democráticas nos demais países, criando condições propícias para a hegemonia da civilização sobre a barbárie. É por isso que o crime organizado internacional (a indústria armamentista e seus departamentos: narcotráfico e terrorismo de estado), que tem em Hollywood e na mídia suas máquinas de propaganda com a tática clara de estimular culturalmente o império dos sentidos em detrimento da república dos sentimentos humanos e humanitários e, obviamente, a estratégia nítida de transformar seres racionais em animais sem freio ou noção de responsabilidade para continuar enfiando goela abaixo do planeta a idade média em pleno terceiro milênio. Essa é a conjuntura que a CIA constrói no anonimato e é essa conjuntura que devemos analisar em espaços como o generosamente oferecido pelo sociólogo Cristóvão Feil. Por isso ando por aqui, na minha ignorância consciente, armado da razão na maioria das vezes sem razão. O importante é que durmo tranquilo porque não me omiti. Meu caro, acho que devemos cuidar desses espaços como de um filho. Se tem lugar aqui até para o Maia, acho que a Vera não é e nem só Borda, ela usa os cinco sentidos, pensa, sente, avalia e se manifesta. Portanto, ela é também Vera Conteúdo. Dez culpas pelo trocadilho, Vera e Lustosa. Mas é fraterno e para valorizar o que ainda temos de mais sagrado: nossa democracia e liberdade de expressão, apesar de tudo.

Anônimo disse...

...e o Maia sempre consegue ser divertido... rsss

Anônimo disse...

Eu me dou ao trabalho de ler esse blog e esses comentários todos, escrevo o que penso e recebo recadinhos ridículos, grosseiros e mal-humorados de gente que pensei que fosse de esquerda, mas estou vendo que me enganei. Vocês são grosseiros como qualquer psolista, pstuista que se aliam com as críticas das oposição e não conseguem enxergar à direita, onde estão os verdadeiros inimigos. Pra mim chega! Já tem muito blog e site que se acha de esquerda e se junta com a oposição de direita e com a mídia golpista. Vocês devem estar irados porque, hoje, Equador e Colômbia chegaram a um acordo na OEA, como o governo Lula esperava. Gente que não sabe o que é fazer política no mundo real, só no micro.Vera Borda

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo