Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

sábado, 21 de junho de 2008


O mundo é um moinho


Ainda é cedo amor
Mal começaste a conhecer a vida
Já anuncias a hora da partida
Sem saber mesmo o rumo que irás tomar

Preste atenção querida
Embora eu saiba que estás resolvida
em cada esquina cai um pouco tua vida
Em pouco tempo não serás mais o que és

Ouça-me bem amor
Preste atenção o mundo é um moinho
Vai triturar teus sonhos tão mesquinhos
Vai reduzir as ilusões a pó

Preste atenção querida
Em cada amor tu herdarás só o cinismo
Quando notares estás à beira do abismo
Abismo que cavastes com teus pés


Cartola (Angenor de Oliveira, 1908-1980)


Ouça essa maravilha AQUI, com a interpretação da grande Beth Carvalho. Este samba genial era o favorito do poeta Carlos Drummond de Andrade.

16 comentários:

Anônimo disse...

A Yeda é governadora eleita porque o Olívio "Cachaceiro" Dutra ninguém mais quer governando o RS, nem o PT.

Parem com isso golpistas.
Vençam no voto.

MARCIO DIAS disse...

Ganhar eleições nunca deu direito a ninguém de roubar e deixar roubar.

O impeachment é uma possibilidade constitucional. Não se trata de golpe, mas de dizer à governadora que ela não é mais digna do cargo que ocupa. Permanecer no cargo é que é golpe e usurpação de direitos.

Yeda precisa explicar como comprou uma casa não tendo renda para tanto.
É simples, é só explicar com detalhes.
Ontem ela deu entrevista coletiva, mas quando os jornalistas começaram a perguntar sobre a crise, ela puxou o carro e saiu num arranque pela porta dos fundos do "meu palácio".
O RS não merece uma pessoa assim, desrespeitosa, empinada, e arrogante.

CHEGA DE YEDA!!!!!!!!!!

panoramix disse...

Cartola foi um gênio da nossa música! Favelado e pobre teve condições de fazer poesias como esta, entre tantas outras, igualmente clássicas. Realmente o "O mundo é um moinho" retrata exatamente a condição da "rataria" que voltou a cravar os dentes nas estruturas do estado através desta despreparada Senhora. Até os sindicatos, não só dos bancários estão sob suspeição! Acorda Rio Grande, assume a cagada que fizestes!

Daniel disse...

Mas a crise já acabou, Feil. Tu não lês a Zero Hora? Está tudo bem no RS.

Paulo Roberto disse...

- Melhor cachaceiro do que ladrões tomando "Twelve Years" e rindo dos idiotas que oo elegeram. Vade Retro, fascio!!!

Anônimo disse...

O Olivio continua residindo no mesmo endereço....


Claudio Dode

Anônimo disse...

Ao covarde Anônimo, só me rest dizer:

o que os gauchos não querem, e tem vergonha é de tanto ladrão num governo.

E que vençam os votos. Os não comprado, claro!

FORA LADRÕES!!!

FORA REACIONARIOS!!!

Claudio Dode

Anônimo disse...

Os Fascistas da RBS e do Governo Yeda, e todos os seus demandos...

FORA!


Ah! e levem o canalha do mentiroso do Maia.


Claudio Dode

EDU disse...

O O O Olivio!!! Governador pro Rio Grande melhorar!!!


Vem Vem Vem!!! Vem com Galo Missioneiro!!!


Nòs somos INDESTRUTIVEIS!!!

Anônimo disse...

Olívio é um Homem representativo dos Panpas Gaúchos.
Vejo em Olívio um Homem com nobreza, honradez, cultura, ética, política. estética, democracia, sociabilidade, solidariedade, fraternidade...´
Olívio é um Homem que vive, convive e participa plenamente da vida popular e cultural do RS e do Brasil.
Um Homem com com essas credenciais, na minha perspectiva, sabe apreciar e valorizar, uma bebida típicamente brasileira, que é usada como coquetel, na mundialmente conhecida caipirinha.

Uma palavra ao anônimo: o preconceito deixa as pessoas com uma visão restrita, provoca cegueira e normalmente estão em um beco sem saida. Será que entendeu?
Cândida

Anônimo disse...

Esse é o argumento de quem já não tem mais argumento para defender essa "coisinha" que desgoverna o nosso querido Rio Grande, chamar o Olívio de cachaceiro. Ora bolas, o Galo Missioneiro não está em julgamento, muito menos no Piratini (ainda). A dor dessa direita esgualepada é que ELE não deixou "rabo", honrou o bigode que tem e continua a ser o melhor governador que já tivemos. Parem de tentar ridicularizar o Olívio, ele já provou que é maior e tomar uma cachacinha é bem melhor que fraudar o Detran, Banrisul,...
Angela

Anônimo disse...

Esse é o argumento de quem já não tem mais argumento para defender essa "coisinha" que desgoverna o nosso querido Rio Grande, chamar o Olívio de cachaceiro. Ora bolas, o Galo Missioneiro não está em julgamento, muito menos no Piratini (ainda). A dor dessa direita esgualepada é que ELE não deixou "rabo", honrou o bigode que tem e continua a ser o melhor governador que já tivemos. Parem de tentar ridicularizar o Olívio, ele já provou que é maior e tomar uma cachacinha é bem melhor que fraudar o Detran, Banrisul,...
Angela

Suzie disse...

Assino o quê Angela escreveu.
Palmas para o Olivio!
Sem dúvida, o melhor governador que o Rio Grande recebeu nestes últimos 40 anos!

Carlos Eduardo da Maia disse...

Olívio foi tão bom, mas tão bom governador que o PT não permitiu que ele fosse para a reeleição. Contem outra que essa não pega.

Anônimo disse...

É o Maia

Esta é uma das tuas meias verdades, que é o máximo que consegues. Já na mentira és imbatível.

O Olivio é tão bom, mas tão bom que não precisa estar mudando de endereço a cada eleição.

Mesmo sabendo que honestidade para ti deve ser defeito, pelo menos pelos que tu defendes.

Claudio Dode

Anônimo disse...

Esta letra do Cartola é linda e pode ser lida como crítica à Yeda. Mas por favor, as duas primeiras frases não!!! Rs, rs, rs.....
Fora YEDA!! Fora MAIA !

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo