Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

sexta-feira, 6 de junho de 2008


Yeda sangra

A governadora Yeda Crusius (PSDB), se tiver um resto de decência cívica, renuncia nas próximas horas, caso contrário ficará sangrando de forma permanente.



40 comentários:

Maria Alice Custódio disse...

Tem que ir presa!

Milton Ribeiro disse...

Companheiro Feijó!

Anônimo disse...

Vamos prá rua 'impicha' a anta e o feijó!

Anônimo disse...

E a nota do PMDB, com a assinatura do Turco e do Padilha, que maravilha, vão processar o Busatto. Essa briga vai longe. A alinça anti-pt se estilhaçou.

ORSON disse...

Não renuncia. Pago cinco por um.

Anônimo disse...

Ela não vai renunciar...primeiro vai chorar na tevê...vai clamar por forças superiores e depois vai tentar fritar o feijó para salvar o PMDB, o PP e o que puder...o vice vai ser chamado de louco e a RBS vai dizer que ela é uma santa...acho que o único modo é a luta na rua...tem que ir lá para a frente protestar até o s bicho sairem pelos fundos...e é preciso chamar eleição para o Governo....urgente....

Anônimo disse...

também acho que nao renuncia, porque se vendeu no inicio da campanha, é um fantoche, nao toma decisoes, e quem manda, vai deixar ela ser apedrejada, ninguem mandou se vender dona yeda...

panoramix disse...

Não tem mais sustentação parlamentar! Não tem como governar! Ninguém que ficar perto de um governo leproso! Se não renunciar pode sofrer impedimento! O pior de tudo é que o epsódio da casa no qual tanto Fabiano Pereira bateu (e eu achava que era só um factóide politico) parece ter algum fundamento! Acabou!

Anônimo disse...

A situação só vai mudar se o povo tomar a frente do Palácio e mostrar sua indignação, caso contrário veremos mais uma vez a RBS limpar a cena e compor a imgem dessa gente desavergonhada!!!
É hora da oposição mostrar que fala em nome do povo dentro da AL!!!
Arminia

panoramix disse...

Este poderoso quadro de "Artemisia Gentileschi" poderia ser complementado com O Juízo Final de "Hieronymus Bosch" Cristovão!

edu disse...

Nao creio q renuncie, o q seria a mais inteligente e altiva das opçoes, ha dois anos atras disse q ela era "Napoleao de saias" e se confirmara, ela sò sai quando fincar os chifres no chao, levando o Estado e o seu povo junto. Ela se acha o q existe de melhor no mundo...

Vitor Barreto disse...

Se Yeda renuncia, como cumpre seus compromissos com as papeleiras? Feijó os assume? A oposição dorme de touca, apesar de tudo. Deixa a RBS contruir a imagem do Feijó, que serve muito bem aos interesses dele. Com toda essa coisa jogada no ventilador Feijó se fortalece, Yeda cai, e os processos ficam em segundo plano. É preciso, urgentemente, pedir o impeachment do governo, e isso inclui o Feijó. E novas eleições, sem dúvida.

panoramix disse...

O impedimento é complicado até para síndico de um prédio. Não é coisa fácil. Collor perdeu o mandato porque não teve jogo de cintura, foi turrão até o fim. O problema de Yeda, além da corrupção da camarilha, é como governar sem base de sustentação e com o estado inteiro colocando tudo e todos que a cercam sob suspeição. Pedro Simon apareceu finalmente e junto com Padilha tirou o PMDB de campo, mesma coisa com PP e DEM. A situação de Yeda agora é do Midas ao contrário: "tudo que toca vira merda". Não há saída! Não se sustenta!

Anônimo disse...

olha, gente que coisa linda!!tentamos isso com o britto, não deu certo. não tentamos por covardia, com o rigottinho, onde começou toda a porcaria. e, eis que surge a dama das falsas camélias, a iyedinha toda prosa, pretensa bonita e innnteligente. e da no que dá...merda!!!! viva o povo brasileiro, viva os caras pintadas e todos nós que temos ética e vergonha na cara pra derrubar a dama das falsas camélias e seu fantoche vice de coisa nenhuma.

Anônimo disse...

O Feijó é autoridade constituída. Tinha obrigação de dar voz de prisão em flagrante ao Busatto, quando o ex-chefe da Casa Civil tentou comprá-lo. Mas, se o fizesse, não teria esse circo todo que houve hoje.
Quanto à yeda, depois que (finalmente) a globo deu em rede nacional o escândalo, não vai longe mesmo. É uma morta-viva política. Se até a rbs desembarcou, certo que nenhum partido fica mais nessa canoa furada.
Mesmo assim, tb acho q tem q protestar... tem que correr ela de lá.

Germano

Fabrício disse...

Yeda: do Piratini ao Madre Peletier?

Anônimo disse...

Calma pessoal, cuidado com a euforia...

A coisa ñ será tão rápida quanto parece. A Yeda ñ tem dignidade para renunciar e vai ficando até onde puder. A retirada do apoio dos partidos da direita é só o início d uma guerra d bugios, vai ser merda pra tudo quanto é lado, por q todos tem o rabo preso.
O cuidado q é preciso tomar é em relação ao Feijó, q preparou esse golpe para assumir o lugar da "véia sem-vergonha". Quem escutou a RBS hoje a tarde pode notar q ela já tá apresentando o cara como o homem d bem q emerge desse lodaçal. Mesmo com ele admitindo ao Busatto, na gravação, q sabia do esquema do detran desde 2003 e q ñ o denuncio, com a desculpa d q era somente o "presidente da federasul". Mas quando assumiu o governo, por q ñ abriu a boca? Por q a preocupação do Feijó era com o seu próprio esquema, o da privatização do Banrisul, q a Yeda melou.
O curioso é q na RBS comentaram todos os detalhes da tal gravação, menos esse da fala do Feijó.
O Fona bateu nisso na sua entrevista a imprensa hoje a tarde, dizendo q se ele tivesse falado a mais tempo a coisa ñ teria chegado a esse ponto.
Então, o objetivo agora é desmascarar esse Feijó, q é farinha do mesmo saco.
Tem muito trabalho pela frente, antes d cantar vitória.

Eugênio

alexandre disse...

Incrível a repercussão mínima desse escândalo,aliás,mega escândalo.Tu pega uma Folha de SP da vida e fica parecendo q o Rio Grande do sul é um vilarejo.

Anônimo disse...

A imprensa tá abafando o escândalo mais extraordinário que este estado já teve...nunca antes na história do Rio Grande aconteceu algo de tais dimensões...eu não tenho a menor dúvida que este escândalo é a antítese vergonhosa da LEGALIDADE, da REVOLUÇÃO FARROUPILHA e da REVOLUÇÃO DE 30, para ficar só em três exemplos...e quem produziu isto foi este BLOCO DE DIREITA...que de anos em anos inventa e desinventa sua própria face....não dá para culpar só o PSDB não...este escândalo é produto deste PACTO DA ELITES...em especial contra o Pê Tê...como diz os do funk....eles não querem abrir mão de nada...eles não querem reforma agrária....eles não querem escola pública....eles não querem rebeldia e revolta....a batalha não foi vencida não...pois só haverá vitória quando derrotarmos este BLOCO INTEIRO...TODO MUNDO PARA FRENTE DO PALÁCIO....VIGÍLIA PELA DEMOCRACIA...PELA VERGONHA NA CARA...PELO NOSSO ORGULHO E PELA NOSSA LUTA....

Daniel Le Rouge

Carlos Eduardo da Maia disse...

O Chefe da Casa Civil do governo Yeda (PSDB-RS) Cézar Busatto parece estar conseguindo fazer do limão uma limonada. O Vice-Governador Feijó entregou a fita para a RBS e (pasmem) para a bancada do PT na Assembléia. Francamente. E Busatto concedeu uma entrevista para a mídia, foi aberto, foi franco, chamou o Feijó de canalha, golpista e mau carater. Depois, Busatto participou do Programas Conversas Cruzadas na TVCOM com o deputado Fabiano Pereira, PT-RS, presidente da CPI do DETRAN. Busatto não está sendo omisso. Ele está se defendendo, está sendo claro e objetivo. E a mensagem é a seguinte, tudo o que ele disse na conversa gravada por Feijó faz parte da complicada politicagem brasileira. Quando um governador, um presidente chega na cadeira do poder ele necessita apoio parlamentar para governar. E esse apoio é dado com contrapartidas do tipo: emprego para a militância, para os apadrinhados que pagam dízimo para os partidos e a farra é grande. Sempre foi assim. E onde a politicagem faz farra? Nas estatais. Busatto disse ontem: primeiro era o DAER, na época das obras públicas - hoje o Estado licita as obra para a iniciativa privada -- e agora é o DETRAN, a CEEE, o Banrisul.

Eu fico pensando com meus botões: que pena, mas que pena mesmo o ex governador Britto não ter conseguido privatizar, desestatizar o Banrisul e a outra parte da CEEE. Tudo isso que foi dito na conversa gravada poderia ter sido evitado.

Mas num ponto eu concordo plenamente com Feijó, quando ele diz na gravação:




Agora, eu tenho uma convicção: se sair uma CPI do Banrisul, seria muito bom para a sociedade, não tenho dúvida disso. Politicamente não sei avaliar, agora, em termos de enxergar a realidade do banco e ver efetivamente se nós, Rio Grande do Sul, precisamos estar pagando esse custo para manter um banco. Afinal, Santa Catarina não tem banco, Paraná não tem banco, São Paulo não tem banco, o Rio, a Bahia, nenhum Estado representativo tem banco.




Está na hora e está na hora sim de ampliar esse debate sobre o Banrisul, CEEE, DETRAN, estatais que estão ai que prestam serviços deficientes ao povo do RS e que estão servido de fonte de recursos escusos para alimentar a politicagem, a corrupção, o empreguismo, as falcatruas e a picaretagem.

Carlos Eduardo da Maia disse...

O Busatto não tentou comprar ninguém. Isso está claro na conversa. O texto tem que ser interpretado com o contexto. Está na hora do governo Yeda abrir esse debate com a sociedade gaúcha. Afinal, para que servem as nossas estatais????

Anônimo disse...

Cristóvão, desculpe desde já a próxima frase.
Maia, vai à merda.

panoramix disse...

Desculpe o eco anônimo e o palavrão Cristovão:
Vai à merda Maia!

Carlos Eduardo da Maia disse...

Argumente, Druida, argumente...Saia da superfície. Entre no caldeirão das discussões.

guimas disse...

O argumento do Maia é tão tosco que nem vale a pena discutir.

Mas vamos lá, alguém tem que dizer algo:

O que o Maia disse é que, existindo empresas públicas, políticos sem escrúpulos vão lá para "fazer a farra". A solução? Eliminar as estatais.

Como se políticos corruptos não fizessem a farra no âmbito privado. Pior, sob o argumento de que, se é privado, pode.

O problema não são as estatais, caro Maia. São os políticos corruptos, dentre os quais está o tão defendido, franco e aberto Cézar Busatto.

Ou seja, a solução do Maia é, ao invés de abrir a caixa de Pandora (como o "canalha" Feijó sugere), é fechá-la ainda mais no âmbito da iniciativa privada.

Maia, a casa caiu. A aliança anti-PT que governa o RS desde que o PT saiu é completamente podre, no primeiro, no segundo e no último escalão. E quem votou nestas criaturas, por conta do anti-petismo latente que existe aqui no RS, devia baixar a cabeça e reconhecer o imenso erro que é esta radicalização contra o PT, sem propostas, sem alternativas, apenas de ódio.

E, para adiantar, o que eu disse não significa que eu quero que todos votem no PT. Significa que eu quero políticos interessados em fazer o poder público funcionar, sem esta dualidade falsa e burra ("o PT é mau e eu voto em qualquer um que o tire do poder") que tomou conta do RS, e sem o maniqueísmo tolo que diz que tudo que é público não funciona, é podre. Se tem hora de abrir os olhos e mudar, a hora é agora. Aproveitemos.

panoramix disse...

Ontem tendo uma conversa com minha filha de 17 anos fiquei sabendo de seus projetos para o futuro:
-Quer ir para New York, centro do mundo, ser cafetina!
-Voltar para o Brasil sob os holofotes da mídia e participar de um BBB!
-Posar para Playboy/Sexy e encerrar a carreira como estrela da "Brasileirinhas"!
De boca aberta argui que estava propondo ser prostituta! E ela respondeu que não, que tudo dependia do "ponto de vista"!
Pior foi a pergunta da mãe, de quem estou litigiosamente separado, depois de tudo que a menina disse:
Quanto vamos ganhar filha?
Que estranha moral é esta? Até onde irá a degradação fingindo que não está vendo e tentando por panos quentes! Será realmente o fim?

Anônimo disse...

Coitado do Maia gente, é tão doente que não se dá conta da realidade, ou deve estar ganhando muito dinheiro roubado das estatais prá fazer essa defesa constrangedora dos ladrões, que só os muito desavergonhados conseguem fazer.
Maria Eduarda

Fabrício disse...

Para o Maia: penso que ela sebe bem (toda a direita escroque, desonesta intelectualmente sabe...), mas vale lembrar que a questão não vai centrada nas estatais. O fato essencial reside no destinatário de sempre destes episódios de desvio de dinheiro público: invariavelmente, a iniciativa privada, aquela que os mais da vida defendem. Os tais políticos corruptos, sempre atacados pela reação, não passam de corrreia de trasmissão dos interesses privados - e escusos, é bom dizer.
Isso o Maia conhece bem. Seu discurso não impressiona e nem tem nada de novo. Reproduz a cantilena das elites, que sempre são beneficiárias do dinheiro público e sempre buscam atacar o estado.
Não mandem o Maia à merda, pois esta não tem culpa pela fetidão que exala... Mandem ele à Yeda...

Carlos Eduardo da Maia disse...

Guimas, existe anti petismo e existe sim e ele é forte no RS e cresceu muito, porque existe a arrogância petista que se acha os donos da boa moral, da boa administração, os incorruptíveis. E o PT não é nada disso. O partido é feito de seres humanos. Existe picaretas, interesseiros, bonzinhos, malvados, aloprados, corruptos em todos os partidos, sobretudo os grandes. Existe uma cultura no Brasil -- e o PT faz igual -- de distribuir cargos entre os partidos aliados. O PMDB fica com tal estatal, o PP com o Detran, o PTB com a Companhia X. E sempre foi assim, Guimas. Quer estancar esse vício. Limite o número de estatais e focalize o Estado onde ele deve efetivamente atuar: educação, saúde, segurança e administração e gestão do fundamental e importante serviço público e do patrimônio público. Estamos sim na esquina da história no RS. E a hora de mudar é agora. E esse deve ser o grande desafio do governo Yeda daqui para a frente. Porque ela não vai cair e nem vai renunciar. Ela vai continuar governando e a chance dela se recuperar é exatamente agora, mostrando ao RS que certas estatais são focos de corrupção,empreguismo e falcatruas políticas.

Carlos Eduardo da Maia disse...

O dinheiro da iniciativa privada é privado. Se o empresário é desonesto, ele está sendo desonesto com o dinheiro dele. O que não pode acontecer é o dirigente da estatal agir desonestamente com dinheiro público. Que existe desonestidade e picaretagem na iniciativa privada ninguém pode negar. Que ela alimenta a corrupção no setor publico, ninguém também pode negar. Por isso mesmo, Fabrício, o Estado tem é que fortalecer sua fiscalização. E isso é gestão. Estado federado, já existindo bancos públicos federais para o fomento e subsídio de atividades importantes na economia, não tem que ficar administrando banco estatal. Esse tempo já passou. Pergunte aos paulistas se eles sentem falta do Banespa? O Brasil precisa urgentemente repensar o papel das estatais que sempre foram focos de corrupção e beneficiamento de políticos. E o PT bem que poderia fazer uma reforma política. Por que não faz? Porque se beneficia com o atual esquema.

guimas disse...

O divertido do Maia é que, enquanto eu digo que o problema é o anti-petismo, ele diz que o problema é o PT não ser perfeito. É uma lógica incrível!

Quanto ao dinheiro privado, Maia, se ele é desonesto e financia partidos políticos - como o caso do Mensalão, que até onde se sabe foi financiado com dinheiro da iniciativa privada - ele cai na vala comum. Não há diferença entre desonestidade privada e desonestidade pública, é tudo falcatrua!

E por que tem de ser o PT a fazer uma reforma política, e não a sociedade, ou a soma dos partidos políticos? Por que este é um problema que o PT tem de resolver? Que coisa mais míope, sem lógica, Maia.

O governo Yeda acabou. A governadora está envolvida até as pantalhas com as desonestidades. Acho que resta pouca dúvida disso. E se ela não cair, estaremos vendo complacência com esta corrupção, o que consegue ser pior do que a corrupção em si.

edu disse...

Esse maia nao se toca, é um ridiculo, se dorneu, a carta do ferst e o busatto deixaram alguem com duvida é pq esse alguem é retardado, ou esta sendo pago para confundir.

Carlos Eduardo da Maia disse...

E o PT não é perfeito, Guimas, mas posa de perfeito. O PT aqui faz um alarde imenso sobre o caso Detran, mas se cala quando o compadre do Lula recebe 5 milhões pelas negociatas da Varig, articulada pela Dilma. Isso também é uma forma cinismo e hipocrisia.
A lei permite, Guimas, que dinheiro privado financie partidos políticos. Vá no site transparência brasil e vc vai ver que os grandes financiadores de campanha de todos os partidos são empresas privadas. É o famoso financiamento privado de campanha que é legal. Se isso tem que mudar, o governo do PT parece não ter esse interesse. É ele que está no poder e tem a iniciativa para fazer isso. Não está fazendo, porque parece ter interesses em manter esse status quo. É que o PT - hoje que está no poder - é o partido que mais arrecada dinheiro privado e seus doadores são grandes grupos, empreiteiras,etc. O governo da Yeda não acabou. Ele foi legitimamente eleito e resvala aqui e ali. O que está acontecendo com a Yeda aconteceu com o Lula que também dividiu entre os partidos aliados a administração das estatais, como o Correio para o complicado PTB de Jéferson. Quer alimentar a corrupção no Brasil? aumente o número de estatais.

Anônimo disse...

maia, vai tomá nesse teu rabo sujo!!!

Anônimo disse...

não dá para ficar quieto, com CANALHAS como o maia sem lógica ou argumentação só paredão...

Clairton disse...

Parabéns Guimas pela sua argumentação! Mas não adianta, o sr. da Maia é obtuso, ele idolatra o mercado e demoniza a luta de classes sem saber que os dois são lados de uma mesma moeda. Enquanto existir mercado capitalista e propriedade privada dos meios de produção existirá luta de classes, isto não depende de mim, de ti nem do sr. da Maia e muito menos de débeis mentais como o Fukuyama que declarou o fim da história...
A solução do sr. da Maia para as estatais é a mesma do marido traído que retira o sofá da sala. Penalizar os políticos corruptos e os empreendedores privados que os corrompem nem pensar, afinal são todos "homens de bem". A solução já escrevi em outros "reply" para diversos blogs: endurecer a legislação para crimes de colarinho branco e logicamente aplicá-la exemplarmente.

Carlos Eduardo da Maia disse...

Clairton, o debate aqui não tem nada a ver com empreendedor privado, mas de dinheiro público que beneficia os partidos aliados. A história do mensalão que se repete no RS.

Clairton disse...

Ora sr. da Maia, o Lair Ferst e o Fernandes da Pensant são o que? Nada mais nada menos que endeusados empreendedores privados...

Anônimo disse...

Pra mim qualquer solução é boa: destruir estatais, endurecer legislação... o que importa é que a corrupção acabe.

Anônimo disse...

Ô Maia:

Que tu tenha compromisso em defender esta roubalheira toda, acredito que por aqui ningúém estranha. Pelo contrário, grande parte deve achar que recbes para fazer isto com tanto empenho.

Que uses todas as lorotas e mentiras, velhas e novas, tudo bem mas tenha mais cuidado com certas mentiras:

1- quando mentes dizendo : negociatas da Varig, escondes que o negócio foi feito no segundo leilão público; é só vício do teu Mau caráter.

2- Quando escondes que foi um leilão público e articulado pelo Juiz Ayoub, é só para poder mentir que a Dilma articulou; continua sendo o vicio do teu Mau Caráter.

Claudio Dode

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo